WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom saude></a>
<a href=embasa secom ponte ilheus prefeitura de ilheus secom bahia


janeiro 2021
D S T Q Q S S
« dez    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


:: ‘porto’

ACORDO TIRA CRONOGRAMA DE INSTALAÇÃO DO PORTO SUL DO PAPEL

Da Secom/Bahia

Projeção do porto

Já estão em andamento no sul da Bahia diversas ações para a construção do Porto Sul na localidade de Aritaguá, Litoral Norte de Ilhéus. Nesta terça-feira (6) mais um passo para a viabilização do empreendimento foi dado com a assinatura, por representantes de três empresas chinesas e da Bahia Mineração (Bamin), de documento que permitirá que as instituições discutam os negócios do projeto para a formação de uma futura joint venture, aliança entre empresas para realização de atividade econômica em comum.

Em dezembro passado, o Governo do Estado e a Bamin firmaram acordo na China com o cronograma de atividades iniciais para as obras do Porto Sul, que já possui todas as licenças necessárias para início da construção.

Para Rui, o acordo é o segundo grande passo para viabilizar definitivamente a mineração, a ferrovia e o porto aqui na Bahia. “O primeiro passo foi em Pequim, com a assinatura de um documento na presença do presidente chinês, e hoje a gente consolida esse consórcio de empresas chinesas junto com a Bamin, para a realização dos investimentos. Ficamos felizes porque finalmente chegou-se a um entendimento de composição de todos os interessados nesses três projetos, o que viabiliza os investimentos. Nós sempre insistimos que não existe porto sem ferrovia, nem mineração que não tenha um porto e uma ferrovia. Portanto, compartilhando os resultados desses três projetos, nós obtemos um resultado positivo para cada ator econômico e garantimos a principal obra para o desenvolvimento da Bahia para os próximos anos”.

Para o presidente da Bamin, Eduardo Ledshaw o passo dado nesta terça-feira é extremamente importante. “Uma parceria que espera consolidar a construção do Porto Sul e abrir o canal para a Fiol e para a mineração. A nossa expectativa é que este ano a gente avance ainda mais para que no ano que vem comecemos as obras tanto do Porto Sul como da mineração. A parceria com o Governo do Estado é fundamental, a gente já começou este ano. Não há outra forma de alcançar o sucesso em um projeto desse porte”.

Acordo em Pequim

Em setembro de 2017, o governador Rui Costa assinou, em Pequim, acordo com empresas chinesas e o Eurasian Resources Group, acionista da Bahia Mineração, para financiamento do projeto do Porto Sul, da Ferrovia Oeste-Leste (Fiol) e da mina de Pedra de Ferro, localizada em Caetité-Bahia. O documento estabelece que as partes desejam cooperar para o desenvolvimento totalmente integrado do Porto Sul, da Fiol e da mina, já que os três projetos estão interligados.

O Porto Sul tem investimento total previsto de R$ 2,7 bilhões e será construído na localidade de Aritaguá, no litoral norte de Ilhéus. Pelo porto será escoado, principalmente, o minério de ferro extraído pela Bahia Mineração no município de Caetité. A previsão é que cerca de 20 milhões de toneladas ao ano de minério de ferro de alta qualidade sejam escoados pelo prazo de até 30 anos. O minério sairá de Caetité e chegará ao porto, em Ilhéus, através da Ferrovia Oeste-Leste que terá extensão de 1.527 km, sendo 1.100 km no estado da Bahia. A ferrovia terá capacidade para transporte 60 milhões de toneladas por ano.

DRAGAGEM DO PORTO DE ILHÉUS EM PAUTA DE NOVO

Do Blog do Gusmão

Porto. Foto de Roberto Santos

Na manhã desta terça-feira (23), o diretor-presidente da Codeba, Rondon Brandão do Vale, se encontrou com o secretário Nacional de Portos, Luiz Otávio Oliveira Campos, e toda a equipe da secretaria.

A visita técnica resultou de articulação do deputado federal José Rocha (PR-BA). O objetivo da Codeba é buscar mais investimentos para os portos da Bahia e a inclusão das obras de dragagem de aprofundamento nos Portos de Salvador, Ilhéus e Aratu-Candeias, no Plano Nacional de Dragagem II, visando melhorar a capacidade operacional portuária.

Rondon informou que na oportunidade também foram feitas tratativas de compatibilizar os investimentos públicos e privados para a ampliação e melhorias na área portuária. “Vamos buscar uma maior integração entre a Codeba, operadores e usuários dos portos, visando desenvolver ações conjuntas que resultem em mais eficiência nas atividades portuárias e na atração de mais cargas para o Estado”, destacou.

CHINESES VOLTAM A ILHÉUS DE OLHO NO PORTO SUL

Do Pimenta 

Panorâmica da zona norte. Foto de José Nazal

Uma nova missão chinesa, composta de investidores, desembarcará em Ilhéus, no dia 14 de julho. A missão virá conhecer e analisar o local já desapropriado para a construção do Porto Sul e a região do traçado final da Ferrovia de Integração Oeste-Leste, a Fiol, na zona norte ilheense.

O Complexo Intermodal do Porto Sul terá investimento chinês, resultado de intensos contatos do governo baiano com os orientais. Já está definido que o Fundo Chinês para Investimento na América Latina (Clai-Fund) e a China Railway Engineering Group n.10 (Crec) vão construir porto e ferrovia, após acordos com o governo baiano e a Bahia Mineração (Bamin).

A missão chinesa, de acordo com fonte do PIMENTA, será acompanhada pelo vice-governador João Leão e o secretário Estadual de Desenvolvimento Econômico, Jaques Wagner. Não está descartada a vinda do governador Rui Costa. Em fevereiro, investidores chineses estiveram no sul da Bahia para ver o traçado da Fiol. Atualizado às 6h10min.

PORTO DE ILHÉUS JÁ EMBARCOU 100 MIL TONELADAS DE SOJA EM 2017

Do Agravo 

Operação já superou a do ano passado

A terceira operação de soja no Porto de Ilhéus teve início na última semana, dessa vez envolvendo 38 mil toneladas de grãos. O valor supera as duas transações anteriores, respectivamente de 27 mil toneladas e 33 mil toneladas, e tem como origem principal dos grãos a região Oeste da Bahia.

A soja é fornecida pela Gavilon, empresa norte-americana líder na gestão de commodities, e segue para o mercado italiano. A Intermarítima atua como operadora da exportação.

De acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (CONAB), o Brasil é o segundo maior produtor mundial de soja, com produção superior a 95,6 milhões de toneladas e área plantada de quase 33,2 milhões de hectares.

BAGUNÇA: CAMINHÕES TOMAM AVENIDA PRÓXIMA AO PORTO DE ILHÉUS 

Do Tabuleiro 

Na manhã dessa terça-feira (9), a Avenida Bahia, no Centro de Ilhéus, foi tomada por caminhões carregados de soja que aguardam para descarregar no Porto Internacional do Malhado. Se por um lado a cena inspira o otimismo, por outro a situação é de puro transtorno, já que a área é residencial e ocupada por órgãos importantes, como o Ministério Público Estadual e Federal. 

Para evitar esse tipo de desordem, um “Porto Seco”, com capacidade para até 200 caminhões, existe na BR-415, no entanto, há relatos de que a atual estrutura não oferece condições ideiais para a permanência dos condutores, nem segurança para a carga.  



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia