WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia


junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  


:: ‘lukas paiva’

ILHÉUS: POLÍCIA INVADE CASA DE VEREADORES E PRENDE SECRETÁRIO DE MARÃO

Valmir, Tarcísio, Lukas e Aldemir.

O comunicador Vila Nova informou, no programa O Tabuleiro (Ilhéus FM – 105,9), que agentes da Polícia Federal invadiram a casa do vereador e ex-presidente da Câmara Municipal de Ilhéus, Lukas Paiva.

De acordo com o radialistas, os agentes teriam arrombado a residência do parlamentar porque não foram atendidos.

Há ainda informações de que existam mandados de busca contra outros dois vereadores: o ex-presidente da Casa, Tarcísio Paixão, e Aldemir Almeida.

O Blog do Gusmão publicou, há pouco, que o ex-vereador Valmir de Inema, atual secretário de Agricultura do governo Marão foi preso pela Polícia Civil.

A movimentação seria um desdobramento da operação Citrus que, em 2017, prendeu os ex-secretários municipais Jamil Ocké (vereador à época) e Kácio Brandão, e investiga desvios em recursos da assistência social.

Atualizado às 09h24

Informações da Cecom-Ministério Público da Bahia

Uma operação para reprimir crimes contra a administração pública, fraudes em licitações e contratos e lavagem de dinheiro, praticados entre os anos de 2011 e 2018 no âmbito da Câmara de Vereadores de Ilhéus, foi deflagrada na manhã de hoje, dia 15, pelo Ministério Público estadual, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco) e da 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus, em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Foram cumpridos sete mandados de prisão e dez de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara Criminal de Ilhéus, além de afastados um vereador e sete servidores da Câmara Municipal.

Dentre os presos estão agentes públicos e empresários envolvidos em organizações criminosas instaladas na Câmara de Vereadores de Ilhéus, município do sul da Bahia, e responsáveis por operacionalizar múltiplos esquemas de corrupção ao longo de sucessivas gestões na Casa Legislativa. Denominada Operação Xavier, a ação resulta da continuidade de investigações de esquemas fraudulentos identificados pela Operação Citrus, que revelou esquemas de corrupção praticados por agentes públicos com o apoio de empresas de assessoria contábil e de licitações, contratadas para maquiar documentalmente a prática dos diversos ilícitos apurados.

A operação se desenvolveu com o efetivo operacional da PRF, que reforça o estado baiano na Operação Lábaro 2019, para potencializar o enfrentamento qualificado ao crime organizado, atuando nas divisas dos estados e nas regiões e corredores estratégicos, em consonância com conhecimentos de inteligência policial e de análise criminal.

Além da PRF, a ação contou com o apoio da Coordenadoria de Segurança Institucional e Investigação (CSI) e do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Proteção à Moralidade Administrativa (Caopam) e de promotores de Justiça da Bahia, que atuaram no cumprimento dos mandados.

Durante dois anos, as investigações contaram com a colaboração da Coordenação de Computação Forense do Departamento de Perícia Técnica do Estado da Bahia, da Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia, da Receita Federal em Itabuna e Ilhéus, do Banco do Brasil, do Tribunal de Contas dos Municípios, da Central de Apoio Técnico do MP, da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), da JUCEB e de outros órgãos.

Foram apreendidos diversos documentos e objetos, como celulares e computadores. As pessoas foram ouvidas pelo Ministério Público e encaminhadas pela PRF à Delegacia Judiciária local.

PRESIDENTE DA CÂMARA DE ILHÉUS VAI PRA OPOSIÇÃO A MARÃO

Do Pimenta

Lukas.

Depois de levar 11 dos seus colegas de legislatura para encontro com o pré-candidato a governador José Ronaldo (DEM), o vereador Lukas Paiva (PSB) subiu o tom, nesta terça (17), e avisou que romperá, politicamente, com o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, Marão (PSD), em dezembro.

– Vou apoiar o governo até o último dia do meu mandato como presidente. Depois vou para a oposição – disse Lukas Paiva, que comanda o Legislativo Ilheense.

E a subida de tom ocorreu justamente ao discutir pedido de suplementação orçamentária feita pelo prefeito. Marão queria um “baita” reforço no Orçamento: 80% de suplementação.

Conforme relata o Políticos do Sul da Bahia, Lukas Paiva não irá para a “Oposição ao Governo Marão” sozinho. Já na reunião com Zé Ronaldo, no último final de semana, Lukas puxou para o encontro nomes até então fiéis ao prefeito, a exemplo do radialista Gil Gomes (PV).

ACM NETO QUER LUKAS PAIVA CANDIDATO A DEPUTADO ESTADUAL

Do Políticos do Sul da Bahia

Paiva, o último da esquerda pra direita.

O prefeito de Salvador, ACM Neto (DEM), está tentando convencer o presidente da câmara de Ilhéus, Lukas Paiva, a sair do PSB e assumir o comando do DEM. Na articulação ele seria candidato a deputado estadual e coordenaria a candidatura de ACM Neto na cidade.

Na semana passada durante o carnaval o prefeito de Salvador esteve com Lukas no camarote. O encontro foi marcado pelo pré-candidato a deputado federal Samuca Franco (DEM) e contou com a presença do vice-prefeito Bruno Reis (MDB).

CÂMARA DE ILHÉUS ABRE INQUÉRITO PARA RESCINDIR CONTRATOS COM EMPRESAS DE FACHADA

Um dos contratos.

Depois de denúncia feita pelo Ilhéus em Resumo, na última sexta-feira, dia 31, a Câmara de Vereadores de Ilhéus decidiu abrir inquérito para rescindir contratos firmados com duas empresas acusadas de serem de fachada e destinadas a fraudar licitações. Leia aqui a matéria.

As firmas Thayane Lopes ME e Andrade Multicompras ganharam licitações que somam 370 mil reais para serviços de xerox e fornecimento de material de limpeza e escritório.

 Ambas são controladas pelo empresário Enoch Andrade, que está há quinze dias preso acusado de usar empresas em nome de laranjas para formar cartel, fraudar licitações e vender produtos com sobrepreço à prefeitura de Ilhéus e Câmara de vereadores. As investigações são feitas no âmbito da operação Cítrus.

Os três contratos foram assinados pelo presidente da câmara, Lukas Paiva, mesmo depois de o Ministério Público revelar o esquema de corrupção e causou estranheza à opinião pública.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia