WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
embasa secom ponte ilheus secom bahia solidaria policlinica itabuna secom bahia


outubro 2020
D S T Q Q S S
« set    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


:: ‘perda’

AVATIM NÃO DIZ SE FICA OU SE VAI EMBORA DE ILHÉUS

Do Pimenta

Avatim.

A indústria ilheense de cosméticos e perfumaria Avatim confirmou ao PIMENTA, há pouco, ter recebido propostas para transferir o seu parque fabril para outros municípios. Segundo a direção da empresa, elas estão sendo analisadas, “mas não configuram ainda nenhuma decisão de transferência”. Um dos municípios que formalizaram proposta à Avatim foi Brusque (SC).

O assédio de outros municípios para transferência do parque fabril começou depois de a empresa sofrer sanção do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema), obrigando-a a reduzir parte da área construída e que passou por ampliação em 2017 (reveja aqui).

Como adiantou uma fonte do município ao site, a empresa assinou termo de ajustamento de conduta (TAC) para manter a unidade. A indústria afirma que “tem cumprido com os termos acordados”. Acrescenta ter sempre portado todas as licenças obrigatórias concedidas pelos órgãos ambientais competentes.

A Avatim também procurou tranquilizar clientes, distribuidores, revendedores e franqueados. Segundo a empresa, uma transferência, caso ocorra, não comprometerá o fornecimento de produtos e o atendimento à demanda se manterá de forma regular.

NÚMEROS DA AVATIM

A empresa foi fundada há 16 anos pelos sócios Mônica Burgos e Cesar Fávero, às margens da Rodovia Ilhéus-Itabuna. Ganhou mercado nacional. A fábrica na localidade de Vila Cachoeira possui cerca de 200 funcionários.

A marca possui cerca de 120 lojas próprias e franqueadas. Alguns dos produtos ganharam prêmios recentemente, a exemplo do perfume Gigi, que venceu o Atualidade Cosmética, considerado o Oscar da perfumaria latino-americana. A empresa também desenvolve projetos sociais em Ilhéus.

MARÃO NÃO SE PRONUNCIA SOBRE FIM DE VOOS DA AZUL EM ILHÉUS

Marão vai perder no silêncio?

Não fica bem para o prefeito Mário Alexandre o silêncio seguido de aparente inércia diante do cancelamento de voos que a Azul opera, até então, entre os aeroportos de Ilhéus e Salvador. O fim dos horários das 6h e 23h foi noticiado, em primeira mão, pelo ILHÉUS EM RESUMO (lembre aqui).

Os voos já comprados para datas posteriores a 19 de fevereiro estão sendo remarcados pela companhia aérea. A combinação de horários de ida e volta permitia que ilheenses fossem e retornassem à capital baiana no mesmo dia, sem precisar enfrentar 7 horas de estrada, sem contar os preços sempre atrativos.

O cancelamento foi divulgado por este blog há oito dias e a prefeitura não emitiu sequer uma linha sobre o tema. A perda dos voos é um prejuízo também para turistas, que vêem uma oportunidade a menos de vim à cidade.

Ainda que fosse uma decisão irreversível da empresa, que conta com subsídio do governo do estado para operar voos na Bahia, o prefeito Mário Alexandre deveria, no mínimo, demonstrar que se interessa pelo tema.

Se é pra perder, que perca brigando para reverter a decisão e não no absoluto silêncio.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia