WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
bahiagas policlinica itabuna secom bahia teatro itabuna


novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930


:: ‘jabes ribeiro’

ILHÉUS: GERÊNCIA DO SAC SEGUE COM O PP

Do Agravo

Cacá e Garcia

Foi publicada no Diário Oficial desta terça-feira (06) a mudança na coordenação do SAC de Ilhéus, com a saída a pedido de Thiago Viana, e a entrada em seu lugar, do ex- secretário Municipal de Indústria e Comércio de Ilhéus, José Roberto Garcia.

A mudança mostra a força política do ex-vice prefeito Cacá Colchões (PP) que indicou Roberto Garcia, e prestígio junto à cúpula do PP baiano e o governo do Estado.

O cargo de coordenador do SAC sempre foi um dos mais disputados pelos políticos ilheenses, com queda de braços entre o PP, PT e PSD.

ILHÉUS: THIAGO BORGES DEIXA GERÊNCIA DO SAC

Thiago.

Thiago Borges, pepista de carteirinha, vai deixar a gerência do Serviço de Atendimento ao Cidadão (Sac) de Ilhéus. O posto era ocupado por ele desde 2014, por indicação do PP e com aval do então prefeito, Jabes Ribeiro. Antes, Borges já havia trabalhado em outros postos no órgão.

 

Nesse período, Thiago Borges não mediu esforços junto à diretoria operacional, ampliando a infraestrutura com reformas do espaço físico, climatização das salas, cursos de qualificação, humanização do atendimento, seriedade e preservação patrimonial, imprimindo agilidade aos serviços prestados à comunidade ilheense. Em sua gestão teve todas as suas contas aprovadas pela União.

A despedida se deve à necessidade de maiores cuidados com a saúde. Há seis meses, o ex-gerente passou por procedimento cardiovasculares e está se recuperando. “Me despeço com a sensação de dever cumprido, e com a certeza de que vamos voltar a nos encontrar pelos percursos da vida. Portanto, desejo a toda equipe,do Sac-Ilhéus, sucesso e estímulo para seguir crescendo e aprendendo continuamente. Os meus mais sinceros agradecimentos a cada um da equipe desse posto”.

 

MARÃO ALFINETA JABES: “NUNCA MOREI EM SALVADOR”

Do Diário Bahia

Mário Alexandre (Foto: Evellin Portugal)

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre (PSD), fez rasgados elogios à estrutura do Hospital Regional Costa do Cacau, a ser inaugurado nesta tarde, e vibrou com a nova ponte Ilhéus/Pontal, prestes a ser inaugurada. Em alguns momentos, pareceu quase o “pai da criança” – ou um empenhado padrasto. Mas quando o assunto é o ex-prefeito Jabes Ribeiro (PP), antecessor dele, o gestor dá alfinetadas – embora numa linha bem diplomática. Marão, como é conhecido, conversou com o Diário Bahia na manhã desta sexta-feira (15), durante visita ao referido hospital, juntamente com o governador Rui Costa e outros prefeitos.

 Como recebe a inauguração de um hospital deste porte em Ilhéus?

É um grande dia para a região, não só para Ilhéus. Um equipamento de saúde dessa magnitude, com estrutura física, aparelhos de ponta. Ficamos extremamente felizes; digno do atendimento do nosso povo de Ilhéus e da região. Faz parte da história da reconstrução.

 Todo prefeito costuma mencionar a chamada herança maldita deixada pelo antecessor. Como o senhor avalia esse início e o que encontrou ao assumir a Prefeitura de Ilhéus?

Todo mundo sabe que qualquer prefeito deixa algum resto a pagar. Eu não falo herança maldita, porque gosto de falar palavras positivas. Não é uma herança bendita, mas deixou dívidas. Não vou ficar aqui chorando pelo leite derramado. Tenho é que recuperar o que ele deixou de ruim; o que deixou de bom eu devo continuar. Pouco, não é? Foi muita cosa ruim e pouquíssima coisa boa. Mas o que deixou de bom eu tenho que levar.

“Uma luta nossa”

Eu tenho uma vantagem: moro em Ilhéus, dialogo constantemente com o povo de Ilhéus; nunca morei em Salvador. Realmente, eu tenho um trabalho árduo. Mas com fé, esperança, dialogando com o povo, está aí a demonstração. Foram 10 anos de uma luta nossa, discutindo com o governador para que a gente possa inaugurar, e não só projetar. É como a ponte Ilhéus/Pontal. Estou lá todo dia e não vai parar. Eu vou inaugurar junto com o governador. Tenho certeza disso, nem que a gente tenha que arcar com algumas despesas, para dar esse outro presente para Ilhéus e para a região.

JABES ESTUDA LANÇAR CACÁ A DEPUTADO

Do Político do Sul da Bahia

Jabes e Cacá

Nesta quarta-feira o blog manteve contato com o ex-candidato a prefeito de Ilhéus, Cacá Colchões(PP). O mesmo comentou sobre a possibilidade de ser candidato a deputado em 2018:

“Não fui procurado pelo partido para ser candidato, mas estou a disposição para o futuro, sou soldado do PP”, declarou o ex-candidato a prefeito.

Vale lembrar que o blog publicou nesta semana que o ex-prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro (PP) está estudando a possibilidade de lançar o empresário Cacá Colchões como candidato a deputado federal em 2018.

MP DÁ 15 DIAS PRA MARÃO SUBSTITUIR CONTRATADOS POR CONCURSADOS

Prefeito tem 15 dias pra fazer troca.

Por meio da recomendação número 03-05/2017, a qual o ILHÉUS EM RESUMO teve acesso, datada de 25 de maio deste ano, o Ministério Público da Bahia (MPE) instrui o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, a substituir todos os funcionários contratados por concursados.

Representado pelo promotor Frank Monteiro, o mesmo da operação Cítrus, o MPE dá prazo de 15 dias para que o gestor se posicione e informe se vai seguir ou não a recomendação.

Entre outros pontos, o Ministério Público argumenta que “havendo aprovados no referido concurso, não pode a Administração manter contratados precários em detrimento dos mesmos, sob pena de violação frontal à norma constitucional”.

O MPE alega também que, em cinco meses de gestão, “muitas e recorrentes ainda são as denúncias de ocupação irregular de cargos públicos dirigidas a esta promotoria”. Nesse ponto da recomendação, o órgão trata de outro assunto caro: a demissão de 600 funcionários não-estáveis, aqueles contratados no período de outubro de 1983 a outubro de 1988 e que já vinham sendo ameaçados desde o governo do ex-prefeito Jabes Ribeiro.

No documento, que já foi recebido pela administração municipal, o Ministério Público afirma que, passado o prazo, caso não haja posicionamento favorável à recomendação, serão tomadas medidas judiciais.

A recomendação do MPE freia pretensões do Governo Marão de realizar nova seleção simplificada, principalmente na Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS). Uma comissão de organização pro pleito já foi constituída pelo prefeito há cerca de 60 dias com essa finalidade.

Em audiência anterior à recomendação, o secretário de Administração, Bento Lima, alegou, entre outros pontos, que a contratação de concursados representaria aumento dos gastos com pessoal e poderia gerar processos de equiparação salarial por parte dos servidores mais velhos nos cargos.

Procuramos o secretário de Administração para saber se já há definição sobre o caso. Ligamos para o número terminado em 0220, mas a ligação foi direto pra caixa postal.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia