Foto divulgação Polícia Civil.

Uma mega operação da Polícia Civil e Polícia Militar em Ilhéus denominada Operação Arlequina, cumpriu 11 mandados de busca e apreensão e um mandado de prisão na alvorada desta sexta-feira em ao menos dois bairros.

Segundo informações policiais, a operação visou desarticular o bando criminoso liderado pelo fugitivo da penitenciária Lemos Brito, Elinaldo Souza dos Santos, vulgo Sebinha, apontado como responsável por vários homicídios, entre eles a da jovem Giovana dos Santos Vidal, ocorrido no bairro do Salobrinho no dia 26 de março.

A polícia efetuou a prisão preventiva de uma mulher identificada pelas iniciais F.S.G, vulgo Alerquina, companheira e cúmplice de Sebinha. Segundo informações, Arlequina tem envolvimento no homicídio de Caio Santos da Costa, ocorrido no início de janeiro às margens da BR 415, no bairro Banco da Vitória, sendo o autor dos disparos o meliante Sebinha.

As buscas e apreensões em outros imóveis feita pela Polícia Civil resultaram em duas pessoas presas em flagrante por delito de tráfico de drogas.

Em outros dois imóveis distintos, 02 (dois) integrantes do bando de posse de armas de fogo reagiram a ação policial militar da Patrulha Rural da CIPE CACAUEIRA e acabaram evoluindo a óbito.

Em ação de ocupação do território, policiais civis e militares em diligência na região do morro do barro vermelho, no bairro Teotônio Vilela, encontraram escondidas em um tubo de pvc de 150 polegadas duas armas de fogo espingarda marca cbc calibre .32.

Em um outro imóvel policiais militares apreenderam munição calibre .45 e um colete balístico, um integrante do bando foi preso.

Todo o material apreendido, como também os presos, foram apresentados à 7ª Coorpin/Ilhéus.