Gombombira

A Organização Gongombira de Cultura e Cidadania esteve presente na cerimônia de abertura do Novembro Negro da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi), realizada na última quarta (8), no Teatro Castro Alves, em Salvador.

O evento contou com a presença de todas organizações beneficiadas pelo edital Novembro Negro 2017, para assinatura do termo de autorização de créditos dos recursos para a execução dos projetos habilitados e também contou com intervenção do Bando de Teatro Olodum, além dos shows de Larissa Luz, Juliana Ribeiro, Wil Carvalho, Márcia Short e Margareth Menezes.

A Organização Gongombira de Cultura e Cidadania, representada no evento por Sueli Conceição e Eliana Viera, foi a única instituição de Ilhéus contemplada com o edital Novembro Negro 2017, com o projeto “Música e Dança: o Jeito Jovem de Fazer Política”, que será executado nos meses de novembro e dezembro deste ano em Ilhéus.

O projeto tem como objetivo apresentar para os jovens de terreiros de Candomblé, a música e a dança como formas de fazer política e, assim, fortalecer o vínculo deles com seus respectivos terreiros, mostrando-lhes que é possível não apenas conciliar as tradições culturais e religiosas com o mundo moderno, mas também atuar politicamente para lutar contra as injustiças sociais, especialmente a intolerância religiosa e o racismo.