WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia embasa secom bahia secom bahia secom saude></a>
<a href=secom ponte ilheus prefeitura de ilheus secom bahia


maio 2021
D S T Q Q S S
« abr    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


:: ‘Coronavírus – Covid’

SECRETÁRIO EXPLICA AUMENTO DOS REGISTROS DE ÓBITOS PELA COVID-19 NA BAHIA

Fábio Vilas-Boas

O registro tardio dos casos continua sendo o principal motivo para que a média móvel de óbitos registrados pelo novo coronavírus siga estável na Bahia, com cerca de cinquenta mortes por dia. De acordo com o secretário estadual da saúde, Fábio Vilas-Boas, outro problema é o aumento de registros em áreas remotas, onde muitas pessoas, inclusive, deixam de procurar os serviços de saúde e acabam falecendo em casa.

Vilas-Boas afirma que tem mantido contato com prefeitos e secretários municipais para que incentivem a população a procurar os serviços de saúde assim que tiverem suspeita da doença e que a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) iniciou um mutirão junto a outros órgãos para treinar as equipes dos municípios no registro de casos confirmados e óbitos pela doença. O objetivo é evitar o acúmulo desses dados.

NO DIA DE RECORDE DE INFECTADOS, PREFEITURA ANUNCIA A REABERTURA DO QUE FALTA

Do Jornal Bahia Online

Marão.

No dia em que o município de Ilhéus registrou 95 casos – o maior número em 24 horas de casos positivos desde o início da pandemia – o prefeito Mário Alexandre publicou decreto no Diário Oficial do Município autorizando a reabertura da quarta etapa de atividades comerciais e econômicas do município, que inclui bares, salões de beleza, autoescolas e academias de ginástica.

Dentre as justificativas do prefeito, está o fato de que as conclusões obtidas pelo Gabinete de Crise quanto à possibilidade da mudança de fase, foram tomadas com base nos dados fornecidos pela Secretaria de Saúde do Município. A medida entra em vigor à zero hora do dia 11. Portanto, nesta terça, todas as atividades comerciais de Ilhéus estarão em funcionamento.

Estão autorizados a funcionar estabelecimentos como os varejistas de souvenires, joias, bijuterias e artesanatos; cabeleireiro e outras atividades de tratamento de beleza; bancas de jornais e revistas; lojas de aeroporto e rodoviárias; academias de esportes de todas modalidades; lojas localizadas em galerias; bares, food trucks e cabanas de praia; auto escolas; cursos profissionalizantes na modalidade online; uso de embarcações individuais e de uso familiar como jet-ski e lanchas, bem como a prática de esportes náuticos, desde que não haja contato entre os participantes e que seja respeitado o distanciamento de pelo menos 1,5m.

Todos os segmentos estão autorizados a funcionar desde que mediante ao integral cumprimento das exigências de higienização dos estabelecimentos e das medidas de prevenção e proteção à saúde e às  vidas humanas.

Culpa da população

Hoje, no Instagram, ao noticiar o número de novos casos e de óbitos no município, a Secom foi questionada por um leitor. “Surreal a quantidade de mortes diárias”, escreveu uma eleitora. A Prefeitura respondeu e responsabilizou a população pelo crescimento no percentual de infectados. “Todas as ações de combate e prevenção à pandemia vêm sendo tomadas. Desde a desinfecção de locais públicos, remanejo e reorganização de feiras livres com segurança, descentralização e ampliação do atendimento, busca ativa de pacientes através dos Agentes Comunitários de Saude e Agentes Epidemiológicos, além da maior quantidade de leitos das cidades do interior da Bahia. Nos preocupamos ainda com a transparência das ações, onde somos o primeiro do Estado, afim de que a população tenha acesso à todas as informações. As campanhas informativas e de sensibilização também vem sendo desenvolvidas”, escreveu a Secom.

Em seguida, destacou que “tudo isso sem a cooperação da população não se faz tão eficiente. Por isso é necessário seguir todas as recomendações de prevenção e proteção, pois se trata de uma grande pandemia. O fato de flexibilizarmos alguns serviços não significa dizer que as pessoas têm que se dirigir à esses lugares, significa que devem estar aberto para quem em caso de urgência precisar. Por isso pedimos que as pessoas mantenham o isolamento e o distanciamento social, para minimizarmos o percentual de infectados”, finalizou.

ILHÉUS: ATENÇÃO PARA AS ATIVIDADES ESPORTIVAS LIBERADAS E PROIBIDAS

Do Tabuleiro

academia

À medida em que foi acontecendo o avanço das fases para a reabertura gradativa do comércio de Ilhéus, a Prefeitura liberou o acesso às praias e a prática de determinadas atividades esportivas, desde que não haja contato físico entre os participantes e seja respeitado o distanciamento social. Com a liberação dos estabelecimentos da fase vermelha, o funcionamento das academias de musculação, crossfit, pilates, dança, lutas e artes marciais, foi autorizado conforme atendimento de protocolo específico. Confira quais são as outras modalidades permitidas e as não autorizadas.

Após a liberação do acesso às praias, práticas de esportes como surf, beach tennis, futevôlei, badminton, sinuca, tênis, tênis de mesa, atletismo e esportes náuticos foram autorizadas, sendo permitido também o uso de embarcações individuais e de uso familiar como jet-ski e lanchas, desde que não haja contato entre os participantes e que seja respeitado o distanciamento de pelo menos 1,5 m.

Esportes coletivos como futebol de campo e de praia, peladas, futsal, basquete, vôlei, handebol e afins, estão proibidos.

Nas praias, as equipes de Salva-Vidas continuam atuando diariamente na faixa litorânea de norte a sul, das 10h às 16h, com o objetivo de reforçar as normas de acesso, monitorar e orientar os banhistas. As equipes do setor de Fiscalização de Postura e efetivo da Guarda Civil Municipal (GCM), com apoio da Polícia Militar quando necessário, continuarão reforçando as ações de fiscalização para assegurar o cumprimento dos decretos municipais.

As regras de distanciamento social devem ser respeitadas por todos, bem como o uso de máscara de proteção, álcool em gel 70% e lavagem correta das mãos.

COVID-19 ILHÉUS: PREVISTO AUMENTO DE ATÉ 15% DE INFECTADOS ATIVOS COM TESTAGEM EM MASSA DOS ALUNOS

Testagem

Com a testagem em larga escala junto aos alunos da rede estadual de educação iniciada na manhã desta terça-feira (11) para a detecção da Covid-19, a Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Ilhéus prevê um crescimento de até 15% do número de infectados ativos no município, sem que haja uma direta relação com a abertura da 4ª fase do comércio, em que foi autorizada as atividades dos estabelecimentos da zona vermelha.

“Essa detecção de novos casos e crescimento do número de pacientes ativos são esperados para acontecer não só aqui em Ilhéus, mas também em outros municípios baianos em razão da testagem em massa, não havendo direta relação com a liberação da quarta fase do comércio. Isto porque, sequer haverá tempo suficiente para que esse aumento aconteça de forma imediata”, destacou o secretário de saúde, Geraldo Magela.

São 11.370 alunos, ao todo, matriculados na rede estadual de Educação no Município de Ilhéus, distribuídos em 18 unidades escolares. As Secretarias de Saúde e de Educação do Estado da Bahia, bem como a Secretaria de Saúde de Ilhéus, estimam examinar, via teste rápido, em torno de 12 mil pessoas até o dia 21 de agosto, entre estudantes, servidores e professores.

A convocação do alunado é realizada pelos gestores de cada unidade escolar estadual, conforme o planejamento do Núcleo Regional de Educação do Estado. Os testes são realizados pela Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Ilhéus (Sesau) em parceria com o Núcleo Regional de Educação da Secretaria de Educação do Estado da Bahia (SEC) e a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), tanto no período da manhã, quanto pela tarde, na unidade escolar correspondente.

ILHÉUS CAI UMA POSIÇÃO NO RANKING DA TRANSPARÊNCIA NAS CONTRATAÇÕES DO COMBATE À COVID-19

Transparência

Disponibilizar dados públicos de forma aberta e de fácil entendimento para que a população acompanhe as contratações emergenciais para combate à COVID-19. Além de salvar vidas, a transparência permite o monitoramento do uso dos recursos públicos destinados para esse fim, combatendo a corrupção. O último ‘Ranking da Transparência’, lançado pelo Instituto Nossa Ilhéus nesta segunda-feira (10), demonstra que os municípios vêm melhorando seus procedimentos. A maioria conseguiu elevar a pontuação seguindo critérios estabelecidos pela Transparência Internacional – Brasil.

Desde o primeiro ranking, os municípios têm entrado em contato com o Instituto para disponibilizar e organizar os dados de acordo com a recomendação da TI. Foi assim que Itapé e Itajuípe atingiram 100 pontos, figurando entre os primeiros a ter a pontuação máxima. Também compondo a categoria “Ótimo”, estão Ilhéus, Itacaré, Barro Preto, Una, São José da Vitória, Almadina, Ibicaraí, Floresta Azul, Jussari, Uruçuca, Itabuna, Coaraci, Pau Brasil e Ubaitaba. Notou-se que houve um salto desde a última avaliação realizada em julho, somando agora 16 municípios com pontuações altas, em comparação aos apenas cinco que figuravam entre os melhores classificados naquele mês.

Neste último ranking, apenas Mascote está classificado como “Péssimo”, somando apenas 15.19 pontos. Em julho, nove municípios se encontravam nessa categoria. Saiba mais em www.nossailheus.org.br/transparentometro

O Instituto destaca que o ranking, também chamado de ‘Transparentômetro’, é uma forma de estimular a transparência e que todos os municípios podem atuar para atingir os 100 pontos, tornando os dados mais acessíveis ao público e prevenindo o desperdício e a corrupção.

“Desde que lançamos o primeiro ranking, gestores e controladores dos municípios têm entrado em contato para atender às recomendações de transparência. A equipe tem se empenhado em orientar cada um e apontar, por meio de ofícios, o que pode ser melhorado. É assim que entendemos que a sociedade civil organizada pode contribuir para melhorar as gestões municipais: estimulando o aperfeiçoamento de procedimentos e fortalecendo as práticas democráticas nas gestões”, explica a presidente do INI, Maria do Socorro Mendonça.

Entre os itens avaliados, estão: existência de espaço no site da prefeitura referente à publicação de dados sobre o combate à COVID-19; Publicação de contratos; Existência de um dicionário de dados – documento que explica ao cidadão quais conceitos e termos foram usados para descrever as informações contidas em uma base de dados e que foram utilizados nas formatações das planilhas disponibilizadas; Redes sociais – se são publicados posts que dão visibilidade à transparência das contratações emergenciais, inclusive, fazendo link para a publicação à página do site; Pedido de acesso sigiloso – para que um pedido seja considerado como sigiloso ou anônimo, é preciso que o site da prefeitura solicite, no máximo, um endereço de e-mail para que a resposta ao pedido seja enviada.

A avaliação lançada nesta segunda (10) contou com o trabalho da equipe do Instituto Nossa Ilhéus e mais um força-tarefa composta por estudantes do Mestrado em Economia Regional e Políticas Públicas da Universidade Estadual de Santa Cruz: Drielle Fernandes, Catrine da Mata, Érica Leal, Ferlanda Luna e Givaldo Correa.

O desempenho dos municípios será atualizado mensalmente, bastando que os próprios municípios entrem em contato com o Instituto (contato@nossailheus.org.br) para enviarem novas informações, o que permitirá que a sociedade, a imprensa e os próprios órgãos de controle tenham à disposição um instrumento para monitorarem as respostas do poder público ante a crise. A avaliação também tem como metas estimular o poder público a promover continuamente a transparência de suas ações e reconhecer o bom trabalho realizado por algumas prefeituras.

Critérios – Os critérios de avaliação do ranking basearam-se no guia de Recomendações para Transparência de Contratações Emergenciais em Resposta à COVID-19 que foi produzido de forma conjunta pela Transparência Internacional – Brasil e pelo Tribunal de Conta da União (TCU). A Lei Federal nº 13.979/2020 – que regulamentou as medidas para enfrentamento da emergência de saúde pública decorrente da pandemia do coronavírus –já exige transparência das chamadas contratações emergenciais. Na construção da metodologia de avaliação, a Transparência Internacional definiu critérios objetivos para avaliar em que medida essa divulgação de informações acontece da forma clara, fácil e acessível. Por esse conceito, não basta disponibilizar informações na internet se elas se encontram, por exemplo, dispersas, incompletas e, principalmente, escondidas em páginas com pouca visibilidade. Hoje em dia, uma das questões consideradas essenciais é a adequação dos portais para que possam ser “legíveis por máquinas”. Em outras palavras, “robôs” de programação usados por acadêmicos, especialistas da sociedade civil e jornalistas de dados precisam encontrar um caminho livre para colher, de forma automatizada, as informações necessárias – indo ao encontro do bom uso da tecnologia para promover a transparência e o controle social. Por fim, além da “transparência ativa”, a metodologia também avalia o quanto os entes públicos se esforçam para criar canais para escutar a sociedade neste momento excepcional. Dessa forma, foram avaliados também os canais para recebimento de denúncias e de pedidos de acesso à informação.

ILHÉUS: TESTAGEM DE SERVIDORES E PROFESSORES DA REDE ESTADUAL É INICIADA HOJE

Magela

A Secretaria Municipal de Saúde da Prefeitura de Ilhéus (Sesau) a pedido do Prefeito Mário Alexandre, em parceria com o Núcleo Regional de Educação da Secretaria de Educação do Estado da Bahia (SEC) e a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), iniciou na manhã desta segunda-feira (10) a testagem para detecção da Covid-19 junto aos servidores e professores da rede estadual de Educação. A testagem dos alunos começa nesta terça-feira (11) e a previsão é que em torno de 12 mil pessoas sejam examinadas até o dia 21 de agosto.

“Em parceria com o Governo do Estado, nosso objetivo é ter um panorama do nível de contaminação pela Covid-19 no público da rede estadual de educação. Colocamos nossas equipes de saúde à disposição para contribuir com essa tarefa fundamental, que vai nos trazer dados reais. Isso tudo contribui para que possamos direcionar nossas ações e buscar os meios adequados de enfrentar o coronavírus e vencer a pandemia”, destacou o Prefeito Mário Alexandre.

A notícia foi anunciada pelo Secretário de Saúde de Ilhéus, Geraldo Magela, que recebeu na manhã desta segunda-feira na Sesau, o técnico da Coordenação de Articulação com os Núcleos Territoriais de Educação (CONTE), Leonardo Souza. “A previsão é que com essa testagem em massa, se aponte um aumento de 10% a 15% do número de positivos para Covid-19. Ou seja, em torno de 1.000 a 1.500 pessoas deverão apresentar positivos para Covid-19 aqui em Ilhéus, um aumento significativo no número de ativos. A estrutura de saúde do município está pronta para monitorar e atender os infectados, inclusive contamos com um abrigo para acolher pacientes com sintomas leves”, destacou o titular da saúde municipal, Geraldo Magela.

De acordo com a diretora da Vigilância em Saúde da Sesau, Jeovana Nascimento, “os testes são enviados pela Sesab por meio do Núcleo de Saúde do Estado, em lotes, para o Núcleo Regional de Educação. A Prefeitura de Ilhéus, por meio da Saúde municipal, realiza todo o suporte na prática da testagem em todas as localidades definidas pelo Estado”.

Os exames via teste rápido para detecção da Covid-19 foram iniciados hoje junto aos servidores e professores. De acordo com informações repassadas pela assessoria de comunicação da SEC, são 18 unidades escolares do Estado no município de Ilhéus, com 661 professores e 296 servidores estaduais na rede. Já estudantes, são 11.370 pessoas ao todo, o que soma um público total de 12.327 indivíduos para testagem.

Os testes estão sendo realizados tanto pelo período da manhã, quanto pelo período da tarde. Cada unidade escolar da rede estadual, por meio do gestor responsável, é quem realiza a convocação do alunado para que se dirija à escola e seja feita a realização do teste, na execução do planejamento realizado pelo Núcleo Regional de Educação do Estado.

BRASIL REGISTRA 3 MILHÕES DE CASOS DE COVID-19 E 101 MIL MORTES

Leitos de UTI.

O Ministério da Saúde divulgou hoje (9) novos números sobre a pandemia do novo coronavírus (covid-19) no país. De acordo com levantamento diário feito pela pasta, o Brasil tem 3.035.422 casos confirmados da doença e 101.049 mortes registradas. Os casos recuperados somam 2.118.460.

Nas últimas 24 horas, o ministério registrou 23.010 novos casos e 572 mortes. 

O estado de São Paulo tem o maior número de casos acumulados desde o início da pandemia, com 627.126 casos e 25.114 mortes. Em seguida estão os estados da Bahia (193.029 casos e 3.953 óbitos), Ceará (188.542 casos e 7.954 óbitos) e o Rio de Janeiro (178.850 casos e 14.080 óbitos)

De acordo com o Ministério da Saúde, 3.566 casos estão em investigação.

COVID-19: ILHÉUS REGISTRA 3.270 CASOS DE PACIENTES CURADOS

Ilhéus.

O município de Ilhéus, no sul da Bahia, atingiu total de 3.270 casos de pacientes curados do novo coronavírus (Covid-19) neste final de semana. Porém, nas últimas horas subiu o número de casos de pacientes em recuperação, os chamados casos ativos. Eram 354 no sábado. Neste domingo (9), saltou para 430.

O município descartou 13.700 casos suspeitos de covid-19 desde o início da pandemia, segundo a Secretaria Municipal de Saúde de Ilhéus (Sesau). No total, 17,5 mil notificações, incluindo casos curados, ativos e óbitos relacionados à covid-19.

SEM ÓBITOS EM 48H

De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde de Ilhéus (Sesau), não foram confirmados novos óbitos causados pela covid-19 nas últimas 48 horas. Ilhéus é o município do interior do estado onde mais se registra morte pela covid-19. São, até agora, 165.

De ontem para hoje, caiu de 59 para 56 o total de leitos covid-19 com pacientes internados. Os números são divulgados pela Vigilância Epidemiológica.

MINISTÉRIO DA SAÚDE MONITORA SÍNDROME EM CRIANÇAS ASSOCIADA À COVID-19

criança

O Ministério da Saúde informou que está monitorando uma nova doença que atinge crianças e pode estar relacionada à covid-19. O órgão emitiu alertas e disse estar em diálogo com as secretarias estaduais e municipais de Saúde. Ainda não há evidências de que uma cause a outra, mas as autoridades avaliam a evolução da síndrome no país.

A síndrome inflamatória multissistêmica (SIM-P) ocorre em crianças de 7 meses a 16 anos. De acordo com o Ministério da Saúde, até julho foram notificados 71 casos, sendo 29 no Ceará, 22 no Rio de Janeiro, 18 no Pará e 2 no Piauí. Foram identificadas também três mortes no Rio de Janeiro. No mundo, até o momento foram relatados mais de 300 casos, em países como Espanha, França, Itália, Canadá e Estados Unidos.

Conforme as informações das secretarias de Saúde, parte dos pacientes apresentavam infecção pelo novo coronavírus ou tiveram covid-19 anteriormente.

A SIM-P tem como sintomas febre duradoura juntamente com outras manifestações como pressão baixa, conjuntivite, manchas no corpo, diarreia, dor no abdômen, náuseas, vômitos e problemas respiratórios.

Vários destes coincidem com sintomas da covid-19, como febre, problemas respiratórios, manchas no corpo, diarreia e conjuntivite.

Nota de alerta

Em 20 de maio, a Sociedade Brasileira de Pediatria lançou uma nota de alerta com critérios para identificar os casos de SIM-P, entre os quais: paciente com febre persistente, marcadores laboratoriais de atividade inflamatória, com exclusão de outras causas infecciosas. A presença do coronavírus não seria obrigatória, sendo mais comum a presença de anticorpos.

A abordagem terapêutica, segundo a SBP, envolve o uso apropriado de EPI, terapia com antibióticos de acordo com os processos locais, coleta de exames complementares (como hemogramas com plaquetas, urina tipo 1 e eletrólito com bioquímica completa), painel viral respiratório, monitoração cardiorrespiratória precoce e monitoração também rigorosa dos casos de envolvimento miocárdico. (Agência Brasil)

MAIS SEIS MORTES E 75 NOVOS CASOS DE COVID-19 SÃO REGISTRADOS EM ILHÉUS

Do Jornal Bahia Online

Covid 19

Seis mortes. Setenta e cinco novos casos. Estes são os principais números apresentados no boletim epidemiológico divulgado ontem à noite pela Secretaria Municipal da Saúde, em Ilhéus. De acordo com o documento, 3.107 pessoas já estão curadas da Covid-19 em Ilhéus e 370 pacientes cumprem isolamento social.

Já 57 pacientes estão internados na UTI. Restam oito vagas, segundo o boletim.  Até o momento, desde que o primeiro caso foi regstrado no município a Covid-19 já provocou 162 óbitos.  352 pessoas aguardam resultado da coleta. São 12.792 casos descartados até o momento.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia