WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
embasa nota premiada


janeiro 2019
D S T Q Q S S
« dez    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
2728293031  


:: ‘salarios’

ILHÉUS: SEM OS SALÁRIOS DE DEZEMBRO, SERVIDORES DEMITIDOS OCUPAM PREFEITURA

Do JBO

Ocupação. Foto de Maurício Maron.

Ex-servidores da Prefeitura de Ilhéus, admitidos sem concurso público entre 5 de outubro de 1983 e 5 de outubro de 1988, e funcionários contratados por meio de seleção simplificada, todos.demitidos ontem pela gestão municipal, ocuparam agora a tarde as dependências do Palácio Paranaguá, em Ilhéus.

A alegação é de que hoje, data de pagamento do salário de dezembro, os seus créditos não foram depositados em suas respectivas contas e não houve nenhuma explicação a respeito do ato. “Se fomos demitidos no dia 8 de janeiro e trabalhamos durante todo o mês de dezembro, não entendemos por que ficamos de fora dos pagamentos do mês anterior”, afirmam.

Além da ocupação, as portas do Palácio fortam fechadas e o atendimento ao público interrompido. A ocupação, segundo os líderes, ocorrerá até que a Prefeitura se manifeste quanto a data da quitação dos salários. Antes da ocupação, os ex-servidores distribuiram panfletos no centro de Ilhéus, segundo eles, “desfazendo informações falsas que vem sendo divulgadas a respeito da decisão do prefeito Mário Alexandre”.

ILHÉUS: ERRO GERA SALÁRIO EM DOBRO PARA SERVIDORES MUNICIPAIS

Centro Administrativo de Ilhéus.

Servidores da Prefeitura de Ilhéus procuraram, nesta sexta, dia 1º, o ILHÉUS EM RESUMO para relatar problemas com o uso de cartões vinculados às contas salário da Caixa Econômica, banco oficial da prefeitura.

Segundo relatos, os cartões foram bloqueados pela própria instituição bancária, depois de constatado que foram pagos salários duplicados à grande maioria dos trabalhadores municipais.

O pagamento em dobro foi confirmado pelo secretário de Comunicação, Alcides Kruschewsky, ao ILHÉUS EM RESUMO. Ele relatou que um erro de identificação do arquivo de pagamento gerou o problema. O lote que deveria ser de servidores da educação continha dados dos servidores da administração, que já tinham recebido o salário.

Ainda de acordo com o secretário, o erro foi identificado pelo banco, que bloqueou os cartões ontem, quinta, dia 31. A medida, segundo relatos chegados ao blog, gerou constrangimento a servidores que tentaram usar seus cartões no feriado e não conseguiram. O desbloqueio, segundo Alcides, vai ocorrer ainda nesta sexta.

Como o problema ainda não foi resolvido, servidores da educação ainda estão sem os salários de maio. Para que recebam, será necessário o banco recolher os valores que foram depositados a mais nas contas dos demais funcionários.

MÉDICOS DO HOSPITAL DA COSTA DO CACAU SEM SALÁRIOS

Com informações do Políticos do Sul da Bahia

Novo Hospital

A situação administrativa do Hospital da Costa do Cacau continua bastante complicada e causa desgaste ao governo do Estado.

Após as denúncias em sites da região, publicadas em fevereiro, a direção do hospital quitou os vencimentos de dezembro. Desde lá, os médicos contratados aguardam o dinheiro de janeiro e fevereiro e já se especula, inclusive, a possibilidade de um calote por parte da empresa terceirizada que administra a unidade.

Chama a atenção dos profissionais da saúde lotados por lá o fato de o Governo do Estado repassar os recursos sem muitos atrasos à empresa.

MARÃO DESTACA SALÁRIOS EM DIA E DIÁLOGO COM SERVIDOR EM 2017

Da Secom/Ilhéus

Mário Alexandre (Foto: Evellin Portugal)

A cada 100 prefeituras baianas, cerca de 40 não conseguirão encerrar o ano com salários em dia e com o pagamento constitucional do 13º salário aos seus servidores. A situação é atribuída à crise financeira que assola as prefeituras baianas.

Mas Ilhéus fecha o ano conseguindo cumprir com suas obrigações junto aos servidores públicos. Para isso, de acordo com o prefeito Mário Alexandre, foi fundamental promover, ao longo de 2017, uma estratégia de economia e de controle administrativo, que permitiu o cumprimento dos objetivos junto ao servidor.

Os salários que historicamente eram pagos no quinto dia útil do mês subsequente passaram a ser pagos na última sexta-feira do mês trabalhado. Após cinco anos de salários congelados, os servidores receberam reajustes. Das 528 vagas disponibilizadas no concurso público realizado pela Prefeitura de Ilhéus, 337 novos servidores já foram efetivados nos cargos para os quais foram aprovados, resultando da ocupação de 56 por cento das vagas ofertadas.

Novo pacto – O prefeito Mário Alexandre defende para 2018 um Pacto Federativo que permita dar agilidade na aprovação de Propostas de Emendas e Projetos de Lei em tramitação na Câmara dos Deputados e Senado Federal que possam modificar positivamente a realidade enfrentada pelos municípios.

A constante – e acentuada – queda do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) é uma das suas maiores preocupações para o exercício financeiro de 2018. O FPM é composto de 23,5% do que é arrecadado com Imposto de Renda e Imposto sobre Produto Industrializado (IPI) e a desaceleração da economia atingiu em cheio os cofres municipais.

Oásis – Recente pesquisa realizada pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM) revela que, na Bahia, 168 gestores reconheceram que deixarão restos a pagar para 2018. Pelo menos 25% das prefeituras baianas não vão conseguir fechar as contas de 2017 e 102 prefeitos admitiram que vão terminar o ano no vermelho.

O levantamento traça um raio-x da crise econômica no Brasil. O quadro, contudo, vai muito além das dificuldades para equilibrar o balanço financeiro, já que 184 prefeitos confessaram que estão atrasados no pagamento de fornecedores. A situação pode ser ainda mais grave, pois só 284 dos 417 chefes de Executivo baianos responderam ao estudo – 68% do total.

MARÃO OFICIALIZA 13º SALÁRIO E FÉRIAS PARA ELE, VICE, SECRETÁRIOS E VEREADORES

A gestão do prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, oficializou, na edição do dia 8 do diário oficial, o recebimento de décimo terceiro salário por parte de vereadores, prefeito, vice e secretários. A lei 3.896, aprovada na câmara na última semana, e sancionada por Marão, traz ainda outro escárnio: o pagamento de terço de férias para ocupantes destes cargos, com direito a 30 dias de descanso por ano.

Regimentalmente, os vereadores de Ilhéus já tem cerca de 70 dias de recesso (eles não trabalham em janeiro, parte de fevereiro e julho). Agora, até para não trabalhar, vão receber um terço calculado sobre o salário mensal, de 12 mil reais.

Em tempo: Não custa lembrar que, antes de assumir a prefeitura, Marão e o vice, Nazal, afirmaram que não concordavam com o reajuste salarial dado, à época, pela câmara, para esses cargos. Hoje, além de concordarem, aceitam até uma parcela a mais da grana.

Antes da posse, recusaram o aumento. Hoje, criaram até uma parcela a mais de salário.

Em tempo 2: Como prefeito, Mário Alexandre recebe mensalmente dos cofres públicos R$ 20.487,50 (pouco mais de 21 salários mínimos). José Nazal, vice, recebe R$ 15.300,00 (pouco mais de 16 salários mínimos) e os secretários municipais e vereadores embolsam R$ 12.825,00 (pouco mais de 13 salários mínimos).

 

ILHÉUS: VEREADORES NÃO TERÃO 13º SALÁRIO, JÁ MARÃO…

Da Coluna Satélite, no Correio24horas

A serenidade no olhar de quem vai receber R$ 40.975 reais de salário em dezembro.

Dentre as dez maiores Câmaras Municipais da Bahia, três já decidiram que não vão pagar o 13º salário aos vereadores este ano, enquanto outras cinco ainda não têm definição. A situação das indefinidas tende a ser por não conceder o benefício em função das limitações orçamentárias. O pagamento do 13º para agentes políticos foi autorizado  pelo Supremo Tribunal Federal (STF) em agosto. As Câmaras de Salvador e Itabuna, por sua vez, optaram por pagar o subsídio extra, mas de forma proporcional, com base na decisão do STF. Procurados pela Satélite, os presidentes das Câmaras de Feira, Ilhéus e Juazeiro revelaram que não vão pagar o benefício este ano. Nas duas primeiras, a medida deve ser implementada só em 2018.

Em tempo: A Rede Bahia, na semana passada, a administração do prefeito Mário Alexandre afirmou que vai pagar o 13º salário de secretários, prefeito e vice. Em tempos de vacas magras, o prefeito Marão não se preocupa muito em economizar algumas moedas. O gasto extra deve superar os 220 mil reais, valor que daria para cobrir todas as despesas com salários de contratados, por exemplo.

ILHÉUS: CÂMARA AUMENTA SALÁRIO DE MARÃO, DO VICE E SECRETÁRIOS

Dupla recusou aumento.

Durante o período de transição de governo, nos últimos meses de 2016, o agora prefeito Mário Alexandre e seu vice, José Nazal, foram à imprensa afirmar que não concordavam com o reajuste salarial aprovado pela câmara para cargos no poder executivo.

À época, os vereadores aprovaram elevar o salário do prefeito de 18 para 20 mil reais, do vice, de R$ 10 para 15 mil e dos secretários, de 10 para 12 mil. Quando recebeu o projeto que autorizava o reajuste, o então prefeito Jabes Ribeiro vetou a proposta, ao alegar “falta de interesse público”, por considerar a situação precária dos cofres municipais.

Para surpresa de muitos, na sessão desta quarta, dia 5, a câmara de vereadores derrubou o veto de Jabes e manteve o reajuste do primeiro escalão do governo Marão. Mário Alexandre deve receber o projeto nos próximos dias e pode ou não rejeitar.

Agora, cabe aguardar pra ver se o prefeito vai honrar com sua palavra de rejeitar o reajuste. Até o momento, por exemplo, os servidores seguem com salários congelados, mesmo Marão tendo prometido conceder aumento.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia