WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
embasa secom bahia embasa secom bahia secom bahia secom saude></a>
<a href=secom ponte ilheus prefeitura de ilheus secom bahia



maio 2021
D S T Q Q S S
« abr    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

radio bahiana academia vip

ESPETÁCULO “INTIMIDADES”, DO TPI, ACONTECE NESTE SÁBADO

IntimIDADES

“A valência do feminismo transparece no trio com graça e garra na maneira como se posiciona ou confessa incertezas, donde ideias e atitudes ganham sentido político”. (Valmir Santos em “A arte e o tempo escavados de si” – bit.ly/CriticaIntimIDADES)

Neste sábado, dia 22 de maio, às 20 horas, vai ao ar a terceira apresentação do espetáculo “IntimIDADES”, do Teatro Popular de Ilhéus. A performance busca refletir sobre os conflitos que o tempo nos impõe, abrindo uma janela num diálogo entre passado, presente e futuro.

Com Tânia Barbosa, Iara Colina e Mãe Ilza Mukalê, o espetáculo tem dramaturgia coletiva, encenação de Romualdo Lisboa, músicas de Eloah Monteiro e letras de Romualdo Lisboa com arranjos de Pablo Lisboa. Logo após a apresentação ainda acontece um bate-papo das atrizes com o público, e toda a programação possui acessibilidade em Libras pelas mãos da intérprete Sara Oliveira.

A transmissão acontecerá via Zoom, e os ingressos podem ser adquiridos gratuitamente no link www.sympla.com/teatropopulardeilheus. Mas também é possível contribuir para que o Teatro Popular de Ilhéus realize o sonho de construir sua sede própria, bastando adquirir um ingresso pago no Sympla ou colaborar diretamente via Pix, no CNPJ 05.348.041/0001-97.

O projeto tem apoio financeiro da Prefeitura de Ilhéus através da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo, Edital Arte Livre, via Lei Aldir Blanc, direcionada pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, Governo Federal.

CÂMARA DE ILHÉUS FIRMA CONVÊNIO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA COM O SENADO FEDERAL

Do Jornal Bahia Online. 

Jerbson Moraes

A Câmara de Vereadores de Ilhéus firmou acordo de cooperação técnica com o Senado Federal e passa a integrar o Programa Interlegis, que objetiva fortalecer as Câmaras Municipais, estimulando a modernização e a integração das Casas Legislativas por meio de transferência de tecnologia e ações de capacitação. Seu embrião foi o projeto do Centro de Processamento de Dados do Senado Federal (Prodasen) que conectou à internet 100 Câmaras Municipais do país. O acordo – já publicado no Diário Oficial da União – faz parte do projeto de modernização do Poder Legislativo de Ilhéus, anunciado como prioritário pelo presidente Jerbson Moraes, desde a sua posse, em janeiro.

Com este programa, as ferramentas tecnológicas desenvolvidas e disponibilizadas gratuitamente para as Câmaras Municipais possibilitam a criação de portais na internet para as casas, o armazenamento de sistemas, a identificação .leg nos endereços eletrônicos e a automatização de todo o processo legislativo. O Instituto Legislativo Brasileiro integra a rede de escolas de governo e oferece para os servidores da Casa e de órgãos conveniados cursos de pós-graduação chancelados pelo MEC, e de extensão. Também promove o fomento a estudos e pesquisas sobre temas do Legislativo, ministra treinamentos presenciais, semipresenciais e a distância com tutoria, além de coordenar programas de capacitação interna.

Cursos para a sociedade

Uma vasta opção de cursos a distância do ILB também está disponível para a sociedade. Esses cursos, desenvolvidos sob a coordenação da área de treinamento do Instituto, ficam armazenados na plataforma de ensino virtual do Senado, denominada “Saberes”. Os treinamentos são sem tutoria e podem ser feitos por qualquer cidadão. São cerca de 30 cursos abertos o ano inteiro: contratações públicas, ouvidoria, gestão estratégica, excelência no atendimento e outros.

Outra importante modalidade de capacitação é a de treinamentos presenciais conhecidos como oficinas, que ensinam as Casas Legislativas a utilizar os sistemas Interlegis, revisar seus marcos jurídicos e se habilitar para um conjunto de outras atividades relevantes, como licitações, contratos, compras sustentáveis e cerimonial legislativo.
O Interlegis atua permanentemente para aproximar os parlamentos. Essa integração acontece por meio de grupos de discussão, oficinas, palestras e seminários, e estimula-se a aproximação regional e temática, de tal forma que parlamentares e servidores possam compartilhar conhecimentos e boas práticas. Também se busca o estímulo à integração entre o município e sua esfera estadual, e dessas com o Congresso.

Avanço

“Modernizar é avançar, oferecer oportunidades de conhecimento e integrar servidores e sociedade ao que há de mais moderno no serviço legislativo do Brasil”, destaca o presidente da Câmara. Para além deste convênio, outras medidas de autoria de Jerbson Moraes, também são destaque neste primeiro semestre de gestão, a exemplo da criação da Escola Legislativa e do Programa Câmara Itinerante que, em breve, vai percorrer, com sessões ordinárias e com a presença dos parlamentares, bairros e distritos rurais de Ilhéus.}

A Escola Legislativa será subordinada à presidência da Câmara com atribuições de desenvolver e oferecer suporte conceitual de finalidade técnico-administrativa, assim como planejar, orientar, coordenar, controlar, promover e executar ações educativas. São objetivos da escola, desenvolver atividades pedagógicas voltadas ao desenvolvimento cultural, político-institucional e técnico de agentes políticos e servidores públicos, oferecer programas de formação e especialização técnica ou politica aos servidores da Câmara Municipal, voltados ao aperfeiçoamento das atividades administrativas, parlamentares e legislativas e realizar cursos, palestras, debates e seminários, inclusive em parceria com instituições cientificas e/ou educacionais.

Já o Programa “Câmara Itinerante” tem como objetivos popularizar os trabalhos legislativos, propiciando o contato direto do vereador com a população de cada região urbana e rural. “Também buscamos promover a integração entre o Poder Legislativo e a comunidade, abrindo a perspectiva de trabalharmos juntos a partir da discussão comum dos problemas comunitários”, afirma Moares. A iniciativa também pretende propiciar ao vereador conhecer de perto o comportamento de cada comunidade, suas reações, opiniões e anseios, atuando como interlocutor no estudo de seus problemas e encaminhando suas propostas aos setores competentes da Administração.

COVID 19: PESQUISADORES ALERTAM PARA RISCO DE 3ª ONDA NA BAHIA

Do A Tarde.

Pesquisadores alertam para o risco da 3ª onda na Bahia.

Diante dos números de casos e atual disseminação da Covid-19 na Bahia, pesquisadores da Fiocruz e gestores públicos apontam para uma situação de estabilidade epidêmica, mas alertam para o risco de uma nova explosão de casos nas próximas semanas, a chamada terceira onda, caso as medidas de prevenção contra o coronavírus não sejam mantidas.

Nas últimas 24 horas foram registradas 78 mortes pela Covid-19 na Bahia, que ocorreram em diferentes datas. Desde o início da pandemia, um total de 19.972 pessoas morreram pela doença. O estado chegou à marca de 957.267 casos de Covid-19, 1.917 em 24 horas. O total de 921.056 pessoas estão curadas, 2.476 no segunda-feira, 17. Os dados são da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), divulgados na segunda.

Análise

De acordo com o recente boletim do Observatório Fiocruz Covid-19, divulgado no último dia 13, a Bahia apresenta relativa estabilidade de avanço de casos, na análise dos primeiros dias deste mês. No entanto, a exemplo de outros estados do país, os pesquisadores afirmam que ainda existe uma intensa circulação do vírus e que a pandemia pode alcançar níveis críticos nas próximas semanas, além da possibilidade de disseminação de variantes.

“A observada manutenção de um alto patamar, apesar da ligeira redução nos indicadores de criticidade da pandemia, exige que sejam mantidos todos os cuidados, pois uma terceira onda agora, com taxas ainda elevadas, pode representar uma crise sanitária ainda mais grave”, conclui o boletim da Fiocruz.

Em entrevista para o A TARDE, a infectologista e pesquisadora da Rede Covida-Fiocruz Bahia, Fernanda Grassi, reforça que aumentar a velocidade de imunização populacional no estado e preservar hábitos de prevenção são essenciais para evitar o agravamento da pandemia.

“Quando a vacinação não ocorre com a velocidade necessária, existe o maior risco do vírus ganhar variantes. Além disso, hábitos como o distanciamento social, uso de máscaras, álcool em gel são essenciais para conter o avanço da Covid-19”, explica a pesquisadora.

Preocupação

Em Salvador, onde estão registrados 199.810 casos do novo coronavírus, com 6.049 mortes e 192.813 curados, o prefeito Bruno Reis (DEM) não esconde a preocupação com a possibilidade de uma terceira onda.

“Estamos enfrentando um momento difícil. É preciso alertar que os números de casos aumentaram de forma expressiva. Estamos com elevadas taxas de ocupação de leitos. Ainda existe o risco da chegada de uma terceira onda, a exemplo do que ocorre no mundo todo”, disse Bruno Reis, em coletiva realizada na segunda.

Ainda segundo o prefeito, para que Salvador não passe por medidas mais restritivas de enfrentamento da pandemia, a população terá que colaborar e seguir as medidas de prevenção, a exemplo de evitar as aglomerações.

Leitos

De acordo com a Sesab, em todo o estado, dos 1.588 leitos de UTI adulto para a Covid-19, 1.328 possuem pacientes internados, uma taxa de ocupação de 84%. Na UTI Pediátrica, 23 dos 36 leitos destinados para a doença estão ocupados, representando uma taxa de 64%.

Na capital, dos 779 leitos de UTI adulto, 629 estão ocupados, taxa de 81%. Na UTI Pediátrica, 17 dos 27 leitos destinados para a doença estão ocupados, uma taxa de ocupação de 63%. Com relação aos leitos de enfermaria adulto da Bahia, dos 1.772, o total de 1.176 estão ocupados, taxa de ocupação de 66%. Nos leitos de enfermaria pediátrica, das 67 vagas, 44 estão em uso, uma taxa de ocupação de 66%.

Na capital, dos 704 leitos clínicos adulto voltados para o tratamento da Covid-19, 503 estão ocupados, taxa de 71%. No cenário dos leitos clínicos pediátricos, 26 das 37 vagas disponíveis estão ocupadas, taxa de 70%.

NOVOS TREMORES DE TERRA SÃO SENTIDOS NA BAHIA

Tremores

Dois novos tremores de terra foram registrados em Amargosa e São Miguel das Matas, municípios do Vale do Jiquiriçá. O último abalo ocorreu às 5h23 desta terça-feira (18), enquanto o primeiro se deu às 20h27 desta segunda-feira (17).

Segundo a Defesa Civil do Estado [Sudec], os fenômenos foram de baixa intensidade, com magnitude 1.8, e ocorreram nos distritos de Corta Mão, em Amargosa, e em Tabuleiro da Boa Vista, em São Miguel das Matas, que ficam no limite das duas cidades. Mesmo com intensidade baixa, os tremores foram sentidos por moradores dos dois distritos.

Apesar do susto não houve registro de prejuízos nem de problemas com moradores. Os fenômenos foram registrados pelo Laboratório Sismológico (LabSis) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) que monitora a região.

ILHÉUS: SAÚDE APLICA 2ª DOSE DA CORONAVAC PARA PÚBLICO AGENDADO ATÉ 18 DE MAIO

Segunda dose coronavac.

A Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) informa que o público com 2ª dose da CoronaVac agendada para data igual ou anterior a 18 de maio de 2021 será vacinado na Cruzada do Bem pelo Bem nesta terça-feira (18), das 8h às 13h. É indispensável a apresentação do CPF e do cartão de vacinação constando a primeira aplicação. De acordo com a secretaria, as doses também são destinadas para atender a população residente na zona rural e a população indígena.

A Sesau esclarece que o quantitativo recebido ainda é insuficiente para imunizar todo o público. Por esse motivo, foi adotada a estratégia de forma escalonada.

Serviço

Vacinação da 2ª dose CoronaVac

Data: 18.05.2021 (terça-feira)

Horário: Das 8h às 13h

Local: Cruzada do Bem pelo Bem

Endereço: Rua Teodoro Sampaio, Boa Vista – próximo ao Ginásio de Esportes Herval Soledade.

BAHIA REGISTRA 1.917 NOVOS CASOS DE COVID-19 E MAIS 78 ÓBITOS PELA DOENÇA

Boletim Coronavirus

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.917 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,2%) e 2.476 recuperados (+0,3%). O boletim epidemiológico desta segunda-feira (17) também registra 78 óbitos. Apesar de as mortes terem ocorrido em diversas datas, a confirmação e registro foram realizados hoje. Dos 957.267 casos confirmados desde o início da pandemia, 921.056 já são considerados recuperados, 16.239 encontram-se ativos e 19.972 tiveram óbito confirmado.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 1.239.831 casos descartados e 209.520 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica em Saúde da Bahia (Divep-BA), em conjunto com as vigilâncias municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta segunda-feira. Na Bahia, 48.311 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 19.972, representando uma letalidade de 2,09%. Dentre os óbitos, 55,68% ocorreram no sexo masculino e 44,32% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,79% corresponderam a parda, seguidos por branca com 22,01%, preta com 15,36%, amarela com 0,44%, indígena com 0,12% e não há informação em 7,29% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 63,62%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (73,55%).

A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

Situação da regulação de Covid-19

Às 12h desta segunda-feira, 89 solicitações de internação em UTI Adulto Covid-19 constavam no sistema da Central Estadual de Regulação. Outros 41 pedidos para internação em leitos clínicos adultos Covid-19 estavam no sistema. Este número é dinâmico, uma vez que transferências e novas solicitações são feitas ao longo do dia.

PM JUDOCA DE ITABUNA VAI NA BUSCA PELO OURO NO MUNDIAL EM PORTUGAL

PM Judoca de Itabuna.

Cerca de três horas por dia, sete dias por semana. Esse é o tempo que o soldado do Esquadrão de Polícia Montada da PM (Cavalaria) de Itabuna Paulo Ricardo Alves de Oliveira dedica para se preparar para mais um desafio em sua carreira como judoca: disputar, em setembro, a medalha de ouro no ‘World Championship 2021 – Portugal Judô’, no país europeu.

Top 1 da modalidade no Brasil na categoria até 73 quilos, o PM ficou surpreso ao descobrir, na noite do domingo (16), a convocação para representar o país na competição mundial.

“Eu estou tão focado que, na mesma hora que soube da notícia, fui treinar, pois  preparo não só o físico, mas psicologicamente, que é uma coisa que me motiva. Fui visualizando todas as vitórias que, com fé em Deus, terei”, contou o policial.

Convidado pelo clube português Sport Lisboa e Benfica para se juntar à equipe de judô e treinar antes da competição, Paulo Ricardo não escondeu a emoção em lutar no país europeu.

“Estou indo confiante, não só pra esse como para o outro torneio na Polônia, que aconteceria em outubro, mas foi adiado para 2022, por conta da pandemia. Sigo focado, mantendo o peso para chegar lá com todo gás e garantir a medalha de ouro”, celebrou.

Fora dos Tatames

Aos 31 anos, o soldado, ingresso na Polícia Militar em 2011, vive uma rotina intensa. Ele divide as horas do seu dia entre a carreira de PM, a graduação na faculdade de odontologia, os estudos de uma pós graduação em implante e prótese, os treinos intensos de musculação e judô, além do casamento.

“Às vezes, nem eu sei como consigo, mas com a organização na agenda, onde coloco todos os passos que darei durante a semana, consigo me manter na direção certa”, contou.

Ele não deixou de agradecer o apoio da Polícia Militar da Bahia, do seu fisioterapeuta, Murilo Santos, além do patrocínio do Núcleo de Ensino e Estética em Odontologia (NEEO), da academia Monster Gym, do empresário Mateus Cardoso e da Prefeitura Municipal de Itabuna.

EM AUDIÊNCIA PÚBLICA, ESPECIALISTAS REVELAM QUE A VIOLÊNCIA SEXUAL CONTRA CRIANÇA E ADOLESCENTE, EM GERAL, ACONTECE NA PRÓPRIA FAMÍLIA

Do Agravo.

Audiência Pública.

O abuso e a violência contra a criança e o adolescente têm, em geral, como principais autores os próprios agentes domésticos – pai biológico, padrasto, tio ou avô. E o espaço físico onde comumente acontece o crime é a casa da família da vítima. “Trata-se de um espaço visto como de total segurança pelo agressor, onde não há nenhum tipo de monitoramento que possa identifica-lo com autor do crime”. A declaração é do o psicólogo e psicanalista, Gustavo Pestana. Atual coordenador de abordagem social da população em situação de rua de Ilhéus, Pestana reitera que a violência é, antes de tudo, uma violação dos direitos humanos que se manifesta sob diversas formas. E destaca pelo menos três delas: física, abuso sexual e psicológico.

Em Ilhéus, estão sendo acompanhados 94 casos de violência sexual tendo como vítimas crianças e adolescentes. O trabalho de acompanhamento dos casos é feito por especialistas do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS). Deste total já foi possível identificar que 21 delas foram vítimas do próprio pai, 16 do padrasto, 24 de amigos da família, 17 parentes e apenas um caso está relacionado à mãe da vítima. As demais ocorrências estão sob análise.

Esta realidade foi apresentada hoje, durante todo o dia, na Câmara de Vereadores de Ilhéus, com a realização da Audiência Pública que abriu a Semana Municipal de Proteção à Criança e ao Adolescente e de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual Infanto-Juvenil. O encontro foi uma iniciativa do vereador Gurita (PSD). O evento reuniu autoridades e especialistas que cobraram, planejaram e fortaleceram políticas públicas e estimularam atitudes de enfrentamento à violência sexual infanto-juvenil no município.

Rede forte

A advogada Ana Luiza Oliveira, que atua no CREAS, destaca que o abuso sexual vem junto com a violência física e psicológica. Mas alerta: apenas uma entidade atuando isoladamente não consegue resolver o problema da criança e do adolescente. “De nada adianta a rede fornecer o serviço se esses órgãos não estiveram conectados”, assegura. Outro aspecto destacado pela advogada é a necessidade de não descredibilizar as narrativas feitas pelas vítimas. “Às vezes a mãe não consegue acreditar que o pai ou padrasto é capaz de cometer tal ato”, revelou.

Na abertura do evento, o presidente do Comitê Municipal de combate a Pedofilia e membro da Comissão de Direitos Humanos da Câmara, vereador Gurita (PSD), destacou que a sociedade não pode fechar os olhos nem cruzar os braços para esse tipo de crime e deve continuar fortalecendo a rede de proteção para que as políticas públicas continuem sendo implantadas e ampliadas. O secretário municipal de Desenvolvimento Social, Rubenilton Silva, elogiou a iniciativa da Câmara em realizar a Audiência Pública, demonstrando a preocupação com a causa.

“É um braço a mais que fortalece nossa luta”, destacou Rubenilton. Advogado, mestre em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente e professor de Direito Administrativo, o secretário lembrou que a sua pasta carrega a responsabilidade de visitar as famílias e de até promover abordagem social. Ele lembrou que recentemente 12 entidades sociais que prestam serviços públicos participaram do processo seletivo do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente para obter recursos e poder executar projetos sociais com crianças e adolescentes da cidade. “Esse edital era o que Ilhéus esperava. Esse é um projeto importante na construção de mais políticas públicas”, afirmou.

Crime

Representando o programa de prevenção à exploração sexual de criança e adolescente do Projeto Porto Sul, a advogada Elienete Olímpia Gomes, disse que crimes de pedofilia devem ser denunciados e que, para isso, já há importantes ferramentas, a exemplo do Disk 100 e do Ministério Público, que devem ser informados mediante qualquer suspeita. “Qualquer ato sexual praticado com crianças menores de 14 anos, não importa se tem ou não consentimento, será constituído como crime de estupro de vulnerável previsto no Código Penal Brasileiro”, acentua Flávia Amaro da Silveira Duvall, Defensora Pública do Estado da Bahia em Ilhéus.

Em viagem, o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, gravou vídeo destacando a importância deste debate e o fortalecimento de toda a rede de proteção para aplicação de políticas públicas inovadoras em defesa da causa tão importante. Para a advogada Liane Cruz, membro da Comissão das Mulheres da OAB, a violência sexual não é apenas um crime físico. “Um simples olhar, um simples toque, uma exposição de foto ou vídeo que para a gente pode ser bobo, para elas é uma invasão”, revela. E questiona: “Se há lei e há pena, por que estes crimes continuam acontecendo?”. Segundo a advogada, os criminosos não têm medo e a única forma de interromper este ciclo é levando informação para as crianças e as pessoas que integram a rede de proteção.

É pior do que já se mostra

Titular da Vara da Infância e da Juventude da Comarca de Ilhéus, a juíza Sandra Magali Mendonça, lembra que no Brasil há algo muito preocupante chamado subnotificação. Segundo estatísticas apenas 10% dos casos de violência sexual contra criança e adolescente chegam às autoridades para a devida apuração. A juíza revela que 92% de crianças e adolescente vítimas de abuso sexual são meninas negras e 80% delas, vivenciam casos de violação por abuso sexual. De acordo com a magistrada, no período da pandemia a situação se tornou ainda muito mais grave.

“Nem temos como avaliar a fundo esses abusos no momento. As crianças não estão indo mais para a escola porque, querendo ou não, era um local estratégico para identificar essas denúncias”, lamenta. A juíza Sandra Magali defendeu mais políticas públicas de proteção ao menor e ao adolescente, mais conscientização e trabalho para apagar marcas de uma história de civilização preconceituosa, violadora e opressora. “Precisamos trabalhar na prevenção contra o abuso, poder esclarecer as crianças e adolescentes, explicar para as mães como romper essa barreira machista de achar que homem é assim mesmo, é a natureza do homem”, disse.

Rede poderosa e estruturada

A promotora Maria Amélia Sampaio, do MP Bahia, lembrou que a exploração infantil é uma rede estruturada que visa o lucro, pois é o terceiro comércio mais rentável do mundo, atrás do comércio ilegal de armas e do tráfico de drogas. “O Brasil está em terceiro lugar de consumo de pornografia infantil”, informou, acrescentando que é importante lembrar que esta violência também acontece de maneira virtual, “naquele mesmo computador que a criança assiste aula remota”. A promotora aconselhou que o computador usado pela criança não fique em um quarto escondido, mas, sim, em uma sala acessível aos adultos, para poderem passar e olhar o que está sendo exibido na tela.

Atual presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Charles Santos afirmou que na hora do concreto, e não do abstrato, a rede de apoio que tanto é destacada nos debates “precisa existir”, já que hoje ela apresenta-se ineficaz. “É triste perceber que essa rede só existe porque está na lei e não por ser uma necessidade do cidadão”, protestou. De acordo com Charles, a dificuldade do conselho é enorme para funcionar. “Falta desde combustível para o Conselho Tutelar circular na cidade”, exemplificou.

Proposições

Durante o evento algumas proposições foram aprovadas pelos participantes, a exemplo da formação do Comitê de Proteção à Criança à Criança e ao Adolescente e de Combate à Exploração ao Abuso Sexual Infanto-Juvenil. Outra medida reivindicada é a revitalização do comitê, instalação junto ao governo do Estado da delegacia especializada de crime contra criança e adolescente e a criação de Grupo de Trabalho para elaboração do Plano Municipal. Esses Grupos de trabalhos são embasados nos seis eixos propostos pelo Plano Nacional de Enfrentamento de violência sexual infanto-juvenil.

Além da Audiência Pública, serão realizadas ações de conscientização e panfletagem em diversas regiões da cidade. Na terça, será em frente ao Palácio Teodolindo Ferreira, sede do Poder Legislativo de Ilhéus. Quarta, no CRAS do bairro Nossa Senhora da Vitória. Na quinta, será a vez do CRAS do Teotônio Vilela. Sexta, na praça Santa Rita, no bairro da Conquista e, sábado, na Central, de Abastecimento do Malhado. As iniciativas acontecem sempre às 8 horas da manhã.

TRE LISTA MAIS DE 89 MIL TÍTULOS CANCELADOS EM ILHÉUS, TEIXEIRA E CONQUISTA

Do Tabuleiro.

Titulo cancelados

Mais de 89 mil pessoas tiveram o título de eleitor cancelado em Vitória da Conquista, no Sudoeste; Ilhéus, no Litoral Sul; e Teixeira de Freitas, no Extremo Sul baiano. Os dados são do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA). Em Conquista, terceiro maio colégio eleitoral do estado, foram 33.888 eleitores com o título cancelado [com a exclusão dos óbitos]. Em números de títulos cancelados, a cidade só perde para Salvador (269.568 cancelamentos), Feira de Santana (45.884) e Itabuna (36.332).

No caso de Teixeira de Freitas, o TRE-BA apurou que 28.946 eleitores estão com títulos cancelados (excluindo óbitos). Já em Ilhéus são 26.178 eleitores com títulos cancelados (excluindo óbitos). Segundo o tribunal baiano, em todo o estado há 1.637.999 casos semelhantes.

O título fica cancelado quando os cidadãos com idade entre 18 e 70 anos, para quem o voto é obrigatório, deixam de votar por três eleições consecutivas sem justificar as ausências. Cada turno de votação é considerado uma eleição. Outra situação em isso ocorre é quando o eleitor não comparece à revisão do eleitorado promovida pela Justiça Eleitoral, no município em que vota.

Conforme o TRE-BA, o título de eleitor cancelado acarreta ao cidadão situações como: não ser empossado em concurso público, não obter passaporte ou CPF, nem renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial, além de veto a empréstimos em estabelecimentos de crédito mantidos pelo governo, negativa em participar de concorrência pública e praticar qualquer ato para o qual se exija quitação do serviço militar ou imposto de renda, por exemplo.

BAHIA RECEBERÁ MAIS 297.300 DOSES DE VACINA CONTRA COVID-19 NESTA TERÇA-FEIRA (18)

Bahia recebe mil doses da vacina coronavac

Mais 297.300 mil doses de vacina contra Covid-19 chegarão à Bahia nesta terça-feira (18). O voo comercial trazendo a nova remessa tem previsão de pouso no aeroporto de Salvador à 0h45. Do total de doses, 246.300 mil foram produzidas pela Fiocruz e 51.000 mil pelo Butantan. Todas as vacinas serão destinadas para a segunda aplicação, completando o esquema vacinal de quem já recebeu a primeira dose.

Todos os municípios estão aptos a receberem os imunobiológicos. As vacinas serão enviadas para o interior da Bahia em aeronaves do Grupamento Aéreo (Graer) da Polícia Militar e da Casa Militar do Governador (CMG), após a organização das doses feita pela equipe da coordenação de imunização do estado. Elas serão encaminhadas para as centrais regionais no interior da Bahia e depois despachadas para os municípios.

Com esta carga, a Bahia totalizará 5.980.740 doses de imunizantes recebidos, sendo 3.035.800 da Coronavac, 2.849.000 AstraZeneca/Oxford e 95.940 da Pfizer.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia