WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
alba embasa nota premiada


março 2019
D S T Q Q S S
« fev    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


:: ‘marão’

INTERNAUTA DENUNCIA FALTA DE VAGAS EM CEMITÉRIO DE ILHÉUS

Do Ios 24h

Sem vaga

Um fato inusitado tomou conta das redes sociais nos últimos dias em Ilhéus. Trata-se da polêmica envolvendo o Cemitério São João, localizado no Bairro Nelson Costa, Zona Sul da Cidade.

O internauta Itamar Moreira utilizou sua página do Facebook para anunciar a inexistência de vagas no Cemitério, após registrar o aviso afixado na frente do local, que diz: “Lamentável não há vaga (não insista)”.

“Atenção, vc que mora na zona Sul de Ilhéus e pensa em morrer nos próximos dias. O cemitério São João Batista não tem vaga. Repito, vc que pensa em morrer nos próximos dias, adie sua morte pois não há vagas e vc terá que ser enterrado no Basílio ou no Couto! Então, conversem com seu anjo da Guarda e avisem que por motivo de superlotação, está proibido  morrer. Alô Mário Alexandre, cuida de seu povo doutor, nem morrer o povo pode mais!”, escreveu o internauta. Confira:

ILHÉUS: EMPRESÁRIA PROTESTA CONTRA CALOTE DA SECRETARIA DE SAÚDE

Faixa expõe o desrespeito da administração com o empresário local.

Há sete meses a empresária Luiza Margarida aguarda o pagamento de R$ 3.900 da Secretaria de Saúde de Ilhéus. Em contato com o ILHÉUS EM RESUMO, ela explica que possui uma empresa de transporte que foi contratada pela pasta para transportar uma mudança e, até hoje, nada da grana cair na conta.

Em abril, a secretaria de saúde procurou a MSouza Mudanças para retirar equipamentos do Centro Odontológico que funcionava na Avenida Soares Lopes, na região central. De lá, o material foi levado para 4 unidades de saúde, sendo duas na zona sul, uma bairro Basílio e outra no Iguape.

A empresária conta que foram utilizados três caminhões, oito funcionários, 400 caixas e outros materiais, que geraram despesas à empresa, mas que nunca foram pagos pela secretaria.

Até mesmo a secretária de saúde, Elizângela Oliveira, já teria sido cobrada, pessoalmente, da dívida, mas não se mobilizou para quitar a pendência, mesmo a empresa tendo apresentado toda a documentação necessária.

Diante dos sete meses de atraso, a empresária recomenda cautela a quem for prestar serviços à prefeitura, sobretudo à área da saúde.

 

“VAMOS AVANÇAR”, PROMETE SECRETÁRIA DE SAÚDE DE ILHÉUS

Da Secom/Ilhéus

Secretária

Ao conceder hoje (7) pela manhã de uma entrevista na Ilhéus FM, com o apresentador Vila Nova, a secretária municipal da Saúde, Elizângela Oliveira anunciou que na próxima sexta-feira (10) serão retomados os processos licitatórios para a recuperação de seis postos de saúde que estão com obras paralisadas desde o governo passado.  Outras unidades da Sesau serão incluídas no programa de recuperação de prédios públicos, através de uma iniciativa, com recursos próprios do tesouro municipal.

“Infelizmente para se falar da saúde pública em Ilhéus é preciso olhar para o retrovisor. Encontramos uma saúde devastada onde todos os programas estavam em bloqueio por falta de prestação de contas do governo anterior”, revelou a entrevistada. Elizângela afirmou que até programas como o “Mais Médicos” foram prejudicados, com a redução de seis dos dez médicos que atendiam a população carente, por descumprimento da exigência de alimentar com as informações o sistema de controle do Ministério da Saúde, causando um bloqueio desde 2015. Lembrou que o Samu recebeu duas ambulâncias para ampliação de frota, mas a gestão passada apenas substituiu os veículos antigos, ao invés de ampliar o serviço. O fato gerou mais uma penalidade ao município que, somente agora, está conseguindo reorganizar a situação para a renovação da frota.

As providências para pôr ordem na gestão da saúde não param por aí. A secretária informou que recentemente conseguiu renegociar uma dívida de quase 500 mil reais – maior parte herdada da gestão anterior –  com a operadora de telefonia que fornece internet. O serviço, só agora restabelecido, vinha prejudicando a marcação de consultas e exames online nas unidades de saúde. Elizângela disse ainda que é fundamental o entendimento do servidor sobre a relevância do seu papel na prestação de serviço para a população. “Numa fiscalização de rotina a um posto de saúde vimos um aviso afixado na parede: Estamos sem internet, informava. No entanto, para nossa surpresa, verificamos que na sala de marcação de consultas o computador e o serviço de internet estavam normais, porém a responsável estava ausente do local de trabalho. Esse tipo de negligência só contribui para piorar o quadro da saúde em Ilhéus”, afirmou.

A secretária considera pertinentes as críticas que a Sesau vem recebendo, mas assegura que os trabalhos vão apresentar resultados e, aos poucos, estas críticas irão diminuir. “Um paciente que estava na UTI quando apresenta sinais de melhora vai direto pra casa? Claro que não. Primeiro vai para semi-intensiva, depois enfermaria e a partir daí pra casa. Esta é a mesma evolução para conquistarmos uma saúde de qualidade. Não adianta abrir unidades e dois meses depois fechar por falta de profissional ou de manutenção. É preciso estrutura para permanecer em pleno funcionamento. É esse o planejamento que está sendo feito”, garantiu Elizângela.

A secretária também apresentou o que considera avanços importantes que muito em breve serão sentidos pela população, a exemplo da ampliação na cobertura da Atenção Básica que subiu de 26 para 39 por cento. “Temos quase 30 licitações com contratos assinados, com restabelecimento de fornecimento de materiais indispensáveis  para o atendimento à população”, finalizou a secretária.

REBELDIA NA BASE DE MARÃO

Meio Quilo

O blog Chico Andrade relata, nesta terça, dia 7, pelo menos dois posicionamentos de vereadores que colocam em xeque a administração do prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre. Até ontem, Marão governava com céu limpo, sem oposição na câmara. Ainda não se sabe por qual motivo, mas o jogo parece começar a ficar complicado.

César Porto

O vereador César Porto, do PDT, partido do secretário de relações institucionais, Alisson Mendonça, afirmou que há um “governo de merda” no município, segundo o blog. Ele criticou o prefeito por trabalhar por bairros com população de maior poder aquisitivo e esquecer das comunidades pobres.

Outra crítica feita por Porto e ratificada pelo vereador Paulo Meio Quilo foi contra o secretário de Turismo, Roberto Lobão. Segundo os parlamentares, o Lobão faz mais turismo entre Ilhéus e Salvador, onde mora, do que trabalha. “Estamos ferrados se precisarmos da secretaria de turismo”, bradou César Porto.

ILHÉUS: ENGENHO NOVO É PREFERIDA PRA LEVAR LICITAÇÃO DA PUBLICIDADE

A agencia Engenho Novo desponta como preferida para levar a licitação da publicidade da prefeitura de Ilhéus, revelou uma fonte ao ILHÉUS EM RESUMO. Os envelopes estão sendo abertos na tarde desta segunda, dia 6, no anexo de secretarias, no centro.

Engenho Novo é quem cuida, atualmente, da conta da Desenbahia, empresa pública comandada pelo filho do senador Otto Alencar, padrinho político do prefeito Mário Alexandre e comandante do PSD, partido de ambos, na Bahia.

A conta da Desenbahia credencia a Engenho do ponto de vista político e também do financeiro, já que a prefeitura exige, em edital, que a agência possua 10% do valor do contrato, que está previsto em 2,1 milhões, para participar do certame.

ILHÉUS: MORADORES QUEREM IMPEDIR DOAÇÃO DE ÁREA PARA CONSTRUÇÃO DE FÓRUM E MP

Do Tabuleiro

Terreno

Moradores da zona sul e de outros bairros da cidade de Ilhéus estão subscrevendo um abaixo-assinado com a finalidade de impedir a doação de uma extensa área verde localizada no Jardim Atlântico, Bairro São Francisco, para construção das novas sedes do Fórum de Justiça e do Ministério Público. O prefeito Mário Alexandre demonstrou o desejo de realizar a doação ao visitar a área acompanhado pela presidente do Tribunal de Justiça.

Os ilheenses, residentes e não residentes naquela região, bem próxima à Praia do Sul, se dizem indignados com o projeto, cuja área verde, integrada ao Loteamento Jardim Atlântico I, da Zona Sul da cidade, seria destinada à urbanização para convivência dos cidadãos e instalação de equipamentos de lazer para o entretenimento das crianças, jovens e idosos, conforme memorial descritivo e planta.

Conforme relato de alguns moradores do local, há alguns meses, a área conservava densa arborização, sendo que ainda hoje se encontram presentes diversos exemplares de madeira de lei, Pau d’arco, Samanea tubulosa, nome vulgar de “infra de pobre” e outras espécies exóticas. Recentemente, prepostos da Prefeitura de Ilhéus manejaram algumas máquinas no local com informações de que fariam campos de areia e quadras poliesportivas, além de área de cooper em volta da praça. Ao fim, a ação resultou na retirada indiscriminada de árvores e de areia, o que desnaturou completamente a paisagem que ali existia.

Conforme o inciso IV do Art. 105 da Lei Orgânica do Município de Ilhéus, “não podem ser alienados os bens públicos de uso comum, bem como os de uso especial, enquanto guardarem esta destinação, salvo, quando não mais ocorrer à utilização específica, poderão ser desafetados, extinguindo a utilização coletiva anterior, retirando-lhes, destarte, a inalienabilidade. ”

Na opinião dos moradores, a área só pode sofrer interferência para a instalação de equipamentos de lazer e recreação para uso da coletividade, com a garantia de manutenção da paisagem litorânea. Eles lamentam que a Prefeitura não realize consulta aos moradores da região para se informar sobre propostas de beneficiamento da área. E afirmam que o desejo dos moradores do Jardim Atlântico é a preservação da paisagem e a utilização das áreas verdes dentro da sua finalidade recreativa, como prerrogativa do interesse público.

FERIADÃO CHEGANDO E SALVA-VIDAS DE ILHÉUS NA BRONCA

Moto nem funciona

Verão chegando, praias cheias e o corpo de salva-vidas de Ilhéus passa por dificuldades. Contrariando a publicidade oficial, profissionais da área ouvidos pelo ILHÉUS EM RESUMO afirmam que as motocicletas que deveriam ser usadas para auxiliar no deslocamento não funcionam. “Uma das motos está parada há meses no estacionamento da prefeitura”, declara.

Como mostra a foto, o veículo parece abandonado. Além de não poderem usar os veículos, que deveriam otimizar o deslocamento entre os quase 90 quilômetros do litoral ilheense, os salva-vidas aguardam, desde abril, o pagamento das horas extras trabalhadas.

Mesmo sem receber pelas horas a mais, a prefeitura anunciou, para esse feriado, a ampliação do horário de trabalho dos salva vidas.

JUÍZA BARRA CENSURA DE GUSMÃO AO ILHÉUS EM RESUMO

Gusmão: de debatedor em defesa da liberdade de imprensa a entusiasta da censura. Uma vergonha.

O blogueiro Emílio Gusmão nem bem iniciou sua vida pública e já pode colocar na conta uma derrota judicial. Trata-se da negativa da juíza Raquel Ramires François, da 1ª Vara Especial da Comarca de Ilhéus, ao pedido liminar de Gusmão para retirar do ILHÉUS EM RESUMO matérias que cobravam a retomada do funcionamento da usina de asfalto do município. Atualmente, o blogueiro ocupa a função de Superintendente de Meio Ambiente do Município e determinou, em abril, o embargo do equipamento.

A decisão provisória da magistrada pode ser lida aqui.

A liberação de funcionamento da usina levou quatro meses e a superintendência não conseguiu provar, por meio de estudos técnicos, que as alegações que a fizeram decretar o embargo procediam.

O órgão municipal afirmou, utilizando o blog pessoal de Gusmão, portanto de forma extraoficial, à época, que a operação da usina, feita por uma empresa terceirizada, causava danos ambientais que poderiam afetar o lençol freático. Os estudos nada apontaram, como afirmou o próprio prefeito Mário Alexandre, como o caro leitor pode lembrar ao clicar aqui.

Sobrou pra Gusmão se apegar à falta de Licença Ambiental da usina, que seria, segundo a empresa, de responsabilidade do município, a quem pertence o equipamento. Outras empresas que funcionam sem Licença Ambiental no município, à exemplo da usina de concreto da Polimix, não recebeu o mesmo tratamento. Dois pesos e duas medidas. Como blogueiro, Emílio Gusmão sempre foi a pedra lançada contra a vidraça alheia. Agora, como gestor público, não suporta ser a vidraça. É avesso a críticas. Sai de si quando as lê.

Desde que o embargo foi feito pelo município, o ILHÉUS EM RESUMO cobrava explicações consistentes pra tal. Essas explicações nunca existiram, de fato, como constatou o estudo técnico. Não havia risco ao meio ambiente.

Foram quatro meses com o ilheense sofrendo com a buraqueira patrocinada pelo embargo assinado por Gusmão. Quatro meses de uma suspensão sustentada em argumentos não comprovados.

No pedido de liminar, negado pela juíza, Gusmão alega que as cobranças deste meio de comunicação se tratavam de perseguição.

O ILHÉUS EM RESUMO é um dos sites mais vistos na cidade e vai continuar criticando a notória incompetência de Gusmão como critica qualquer autoridade que cause algum malefício à população, seja de partido A, B ou C.

Não escondemos nossa surpresa em ver um agente público e blogueiro, do tempo da criação da blogosfera, sujar sua trajetória com um processo para calar um veículo de comunicação. Da mesma forma, não escondemos a alegria em ver o judiciário atuar pela garantia dos direitos da imprensa contra aqueles que a querem censurar. Os advogados do ILHÉUS EM RESUMO estão pesquisando junto a justiça todos os processos em que, do outro lado da arena, Gusmão defendia com galhardia o livre direito de manifestação por parte dos meios de comunicação. É o tempo em que ele era a pedra. Agora é a vidraça, mudando radicalmente de posição.

Estranho também foi Emílio Gusmão pedir isenção de custas processuais, que montam em menos de R$ 100,00, alegando não possuir condições financeiras para pagar. Quer “justiça gratuita”, mas ganha mensalmente R$ 8.000,00 dos cofres públicos. É querer zombar da justiça.

Em tempo: Apesar de negada a liminar, Gusmão mantém na justiça dois processos contra o jornalista Andrei Sansil, um dos editores do ILHÉUS EM RESUMO. Além de pedir a retirada de conteúdo do ar, o superintendente exige 52 mil reais de indenização.

Algumas das matérias que abordaram o assunto podem ser lidas aqui.

MARÃO COMEMORA ORDEM DE SERVIÇO DA DUPLICAÇÃO DA ILHÉUS-ITABUNA

Da Secom/Ilhéus

Marão na solenidade.

“É um momento histórico, esperado por pelo menos 40 anos. Pela primeira vez, na história da nossa região, a gente vê uma pessoa comprometida, que vivencia a Bahia inteira, mas que tem um olhar especial com o Sul do Estado e, em especial, com o nosso município”, declarou, na manhã de hoje (9), o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, ao participar da solenidade de assinatura da ordem de serviço para a duplicação da rodovia Jorge Amado. A rodovia é um corredor de exportação, que integra o porto de Malhado, em Ilhéus, e de turismo, na Costa do Cacau. Diariamente, circulam nos dois sentidos da rodovia, 10.270 veículos. A obra vai beneficiar 511 mil habitantes, incluindo a população dos municípios de Una, Canavieiras, Buerarema, Itacaré e Uruçuca.

“O senhor nem imagina, nem dimensiona o carinho que Ilhéus tem pelo senhor. O senhor, governador, é um homem de bem, que faz porque gosta das pessoas. Tenha certeza: o povo de Ilhéus tem visto isso”, disse, emocionado, ao lado do governador da Bahia, Rui Costa. O vice-prefeito José Nazal também participou da comitiva que reuniu empresários, produtores rurais locais, políticos e milhares de pessoas, durante toda a manhã.

Mais benefícios – Além da duplicação, o governador garantiu que haverá outras obras de infraestrutura com ciclovia e paisagismo, com o objetivo de transformar a nova rodovia em um cartão postal de preservação à natureza ao longo dos anos. Mário Alexandre defendeu ainda a integração da região como a forma mais eficaz de desenvolvimento. “A estrada não separa mais duas cidades. Ilhéus e Itabuna estão cada vez mais unidas para que, cada uma delas cresça diante de suas vocações econômicas”, assegurou Mário Alexandre.

“Estamos unidos pela Bahia, pela região sul, unidos para vencer as dificuldades”, disse ao prefeito o governador Rui Costa. Declarou ainda que a união defendida por Mário Alexandre já podia ser presenciada no ato de hoje, quando se encontravam na solenidade 33 prefeitos, 19 vice-prefeitos e 21 ex-prefeitos.

Ele citou a participação decisiva da bancada baiana no Congresso Nacional, em Brasília, para que a obra fosse viabilizada. Lembrou a dedicação dos senadores Lídice da Mata e Otto Alencar e dos deputados federais Bebeto Galvão, Davidson Magalhães, Paulo Magalhães, Jorge Solla, Antônio Britto, Nelson Pelegrino, Ronaldo Carletto e Roberto Brito.

Elogiou também o apoio que tem recebido na Assembleia Legislativa da Bahia, o que tem resultado em obras por todo o estado, em especial para a região sul. Citou as participações decisivas dos parlamentares Ângela Sousa, Ângelo Coronel, José Neto, Rosemberg Pinto, Bira Corôa, Carlos Ubaldino, Eduardo Sales, Marcelino Galo, Nelson Leal, todos presentes ao evento.

Ausência – O governador lamentou a ausência do ministro dos Transportes, Maurício Quintella Lessa. Disse que a sua ausência foi resultado de ações inescrupulosas de pessoas que acham que “vão ter o carinho do povo maltratando o povo”.

“Quero fazer justiça e dizer que fui muito bem recebido pelo ministro. Ele agilizou tudo para que a gente pudesse superar todas as pendências”, disse Rui. Afirmou que Quintella teria lhe dito que fazia questão de vir a Itabuna e chegou até a acertar uma data. “Depois ligou pedindo mudanças em função de uma viagem ao exterior. Eu lhe disse: tudo bem, ministro. Escolha uma nova data. Ele escolheu dia 9 (hoje). E não veio. Tenho certeza que se dependesse da vontade dele, ele estaria agora aqui”, afirmou o governador da Bahia.

Questionado por jornalistas se, de fato, a obra esperada por décadas finalmente sairá do papel, o governador da Bahia foi taxativo: “sairá com ou sem recursos do governo federal. Quem te garante isso é Rui, filho da liberdade”.

ACUSADA DE DESVIAR RECURSOS PÚBLICOS, ÂNGELA SOUSA ATACA O MPF

Do Bahia.Ba

Ângela Sousa.

Denunciada pelo Ministério Público Federal da Bahia (MPF-BA) por supostamente integrar uma quadrilha que desviou R$ 43,1 milhões do Fundo de Manutenção da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais de Educação (Fundeb), a deputada estadual Ângela Sousa (PSD) acusou os procuradores da República de prejudicarem a população.

De acordo com a Operação Águia de Haia, a parlamentar, seu colega de partido e de Assembleia, Carlos Ubaldino, o ex-prefeito de Ruy Barbosa, José Bonifácio Marques Dourado (PT), o empresário Kells Belarmino e outras nove pessoas seriam responsáveis por subtrair recursos na cidade da Chapada Diamantina e cerca de mais 20 municípios baianos.

“Ô, meu filho, eu acho que o Ministério Público tem que se preocupar bem com o povo, mas não ficar lutando contra ações dignas, ações sérias que beneficiam, sem nenhum problema, as nossas comunidades. Então, [vamos responder], está no jurídico e fica aí no jurídico. O jurídico age por nós”, afirmou, em entrevista ao bahia.ba, nesta segunda-feira (9), em Itabuna, após a assinatura do contrato de duplicação da BR- 415, ligação para Ilhéus, batizada de Rodovia Jorge Amado.

Segundo o MPF, o bando atuou por seis anos por meio de contratações desnecessárias e superfaturadas e, além de dividir o dinheiro sobressalente, realizava pagamento sistemático de propinas a políticos e servidores públicos municipais envolvidos no esquema.

PCdoB INICIA NAMORO COM O GOVERNO MARÃO

Renilson no evento do PCdoB.

Chamou a atenção na convenção municipal do PCdoB de Ilhéus, realizada no último sábado, dia 7, a presença do chefe de gabinete do prefeito Mário Alexandre, Renilson Soares. Além de ir ao ato dos comunistas, Renilson fez uso da palavra e, por pouco, não sentou à mesa pra representar o prefeito.

O gesto dá a entender que o PCdoB caminha para fazer parte do governo Marão. Ainda há secretarias vazias, como as de Agricultura e de Cultura, que vêm sendo guardadas para atrair aliados.

A adesão do partido, no entanto, teria poucos entusiastas no ninho cururu. Um deles é o deputado federal Davidson Magalhães, que está de olho em alguns votos que pode amealhar com a máquina municipal, e o vereador Nerival, que busca cargos.

A resistência à entrada no governo fica a cargo, principalmente, do ex-presidente municipal da legenda, Rodrigo Cardoso, que perdeu a eleição para Marão na chapa do empresário Cacá Colchões.

MARÃO QUER AEROPORTO DE ILHÉUS FUNCIONANDO COM INSTRUMENTOS

Do Blog do Gusmão

Aeroporto Jorge Amado.

O prefeito Mário Alexandre (PSD) foi a Brasília debater com o ministro de Defesa, Raul Jungmann, sobre a reativação dos procedimentos de aproximação por instrumentos do Aeroporto Jorge Amado. A comitiva contou com vários secretários de Ilhéus e um piloto experiente em voos no município.

O prefeito falou ao ministro sobre os custos elevados que o aeroporto tem, principalmente, em épocas de chuva. “Essa questão faz com que as companhias aéreas cobrem mais caro para operar em Ilhéus devido ao risco financeiro”, disse.

Segundo Mário, toda a região sul da Bahia vai ser beneficiada com esta mudança. “Estou convicto de que haverá empenho do ministro para atender as nossas demandas”, assegurou.

MARÃO SANCIONA PROJETOS APROVADOS PELA CÂMARA

Da Ascom/Câmara

Plenário

Na última segunda-feira, a publicação do Diário Oficial do município trouxe algumas leis que foram criadas pela Câmara de Vereadores e passam a vigorar após a sanção do prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre Sousa. Uma delas é a Lei 3.870, de 21 de agosto de 2017, que obriga todos os materiais impressos distribuídos pela Secretaria de Educação a conter a seguinte informação: “Disque 100 – Denúncia de abuso e exploração contra a criança e adolescente”. A lei informa que a mensagem deverá ser igualmente apresentada nos livros e cadernos escolares distribuídos aos alunos da rede pública de ensino do Município de Ilhéus em condições de possibilitar sua fácil visualização e leitura.

Outra lei, que também versa sobre a criança e o adolescente passa a vigorar como Lei Nº 3.876, de 21 de agosto de 2017 e instituí em Ilhéus a “Semana Municipal de Proteção à Criança e ao Adolescente e de Combate ao Abuso e a Exploração Sexual Infantojuvenil”, que será realizada anualmente, no período compreendido entre os dias 11 e 18 de maio, tendo em vista ser o 18 de maio o “Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual da Criança e Adolescente”, e já incluído no calendário oficial brasileiro por meio da Lei Federal nº 9.970, de 17 de maio de 2000.

A Prefeitura também passa a realizar semestralmente a coleta de amostras para análise das águas dos reservatórios das escolas, creches e unidades de saúde do município através da Lei nº 3.874, de 21 de agosto de 2017. A medida visa oferecer ao cidadão e servidores públicos água nos espaços municipais em condições apropriadas para o consumo humano e também foi produzida pela Câmara de Ilhéus. De acordo com a lei sancionada, a realização da análise das amostras deverá ser efetuada por empresas especializadas, devidamente credenciadas pelo órgão municipal competente. As empresas credenciadas deverão comprovar condições técnicas com profissionais responsáveis para a execução do serviço. O resultado da análise das amostras deverá ser publicado e tomadas as providencias necessárias nos casos em que for constatado que a água não obedece ao padrão de potabilidade e que oferece risco à saúde.

Já a Lei nº 3.877, de 21 de agosto de 2017, cria o COMSEA – Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, com caráter consultivo, deliberativo e fiscalizador, constituindo-se em espaço de articulação entre o governo municipal e a sociedade civil para a formação de diretrizes para políticas e ações da área de segurança alimentar e nutricional. Cabe ao COMSEA estabelecer diálogo permanente entre o Governo Municipal e as organizações sociais nele representadas, com o objetivo de assessorar o Município de Ilhéus na formação de políticas públicas e na definição de diretrizes e prioridades que visem a garantia do direito humano à alimentação.

As informações relativas à disponibilidade, quantidade, tipo e indicação de medicamentos de distribuição obrigatória gratuita pelo Executivo do Município de Ilhéus serão disponibilizadas na rede internacional de computadores – internet, com a atualização em tempo real, através da Lei nº 3.875, de 21 de agosto de 2017. As informações serão disponibilizadas de forma a permitir que o usuário busque por tipo de medicamento, composição, indicação de uso, quantidade em estoque e o centro de distribuição onde se encontram disponíveis. Parágrafo único. O resultado de pesquisa deverá apontar igualmente se o medicamento buscado encontra-se na validade para consumo.

PACIENTES COM ANEMIA FALCIFORME SOFREM EM ILHÉUS

O drama dos pacientes.

A TV Santa Cruz levou ao ar nesta segunda, dia 2, reportagem que fala sobre os pacientes com anemia falciforme em Ilhéus. O município, há meses, não fornece um medicamento vital para quem enfrenta a doença.

Confira AQUI a reportagem.

OBRA DO PROJETO ORLA SUL JÁ ESTÁ EM ANDAMENTO

Da Secom/Ilhéus

Retomada da obra

Jornalistas, radialistas, empresários, representantes do trade turístico e da associação Ilheense de Ciclismo, além de moradores da região, foram surpreendidos pelo prefeito Mário Alexandre, hoje (03), pela manhã. Enquanto assinava no KM 0 da rodovia Ilhéus-Olivença a ordem de serviço para a retomada do Projeto Orla Sul, que por mais de cinco anos ficou paralisado, homens da construtora NA2 já trabalhavam no canteiro de obras. O Projeto terá andamento no sentido Ceplus/Rotatória e, nesta primeira fase, terá o custo de 2 milhões de reais. “Antes se assinava uma ordem de serviço e a obra só começava 90, 120 dias depois. Agora não. Pedi a minha equipe para ser ágil. Quem quiser pode vir olhar o serviço já sendo feito”, disse aos presentes.

A primeira etapa do Projeto Orla Sul inclui toda a parte de urbanização, com serviços de pavimentação, drenagem, ciclovia, calçada. Desde que foi iniciada em 2006, a obra teve seu abandono em 2012 com apenas 40 por cento executada, no período de seis anos. Considerando o projeto como de fundamental importância para o município, o prefeito Mário Alexandre autorizou a realização de estudos e, após conclusão, a equipe técnica prestou conta ao Ministério do Turismo, apresentou a reformulação da proposta elaborada pelo município com aprovação da Caixa que possibilitou o lançamento do edital de licitação do remanescente das obras de reurbanização da localidade.

“Ilhéus é hoje sinônimo de trabalho e desenvolvimento”, elogiou o deputado federal Paulo Magalhães, presente ao ato. O parlamentar foi uma das pessoas que acompanharam o prefeito a Brasília, nas inúmeras tentativas de destravar o projeto. A deputada estadual Ângela Sousa destacou esta nova forma de fazer política, com parceria, solidariedade e união. “Precisamos de todos”, ressaltou.

O ato foi bastante prestigiado. Dentre as autoridades presentes, o Major PM Pinheiro; presidente da Atil, Rafael Espírito Santo; diretor do Ilhéus Convention Bureau, Marco Lessa; diretora do Colégio Vitória, Gilka Melo; empresários Luiggi Massa, Ednei Espírito Santo, Guilherme Stocco; Agnaldo Batista Canabrava, presidente da Associação de Ciclismo; alunos da Unidade Sul do Colégio Vitória, vereadores Lukas Paiva, Juarez Barbosa, Paulo Meio Quilo, Nerival Reis, Paulo Carqueija, Ivo Evangelista, secretários e assessores municipais, dentre outros.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia