WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom embasa secom bahia embasa secom bahia secom bahia secom saude></a>
<a href=secom ponte ilheus


julho 2021
D S T Q Q S S
« jun    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


:: 2/jul/2021 . 18:23

ILHÉUS: ATO CONTRA BOLSONARO ACONTECE NESTE SÁBADO, 3

Ato contra Bolsonaro.

Nesse sábado (03), juventude, sindicatos, movimentos sociais e partidos políticos de esquerda vão realizar, em Ilhéus, uma mobilização contra o presidente Bolsonaro. O ato será dividido em duas atividades: a primeira, às 9h, na Central de Abastecimento do Malhado, e depois, às 12h30, nas ruas da cidade. De acordo com a organização do ato, denúncias de corrupção apresentadas na CPI do COVID-19 envolvendo a compra de vacinas motivou a realização da manifestação. Com informações do Blog do Gusmão.

POLO INDUSTRIAL: TRECHO DA BA 262 SERÁ RECUPERADO

Polo industrial da BA 262 será recuperado.

A recuperação da malha viária de Ilhéus é prioridade na execução dos serviços de infraestrutura realizados pelo Governo do Estado. Em maio último, durante visita ao gabinete do secretário estadual Marcus Cavalcanti, o prefeito Mário Alexandre solicitou melhoria de todo o acesso ao Polo Industrial, na zona norte, trecho da BA-262 que liga Ilhéus a Uruçuca.

 

O gestor ilheense destacou o apoio do governador Rui Costa, com o andamento dos serviços de manutenção asfáltica da rodovia e intervenções estratégicas para melhorar a mobilidade urbana nas principais vias do município.

 

“Quero agradecer ao secretário e ao nosso amigo e governador Rui Costa pelo carinho e compromisso com a nossa população. Todo trabalho realizado é fruto da parceria e do esforço para transformar Ilhéus em uma cidade cada vez melhor para se viver”, ressaltou Mário Alexandre.

Dando continuidade à série de melhorias, a Prefeitura segue com a operação tapa-buracos, com início do serviço na Rua Coronel Pessoa, no Pontal. O cronograma visa atender ainda 45 localidades do município. O trabalho será executado conforme as condições climáticas.

GRUPO VAI AO MINISTÉRIO PÚBLICO EXIGIR ABERTURA DA NOVA MATERNIDADE DE ILHÉUS

Hospital Materno Infantil

Um grupo da sociedade civil, com o apoio de vereadores e advogados, se organiza para ingressar com uma ação junto ao Ministério Público para exigir do Governo do Estado e da Prefeitura de Ilhéus a imediata abertura da nova Maternidade do município. A obra, que já foi concluída pelo estado e já teve todos os equipamentos instalados, ainda não foi inaugurada por uma falha do governo Marão, que é o responsável por gerir o equipamento.

Enquanto a obra vai ganhando status de elefante branco, sem qualquer serventia à sociedade, a única maternidade disponível para a população, a Santa Helena, funciona em situação precária. Além disso, somente neste ano, já ficou sem atender ao público pos duas semanas, em dois períodos diferentes, devido um impasse sobre os repasses financeiros que o município deveria fazer para manter o serviço.

A inauguração da nova maternidade era esperada para o último dia 28 de junho, quando se comemorou os 487 anos de fundação de Ilhéus. A data, no entanto, contou com a entrega de obras de menor relevância, como um mirante na Conquista.

Em 14 de maio, a prefeitura se pronunciou afirmando que ainda não havia iniciado qualquer tratativa para contratar a empresa que fará a gestão do equipamento. E é esse silêncio e aparente inércia do governo Marão que levou o grupo a se mobilizar para exigir a abertura da maternidade.

Se em funcionamento, a nova maternidade, que também possui Unidade de Terapia Intensiva Neonatal, atenderia a mais de dez cidades da região, desafogando, inclusive, o Hospital Manoel Novaes, em Itabuna, que é referência em atendimento neonatal e, por enquanto, o único na costa do cacau a possuir UTI para esse tipo de público.

LUCA LIMA NÃO COMPARECE À AUDIÊNCIA PARA SE DEFENDER JUNTO A COMISSÃO PROCESSANTE DA CÂMARA

Luca Lima não comparece a audiência para se defender.

Intimado a depor e apresentar sua defesa à Comissão Processante – criada pela Câmara Municipal de Ilhéus para apurar as acusações de crimes de quebra de decoro parlamentar e contra a administração pública, como vem sendo acusado por ex-servidores do seu gabinete -, o vereador Luca Lima (PSDB) não compareceu à oitiva que estava marcada para acontecer hoje, às 9h30min, no plenário da Câmara. Ontem, o vereador foi alvo da Operação Cúria, deflagrada pela Polícia Civil, que apura crimes de rachadinha (divisão de salários dos assessores), assédio sexual e desvio de função de servidores do seu gabinete para atividades particulares. Celulares, notebooks e cadernos de anotações do vereador foram apreendidos pelos agentes e serão periciados.

O presidente da Comissão Processante, Ederjúnior dos Anjos (PSL), disse que apesar de estar acompanhando pelas redes sociais informações publicadas pelo próprio Luca Lima sobre a existência de uma liminar favorável ao seu mandato, suspendendo os trabalhos de apuração da comissão, a Câmara até a manhã desta sexta-feira (01) não havia sido notificada pela Justiça sobre a medida. “Por este motivo, seguimos trabalhando, oferecendo a ampla defesa e do contraditório ao parlamentar”, assegurou.

A audiência de hoje seria a terceira sob o comando da Comissão Processante, aprovada e criada no dia 13 de maio, depois que um relatório da Comissão de Ética do Legislativo decidiu que as provas protocoladas na denúncia deveriam servir como base para a investigação. A comissão processante tem o prazo de 90 dias, com data-limite 13 de agosto, para apresentar um relatório final que será levado à plenário para uma decisão da Casa pela cassação ou não do vereador. Até o momento a comissão ouviu as testemunhas de acusação e defesa, na presença de advogados do vereador e da Assessoria Jurídica da Câmara.

Apesar da ausência do vereador Luca Lima e dos seus representantes jurídicos à oitiva de hoje, é possível que lhe seja dada uma nova oportunidade para apresentação da sua defesa, desde que a ausência de hoje seja justificada, de acordo com o presidente da comissão, vereador Ederjúnior dos Anjos.

Mesmo assim, a sua ausência foi criticada por membros da comissão. “A partir de hoje ele não poderá dizer que foi cerceado direito da livre defesa”, destacou o vereador Augusto Cardoso, o Augustão, do PT. Relator do processo, o vereador Alzimário Belmonte, o Gurita (PSD), destaca que o trabalho de apuração seguirá atendendo aos critérios da justiça, de forma equilibrada, “procurando criar juízo de valor apenas dentro das provas obtidas e do que a sociedade espera da Câmara”.

 

Transparência

 

Desde o início desta investigação, o presidente da Câmara, Jerbson Moraes (PSD), tem destacado a importância de que todos os procedimentos adotados pela Câmara estejam dentro do que estabelece o Regimento Interno da Casa, para que não haja nenhum impedimento legal até a decisão dos vereadores sobre o destino do mandato de Luca Lima.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia