WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia


agosto 2018
D S T Q Q S S
« jul    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


:: ‘saude’

MARÃO DÁ UMA DENTRO

Do Agravo

Apesar de realizar um governo bem abaixo da expectativa do ilheense, o governo de Mário Alexandre conseguiu um ponto positivo ao colocar Atendimento pediátrico 24 horas. Hoje, funcionando no Hospital Vida Memorial, situado na Rua Ramiro de Castro, 214, no Centro da cidade, próximo ao Terminal Rodoviário Urbano de Ilhéus, o atendimento vem ganhando elogios nas redes sociais.

Cerca de 100 atendimentos em pediatria, em média, são realizados diariamente pelo Hospital Vida Memorial, pelo Sistema Único de Saúde (SUS). A unidade hospitalar presta serviços para a rede pública de Saúde no município, nos casos de pediatria, em nível de urgência e emergência, 24 horas, desde o último dia 28 de junho, através de contratação articulada pela secretaria municipal de Saúde.

MARÃO DISPENSA SECRETÁRIA DE SAÚDE E JÁ TEM NOVO NOME PRA PASTA

Do Agravo

Elizângela e Magela

A secretária de Saúde, Elizângela Santos de Oliveira, será exonerada na sexta-feira (20) e no seu lugar será nomeado o ex-secretário de Saúde de Itabuna, Geraldo Magela. Segundo informações, a indicação de Magela é do secretário de Saúde do Estado, Fábio Vilas Boas e do deputado federal Paulo Magalhães (PSD).

Elizângela ficou no cargo 1 ano e dois meses, e era bastante criticada no meio político por desconhecer a realidade da Saúde de Ilhéus. Na sua passagem por Ilhéus, Elizângela que era considerada protegida do prefeito Mário Alexandre, bateu de frente com o Conselho de Saúde, e sai bastante desgastada.

Geraldo Magela é ex- secretário de Saúde nas cidades de Teixeira de Freitas e Itabuna, além de ocupar também as secretarias de Planejamento e Meio Ambiente em Eunápolis. O último cargo ocupado por Magela é recente, nomeado em maio secretário de Saúde de Nova Viçosa, deixa o cargo para assumir a pasta em Ilhéus.

ILHEENSE RECLAMA DO SUFOCO NA CENTRAL DE REGULAÇÃO DO SUS

Do FRN

Sufoco.

Um cidadão enviou ao site Fábio Roberto Notícias uma série de imagens da “desorganização” na Central de Regulação, no bairro do Malhado, zona norte de Ilhéus.

Segundo relato do denunciante, quem precisa fazer o cartão do SUS (Sistema Único de Saúde) é obrigado enfrentar filas enormes, além de ficar exposto no sol e chuva, assim como os idosos que ficam em pé por um longo período aguardando atendimento. O cidadão também chama atenção para distribuição das fichas, que segundo ele, quando o sistema cai, a senha não serve para o dia seguinte.

Como não podemos contar com a Câmara de Vereadores e sequer o Conselho Municipal de Saúde, a única alternativa que os ilheenses tem é denunciar nos meios de comunicação, toda bagunça instalada na Central de Regulação, para que só assim, o Ministério Público e o Poder Judiciário adotem medidas sérias contra o governo Mário Alexandre e José Nazal“, reclamou.

POSTO DE SAÚDE DO PONTAL SERÁ REFORMADO

Da Secom/Ilhéus

Posto de saúde.

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, assinou ordem de serviço para a reconstrução total da Unidade Básica de Saúde Herval Soledade, localizada no bairro do Pontal, zona sul da cidade. O ato acontece na tarde desta terça-feira, 10, na própria unidade, ao lado dos secretários municipais de Infraestrutura, Átila Dócio, e de Saúde, Elizângela Oliveira, e servidores municipais. O custo da reforma foi orçado em 170 mil reais, e serão utilizados recursos próprios do Município.

A unidade de saúde do Pontal funciona diariamente, de segunda a sexta-feira, das 7 às 17 horas, e conta com três profissionais médicos nas áreas de atendimento clínico – Dr. Francisco Sampaio (segunda, quarta e sexta); pediatria (todos os dias), com o Dr. Leônidas Azevêdo, Pediatria (todos os dias); e Ginecologia, às quartas-feiras, com o Dr. Viriato Neto. Além dos serviços de enfermagem, farmácia, e, dentro de alguns dias, passará a contar também com o atendimento odontológico.

O prefeito Mário Alexandre reafirma o seu compromisso de dar continuidade às obras e reformas das unidades na área da saúde no sentido de ampliar a rede de atenção básica. “Visitei e vi, o que é mais uma ruína que iremos reconstruir na cidade de Ilhéus. Entregaremos essa unidade à população com dignidade”, garantiu.

Segundo a Apoiadora Institucional da área sul, Alessandra de Oliveira Farias, a reforma vai melhorar a estrutura física da unidade, o acesso dos usuários, e contribuir para que a população tenha um atendimento mais valorizado. ”Com a reforma, a sala de vacinação volta a funcionar”, salienta.
De acordo com a secretária municipal de Saúde, Elizângela Oliveira, a unidade será totalmente reformada e também terá equipamentos novos. “Isso sensibiliza aos profissionais de saúde e melhora o atendimento aos assistidos pelo SUS”, disse. Segundo ela, a unidade básica continuará com os mesmos critérios de atendimento, com manutenção da assistência gratuita e a melhora da qualidade do ambiente para os profissionais e para a população.

9 MORTES POR AIDS FORAM REGISTRADAS NO 1º SEMESTRE DE 2018 EM ILHÉUS

Do Pimenta

A Bahia registrou, no primeiro semestre, quase 1.900 novos casos de Aids, sendo que 95 adultos e uma criança não resistiram à doença. Salvador (42), Ilhéus (9), Jequié (6) e Feira de Santana (6) são as localidades como maior quantidade de mortes no estado, conforme levantamento feito nesta terça-feira (10) pelo PIMENTA.

De acordo com dados da Secretaria de Saúde da Bahia, proporcionalmente,  Camacan é a localidade no estado com maior número de mortos neste ano. Já são quatro óbitos no município de pouco de mais de 33 mil habitantes. Em Itabuna, por exemplo, que possui mais de 220 mil moradores, foram notificadas duas mortes.

Além de Camacan, Ilhéus e Itabuna, duas mortes foram registradas em Una. Mais de 160 novos casos de Aids foram confirmados nos municípios sul-baianos primeiro semestre, sendo que 89 em Itabuna. As demais ocorrências foram em Buerarema, Canavieiras, Camacan, Ilhéus, Itacaré, Itajuípe e Una.

No extremo sul, os municípios com maior quantidade de novos casos de Aids  foram Eunápolis (20),  Mucuri (22),  Porto Seguro (27) e Teixeira de Freitas (25). Houve mortes em Porto (2) e Teixeira 92). No sudoeste baiano, foram registrados mais de 80 casos da doença em Vitória da Conquista (58) e Jequié (23). No geral, Salvador foi a localidade com maior número de novas notificações, com 910 ocorrências.

ILHÉUS RECEBE EQUIPAMENTOS PARA AS UNIDADES BÁSICAS DE SAÚDE

Da Secom/Ilhéus

Atendimento

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, assinou hoje, 6, o termo de recebimento do kit de equipamentos para Unidades Básicas de Saúde (UBS), na sede da secretaria estadual de Saúde (Sesab), em Salvador, que vão servir para melhorar a infraestrutura de postos da rede de atenção básica. A entrega foi realizada durante solenidade com a participação do governador Rui Costa, e contou com a presença da secretária municipal de Saúde, Elizângela Oliveira.

Segundo o prefeito Mário Alexandre, o objetivo é dobrar a área de cobertura da saúde básica, com o apoio do governador Rui Costa. “Esses equipamentos chegam em um momento oportuno, visto que acabamos de reformar vários postos de saúde e entregamos à população nos últimos dias. Eles servirão para equipar as unidades já reformadas, melhorar a estrutura física, porque tem muitos anos que não tem esse tipo de serviço na cidade de Ilhéus. A finalidade é proporcionar atendimento mais digno à população, avançar na política de saúde”, disse.

PREFEITO QUER CONTINUAR DANÇANDO NA BOQUINHA DA GARRAFA, AFIRMA DONO DO HOSPITAL DE ILHÉUS

Jorge Viana.

A polêmica da renovação do contrato do Hospital de Ilhéus com a prefeitura para atendimento pediátrico pelo Sistema Único de Saúde (SUS) parece longe de terminar.

Durante entrevista a um programa da rádio Gabriela FM, nesta terça, dia 26, o médico Jorge Viana, dono do Hospital de Ilhéus, afirmou que tentou se reunir com o prefeito Mário Alexandre por várias vezes, mas que o gestor sempre estava fora da cidade e que hoje não sabe se ele está em Brasília, Salvador “ou dançando na boquinha da garrafa”.

A declaração polêmica de Viana reforça conversas que vazaram de um grupo do aplicativo whatsapp, nas quais o médico afirma que o prefeito “quer continuar dançando na boquinha da garrafa” e reclama das tentativas frustradas de se reunir co Mário Alexandre para tratar da renovação contratual.

Como informamos em nota (que pode ser lida abaixo), o contrato para atendimento pediátrico na unidade será suspenso nessa quarta, dia 27. Isso implica, segundo Viana, na remoção de 14 crianças que estão internadas no Hospital de Ilhéus.

Em nota, a prefeitura afirma que tentou renovar o contrato, mas esbarrou numa exigência de acréscimo de 100 mil reais mensais para continuar a oferecer o serviço.

Atualizado às 13h05min

Durante a entrevista, Jorge Viana revelou que o município não cumpriu parte do acordo que previa a cessão de médicos para auxiliar no atendimento e que, por isso, exige o aumento do valor pago pela prefeitura para manter o serviço.

Sobre as 14 crianças internadas na unidade, o médico afirmou já ter comunicado a secretaria de Saúde sobre o problema, mas que não recebeu qualquer posicionamento ate essa terça.

GOVERNADOR ENTREGA VEÍCULOS PARA SEGURANÇA E SAÚDE EM ILHÉUS

Viaturas novas.

O Governo do Estado entregou ao município de Ilhéus, nesta segunda-feira (18), viaturas policiais para fortalecerem a segurança pública local. A saúde básica da cidade também foi reforçada com uma ambulância e kits de sala de parto, odontológico e de Unidade Básica de Saúde (UBS).

As entregas foram realizadas pelo governador Rui Costa ao prefeito Mário Alexandre. Na opinião do prefeito, o ato demonstra a consolidada parceria estabelecida entre os governos, trabalhando para a melhoria de setores fundamentais do município.

MARÃO PREPARA SAÍDA DA SECRETÁRIA DE SAÚDE

Do Blog Chico Andrade

Secretária de saída.

A secretária de saúde de Ilhéus, Elisângela Oliveira, deve dizer adeus ao cargo que ocupa nos próximos dias.

Elisângela participaria, durante a manhã desse sábado (16), de uma reunião com o prefeito Mário Alexandre. A pauta da reunião, oficialmente, não incluiria esse tema, mas nos bastidores, o prefeito revelou a membros do núcleo duro do governo que sinalizaria insatisfação com Elisângela, preparando o terreno para o fim de sua passagem na gestão da secretaria municipal de saúde. A reunião, entretanto, acabou não ocorrendo.

O prefeito já avalia nomes de possíveis sucessores. Personalidades políticas próximas á secretária de saúde negam que Oliveira vá ser demitida, e afirmam que a secretária é alvo de perseguição de grupos políticos que se incomodam com sua postura, ainda segundo seus aliados, correta.

COM VERBA DO ALUGUEL, ILHÉUS PODERIA COMPRAR 2 AMBULÂNCIAS

Da Malha Fina, no jornal A Região

Ambulância

A mídia ficou tão focada na apreensão de duas ambulâncias que foram alugadas pela Prefeitura de Ilhéus, que não falou do valor do contrato. Ilhéus vai pagar R$ 278.240 para usar, por 7 meses, uma básica B e uma avançada.

Ninguém é preso?

Uma ambulância Mercedes Benz Sprinter Uti Completa 2019 custa R$ 139 mil, a básica sai por R$ 119 mil. As duas ficam por R$ 258 mil, R$ 20 mil MENOS do que a Prefeitura vai pagar para usar por apenas 7 meses. Cadẽ o MPF?

O amigo Roland…

A vencedora da licitação é a RL Nascimento Segundo ME, que pertence… a Roland Lavigne, aliado de Marão em um negócio entre amigos. Com o aluguel dos 7 meses, ele quita as duas e ainda sobram R$ 20 mil para curtir na praia.

EM NOTA, PCdoB FAZ DURAS CRÍTICAS À GESTÃO DA SAÚDE DE ILHÉUS

No dia 5 de outubro deste ano, o direito à saúde, calçado nos princípios de universalidade, equidade e integralidade completará 30 anos. Nas últimas três décadas muitos desafios foram enfrentados pelos entes federativos, como subfinanciamento, falta de política de valorização dos trabalhadores da saúde e principalmente a ampliação da resolutividade dos problemas enfrentados nos leitos de hospitais, clínicas, ambulatórios e centros de saúde.

Os princípios organizativos do Sistema Único de Saúde (SUS), estabelecidos na Constituição de 1988, são conquistas das forças progressistas e constituem o tripé que deve dar sustentação ao sistema: regionalização, hierarquização, descentralização, comando único e participação popular. Com esse objetivo, devem ser criados os Conselhos e as Conferências de Saúde – que visam formular estratégias, controlar e avaliar a execução da política de saúde.

Nos últimos anos, a agonia por sobrevivência do sistema de saúde, em Ilhéus, retratada pelas notícias veiculadas na mídia, tem sido cotidiana. Por essa razão, torna-se necessária uma análise conjuntural da Saúde Pública do nosso estimado município.

1)      Rede de Saúde desestruturada e desarticulada – Com a inauguração do Hospital Regional da Costa do Cacau (HRCC), o governo do Estado optou em converter o antigo Hospital Regional Luiz Viana Filho (HRLVF) em hospital materno infantil. Como consequência, tem sido grande o debate referente ao fechamento do HRLVF, pois, o anúncio dessa medida deixou a população preocupada e carente de explicações.

Em nenhum momento a comunidade ilheense foi chamada a compreender e dialogar sobre a suspensão de suas atividades, gerando um grave problema que consiste na desestruturação e desarticulação da rede de saúde municipal.

Atualmente, a crise na Atenção Básica é aguda e sofre desestruturação física das unidades de saúde da família, juntamente com a falta de equipes, marcação de exames insuficientes, entre outros, o que gera filas quilométricas nos setores de regulação.

O problema também atinge a Média e Alta Complexidade, onde os serviços estão abandonados, o SAMU, por exemplo, conta com apenas uma ambulância e os Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) encontram-se desestruturados, sem apoio técnico pedagógico.

A inexistência de veículos para os programas que exigem mobilidade, como o Núcleo Ampliado de Saúde da Família e Atenção Básica (NASF-AB) e o Programa Melhor em Casa, agravam, cada vez mais, a situação dos usuários que necessitam do apoio domiciliar.

Tais aspectos inviabilizam qualquer ação de trabalhadores voltados à articulação da rede de saúde, o que, certamente, deixa prejudicado o princípio de regionalização e hierarquização.

2)      Recursos volumosos e ineficiência nos gastos – As transferências constitucionais da União e os investimentos do Estado são garantidos para o nosso município, sendo que a gestão da Saúde municipal é plena.

Em 2017, o município de Ilhéus recebeu R$51.880.892,73 (quase 52 milhões de reais) e este ano, até fevereiro, R$7.821.747,87 (quase 8 milhões de reais), totalizando nesse período R$59.702.640,60 (aproximadamente 60 milhões de reais).

Recentemente, o governador Rui Costa anunciou investimentos R$15 milhões destinados à reestruturação da Atenção Básica, e à reforma e adaptação do Hospital Regional Luiz Viana Filho.

A atual gestão municipal, de slogan “Tempo de Alegria”, caso se confirme os investimentos anunciados pelo governo estadual, terá recebido até o final de 2018, em torno de R$ 100 milhões para gerenciar a Saúde de Ilhéus.

3)     Intransigência diante da participação social – Um dos pilares centrais da organização do SUS é a participação social. Os Conselhos Locais de Saúde estão sem funcionar. O Conselho Municipal de Saúde está sob suspeita de diversas irregularidades, conforme publicações na imprensa, inclusive, é objeto de controvérsia gerenciada pelo Ministério Público Estadual (MPE).

Após quase uma ano e meio de governo, o Conselho Municipal não conseguiu cumprir o seu papel de instância de controle social. São muitas as acusações de ingerência por parte da secretária de saúde do município, postura que motivou a renúncia de diversas entidades representativas das plenárias do referido Conselho.

Diante desse panorama, o Partido Comunista do Brasil (PCdoB), em Ilhéus, vem a público expor o seu repúdio frente à atual gestão municipal da Saúde.

Temos plena consciência de que a solução para a atual crise no sistema de saúde do município passa pela mudança de mentalidade gerencial. Trata-se da necessidade de um novo conceito de gestão pública pautado nos modernos paradigmas de planejamento, capacidade de diálogo e sensibilidade humanitária.

Ilhéus / BA, 09 de maio de 2018

Comitê Municipal de Ilhéus

Partido Comunista do Brasil (PCdoB)

MORADORES DO ILHÉUS 2 CONSEGUEM NEM AFERIR A PRESSÃO NO POSTO DE SAÚDE

Pode isso, Marão?

Alô Marão. Alô secretaria de saúde de Ilhéus. Como explicar o fato de os moradores do Ilhéus 2 não conseguirem sequer aferir a pressão arterial no posto de saúde da comunidade?

O relato foi feito ao ILHÉUS EM RESUMO por um morador, nesta quinta, 26. Segundo ele, ao levar um parente à unidade, foi informado pela recepcionista que não havia profissional para realizar o procedimento e teve de voltar pra casa sem uma previsão de quando o problema seria resolvido.

Acorda Marão.

MARÃO ASSEGURA POSTO DO MORADA DO PORTO ABERTO À NOITE

Da Secom/Ilhéus

Prefeito no posto.

Moradora há cinco anos do residencial Morada do Porto, Valdira de Jesus Santos, de 65 anos, comemora. “Depois de todos esses anos morando aqui, vejo que finalmente agora temos atenção”. Segundo ela, o fato de atravessar a rua e encontrar um posto aberto, com médicos, odontólogos e enfermeiras, transmite a comunidade uma sensação de mais tranquilidade e bem-estar. “Agora está melhor e espero que melhore ainda mais”, acrescenta.

Com o objetivo de acompanhar a rotina do funcionamento da Saúde Pública de Ilhéus, o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, está percorrendo os Postos de Saúde da cidade. Hoje (6), pela manhã, foi a vez da unidade situada no Residencial Morada do Porto, no bairro Banco da Vitória. Na oportunidade, o prefeito anunciou que, em breve, a unidade contará com atendimento durante a noite.

Ao considerar que o momento de crise nacional requer total responsabilidade, o gestor anunciou uma série de medidas que visam melhorar o atendimento à saúde, cuja meta do governo municipal é atingir 60 por cento de cobertura da atenção básica ainda este ano. “Quando decidi pelo cancelamento do Carnaval foi com total responsabilidade e com os “pés no chão”. A diferença está no olhar das pessoas. Quem aprova a decisão tomada é o povo que não era lembrado e nem assistido e finalmente hoje temos médicos, odontólogos e enfermeiros. Desde que assumimos, herdamos uma rede básica destruída e agora vamos reformar 10 postos de saúde” garantiu Mário Alexandre.

Posto perto de casa – Durante a semana, o posto conta com uma Unidade Odontomóvel, enquanto o consultório odontológico passa por adequações. Facilidade para Cristiane Nascimento Silva, de 34 anos. Ela conta que o ônibus tem toda a estrutura de uma unidade odontológica. Hoje, ela foi realizar um exame de rotina no posto. A moradora registra que desde a implantação do posto só haviam serviços de marcação de exames, mas agora finalmente a realidade é outra. “Bom mesmo é ter um posto em frente à sua casa. Vim na última sexta, dia 2, e marquei meu exame. A atendente disse que eu podia vir hoje, dia 6. Estou aqui, alegre. Já fui informada que o médico chegou cedo e vai atender todas as fichas distribuídas e isso é motivo de satisfação”, parabeniza.

A coordenadora do Programa dos Agentes Comunitários de Saúde (PACS), Jailma Nascimento Lima informa que o posto conta hoje com profissionais que antes não tinha. “Iniciamos um trabalho de saúde da mulher para mulheres que estavam desassistidas e hoje contam com diversos serviços, entre eles, pré-natal, saúde da família, preventivo e planejamento familiar, distribuição de preservativos, além de palestras sobre a importância da prevenção. Tudo isso é o início de muitas ações positivas que ainda vão acontecer”, acrescenta Jailma que também coordena o Programa de Saúde da Família (PSF).

Parceiras – Marli Oliveira Demétrio é presidente da Associação de Moradores do Morada do Porto e voluntária no posto. Na visão dela, “a parceria entre a associação, administração e a Prefeitura foi o um dos pontos favoráveis para esse novo momento na saúde em favor dos moradores do residencial”, classifica. Já o administrador do residencial, Alex Tavares elogia a atuação do prefeito Mário Alexandre. Segundo ele, “o fato do prefeito também ser um médico e por ter colocado a saúde como bandeira da sua administração, veremos muito mais exemplos como este, visto aqui, no Morada do Porto, por toda Ilhéus”, avalia.

Dona Maria de Lourdes dos Santos tem 66 anos mora no residencial há um ano e meio. Ela entende que o momento não é fácil em nenhum lugar, mas manifesta o desejo e os votos de que a sua cidade melhore cada dia mais. “Nunca tivemos atendimento aqui. Agora temos até um ônibus com dois dentistas para deixar a gente com um sorriso mais bonito”, brinca. Ao final, Mário Alexandre disse ainda que no início do seu governo pesquisas apontavam uma rejeição de 87% da população aos serviços de saúde prestados pelo município; lembrou a crise nacional que envolve o setor, das propostas concretas que estão sendo implementadas com otimismo e trabalho para modificar o quadro.

Avanços – Em pouco mais de dez dias, a Prefeitura de Ilhéus iniciou um programa de recuperação dos postos e unidades de saúde do município. Ao todo, 10 serão reformados. A Policlínica da Conquista está em reforma e vai tornar-se mais um PA (Pronto Atendimento 24 h), o quarto implantado pela atual gestão. Também foram iniciadas as reformas e ampliações da Unidade Básica de Saúde do bairro Hernani Sá.

O prefeito Mário Alexandre também já assinou um convênio com o Hospital de Ilhéus para atendimento, consultas e internações de crianças pelo Sistema Único de Saúde (SUS), enquanto as instalações do Hospital Regional estarão sendo reformadas para abrigar o Hospital Materno-Infantil, de alta complexidade, com UTI Neonatal.

Para ter conhecimento das principais mudanças que estão ocorrendo na saúde pública de Ilhéus, acesse: https://youtu.be/65emqtWdbBA

MARÃO: HOSPITAL REGIONAL NÃO SERÁ FECHADO

Da Secom/Ilhéus

Durante a assinatura do contrato com o Hospital de Ilhéus para o atendimento pediátrico SUS 24 horas, com internação, o prefeito Mário Alexandre disse que o Hospital Regional Luiz Viana Filho não será fechado, mas reformado e reaberto como um moderno hospital materno infantil de alta complexidade.

Com um investimento de 9 milhões de reais pelo governo do estado para reforma total e equipamentos, o hospital terá UTI’s neonatal e infantil, garantindo às mães de Ilhéus e região assistência médica, sem a necessidade de deslocamento para a capital, enfrentando mais riscos e espera. “Para fazer as mudanças é preciso fazer alterações e para fazer essas alterações e reestruturar a saúde, é preciso ter coragem e investir em infraestrutura física e em atendimento, para Ilhéus deixar de ser exportadora de doentes. Fechado foi o Hospital e Maternidade Santa Isabel, há quase vinte anos, o que representou uma perda irreparável para a saúde de Ilhéus”, afirmou o prefeito.

No pronunciamento, Mário disse que no início do seu governo pesquisas apontavam uma rejeição de 87% da população aos serviços de saúde prestados pelo município; lembrou a crise nacional que envolve o setor, das propostas concretas que estão sendo implementadas para modificar o quadro. Além do Hospital da Costa do Cacau, a Policlínica da Conquista já está em reforma, para ser transformada no quarto pronto atendimento médico SUS 24 horas da cidade, do início das obras de reforma e ampliação do posto de saúde do bairro Hernani Sá, Urbis, da UPA que será construída no Malhado, e das emendas impositivas que conseguiu junto a deputados federais que foram votados em Ilhéus, para custeio da saúde, e, agora, com o Hospital de Ilhéus, que é referência em saúde na Bahia, passando a atender a pediatria pelo SUS.

O prefeito agradeceu a parceria com o governo do estado, o apoio do governador Rui Costa e do secretário de saúde do estado, Fábio Vilas Boas. Marão disse ainda que não vai aderir a política baixa: “Estamos sempre abertos ao diálogo. As críticas construtivas são bem-vindas, mas as dos pessimistas, que não ajudam em nada, vamos responder com trabalho.  Vou fazer a política de alto nível porque Ilhéus precisa ser referência em política, em infraestrutura e em saúde”, finalizou.

*Veja íntegra no vídeo.Link youtube:  https://youtu.be/S_aLrE_fOfk

MÉDICOS DO HOSPITAL DA COSTA DO CACAU SEM SALÁRIOS

Com informações do Políticos do Sul da Bahia

Novo Hospital

A situação administrativa do Hospital da Costa do Cacau continua bastante complicada e causa desgaste ao governo do Estado.

Após as denúncias em sites da região, publicadas em fevereiro, a direção do hospital quitou os vencimentos de dezembro. Desde lá, os médicos contratados aguardam o dinheiro de janeiro e fevereiro e já se especula, inclusive, a possibilidade de um calote por parte da empresa terceirizada que administra a unidade.

Chama a atenção dos profissionais da saúde lotados por lá o fato de o Governo do Estado repassar os recursos sem muitos atrasos à empresa.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia