WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


dezembro 2018
D S T Q Q S S
« nov    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


:: ‘teatro’

TEATRO POPULAR DE ILHÉUS TEM PROGRAMAÇÃO ESPECIAL PRO VERÃO

Espetáculo.

A Tenda TPI está com uma programação especial para o fim de ano ilheense. Após receber o 1º Encontro Afro Baiano de Artes de 30 de novembro a 2 de dezembro, que contou com a presença da bailarina Nanda Rachell e do ator Leno Sacramento, dois importantes artistas da cena soteropolitana, abrindo este mês com chave de ouro, o Verão na Tenda contará a partir desta semana com espetáculos todas as sextas e sábados durante o mês de dezembro, integrando a programação cultural de fim de ano da cidade de Ilhéus. Estarão cartaz diversas peças que são sucesso de público e de crítica, além de performances e shows musicais.

Logo nesta quarta-feira (05), às 18h30, o espetáculo “Catavento das Artes: entre laços e abraços apertados” contará com performances de poesia, música, teatro e dança dos educandos da Escola Villa Verde, e é voltado especialmente para pais, familiares, amigos e convidados, sendo também aberto gratuitamente ao público.

Na sexta-feira (07) acontece às 19 horas o espetáculo “Uma certa Mãe Coragem”, lançado em outubro deste ano. Inspirado na obra de Bertholt Brecht, trata-se de um relato sobre a Guerra dos Trinta Anos, ocorrida entre 1618 e 1648 na Europa. A montagem homenageia Mãe Ilza Mukalê, uma mãe coragem, que como a personagem fictícia, teve que criar seus filhos sozinha.

“Os fuzis da senhora Carrar” está de volta às 19 horas da noite deste sábado (08), combinando música e projeções audiovisuais. O espetáculo narra a história de Teresa Carrar, uma mãe viúva que tenta manter a integridade dos filhos em meio à Guerra Civil Espanhola (1936-1939). Escrita em 1937 por Bertolt Brecht, a peça provoca o público a pensar sobre a estupidez de qualquer guerra. A desumanização e a impotência a que são submetidas as sociedades. O Teatro Popular de Ilhéus faz uma relação com as guerras urbanas que vivemos diariamente.

No dia 14, às 20 horas, acontece o esperado lançamento do DVD “Amor, Política e Ozadia” de Cabeça Isidoro, que teve gravação ao vivo em outubro deste ano no Teatro Municipal de Ilhéus. Com 20 anos de carreira, Isidoro traduz sua inquietude numa arte autoral que retrata e analisa nossa sociedade de forma lúdica, irreverente e irônica, acompanhado pela banda Os Infamáveis (Pablo Lisboa, Guilherme Pessoa, Lula Soares Lopes e Danilo Bass). Cabeça adianta ainda que todos aqueles que pagarem entrada “inteira” terão direito ao DVD físico.

No dia 15 (sábado), às 19 horas, o Coletivo AFRO(en)CENA trança seus fios afrodiaspóricos lançando mão da sua primeira experimentação cênica intitulada “Travessias… Ciclos Transatlânticos” exalando o cheiro de uma diáspora de si a partir da ancestralidade negra do Sul da Bahia. Com entrada na modalidade “pague quanto quiser”, todo o valor arrecadado contribuirá para a construção da nova arquibancada da Tenda TPI.

“Teodorico Majestade – as últimas horas de um Prefeito”, está em cartaz desde 26 de novembro de 2006, e será exibido no próximo dia 21 (sexta-feira), às 20 horas. Com diálogo leve e bem humorado, escrito em cordel, o espetáculo teve papel importante na mobilização da população de Ilhéus para a cassação do então Prefeito Valderico Reis, em 2007.

A peça “Carranca”, da Cia. de Teatro Mistura, de Ibotirama, fará nova apresentação na Tenda Teatro Popular de Ilhéus no dia 22 (sábado), às 20 horas. O ator Gilberto Moraes é o protagonista da peça, no papel de Zé das Carrancas, personagem pitoresco e engraçado que canta e declama seus versos e rimas.

O espetáculo musical “Ensaio sobre uma tal democracia”, projeto de Cabeça Isidoro, vai em cena na última sexta-feira do ano (28), às 20 horas, e apresenta um repertório de 15 músicas que surgem da inquietação provocada pela crise política, social e moral no Brasil. A montagem, que estreou em 2016 e tem participação de Jahgga, percussionista da banda O’Quadro.

A última apresentação do ano, “Rodando a Bossa Nova na Tenda” começa às 20 horas do dia 29 (sábado) com um recital de violão e voz por Franklin Costa, que “sambalançando” com seu violão, dá uma volta nas principais composições deste gênero.

Todos os espetáculos da casa têm valor de entrada de R$ 30,00 (inteira) e R$ 15,00 (meia) (exceto “Catavento” e “Travesssias”, que são gratuitos). O público frequentador da Tenda TPI, e até mesmo o turista que visitará a cidade durante o verão, poderá adquirir o Cartão Fidelidade TPI e pagar meia em qualquer espetáculo da Tenda. O Cartão pode ser solicitado na bilheteria do local por apenas R$ 25,00, e será válido por 1 ano. O espectador que, por exemplo, quiser assistir a todos os espetáculos do mês de dezembro, ao pagar meia-entrada através o Cartão Fidelidade TPI economizará R$ 105,00 para ver as 9 apresentações em cartaz – além de continuar pagando apenas meia até o final da anuidade, quando poderá renovar o cartão e continuar obtendo o desconto nos ingressos do Teatro Popular de Ilhéus.

Toda a programação e outras informações podem ser encontradas no site da Tenda Teatro Popular de Ilhéus através do link www.teatropopulardeilheus.com.br. O Teatro Popular de Ilhéus é uma instituição cultural mantida pelo programa de Ações Continuadas de Instituições Culturais – uma iniciativa da Secretaria de Cultura da Bahia com recursos do Fundo de Cultura do Estado da Bahia.

CONFIRA PROGRAMAÇÃO DESTA SEMANA DA TENDA TEATRO POPULAR DE ILHÉUS

Tenda

A programação da Tenda Teatro Popular de Ilhéus desta semana está recheada de boas atrações. Quinta-feira (25/01), às 17 horas, tem o espetáculo infantil Pandolfo Bereba no Reino da Bestolândia. Sexta-feira (26/01) tem Teodorico Majestade – As últimas horas de um prefeito, às 20h. Sábado é a vez do grupo A-rrisca Cia. de Dança se apresentar às 19 horas com o espetáculo Mariana – A história que se perdeu.

Pandolfo Bereba no Reino da Bestolândia é uma adaptação da obra literária de Evani Furnari, que conta a divertida e engraçada história de um jovem príncipe solitário membro de uma família com estranhas manias e com desejo de ter amigos e uma namorada. A atração inclui ainda desenhos do artista plástico ilheense, Rildo Foge, que foram animados em vídeo pelo Núcleo de Produção Audiovisual do Teatro Popular de Ilhéus.

Em Teodorico Majestade, uma sátira política em cordel, o público pode conferir o drama do prefeito da fictícia cidade de Ilha Bela, acuado em seu gabinete, cercado pela população revoltada com suas trapaças.

“Mariana a História que se perdeu”, tem como tema o desastre ambiental ocorrido em 2015 em uma barragem da mineradora Samarco, no município de Mariana, em Minas Gerais. A enxurrada de lama deixou um rastro de destruição que afetou 35 cidades mineiras e três no Espírito Santo, deixando vários desabrigados e matando 19 pessoas.

Marque na sua agenda e bom espetáculo!

Quinta-feira (25/01):

Teatro Infantil: Pandolfo Bereba no Reino da Bestolândia

Horário: 17 horas.

Sexta-feira (26/01):

Teatro Adulto: Teodorico Majestade – As últimas horas de um prefeito

Horário: 20h.

Sábado (27/01):

Dança: MARIANA – A História Que Se Perdeu.

Horário: 19 h.

TPI APRESENTA ESPETÁCULO ACESSÍVEL EM LIBRAS

Espetáculo.

O grupo Teatro Popular de Ilhéus apresenta dois de seus espetáculos na Tenda. Nessa sexta (1), sobe ao palco “Medida por medida”, da obra de William Shakespeare. A peça contará com tradução simultânea em Libras (Língua Brasileira de Sinais). Já amanhã (sábado, 2) é a vez do grupo apresentar o espetáculo “Os fuzis da senhora Carrar”, escrito por Bertolt Brecht (com tradução de Antônio Bulhões), e que recentemente participou da 19ª edição do Festival Recife do Teatro Nacional.

O horário das apresentações para essa sexta e sábado é às 20h. O ingresso individual custa R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). Há também a possibilidade de adquirir o ingresso casado para os dois espetáculos, por R$ 30,00 (inteira). A classificação indicativa dos espetáculos é de 14 anos. A Tenda fica localizada na Av. Soares Lopes e é administrada pelo Teatro Popular de Ilhéus, uma das instituições apoiadas apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

COLETIVO DE TEATRO REALIZA EVENTO EM ILHÉUS

A MALQ#2, II Mostra Artística Alquimia Coletivo Escola, vai agitar Ilhéus nos dias 8 e 9 de dezembro de 2017. O evento contará com uma intensa programação e acontece das 15h00 às 21h00 na Casa Malvina, sede artística do Saladistar, localizada na rua General Câmara, 66 Centro, com entrada gratuita (lugares limitados).

Abrindo o evento, haverá a exibição de um minidoc sobre os processos artísticos da escola de arte, além de um varal de poesias do ateliê de criação literária e exposições fotográficas. Em seguida, a plateia assiste ao videoarte “Show de Talentos”, que registra as aventuras dos pequeninos alunos da oficina Teatrices.

A programação também conta com a mostra cênica “Na sua cara!”, resultado da oficina Teatro de Revista para Iniciantes e o painel de cenas contemporâneas “Dimensão Espelhada”, com a turma adolescente do Teatro Elixir, curso livre de artes cênicas. Outro destaque será a estreia do espetáculo infantil “Bons sonhos te vejam”, com texto e direção de Jones Mota.

Pra coroar a noite, a mostra se encerra com um animado Sarau Musical, resultado do aprendizado semestral dos alunos das oficinas Violão Zen e Canto Livre.

A escola nasceu do Coletivo Saladistar, grupo de artistas da capital baiana surgido em 2007 com o propósito do fazer artístico compartilhado, tendo o teatro como base de seu trabalho. Uma década depois, com grandes realizações no currículo, tanto no Brasil como no exterior, decidiram migrar sua sede para Ilhéus, e participar mais ativamente da comunidade, sabendo que a arte tem o poder de mover o mundo para o bem. Deram início, então, à Alquimia Coletivo Escola, com turmas de teatro, escrita criativa, música, ateliê e oficinas variadas.

A primeira mostra artística da Alquimia Coletivo Escola aconteceu nos dias 19 e 20 de agosto de 2017 e contou com uma programação produzida e encenada por alunos, repleta de arte e criatividade, contando com lotação máxima. A segunda mostra promete ainda mais, principalmente pelo amadurecimento e avanço dos artistas em formação na escola.

O evento será inclusivo para adultos, jovens e crianças, uma experiência única para um final de semana repleto de cultura, arte e educação, sem nenhum custo.

Mais informações falar com o Coletivo Saladistar – 73 98820-8002

ESTUDANTES DE TEATRO DE ILHÉUS APRESENTAM ESPETÁCULO NO TEATRO MUNICIPAL

Da Ascom/Secretaria de Educação da Bahia

Espetáculo

Os estudantes do 2º ano do curso técnico em Teatro do Centro Estadual de Educação Profissional do Chocolate Nelson Schaun, localizado em Ilhéus (460 km de Salvador), apresentaram, nas noites destas segunda e terça-feira (16 e 17), no Teatro Municipal de Ilhéus, o espetáculo “Epa! Quem foi? Quem viu?”. Este curso técnico em Teatro é o único ofertado pela rede pública de ensino na região Nordeste.

A peça propõe uma narrativa dramática quando são questionadas as práticas educacionais tradicionais oriundas da Ditadura Militar e, também, aborda situações sociais como bullying, preconceito racial, transtornos alimentares e sexualidade. A última noite de apresentação contou com um público estimado de 450 pessoas.

Grande parte do roteiro do espetáculo foi construído pelos próprios estudantes, que se basearam em momentos do cotidiano deles e, também, conta com releituras do texto “Aurora da Minha Vida”, de Naum Alves de Souza. Os estudantes também se envolveram em toda a produção, através da organização da sonoplastia, figurino e iluminação. A ação serve como um laboratório para o futuro exercício profissional dos estudantes.

De acordo com a professora Silvânia Corrêa, que leciona as disciplinas “Direção”, “Preparação do corpo para a cena” e “Interpretação”, os espetáculos contribuem muito para o aprendizado dos alunos. “São momentos em que os estudantes operacionalizam o que estão trabalhando na teoria em sala de aula. O contato com o público é essencial porque permite o reconhecimento do trabalho desenvolvido por eles dentro e fora dos palcos”, destaca a educadora.

Para Tainá Guerra, 17, que interpreta a personagem “A gorda”, a peça serviu como superação pessoal. “Eu sempre sofri bullying na infância e interpretar essa personagem foi um grande desafio. Este papel me ajudou muito porque ela é justiceira e empoderada, se aceita e isso refletiu muito na minha autoestima, pois amo o meu corpo do jeito que ele é”, revela a estudante.

A estudante Scallate Lore, 22, que interpreta a personagem “Puxa-saco”, afirma que gosta muito do curso. “Fazer este curso é uma grande oportunidade porque sou apaixonada pelo teatro e quero levá-lo para a minha vida. A peça tem uma mensagem de luta contra o preconceito, de se colocar no lugar do outro e isso é muito importante”, diz, entusiasmada.

CIA ACORDADA APRESENTA ESPETÁCULO EM JEQUIÉ

A peça

No dia 21 de outubro, O Santo e a Porca, peça indicada ao Prêmio Braskem de Teatro 2017 estará em cartaz na cidade de Jequié no Centro de Cultura ACM às 20 horas. O projeto tem o apoio do Circo da Lua, apoio gráfico do Criadouro Soluções Culturais e apoio institucional do Governo do Estado, através do Ocupe Seu Espaço, Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.

A montagem da Cia. Acordada da obra de Ariano Suassuna traz a cena o teatro de máscaras conhecido como commedia dell’arte que surgiu na Itália no começo do século XVI, que mistura o teatro literário culto com o popular. Um teatro itinerante que se apresentava e se adequava a qualquer espaço, sejam vilas, cidades ou lugarejos na Europa. A peça escrita por Suassuna é uma adaptação da Comedia das Panelas do autor romano Plauto e do Avarento do francês Molière. Os personagens são arquétipos baseados em três categoria, a dos criados, dos patrões e dos enamorados.

O velho avarento, Euricão Engole Cobra, guardou todo dinheiro acumulado em sua vida dentro de uma porca de madeira, enquanto engana a todos em sua volta gritando a todos os cantos que é um pobre miserável. Ele sonha em casar sua única filha com um homem rico e explora sua empregada, mantendo-a apenas com teto e comida. Ele é devoto de Santo Antônio e enxerga a divindade como um herói protetor da sua porca. O velho apresenta todas as características típicas de um vilão, mas é tão bobo em sua forma de agir e enxergar o mundo que o público não consegue odiá-lo, ele faz parte do núcleo dos patrões e sua máscara é conhecida como Pantaleão. O ator Ed Paixão, interprete do personagem, usa como força motriz em sua construção, a imagem do touro bravo que se projeta no corpo e no texto durante todo o espetáculo.

A criada Caroba, interpretada pela atriz Ivana Nístico, é muito esperta e ligeira em suas tramoias, sonha em ter um pedaço de terra para morar com seu par romântico Pinhão e para esse fim, ela joga, manipula e usa as pessoas como marionetes, muito similar ao personagem João Grilo do Auto da Compadecida. O grande desafio da criada é manter as suas mentiras, e na trama, a verdade pode vim à tona num piscar de olhos. Por isso em nenhum momento a personagem relaxa, sempre inventando novas mentiras quando corre perigo de ser descoberta e tudo vim por água baixo. Sua máscara é fundamentada na Colombina.

O criado Pinhão, interpretado pelo ator Mateo Crevatin, segue pelo caminho da máscara do Arlequim, que como práxis na commedia dell’arte, ama Colombina e deseja se casar com ela. Ele é o antagonista do velho Euricão e é aquele que desfere o golpe mais violento no avarento durante a peça.

A história é contada com sete personagens em cena e um músico executando a trilha sonora, os atores também cantam e tocam durante o espetáculo. Nessa nova apresentação, a máscara da personagem Benona, irmã mais nova de Euricão, é assumida pela atriz e diretora Paulina Ojeda que é doutora em Artes Cênicas pela UFBA.

A Cia. Acordada é composta por atores argentinos, chilenos e brasileiros e há dois anos tem trabalhado colaborativamente em todos os setores de produção para chegar ao resultado final.

TENDA APRESENTA O “SARAU DO FIM DO MUNDO” NESTE SÁBADO

A Tenda, espaço cultural localizado na Avenida Soares Lopes, em Ilhéus, traz em sua programação dois eventos para este fim de semana.

Na sexta (28), às 20h, acontece a apresentação do espetáculo “Os fuzis da senhora Carrar”, do grupo Teatro Popular de Ilhéus. Da obra de Bertolt Brecht, a história conta o drama de uma mãe que, durante a guerra civil espanhola, tenta manter a integridade dos filhos. A classificação indicativa é de 14 anos. Os ingressos podem adquiridos na bilheteria da Tenda, antes do espetáculo.

No sábado (29), 19h, é a vez do “Sarau do fim do mundo”. Com a proposta de reunir diferentes expressões artísticas, como música, poesia, teatro e dança, o evento tem participação livre e entrada gratuita, além da indicação para todas as idades.

A Tenda é administrada pelo Teatro Popular de Ilhéus, uma das instituições apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA) através do Fundo de Cultura da Bahia (FCBA).



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia