WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


dezembro 2018
D S T Q Q S S
« nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


:: ‘UESC’

GUIA DO ESTUDANTE DESTACA CURSOS DA UESC

Da Ascom/Uesc

Uesc

Uma pesquisa nacional do Guia do Estudante (GE) para a edição de 2019 classificou vários cursos de graduação da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) neste ano.  A GE é uma publicação da Editora Abril, voltada para estudantes e profissionais da educação. A edição com os dados sobre a UESC já está nas bancas e disponível também no site da revistawww.guiadoestudante.abril.com.br.

O Curso de Bacharelado em Línguas Estrangeiras Aplicadas às Negociações Internacionais Lea-In, da UESC, implantado através de uma parceria com a Universidade de La Rochelle, na França, completa 15 anos de atuação e recebeu as quatro estrelas do Guia do Estudante.  O curso de Biomedicina, que teve nota 5 no Enade manteve as suas 4 estrelas no Guia. O curso de Enfermagem também foi estrelado na avaliação de cursos superiores realizada pelo Guia do Estudante.

Por sua vez o curso de Comunicação Social – Rádio e TV (Rádio, TV e Internet), que teve elevadas de três para quatro estrelas, reflete os esforços de estudantes, professores, técnicos e gestores de projetos de pesquisa, ensino e extensão para oferecer uma formação de qualidade, afinada com as necessidades acadêmicas e de mercado, bem como comprometida com a construção de um sujeito integral, consciente de seus direitos e deveres como cidadão e como profissional ético.

A avaliação é feita por mais de três mil professores de todo o Brasil, mediante preenchimento de questionários respondidos pelos coordenadores dos cursos, de forma prévia e voluntária. É possível analisar no máximo 35 cursos da região, em que o profissional reside, desde que não tenha vínculo com a instituição.

CONGRESSO INTERNACIONAL DE GESTÃO, CONTROLE E CONTRATAÇÃO PÚBLICA SUSTENTÁVEL COMEÇA SEGUNDA-FEIRA NA UESC

Da Ascom/Uesc

Uesc

O I Congresso Internacional de Gestão, Controle e Contratação Pública Sustentável, promovido pela Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), terá inicio às 14h30min no auditório Paulo Souto. O evento, realizado pelo Escritório Modelo de Contabilidade do Departamento de Ciências Administrativas e Contábeis (DCAC) prosseguirá até  quarta-feira (14). O Congresso tem como público alvo estudantes, pesquisadores e profissionais das áreas de Administração, Ciências Contábeis, Direito e afins, além de empresários e do público em geral.

Segundo o diretor do DCAC professor/Dr Rozilton Sales Ribeiro “antenados com as crises política, ética, moral, econômica, social e ambiental vivenciadas pela sociedade como um todo, entendemos ser o momento propício para uma reflexão aprofundada sobre a qualidade e controle dos gastos públicos, a racionalidade dos processos de trabalho e a eficiência na prestação de serviços e no desenvolvimento sustentável”.

Ela explica “que diante da escassez de recursos, o gestor público e os estudiosos dessas áreas comprometidos com o país precisam mobilizar esforços humanos, profissionais, tecnológicos e administrativos para inovar na forma de executar suas atividades, tornando a administração mais eficiente e confiável na prestação desses serviços. Vale dizer que, o momento atual é de empregar todos os meios necessários para fazer mais e melhor com menos”.

O tema central do evento é a discussão da aplicação de ferramentas de gestão e controle a exemplo de disclosure, compliance, governança corporativa, controle do gasto público e desenvolvimento sustentável em todas as suas vertentes, envolvendo as diversas áreas do conhecimento notadamente a Administração, Ciências Contábeis e Direito.

Para discussão desses temas, o Congresso terá a participação em palestras, conferências e minicursos ministrados por professores com habilidades e experiências, quer no plano nacional como também no internacional, cujo objetivo primordial é evidenciar que essas ferramentas, usadas como forma estratégica, tem potencial para auxiliar o país e as empresas na superação dos seus problemas e que a introdução de uma gestão competente e transparente é a melhor forma para nortear  a tomada de decisões.

MEC APROVA MAIS UM DOUTORADO NA UESC; EDITAL PARA PRIMEIRA TURMA EM DEZEMBRO

Do Pimenta

Uesc

A Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), do Ministério da Educação (MEC), aprovou o Programa de Pós-Graduação em Letras Linguagens e Representações (PPGLLR) do Departamento de Letras Artes da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). O Edital para a turma 2019/2023, com 12 vagas, deve sair em dezembro do próximo ano, respeitados os prazos protocolares.

De acordo com os professores André Luís Mitidieri e Inara de Oliveira Rodrigues, coordenadores do PPGLLR), a implantação de doutorado no Programa de Pós-Graduação em Letras da Uesc “reafirma a relevância da configuração interdisciplinar que lhe é basilar, advinda de experiência positivamente desenvolvida com o mestrado em Letras, Linguagens e Representações da mesma instituição”.

André Luís e Inara de Oliveira afirmam que “esse reconhecimento foi confirmado já na segunda Avaliação Trienal CAPES (2013), quando o Programa passou da nota 3 para nota 4, conceito mantido na Avaliação Quadrienal CAPES (2016)demonstrando sua organicidade e boa estruturação, com um corpo docente comprometido com a pesquisa. De igual modo, os discentes apresentam-se motivados para as atividades de investigação, extensão e estágio de docência, com desdobramento nas produções científicas desenvolvidas”, afirmam.

Os professores destacam que o Mestrado em Letras Linguagens e Representações da Uesc vem aprimorando sua vocação interacionista, mantendo produtivo diálogo com outras áreas do conhecimento. A marca interdisciplinar da proposta está fundamentada nas três linhas de pesquisa que a compõem: Literatura e Interfaces (Linha A), Linguística Aplicada (Linha B), Linguagem e Estudos de Gênero (Linha C).

Eles observam que, além de atender à comunidade regional, o programa contribuirá para fortalecer o desenvolvimento educacional no sul da Bahia e no Nordeste, minimizando a assimetria entre regiões brasileiras, tema tão caro ao PNPG 2010-2020. Nesse sentido, a implantação do Doutorado em Letras na Uesc contribui para o descentramento dos Programas de Pós-Graduação em Letras no país. A maioria dos cursos de doutorado ainda se concentra na região Sudeste.

UESC TERÁ TRÊS NOVOS PROFESSORES EMÉRITOS

Da Ascom/Uesc

Uesc

Soane Nazaré de Andrade, Renée Albagli Nogueira e Antonio Joaquim Bastos da Silva, são os três docentes e reitores da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) que se preparam para integrar o grupo restrito dos Professores Eméritos, título destinado aos professores que se destacaram pelos relevantes  serviços à Universidade e que, por isso mesmo, continuarão a colaborar com a Instituição. Os três professores Eméritos da UESC vão receber os respectivos títulos no próximo dia 1º de novembro, em solenidade no Auditório do Centro de Arte Cultura da Universidade.

Soane Nazaré

Nascido no povoado ilheense de Água Preta, hoje município de Uruçuca, aos cinco dias de agosto de1933, o Professor Soane Nazaré de Andrade é bacharel em Direito, pela Faculdade de Direito da Bahia turma de 1953.

Em 1969 iniciou sua luta para ampliar o ensino superior no Sul da Bahia com investimentos e articulações para a união da Faculdade de Direito de Ilhéus e das Faculdades de Filosofia e de Ciências Econômicas de Itabuna, posteriormente unidas e transformadas (1973) na Federação das Escolas Superiores de Ilhéus e Itabuna – FESPI (hoje UESC), da qual foi eleito seu primeiro Diretor-Geral, exercendo o cargo de 1973 a 1985. Sua participação no processo de estadualização da UESC é caracterizada como uma luta de muitos desafios e enfrentamentos. No momento mais agudo da crise financeira da instituição, em 1882, enfrentou o Conselho Diretor e assegurou a manutenção da mensalidade.

O Conselho Universitário reconhece o empenho e a atuação do Professor Soane Nazaré de Andrade como gestor pioneiro no processo de estadualização (1991) da UESC, concretizado seis anos após a sua gestão. Os segmentos que hoje estudam, ensinam, trabalham, pesquisam e levam ações da UESC à comunidade local precisam, com gratidão, reconhecer os feitos desse professor em prol da conquista do ensino superior local e regional.

Renée Albagli Nogueira

A Professora/Dra. Renée Albagli iniciou o seu percurso profissional na Federação das Escolas Superiores de Ilhéus e Itabuna, no Departamento de Ciências. Participou ativamente, desde essa época,do grupo que lutou pelo Ensino Superior da Região e pela estadualização da UESC.

A professora Renée, contribuiu na construção da Universidade em vários aspectos. Além disso, trabalhou em muitos outros cargos institucionais, inclusive como Pró-Reitora de Graduação, e cargos estaduais, como Presidente, em dois mandatos, do Conselho Estadual de Educação do Estado da Bahia (2006-2008), e como Conselheira do Conselho Estadual de Educação da Bahia (2004-2008) e (2008-2012). Como vice-reitora na gestão do Professor Altamirando Marques de Almeida (Reitor pró-tempore, 1991 – 1995) foi a primeira Reitora eleita da UESC; dirigiu a Instituição por dois mandatos, entre 1996-1999 e 1999-2003. Durante a sua gestão (1996 a 2003) foram implantados 23 novos cursos, sendo nove licenciaturas e 14 bacharelados, incluindo o curso de Medicina No mesmo período implantou projeto de absorção de Doutores, necessário à expansão de cursos de pós-graduação stricto sensu. Ao longo dos oito anos de gestão da homenageada registrou-se a instalação de 42 cursos de especialização (lato sensu) e 14 stricto sensu, 13 mestrados e um doutorado.

A UESC coordenou o Instituto Baiano de Biotecnologia e participou dos projetos Genoma e Prodema e avançou em áreas como genética e biologia molecular, zoologia, cultura e turismo, física médica e biocombustíveis. Em 2002 foi aprovada a Plataforma Cacau, junto ao MCT/FINEP, na tentativa de incrementar a economia cacaueira. Durante a gestão da professora, a UESC conseguiu cadastrar e organizar os grupos de pesquisa no CNPQ. Criou meios para ampliar a estrutura física da UESC.

Joaquim Bastos

O professor e mestre Antônio Joaquim Bastos da Silva foi assessor da direção da FESPI, sendo responsável pelos projetos de Extensão “Porto Seguro” e “Tosta Filho”, que causaram impacto na cultura e no meio ambiente regional.  Atuou na política universitária e nas lutas pela federalização e, depois, estadualização da Universidade Estadual de Santa Cruz. Liderou a criação da Associação dos Docentes Universitários – APRUNI. Eleito Reitor da Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, no período 2004/2012, captou o apoio dos governos Estadual e Federal e de agentes financiadores, como, por exemplo, o FINEP, MEC/FNDE, CAPES, SESU, INCRA, FAPESB, inclusive agentes do exterior, como a Comunidade Europeia e a International Foundation Science.

No seu reitorado a UESC criou 14 mestrados e três doutorados institucionais. Isto porque contava, no seu quadro docente, com 87% de mestres e doutores e com cerca de 200 grupos de pesquisa cadastrados no CNPq. Os laboratórios, que eram 64, saltaram para 191, inclusive o Centro de Biotecnologia e Genética, o Núcleo de Biologia Computacional e Gestão de Informações Biotecnológicas, o Centro de Microscopia Eletrônica e Microanálise, todos de última geração. No campo social a UESC acatou as cotas sociais, sendo 50% das vagas destinadas a alunos que cursaram o Ensino Fundamental e todo o Ensino Médio em escolas públicas. Com relação à política estudantil foram destinadas 1074 bolsas de assistência estudantil entre 2011 e 2015.

Também foram construídos laboratórios, o IPAF, três pavilhões, dois blocos de salas de aula, uma quadra poliesportiva coberta, piscina semiolímpica e uma estação de tratamento de água.

Assinou convênios, que permitiam que nossos alunos cursassem parte de sua licenciatura fora do país, com Bélgica, Canadá, Cuba, Espanha, Estados Unidos, França, Itália, México, Portugal, Alemanha e Reino Unido.  Recebeu em setembro de 2007, do Consejo Iberoamericano em Honor a la Calidad Educativa (CIHCE), no Panamá, os títulos de Doutor Honoris Causa e Magister em Gestão Educativa em Iberoamerica.

UESC REALIZA NOVA EDIÇÃO DA FEIRA DAS PROFISSÕES

Uesc

A Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) está convidando os alunos do 3º ano do Ensino Médio das escolas públicas e particulares para participarem da VI Feira das Profissões. O evento será realizado no campus Prof. Soane Nazaré de Andrade, no bairro Salobrinho, em Ilhéus, nos dias 19 e 20 de outubro.

O objetivo da Feira das Profissões é auxiliar o estudante a descobrir o seu futuro profissional e uma oportunidade para que os jovens obtenham informações sobre o ingresso num dos 33 cursos de graduação oferecidos pela UESC, bem como programas de apoio à permanência estudantil (moradia, alimentação, etc.) oferecidos por esta instituição de ensino superior. Na edição deste ano, a VI Feira das Profissões terá um formato de Universidade Aberta. O visitante conhecerá os colegiados dos cursos de graduação.

Com o tema “Aproximando a universidade das escolas” serão descritos os perfis dos profissionais formados pela UESC e a atuação desses egressos no mercado de trabalho, informações expostas em toldos montados em pontos estratégicos do campus. Não será necessária inscrição e a participação está aberta a toda a sociedade, que também, terá a oportunidade de conhecer a estrutura da Universidade. Os estudantes do ensino médio vão poder tirar dúvidas,  com os alunos universitários veteranos.

O evento coordenado pela Pró-Reitoria de Graduação, Gerência Acadêmica de Graduação e Coordenação Geral de Estágios reúne unidades de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade. Alunos e professores atuam como monitores e esclarecem as dúvidas dos visitantes sobre os cursos de graduação oferecidos, carreiras, profissões, mercado de trabalho, formação acadêmica, grade de disciplinas, conteúdos programáticos e especializações.

DCE DA UESC DISCUTE AÇÕES COM A COMUNIDADE DO SALOBRINHO

Reunião no Salobrinho.

Na noite dessa segunda-feira (16) membros da Gestão Nós Por Nós se reuniram coma Diretoria da Associação de Moradores do Salobrinho e representantes da comunidade local. O encontro também contou com a presença da Profa. Flávia Alessandra, Coordenadora de Integração Comunitária e representante do Comitê Mulheres UESC.

Durante o encontro discutimos o fortalecimento das ações extensionistas da Pró-Reitoria de Extensão e a construção de um calendário de atividades para o próximo período que contemplem ações de intervenção na comunidade, como a realização de oficinas de enfrentamento e combate a violência contra mulher, cursos de capacitação e empreendedorismo, e demais atividades que possam discutir a melhoria das condições de vida dos moradores e moradoras do bairro.

AGENDA | No próximo sábado (21) a associação em parceria com o DCE estará iniciando serviços de revitalização da praça, dando um novo visual aquele espaço. Outros eventos já estão sendo pensados, com a finalidade de estimular a autoestima e o entretenimento, assim como a captação de recursos para a associação.

O Coordenador Geral, Josimar Ferreira, avalia que o DCE inicia um novo ciclo de sua trajetória. “O resgate dessa relação com o bairro do Salobrinho marca o início de um longo trabalho que tem como propósito intervenção social nos municípios e localidades inseridos no território de identidade do litoral sul”, afirma o coordenador.

ILHÉUS: DCE DA UESC QUER DISCUTIR IRREGULARIDADES DO TRANSPORTE COLETIVO

Uesc

Durante Reunião Extraordinária do Conselho Municipal de Trânsito e Transportes de Ilhéus – COMUTRAN, nesta quarta, dia 11, o Diretório Central dos Estudantes da Uesc apresentou dois ofícios aos conselheiros.

O primeiro indica a criação de uma Comissão Especial, no âmbito do Conselho, com objetivo de acompanhar a vistoria dos veículos que integram a frota do sistema de transporte coletivo no município, iniciada na última segunda-feira, 09 de julho.

O segundo ofício, de caráter mais propositivo para as discussões no Conselho solicita uma reunião para discutir os descumprimentos e irregularidades nos contratos firmado entre o município de Ilhéus e as empresas concessionárias do transporte coletivo, São Miguel e Viametro. Os ofícios foram acatados por unanimidade do Plenário, ficando deliberado que essa reunião será convocada para o dia 30 de julho.

ESTUDANTE DA UESC REPRESENTA LULA NO LANÇAMENTO DA PRÉ-CANDIDATURA À PRESIDÊNCIA

Tami ao lado da ex-presidente Dilma.

Na último sexta-feira (08), ocorreu em Contagem (MG), o lançamento da pré-candidatura do ex-presidente Lula (PT) para disputar a presidência do Brasil nas eleições deste ano. O ato contou com a presença de diversas autoridades e lideranças políticas, como a do atual e do ex-governador da Bahia, Rui Costa (PT) e Jaques Wagner (PT), do deputado federal Valmir Assunção (PT), da ex-presidente, Dilma Rousseff (PT) e outros líderes políticos.

Impedido de participar, pois encontra-se preso em Curitiba, num encarceramento considerado político, o ex. presidente Lula foi representando por uma mulher, jovem, negra, nordestina, moradora do Bairro Santa Inês em Itabuna, interior da Bahia. Tamiles Messias, ex. coordenadora do DCE da UESC e estudante de licenciatura em química, emocionou todos os presentes, que se comoveram com a sua história de vida.

“Minha infância foi na roça, encontrei muitas dificuldades ao vim com minha família para a cidade, mas através dos estudos consegui superar muita coisa. Eu sempre sonhei em entrar na Universidade, tentei vários vestibulares, mas não conseguia passar, só depois da implementação da política de cotas que eu finalmente realizei o meu sonho e passei em 5º lugar para o curso de química em uma das universidades públicas mais conceituadas do nordeste. Isso só foi possível graças ao governo do presidente Lula. Eu sou Tamiles Batista Messias Lula da Silva, eu sou uma ideia”, afirmou a estudante.

REPRESENTAÇÃO DOS ESTUDANTES DA UESC SE PRONUNCIA SOBRE AUXÍLIO PERMANÊNCIA

Nota

Uesc

No início do ano de 2017 o Governo do Estado da Bahia lançou um programa que articula bolsa estágio e auxílio permanência, conhecido como “Mais Futuro”. Esse surgiu com a perspectiva de garantir a permanência e “melhorar o desenvolvimento acadêmico” das e dos estudantes em condições de vulnerabilidade socioeconômica das Universidades Públicas Estaduais da Bahia. Apesar de lançado somente no início do ano passado, o projeto de Lei nº 13.458, que originou esse programa, foi aprovado em 11 de dezembro de 2015, na Assembleia Legislativa da Bahia – ALBA sob forte repressão aos movimentos docente e estudantil que naquele momento tentavam barrar a votação do projeto de lei na forma apresentada pelo Governo da Bahia.

Para nós, o “Mais Futuro” vai à contramão do entendimento do Movimento Estudantil (M.E) sobre qual o modelo mais eficaz para a política de permanência e assistência para as e os estudantes das Universidades Estaduais da Bahia (UEBA’s). A implementação do “Mais Futuro” não leva em consideração as especificidades das UEBA’s, além de obter critérios meritocráticos e excludentes, como a suspensão do auxílio para as mulheres mães durante o período de licença maternidade, o não direito à bolsa para estudantes que em algum momento do seu processo formativo tenham efetuado trancamento do curso e o limite de reprovação em disciplinas da grade curricular.

O problema do “Mais Futuro” não está resumido somente na sua estrutura, mas também na forma da sua implementação, que gerou enorme transtorno em relação ao não pagamento do retroativo ainda no ano de 2017 e que ainda hoje atende a um número muito restrito de estudantes. A ausência de informações, provocada pela falta de diálogo entre o Governo do Estado e a universidade, dificulta mais a permanência estudantil na UESC.

Atualmente, chegamos à metade do semestre letivo de 2018.1 e novamente nos deparamos com problemas relacionados ao “Mais Futuro”, onde as e os estudantes ingressantes no atual semestre ainda não têm perspectiva de recebimento de nenhum auxílio para sua permanência, já que não houve, até então, a abertura de um edital. Para alterar esse cenário, é necessária uma intensa mobilização que exija do Governo do Estado da Bahia a imediata abertura do edital, além de uma posição pública da Reitoria acerca dessa situação. Afinal a garantia à educação de muitas/os estudantes encontra-se ameaçada a cada impasse burocrático, a cada cartão que demora a chegar às agências bancárias e a cada atraso no pagamento das bolsas.

Gostaríamos de ressaltar que é dever do Estado garantir a permanência das e dos estudantes na universidade. A constituição de 1988 consagrou a educação como um dever do Estado e um direito de todos e, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação (LDB) de 1996, também contém dispositivos que amparam o direito à permanência estudantil. Com isso, é preciso ratificarmos que a política de permanência estudantil não deve ser compreendida como um elemento assistencialista, mas sim como um dever do Estado e um direito de todas e todos estudantes.

Queremos uma política de permanência estudantil ampla, democrática, de qualidade e popular. Por isso, nós estudantes da Universidade Estadual de Santa Cruz – UESC, reunidos em assembleia ordinária estudantil, no dia 16 de maio de 2018, reivindicamos:

  • Abertura imediata do edital referente ao período 2018.1;
  • Posicionamento oficial sobre o auxílio moradia, pois a última parcela de 2017 encerra no próximo mês de junho;
  • Garantia de pagamento de retroativos em caso de atrasos nas bolsas, compreendendo que a obtenção de tal valor é um direito de todas e todos estudantes que aguardam o recebimento do auxílio;
  • Posicionamento oficial do Fórum de Reitores acerca da implementação do “Mais Futuro”, bem como os devidos esclarecimentos a respeito do destino dado ao valor que anteriormente era direcionado para o pagamento do auxílio permanência e moradia, ofertados pelas universidades;
  • Criação de um canal de comunicação efetivo entre a Coordenação do Programa, as Pró-reitorias/Assessorias de Assistência Estudantil e DCE’s;
  • Criação de rubrica específica para a permanência estudantil das Universidades Estaduais da Bahia, com destinação de 1% da Receita Líquida de Impostos do Estado;
  • Reformulação democrática do Projeto Estadual de Auxílio Permanência, a partir da realização de audiências públicas, com a participação efetiva dos DCE’s e estudantes das Universidades Estaduais.

Campus Professor Soane Nazaré de Andrade, 16 de maio de 2018.

CONCURSO DA UESC DIVULGA RESULTADO DAS PROVAS

Do Blog do Gusmão

Uesc

A Consultec divulgou na segunda-feira (30) o resultado das provas objetivas do concurso da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC). Acesse aqui.

Com a publicação do resultado, o prazo para a apresentação de recursos vai ser de dois dias, quinta (3) e sexta-feira (4), no site da Consultec. A empresa vai publicar no próximo dia 10 as respostas para os eventuais questionamentos dos candidatos.

Segundo o cronograma do concurso, o resultado final está previsto para o dia 30 de maio.

APÓS DENÚNCIA DE PLÁGIO, CONSULTEC ANULA QUESTÕES DO CONCURSO DA UESC

Do Pimenta

Uesc

A Consultec decidiu anular, sem exame do mérito, as questões 40, 41,46 e 47 da prova de conhecimentos específicos para o cargo de técnico universitário da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc). Essas questões estão entre as sete que candidatos apontaram como copiadas de bancas como Fundação Getúlio Vargas e Fundação Carlos Chagas, como mostrou o PIMENTA ontem (26).

O  julgamento dos recursos contra o resultado dos gabaritos preliminares foi publicado na noite de quinta-feira (26), conforme previsto no edital. A Consultec também deferiu recurso com relação às questões 35 e 45 de conhecimentos específicos e rejeitou todos os outros pedidos com relação às questões de Informática e Língua Portuguesa. A prova para técnico universitário teve 48 questões objetivas, das quais 24 especificas, 12 português e 12 informática.

SEM ANULAÇÃO PARA PROVA DE ANALISTA

Não houve anulação na prova para o cargo de analista universitário, mas teve deferimentos para quem entrou com recurso contra as questões 32 e 42 de conhecimentos específicos. A síntese dos pareceres do recursos pode ser acessada aqui. O concurso da Uesc oferece 24 vagas para técnico universitário e oito para analista universitário.

De acordo com o edital do concurso, na segunda-feira (30), serão publicados o gabarito definitivo e resultado das provas objetivas de todos os cargos. A divulgação da classificação final dos candidatos, em todos os cargos, está prevista para o dia 30 de maio.

CONSULTEC É ACUSADA DE PLÁGIO EM CONCURSO DA UESC

Do Pimenta

Uesc

A Consultec foi acusada de plagiar, ao menos, cinco questões das provas do concurso público para os cargos de técnico e de analista universitário da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc).

O exame foi aplicado no último dia 14. Conforme candidatos, questões são semelhantes ou idênticas às de provas da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e da Fundação Carlos Chagas e parte delas havia sido divulgada em sites de concursos.

Luciano Cordier é um dos candidatos que fizeram a prova, no último dia 14. “Em sites de simulados e no site do PCI Concursos, a gente pode ver e baixar as provas [questões]plagiadas”, disse ao PIMENTA.

A Uesc ainda não se posicionou quanto à denúncia. A Consultec informou que os recursos protocolados estão em “fase de análise” e promete adoção de “medidas cabíveis”, porém fala em preservar o certame.

Clique aqui para ler mais.

PROFESSORES DA UESC APROVAM PARALISAÇÃO

Do Blog do Gusmão

Uesc

Reunidos em assembleia na manhã desta terça-feira (17), professores da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) decidiram que vão paralisar suas atividades na próxima quarta (25). Na oportunidade, a Associação dos Docentes da UESC (ADUSC) vai realizar um protesto em Salvador, com o objetivo de sensibilizar o governo Rui Costa a retomar o diálogo com a categoria.

Segundo a ADUSC, “após três anos sem correção das perdas provocadas pela inflação, os professores das Universidades Estaduais da Bahia (UEBA) acumulam o maior arrocho salarial dos últimos 20 anos. O dado faz parte de uma pesquisa encomendada pelo Fórum das Associações de Docentes (ADs) da UESC, UEFS, UESB e UNEB, ao Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (DIEESE)”.

Além da reposição salarial, os professores afirmam que o governo Rui Costa não respeita outros direitos trabalhistas. Os docentes também denunciam a defasagem do orçamento para a manutenção das universidades estaduais.

Professores das outras três universidades estaduais também podem aderir ao movimento de paralisação. Eles vão realizar assembleias ao longo desta semana.

UESC REABRE RESTAURANTE

Do Blog do Gusmão

Uesc

A Subgerência de Serviços Auxiliares da UESC informa que o restaurante da universidade voltou a funcionar nesta segunda-feira (5), após o fechamento exigido em virtude de uma manutenção nas suas instalações.

Antes da interrupção das atividades, o estabelecimento foi alvo de reclamações dos estudantes sobre a qualidade da comida ofertada.

Cadastramento

A partir da próxima segunda-feira (12), a UESC vai realizar o cadastramento biométrico para o uso do subsídio de alimentação do restaurante. O atendimento funcionará na sala da ASSEST, localizada na Torre Administrativa do Campus Soane Nazaré. No ato, será necessário apresentar documento oficial com foto, comprovante de matrícula e CPF.

APÓS RECLAMAÇÕES, UESC SUSPENDE ATIVIDADES DE RESTAURANTE

Do Blog do Gusmão

Uesc

Publicado hoje (27) no site da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), um comunicado informa a suspensão das atividades do restaurante universitário. A interrupção dos serviços vai começar às 16 horas desta terça-feira.

Conforme a Subgerência de Serviços Auxiliares da UESC, a medida é necessária para a realização de uma reforma nas instalações do restaurante. A unidade voltará a funcionar assim que o trabalho for concluído. A nota não informa previsão para o fim do serviço.

O anúncio da universidade chega menos de uma semana após o episódio em que estudantes afirmaram que se sentiram mal depois de comer no restaurante.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia