WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia


junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  


:: ‘marão’

ILHÉUS: ARQUITETO CRITICA PROJETO ORLA SUL E PREVÊ DEMOLIÇÃO DA OBRA

Rui Córes.

Texto que circula nas redes sociais, de autoria atribuída ao arquiteto ilheense Rui Córes, chama a atenção para equívocos praticados durante o planejamento e execução do projeto Orla Sul, de responsabilidade da prefeitura de Ilhéus e já em implementação.

A primeira fase da obra visa a urbanização do trecho que se inicia na cabeceira do aeroporto em direção ao Ceplus e tem custo de 2 milhões de reais. Na mensagem, o arquiteto alerta para o risco de assentar paralelos em cima do barro, sem o processo de compactação do solo. E segue: “No momento em que for liberado para tráfego, em menos de um mês levantará todo o piso”.

Outro ponto questionado pelo arquiteto diz respeito à drenagem de águas pluviais da obra, que não estaria contemplada e só foi percebido o erro depois.

Da mesma forma, observa a largura da via, que comportaria somente um veículo. “No momento em que que se deveria dimensionar (a via) para aumentar o fluxo de trânsito em função da nova ponte! Não! Estrangula-se com pistas pra um só veículo?!!”.

Projeto em execução tem pista para só um veículo.

Córes alerta também para outro problema: o raio das curvas da via. Segundo ele, essa parte do traçado desrespeita o padrão a ser seguido e vai impossibilitar manobras de veículos maiores, como caminhões, ambulâncias ou ônibus.

Por fim, o arquiteto Rui Córes faz uma previsão que seria catastrófica. Afirma que, concluída da forma como foi iniciada, a obra corre sério risco de ser desmanchada em breve, tamanho o grau de incorreções.

O espaço está aberto para possíveis esclarecimentos da Prefeitura.

APÓS AUMENTO DE 40 CENTAVOS, SÃO MIGUEL INOVA E LANÇA ÔNIBUS SEM ASSENTO

A vergonha

Enquanto a prefeitura fala em discutir avanços do transporte coletivo de Ilhéus – veja aqui o release divulgado pela Secom, chovem reclamações de usuários do sistema.

Os problemas são de todo tipo: cadeirante sendo constrangido ao tentar entrar no coletivo (veja aqui) por não contar com o elevador de acesso, veículos com porta despencando e, agora, ônibus sem assentos.

A foto acima, publicada pelo blog do Chicó, revela que avanço mesmo não há nenhum. Enquanto colocam 20 ônibus novos pra circular e justificar um aumento abusivo de 40 centavos na tarifa, as empresas São Miguel e Viametro mantém outros 80 veículos sucateados pra transportar o “gado”.

Marão nunca andou de ônibus, assim como boa parte de seus colaboradores. Talvez, por isso, considere que existam avanços no setor. A população se mantém pagando calada.

MARÃO: HOSPITAL REGIONAL NÃO SERÁ FECHADO

Da Secom/Ilhéus

Durante a assinatura do contrato com o Hospital de Ilhéus para o atendimento pediátrico SUS 24 horas, com internação, o prefeito Mário Alexandre disse que o Hospital Regional Luiz Viana Filho não será fechado, mas reformado e reaberto como um moderno hospital materno infantil de alta complexidade.

Com um investimento de 9 milhões de reais pelo governo do estado para reforma total e equipamentos, o hospital terá UTI’s neonatal e infantil, garantindo às mães de Ilhéus e região assistência médica, sem a necessidade de deslocamento para a capital, enfrentando mais riscos e espera. “Para fazer as mudanças é preciso fazer alterações e para fazer essas alterações e reestruturar a saúde, é preciso ter coragem e investir em infraestrutura física e em atendimento, para Ilhéus deixar de ser exportadora de doentes. Fechado foi o Hospital e Maternidade Santa Isabel, há quase vinte anos, o que representou uma perda irreparável para a saúde de Ilhéus”, afirmou o prefeito.

No pronunciamento, Mário disse que no início do seu governo pesquisas apontavam uma rejeição de 87% da população aos serviços de saúde prestados pelo município; lembrou a crise nacional que envolve o setor, das propostas concretas que estão sendo implementadas para modificar o quadro. Além do Hospital da Costa do Cacau, a Policlínica da Conquista já está em reforma, para ser transformada no quarto pronto atendimento médico SUS 24 horas da cidade, do início das obras de reforma e ampliação do posto de saúde do bairro Hernani Sá, Urbis, da UPA que será construída no Malhado, e das emendas impositivas que conseguiu junto a deputados federais que foram votados em Ilhéus, para custeio da saúde, e, agora, com o Hospital de Ilhéus, que é referência em saúde na Bahia, passando a atender a pediatria pelo SUS.

O prefeito agradeceu a parceria com o governo do estado, o apoio do governador Rui Costa e do secretário de saúde do estado, Fábio Vilas Boas. Marão disse ainda que não vai aderir a política baixa: “Estamos sempre abertos ao diálogo. As críticas construtivas são bem-vindas, mas as dos pessimistas, que não ajudam em nada, vamos responder com trabalho.  Vou fazer a política de alto nível porque Ilhéus precisa ser referência em política, em infraestrutura e em saúde”, finalizou.

*Veja íntegra no vídeo.Link youtube:  https://youtu.be/S_aLrE_fOfk

MARÃO AUTORIZA REFORMA DO POSTO DE SAÚDE DO HERNANI SÁ

Posto será reformado

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, assinou hoje (1) à tarde a ordem de reforma e ampliação do Posto de Saúde do bairro Hernani Sá. As obras serão executadas com recursos próprios e integram a lista dos dez postos que serão recuperados até julho pela Prefeitura.

Localizado em uma região bastante populosa, na zona sul de Ilhéus, o posto atende aos moradores do bairro e do entorno, a exemplo do Nossa Senhora da Vitória e Alto da Bela Vista. O prefeito destacou que, provisoriamente, enquanto os serviços são executados, o atendimento será transferido para a sede da Associação de Moradores do bairro Hernani Sá.

“Trata-se de uma parceria estabelecida com a comunidade, que entende a necessidade da reforma mas com a continuidade do atendimento”, disse. “Há muito tempo o posto estava à deriva e cheio de problemas. Reconhecemos a decisão do prefeito em enfrentar esta situação da saúde que não é de hoje”, disse o líder comunitário Odailson Aranha. Para o presidente da Associação de Moradores, Hernani Reis, desde outras gestões municipais que a comunidade sofre com carência de serviços e com a falta de manutenção do posto. “Funcionava. Mas de forma limitada e fora das condições ideais”, destacou.

O prazo para a conclusão da reforma do posto é de 90 dias, de acordo com a secretária municipal da Saúde, Elizângela Oliveira. Em uma semana, o prefeito de Ilhéus já autorizou a recuperação de duas importantes unidades: primeiro, a Policlínica da Conquista, que vai tornar-se o quarto Pronto Atendimento 24 h da zona urbana de Ilhéus. As obras estão em andamento. Hoje foi a vez do Posto do Hernani Sá. “Estamos avançando”, disse Mário aos presentes.

Hagamenon Ribeiro de Souza, morador do Hernani Sá, disse que o evidente crescimento daquela importante região de Ilhéus exige um posto com mais qualidade. “Vivíamos numa situação precária, abandonados há muitos anos”, afirmou. O líder comunitário Roberto Corsário, disse reconhecer que a saúde do Brasil inteiro passa por um momento delicado. Mas elogiou a postura do prefeito Mário Alexandre em enfrentar os problemas locais no setor e priorizar as ações de melhoria ao atendimento à população que mais necessita do serviço público de saúde. “A gente recebe esta disposição com o mesmo entusiasmo dele”, assegurou.

A deputada estadual Ângela Sousa, presente ao ato, lembrou da luta do prefeito Mário Alexandre que pegou “um município arrebentado, mas que tem sido sábio nos caminhos que começa a percorrer para dar soluções em um setor que ele conhece as deficiências”. O vereador Paulo Meio Quilo disse que o anúncio da obra hoje é resultado da determinação do prefeito e da Câmara de Vereadores em ouvir os anseios populares. Moradora da comunidade vizinha ao bairro Hernani Sá, Luana Aquino, residente no Alto das Bela Vista, resumiu a solenidade de assinatura da ordem de serviço: “é um privilégio não só para o Hernani Sá. Mas para toda a região ao redor deste bairro, que ganha em uma canetada só”.

Estiveram presentes ao ato, os secretários Alisson Mendonça (Governo), Sérgio Souza (Relações Institucionais), Hermano Fahning (Infraestrutura) e Elizângela Oliveira (Saúde). A Câmara Municipal foi representada pelos vereadores Paulo Meio Quilo e Juarez Barbosa

APÓS MATÉRIA E SINDICÂNCIA NA CÂMARA, MARÃO CANCELA COMPRA DE CIMENTO A R$ 50

Compra suspensa

Após matéria publicada aqui no ILHÉUS EM RESUMO que questiona os valores da compra de material de construção pela prefeitura de Ilhéus, o prefeito Mário Alexandre decidiu suspender a fase externa da licitação número 46/2017.

O certame, que visava registrar preço (uma espécie de orçamento), trazia um saco de cimento custando 50 reais e um litro de solvente à base de aguarrás por 99 reais, além de tintas com preços acima do mercado e barras de ferro precificadas por peso e não por unidade (confira aqui com detalhes).

No parecer jurídico assinado pelo prefeito, é determinada a reabertura da fase de cotação dos preços, com a participação de outras empresas. Ainda ontem, após a publicação da matéria, vereadores questionaram, no plenário, os valores das futuras aquisições.

Ivo Evagelista, por exemplo, solicitou uma apuração por parte da câmara. 

REFORMA: ESCOLA INFANTIL DE OLIVENÇA É ENTREGUE À COMUNIDADE

Da Secom/Ilhéus

Escola reformada

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, inaugurou ontem (26) a reforma completa da Escola Semente da Esperança, localizada em Olivença, zona sul do município. “Temos trabalhado para melhorar os espaços em que vivemos. O que estamos presenciando aqui não é apenas um prédio recuperado. Vejam vocês mesmo como está funcionando, por que eu enxergo a satisfação no rosto de cada um de vocês, sejam professores, pais ou alunos”, disse.

Assim como a Escola Semente da Esperança, outras nove unidades da rede municipal também estão sendo totalmente reformadas, com recursos próprios da Prefeitura. “Estamos recuperando dez unidades escolares, onde a divisória improvisada de antigamente tornou-se parede de verdade. E construindo a Escola de Piaçaveira, com um olhar de respeito com a educação das nossas crianças”, disse Mário Alexandre.

EM TEMPOS DE CRISE, MARÃO ABRE MÃO DE COBRAR IMPOSTOS

Da Secom/Ilhéus

Marão beneficia ricos com medida

Em 2014, a Prefeitura de Ilhéus promoveu uma polêmica Reforma Tributária prevendo um reajuste escalonado do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) até 2018. A correção ocorreu durante a gestão anterior. Este ano, a Planta Genérica de Valores (PGV) que fixou os Valores Unitários Padrão de Terrenos (VUPt) e de Construções (VUPc) para efeito de avaliação de unidade imobiliária chegaria à sua última correção real, de acordo com as alterações ocorridas na Lei Municipal nº 3.724/2014. No entanto, o atual prefeito encaminhou nesta quinta-feira (22) um Projeto de Lei para a Câmara Municipal, estabelecendo que o valor máximo a ser cobrado no IPTU 2018 não poderá ser superior ao de 2017. Em resumo: o valor do IPTU não será aumentado.

Ao instituir à época a nova Planta Genérica de Valores bem como os parâmetros para fins de cálculo do valor devido à título de IPTU no Município de Ilhéus, a administração municipal promoveu uma correção nos valores dos imóveis, sob a alegação de que os mesmos há muitos anos se encontravam defasados, em total desconformidade com os valores reais, praticados no mercado, o que, ante a inércia do Poder Público ao longo de anos, revelava renúncia de receita considerável que poderia ser aplicada nos serviços públicos prestados pelo Município.

A própria Lei previu alguns “balizadores” a fim de evitar o aumento abrupto e instantâneo do valor pago à título de IPTU pelos contribuintes, com vistas ao princípio da vedação a surpresa, ao princípio da confiança e da segurança jurídica. Por exemplo: o exercício de 2015, poderia ser até 02 (duas) vezes o valor devido no exercício de 2014; no exercício de 2016, a 2,50 (duas virgula cinquenta) vezes do valor devido no exercício de 2014; sempre numa escala ascendente de valores com limite no exercício deste ano.

No Projeto de Lei agora encaminhado à Câmara o prefeito fixa como limite máximo para cobrança do IPTU a regra de que o valor cobrado não poderá ser superior a 3 (três) vezes do valor devido no exercício de 2014. “Tal medida reverte-se de extrema necessidade considerando a grave crise financeira que o país tem enfrentado. A não manutenção do referido limite importará no aumento considerável a ser cobrado do contribuinte, chegando a dobrar em alguns casos, tomando-se como parâmetro o valor cobrado em 2017”, assegura a Procuradoria Jurídica do Município. “Assim, com o presente Projeto de Lei, o Prefeito Municipal visa reduzir os impactos da crise financeira no bolso do cidadão ilheense, além de fomentar o comércio e demais atividades econômicas”, completa o documento que será analisado e votado pelos vereadores, nas próximas sessões ordinárias da Câmara.

Comentário do Blog:

O objetivo de não penalizar o ilheense com o reajuste do IPTU nos leva a pensar em duas hipóteses: o prefeito tenta tirar de foco problemas na saúde e dar uma pitada de populismo em sua gestão ou a prefeitura vai bem financeiramente e não precisa dos recursos.

Quem paga imposto predial na cidade é quem pode. O código tributário isenta pessoas de baixa renda justamente pra evitar abusos desse tipo. A crise econômica nunca chegou a avenida Soares Lopes ou ao Jardim Atlântico, áreas ocupadas por quem mais tem capacidade financeira em Ilhéus.

No sentido contrário, a renúncia fiscal de Marão penaliza o mais pobre, à medida que retira recursos dos cofres municipais que poderiam beneficiar a saúde, infraestrutura e o social, por exemplo.

REFORMA DA POLICLÍNICA HALIL MEDAUAR COMEÇA NESSA QUINTA

Da Secom/Ilhéus

Assinada ordem

O prefeito Mário Alexandre (PSD) assinou hoje (20) a ordem de serviço da obra de reestruturação da Policlínica Municipal Halil Medauar. Localizada no bairro da Conquista, em Ilhéus, a unidade vai funcionar como Pronto Atendimento 24 horas a partir da primeira semana de abril. Marão também autorizou o início da reforma do posto de saúde do bairro Hernani Sá.

De acordo com o prefeito, durante a reforma, os atendimentos clínicos e odontológicos da policlínica passarão a ser ofertados num imóvel alugado na avenida Itabuna, próximo ao prédio da maçonaria, a partir de 1º de março.

A deputada estadual Ângela Sousa (PSD), os vereadores Gil Gomes (PV), Paulo Carqueija (PSD), Jerbson Moraes (PSD) e o presidente da Câmara de Vereadores, Lukas Paiva (PSB), presenciaram a assinatura das ordens de serviço, assim como secretários municipais e os pacientes da policlínica.

Na oportunidade, Mário lembrou da resposta que o governo estadual deu às solicitações da Prefeitura de Ilhéus, com o anúncio do investimento de R$ 15 milhões na reestruturação da rede municipal de saúde. O prefeito destacou que o município vai dar a contrapartida dessa parceria, por meio da contratação de vinte médicos e da reforma de dez postos de saúde com recursos próprios.

“Estamos avançando. Estou otimista de que após 20 anos de abandono da saúde pública vamos restabelecer a dignidade do setor”, garantiu Mário Alexandre.

MARÃO: “PESSIMISTAS ENXERGARÃO DIFICULDADES”

Da Secom/Ilhéus

Marão na abertura dos trabalhos da Câmara.

Ao participar hoje (20) à tarde, da reabertura dos trabalhos legislativos, na Câmara de Vereadores de Ilhéus, o prefeito Mário Alexandre dedicou grande parte do seu discurso para explicar as medidas que vem adotando para a melhoria da qualidade dos serviços públicos, especialmente nas áreas de saúde e educação. Mário Alexandre disse que neste primeiro ano de gestão teve que realizar um processo de reconstrução da cidade onde, no lugar de postos de saúde e unidades escolares, encontrou ruínas e abandono.

Mas garantiu que, sob o ponto de vista administrativo, a cidade melhorou. “Os pessimistas enxergarão dificuldades em cada oportunidade que surgir. Os otimistas, farão do momento uma nova história e um novo acreditar sobre elas. Por isso, posso garantir a todos vocês: não foi um ano fácil. Mas não foi um ano perdido”, afirmou, citando, ainda, alguns números da realidade financeira no município.

Débitos – “Durante o exercício de 2017, promovemos junto à Secretaria da Receita Federal, a regularização de débitos tributários deixados pela administração anterior, que ultrapassavam o valor de 30 milhões de reais. Fizemos a regularização através de parcelamentos junto à Caixa Econômica Federal dos débitos constantes de FGTS, sofremos incontáveis sequestros de verba. Nosso governo pagou em dívidas o valor de 49 milhões de reais”, lembrou. De acordo com o prefeito Mário Alexandre, com muita dificuldade financeira, foram cumpridos os índices de educação e saúde, de 25 e 15% respectivamente.

Na educação, os principais avanços apontados estão na ampliação de oito mil vagas, do número de linhas do transporte escolar e melhoria na qualidade da merenda. Durante o ano passado foram construídas as bases para que, agora em 2018, pudessem, desde o início do ano, ser anunciada a reforma de 10 escolas e a construção da Escola de Piaçaveira, que por mais de 25 anos funcionou em um barraco de madeira, sem as mínimas condições de abrigar estudantes na região do Japu.

Parceria – Na saúde, disse o prefeito, a parceria estabelecida com o governo do estado, tem sido fundamental para resgatar um dos setores mais afetados da cidade, após experiências desastrosas com gestões anteriores à atual. “Todos sabem do meu compromisso em melhorar a saúde pública de ilhéus. Mais que tema permanente de campanha, sou conhecedor da causa e sei quais são os desafios. Mesmo diante de uma estrutura da rede básica destruída que herdamos, temos avançado. Claro de ainda distante do que queremos e do que deseja o povo de ilhéus. Mas avançamos”, disse.

O prefeito destacou as alternativas que estão sendo criadas para atender a demanda da população, a exemplo dos Pontos de Atendimento 24 horas do centro (Hospital São José), zona sul (antiga Climedi) e Malhado (Coci). Disse, também, que em breve a Policlínica da Conquista passará a oferecer o serviço 24 horas. Para tanto, passará por adequações físicas.

Ajustes – Um aporte financeiro de 15 milhões de investimentos na saúde será dado pelo governo do estado para a recuperação da rede básica, reforma do Hospital Regional, que será transformado em um Hospital Materno-Infantil de alta complexidade e recuperação das unidades básicas de saúde. “O Hospital Costa do Cacau, inaugurado pelo governo da Bahia, é, sem dúvida, um dos equipamentos mais modernos do estado. Há ainda limitações de funcionamento? Há. Mas elas serão superadas. O xadrez está sendo ajustado para que, muito em breve, tenhamos uma saúde de qualidade e de excelência, como é a minha determinação”, assegurou.

“Senhores vereadores. Seguirei convicto de que neste primeiro ano de gestão, cumpri com lealdade os princípios da legalidade, moralidade, impessoalidade, publicidade, eficiência e razoabilidade. Ilhéus agora tem um norte. Vamos seguir em frente. Para frente. Fortalecidos pelo apoio desta casa, com o carinho e o respeito da população e com fé em Deus, ao final da nossa gestão, que encaro como a mais importante jornada da minha vida, entregaremos uma cidade mais justa, menos desigual e mais cidadã”, finalizou o prefeito.

BEBÊ MORRE À ESPERA DE VAGA NA UTI DO HOSPITAL REGIONAL DE ILHÉUS

Do Tabuleiro

Hospital

Gabriel de Andrade, de apenas 1 ano de idade, morreu nesta terça-feira, dia 16, após esperar 14 (quatorze) dias por uma vaga numa UTI do Hospital Luis Viana Filho, no Alto da Conquista, em Ilhéus. Diagnosticada com problemas cardíacos, a criança estava internada desde o dia 2 na unidade de saúde.

Na manhã de hoje, a mãe de Gabriel chegou a participar, por telefone, do programa O Tabuleiro, apresentado pelo comunicador Vila Nova, na Ilhéus FM (105,9). Ela revelou que a UTI do Hospital estava fechada com cadeado durante todo este período, e que a criança também não foi acolhida no recém-inaugurado Hospital Costa do Cacau.

Após tomar conhecimento da situação, o comunicador teceu duras críticas ao secretário de saúde da Bahia, Fábio Villas-Boas, e ainda pela manhã a criança finalmente conseguiu uma vaga numa UTI em Feira de Santana, mas não resistiu e veio à obito.

A direção do Hospital Luis Viana Filho e a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia não se manifestaram sobre o caso.

Comentário do Blog

As críticas ao governo do Estado são sempre válidas quando se trata da carência de atendimento de média e alta complexidades na saúde. No entanto, cabe lembrar que a prefeitura, na gestão de Mário Alexandre, oficializou a transferência do Hospital Luiz Viana Filho para o município, mas nunca apresentou um plano de como passaria a funcionar, nem quanto custaria, muito menos um prazo para reabertura.

O prefeito também não detalhou como pretendia compensar a falta do Regional no período de seu fechamento para reformas. 

Além disso, Marão disse que assumiria a unidade, no formato materno-infantil, mas vive à sombra do governador Rui Costa, à espera de recursos prometidos pelo Estado. Em outras palavras, não faz sua parte.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia