Preso há mais de dois meses, desde o dia 21 de março, o vereador Jamil Ocke recebe visitas constantes de amigos e familiares no presídio Ariston Cardoso.

Jamil foi preso acusado de participar de esquema de fraude e desvio de recursos da prefeitura, no âmbito  da operação Cítrus, no período em que ocupou a secretaria de desenvolvimento social. 

Além dele, estão presos o empresário Enoch Andrade, e o ex-secretário de desenvolvimento social de Ilhéus, Kacio Brandão.

Amigos que visitaram o vereador afirmam que, apesar das circunstâncias, Jamil está bem. “Emocional e psicologicamente, está firme, não demonstra abalos e conversa sobre tudo”, contou uma fonte.