WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia faculdade de ilheus embasa


maio 2019
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


:: ‘ilheus’

RECORD TV CABRÁLIA CONFIRMA PARCERIA NA FEIRA DE NEGÓCIOS DA FACULDADE DE ILHÉUS

Reunião.

A Faculdade de Ilhéus e a Record TV Cabrália renovaram a parceria com vistas à realização de mais uma edição da FENOPO – Feira de Negócios e Oportunidades, evento que promove projetos de empreendedorismo de alunos da instituição e da comunidade. Este ano, a Fenopo acontecerá no período de 23 a 26 de outubro, tendo como temática “Empreendedorismo com Criatividade: Inovação, Tecnologia e Sustentabilidade” e proporcionará um novo mutirão de cidadania com serviços gratuitos voltados à população.

O compromisso for firmado durante reunião na sede da emissora, em Itabuna, dia 15, entre o diretor da Record/TV Cabrália, Marcelo Almeida, o diretor-geral da Faculdade de Ilhéus, Almir Milanesi, a diretora acadêmica, Sandra Milanesi, os coordenadores do evento, professores Renato Sofia e Flávio Melo, Tom Ribeiro e Adriano Matta Virgem, da equipe da TV, e o publicitário Rui Carvalho.

Aberta ao público em geral, a Fenopo promove palestras, oficinas, minicursos e apresentações artísticas e culturais. O objetivo do evento consiste em fomentar o surgimento de novos negócios através da criatividade e do empreendedorismo, discutir experiências de negócios bem-sucedidas na região e divulgar ideias e projetos de negócios criados pelos alunos de todos os cursos de graduação da Faculdade de Ilhéus: Administração, Ciências Contábeis, Direito, Enfermagem, Engenharia Civil, Nutrição, Psicologia e Odontologia.

Segundo o professor Almir Milanesi, a parceria com a Record/ TV Cabrália somou bastante à promoção da Fenopo, nos últimos anos, “e quem ganha com isso é a comunidade”, acrescentou. “Nossa parceria valeu muito. A equipe fez elogios à organização e ao próprio evento. Para nós, da Record, é muito bom estar participando de um evento desse porte, além de reconhecer a credibilidade da instituição de ensino”, declarou Marcelo Almeida, diretor da emissora.

O professor Renato Sofia disse que o desafio é sempre crescer mais. Conforme afirmou, o mutirão de cidadania, promovido no ano passado, alcançou cerca de três mil pessoas, contando também com a parceria da Secretaria de Saúde do município. Ele salientou ainda a procura por serviços de assistência jurídica, do Balcão do Empreendedor e de estética oferecida pelo Instituto Mix.

“A base que sustenta o projeto é justamente a cultura empreendedora, estabelecida como o pilar que norteia os ideais e as atividades acadêmicas da Faculdade de Ilhéus, tanto que todos os cursos da Instituição possuem, em sua grade curricular, a disciplina Gestão Empreendedora, como forma de fornecer subsídios ao gerenciamento de negócios que permitam ao alunado organizar suas ideias, objetivos e estratégias para sobressair nos momentos de crises, de forma ética e sustentável”, enfatizou Sandra Milanesi, diretora acadêmica.

CORRUPÇÃO NA CÂMARA DE VEREADORES DE ILHÉUS: O QUE SE SABE ATÉ AGORA

Câmara

Na manhã dessa quarta-feira, dia 15, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal (PRF) e Ministério Público da Bahia (MP/Ba) deflagraram a operação Chave E, que investiga desvios financeiros, fraudes e lavagem de dinheiro no âmbito da Câmara de Vereadores de Ilhéus. O que se sabe até agora:

– De acordo com o MP, a operação mira crimes contra a administração pública, fraudes em licitações e contratos e lavagem de dinheiro, praticados entre os anos de 2011 e 2018

– Foram expedidos sete mandados de prisão e dez de busca e apreensão, pela 1ª Vara Criminal de Ilhéus, além de afastados um vereador e sete servidores da Câmara Municipal. Empresários também integram a lista.

– O ex-vereador e atual secretário de Agricultura de Ilhéus, Valmir Freitas, foi preso em casa;

– O Blog do Gusmão informou que também são alvo de prisões preventivas: Aêdo Laranjeira de Santana, Cleomir Primo de Santana, Leandro da Silva Santos, os vereadores Lukas Paiva e Tarcísio Paixão, e o funcionário da Câmara de Vereadores de Ilhéus, Paulo Leal.

– Os vereadores Lukas Paiva (PSB) e Tarcísio Paixão (PP) também foram alvo de busca e apreensão. Paiva teve a casa arrombada por policiais, já que não se encontrava no local durante a ação. Paixão presidiu o legislativo ilheense entre 2015 e 2016. Paiva o sucedeu (2017/2018);

– O vereador e médico, Aldemir Almeida, foi afastado do cargo. Segundo o Blog do Gusmão, Almeida fez ameaças a um servidor do legislativo, com objetivo de desencorajá-lo a contar à polícia sobre possível mau uso de recursos da câmara;

– Ainda não foi divulgado o montante estimado que pode ter sido desviado pelo grupo criminoso;

– O nome da operação – Chave E, é uma referência ao empresário Enoch Andrade, dono das lojas Andrade Multicompras. O empresário já é alvo de processos e ficou preso, em 2017, por crimes investigados na Operação Citrus, que investiga desvios em recursos da assistência social do município.

ILHÉUS: POLÍCIA INVADE CASA DE VEREADORES E PRENDE SECRETÁRIO DE MARÃO

Valmir, Tarcísio, Lukas e Aldemir.

O comunicador Vila Nova informou, no programa O Tabuleiro (Ilhéus FM – 105,9), que agentes da Polícia Federal invadiram a casa do vereador e ex-presidente da Câmara Municipal de Ilhéus, Lukas Paiva.

De acordo com o radialistas, os agentes teriam arrombado a residência do parlamentar porque não foram atendidos.

Há ainda informações de que existam mandados de busca contra outros dois vereadores: o ex-presidente da Casa, Tarcísio Paixão, e Aldemir Almeida.

O Blog do Gusmão publicou, há pouco, que o ex-vereador Valmir de Inema, atual secretário de Agricultura do governo Marão foi preso pela Polícia Civil.

A movimentação seria um desdobramento da operação Citrus que, em 2017, prendeu os ex-secretários municipais Jamil Ocké (vereador à época) e Kácio Brandão, e investiga desvios em recursos da assistência social.

Atualizado às 09h24

Informações da Cecom-Ministério Público da Bahia

Uma operação para reprimir crimes contra a administração pública, fraudes em licitações e contratos e lavagem de dinheiro, praticados entre os anos de 2011 e 2018 no âmbito da Câmara de Vereadores de Ilhéus, foi deflagrada na manhã de hoje, dia 15, pelo Ministério Público estadual, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco) e da 8ª Promotoria de Justiça de Ilhéus, em conjunto com a Polícia Rodoviária Federal (PRF). Foram cumpridos sete mandados de prisão e dez de busca e apreensão, expedidos pela 1ª Vara Criminal de Ilhéus, além de afastados um vereador e sete servidores da Câmara Municipal.

Dentre os presos estão agentes públicos e empresários envolvidos em organizações criminosas instaladas na Câmara de Vereadores de Ilhéus, município do sul da Bahia, e responsáveis por operacionalizar múltiplos esquemas de corrupção ao longo de sucessivas gestões na Casa Legislativa. Denominada Operação Xavier, a ação resulta da continuidade de investigações de esquemas fraudulentos identificados pela Operação Citrus, que revelou esquemas de corrupção praticados por agentes públicos com o apoio de empresas de assessoria contábil e de licitações, contratadas para maquiar documentalmente a prática dos diversos ilícitos apurados.

A operação se desenvolveu com o efetivo operacional da PRF, que reforça o estado baiano na Operação Lábaro 2019, para potencializar o enfrentamento qualificado ao crime organizado, atuando nas divisas dos estados e nas regiões e corredores estratégicos, em consonância com conhecimentos de inteligência policial e de análise criminal.

Além da PRF, a ação contou com o apoio da Coordenadoria de Segurança Institucional e Investigação (CSI) e do Centro de Apoio Operacional às Promotorias de Proteção à Moralidade Administrativa (Caopam) e de promotores de Justiça da Bahia, que atuaram no cumprimento dos mandados.

Durante dois anos, as investigações contaram com a colaboração da Coordenação de Computação Forense do Departamento de Perícia Técnica do Estado da Bahia, da Secretaria da Fazenda do Estado da Bahia, da Receita Federal em Itabuna e Ilhéus, do Banco do Brasil, do Tribunal de Contas dos Municípios, da Central de Apoio Técnico do MP, da Secretaria de Administração Penitenciária (Seap), da JUCEB e de outros órgãos.

Foram apreendidos diversos documentos e objetos, como celulares e computadores. As pessoas foram ouvidas pelo Ministério Público e encaminhadas pela PRF à Delegacia Judiciária local.

ESTUDANTES ELOGIAM JORNADA JURÍDICA DO SUL DA BAHIA

Jornada.

A intensa participação de juristas, estudantes de instituições de ensino da região e de operadores do Direito conferiu um grau de excelência à VII Jornada Jurídica do Sul da Bahia, promovida pelo colegiado do curso de Direito da Faculdade de Ilhéus. O auditório Professora Adélia Melo, preparado para receber 500 participantes, tornou-se pequeno durante o evento, realizado de 8 a 10 de maio. De modo geral, a programação elaborada atendeu às expectativas e recebeu elogio dos estudantes.

A jornada abordou o tema “Conjuntura Brasileira em Perspectiva e os Direitos Humanos” e atraiu estudiosos do direito, como os professores e escritores Marcelo Ribeiro, Leone Pereira, Harisson Leite e Marco Antônio Araújo Júnior, o juiz federalLincoln Costa, os juízes de direito Maurício Cunha e Hilton Gonçalves, o promotor de justiça F rank Ferrari, os advogados Yuri Carneiro, Luciano Figueiredo, Gamil Foppel, o presidente da OAB- Ilhéus, Martone Maciel, entre outros.

O estudante do curso de Direito da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Joseph Murta Chalhoub, 18 anos, elogiou o evento.  “Gostei muito dos palestrantes, achei a jornada interessante, instiga muito para pesquisa sobre assuntos que ainda não vi no meu curso. Tem sido uma grande experiência para o aprendizado. Pretendo, no próximo ano, participar do concurso de artigos. Achei excelente”, declarou.

Para Ilcenara Santos, 21 anos, aluna da Faculdade de Ilhéus, “a jornada é muito importante para o curso porque nos dá oportunidade de conhecer professores renomados, o que é fundamental para a vida de um acadêmico e profissional”. Já Carolina Mattos, do nono semestre, participou da comissão organizadora da jornada. Ela afirmou que “é um conhecimento a mais para os alunos, pois há temas que não são apresentados na sala de aula. Então, agrega mais e a gente vê de outra forma daquela que se passa no cotidiano da sala de aula.”

“A jornada é uma oportunidade de você enxergar o conteúdo do direito fora da sala de aula, nesse ambiente de debate, e traz o que há de mais atual no mundo jurídico. Como alguns alunos, às vezes, não têm tempo e nem oportunidade de ir a congressos fora, isso ele encontra dentro da própria faculdade”, enfatizou Thiago Susmaga, também do nono semestre do curso da Faculdade de Ilhéus.

A jornada contou com o engajamento dos professores Cristina Arães e Danilo Torres como coordenadores científicos do evento. O juiz de direito Hilton Gonçalves foi palestrante na condição de representante do colegiado de Direito da instituição. Na opinião da coordenadora do curso, professora Ana Cristina Adry de Argôllo, “o país vive um momento de crise, diferente de qualquer outro que vivenciamos desde o Brasil Império, com perigoso embate de credibilidade das instituições que representam as funções estatais. E são nesses momentos que o papel dos juristas responsáveis se erigem para o contornar da turbulência, de quem se espera, antes de tudo, senso crítico , preparo efetivo, espírito republicano e empatia incondicional com o projeto democrático.”

Segundo ela, a Faculdade de Ilhéus “se orgulha, nesse sentido, com a contribuição da VII Jornada Jurídica, de colorido diferente, mas não menos relevante que as seis anteriores, reunindo aqui juristas e pensadores do Direito que têm, inegavelmente, compromisso sério com o nosso país, com os Direitos Humanos e, sobretudo, com a responsabilidade que se espera de todo democrata: que o Estado, através de seus agentes políticos, honre a nossa Constituição Federal”, salientou.

Concurso de Artigos – Após a intensa participação dos acadêmicos no concurso de artigos científicos promovido no ano passado, o certame foi repetido este ano. Os vencedores foram anunciados na última noite da jornada, dia 10. O primeiro lugar coube ao casal de estudantes de Direito, Ernesto Santana dos Reis e Rosane de Deus Santana dos Reis, com o artigo intitulado “O desconto do passivo ambiental na desapropriação de imóveis rurais para fins de reforma agrária”.

O segundo lugar ficou com a estudante Graziella Santos Rochedo, autora do artigo “Motorista Uber – empregado ou autônomo? Uma análise sob a ótica jurisprudencial”. Em terceiro lugar, foi classificada a aluna Daisy Santos Carvalho com o artigo “A revogação de artigos do Código Civil e do Código de Processo Civil pelo Estatuto das Pessoas com Deficiência e suas consequências para os Direitos Humanos.”

A VII Jornada Jurídica do Sul da Bahia contou com o patrocínio da Terceira Via Formaturas e Eventos, hotéis Praia do Sol e Jardim Atlântico Beach Resort, da Escola Superior de Advocacia (ESA) da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-Bahia), Múltipla, Boteco Sushi, Gabriela Restaurante, Gabriela FM, Avatim, além do apoio de Açaí da Praça, Açucaradus Gourmet, Professor Elifaz Coach, HD Festas & Cia, Ilhéus 24h, Lanchonete Boca Nervosa, Instituto Americas Coaching, A Parceria, Pães Delícia Miriam Moura, Pub Bela Vista e Patury Advogados Associados.

COM MARÃO NOS EUA, NAZAL REINTEGRA SERVIDORES E DEMITE SECRETÁRIO

Do JBO

Nazal, o dono da caneta (por enquanto).

Vice-prefeito eleito – e que assegura que está no comando da cidade enquanto Mário Alexandre estiver no exterior -, José Nazal determinou a reintegração imediata dos servidores públicos demitidos pelo prefeito no início do ano. São 268. Na edição impressa do jornal Diário de Ilhéus, Nazal publica o decreto com sua decisão, assegurando que cumpre uma determinação judicial. Mais informações em instantes.

Atualização – Na mesma edição, José Nazal, também por decreto, exonera o secretário de Administração, Bento Lima, e a chefe do Diário Oficial do Município, que se negou a publicar o Termo de Assunção para que o mesmo fosse empossado como prefeito em exercício.

Entenda o caso – O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, está em viagem ao exterior, por 10 dias. Segundo Nazal, ele teria que ter feito a transmissão de cargo até o seu retorno. Não fez, apesar de inumeras promessas. Advogados que acompanham Nazal asseguram que mesmo sem o ato, a transmissão é automática, pois a gestão do município necessita de poder de comando na ausência do prefeito. O vice, naturalmente, ocupa a vacância.

Nazal assegura que, no momento, administra a cidade. E, na condição de vice, no exercício de prefeito, decidiu exonerar o secretário mais próximo a Mário e cumprir a decisão judicial de reintegração dos servidores demitidos no final do ano passado, que o prefeito Mário vinha tentando evitar. Mário e Nazal estão rompidos politicamente. Mas se falam civilizadamente quando necessário.

Em tempo: O fato tem precedentes na história política de Ilhéus. Em 2011, quando era vice do então prefeito Newton Lima, Marão se aproveitou de uma licença médica que o titular havia tirado e exonerou três secretários que faziam parte do núcleo de confiança de Newton Lima.

VII JORNADA JURÍDICA DO SUL DA BAHIA ACONTECE DE 8 A 10 DE MAIO

Faculdade de Ilhéus

Considerado um dos mais importantes eventos de debate sobre o Direito Contemporâneo no Estado, a VII Jornada Jurídica do Sul da Bahia, promovida pelo colegiado do curso de Direito da Faculdade de Ilhéus, acontece no período de 9 a 11 de maio, na sede da instituição de ensino superior. O tema central é “Conjuntura Brasileira em Perspectiva e os Direitos Humanos”.

A solenidade de abertura da Jornada Jurídica, no dia 8, acontece no auditório Adélia Melo, às 19 horas, e logo após haverá palestra sobre “O dano moral na Justiça do Trabalho após a Reforma Trabalhista e os efeitos da tragédia de Brumadinho”, com o doutor Leone Pereira, autor de diversas obras jurídicas e professor do Damásio Educacional.
Em seguida, o professor e escritor Marco Antonio Araújo Júnior falará sobre “O Direito do Consumidor como garantia constitucional e os retrocessos do Judiciário e do Legislativo”. Logo após, haverá palestra com o professor Marcelo Ribeiro, que abordará o CPC (Código de Processo Civil), pela jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça. Ribeiro é membro da Academia Brasileira de Direito Processual Civil.  O primeiro dia encerra com perguntas do público aos palestrantes.

Painel – Na manhã de quinta-feira, dia 9, a Jornada Jurídica promove um painel sobre o tema “As vinculações das carreiras jurídicas aos Direitos Humanos”, com a participação do juiz federal de Ilhéus, Lincoln Pinheiro Costa, do promotor de justiça Frank Monteiro Ferrari, que atua no Ministério Público em Ilhéus, e do Presidente da OAB-Subseção Ilhéus, Martone Costa Maciel.

O ciclo de palestras da VII Jornada Jurídica do Sul da Bahia prossegue na noite de quinta-feira, dia 9, às 19h15min, com a abordagem do tema “Sistema de precedentes e (in)segurança jurídica: conseguiremos evoluir?”, pelo juiz de direito Maurício Ferreira Cunha, do Tribunal de Justiça de Minas Gerais. Em seguida, o professor Harisson Leite, da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e da UESC (Universidade Estadual de Santa Cruz), fará palestra sobre “Direitos Humanos em momento de crise”.

Sexta-feira – No dia 10, a Jornada Jurídica contará com palestras nos turnos da manhã e da noite. Às 8h30min, o advogado e professor Edem Nápoli abordará o tema “70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e 30 anos da Constituição do Brasil: a dignidade humana de outrora, de agora e do porvir.” Mestre em Direito Púbico, Nápoli é membro do Instituto de Direito Constitucional da Bahia. Em seguida, às 09h30min, o juiz de Direito do Tribunal de Justiça da Bahia e professor da Faculdade de Ilhéus, Hilton de Miranda Gonçalves, fará palestra sobre “Redução da Maioridade Penal: um novo paradigma ético.”.

O professor de Direito Penal e de Processo Penal, Yuri Carneiro Coelho, autor de vários livros, vai falar sobre “Inovações dos crimes contra a liberdade sexual”, às 10h30min.  À noite, às 19 horas, será feita a premiação do concurso de artigos científicos. Depois, o advogado e doutorando em Direito Civil, Luciano Lima Figueiredo, falará sobre o tema “Afinal, é namoro ou união estável?”.

A última palestra do evento, prevista para às 21h15min, será proferida pelo advogado criminalista e professor Gamil Foppel, sobre o tema “Crítica ao pacote anticrime”. Doutor em Direito Penal pela Universidade Federal de Pernambuco, Foppel é membro da Comissão de Juristas nomeada pelo Senado Federal para a revisão da Lei de Execuções Penais.

O curso de Direito da Faculdade de Ilhéus é coordenado pela professora Ana Cristina Adry de Argollo, que também coordenada a parte científica da VII Jornada Jurídica do Sul da Bahia, ao lado dos professores Cristine Fonseca Arães, Danilo Torres e Joilson Leopoldino Vasconcelos Júnior. O evento é destinado aos acadêmicos e profissionais do Direito da cidade de Ilhéus e região, e aos interessados pela discussão acerca das temáticas relacionadas à ciência jurídica contemporânea. As informações sobre inscrições podem ser obtidas no colegiado de Direito da instituição ou pelo telefone 2101-1722.

MISS ILHÉUS 2018 É ENCONTRADA MORTA

Do Correio24horas

Gabriela.

A miss Ilhéus 2018, Gabriela Viegas, foi econtrada morta neste sábado (3). Ela estudava Medicina pela Universidade Federal da Bahia (Ufba) e estava noiva do consultor fitness Lucas Ferrara.

“Gabriela Viegas acaba de perder a batalha contra a depressão. Meus sinceros sentimentos aos amigos, família e a todos os amantes do mundo miss que sofrem ao descobrir da pior maneira que suas deusas não estão imunes a esta triste doença. Descanse em paz”, afirmou missólogo Ricardo Mello.

Gabriela era ativa nas redes sociais, e a última foto que ela postou foi em uma praia, há seis dias. O coach de misses Maycom Soares lamentou a morte da amiga, que sofria depressão. “Hoje eu perdi a amiga mais querida que eu tinha, que mais se preocupava comigo. Ela me amava do jeito que sou, não me julgava, só me amava. Qualquer dorzinha que eu tinha, ligava para ela. Ela sempre me ajudava. Ela foi a miss mais miss que eu tive. Mais grata, mais humana, mais solidária. O que farei da minha vida sem os conselhos dela, sem o amor dela?”

O velório de Gabriela será realizado neste domingo (5), a partir das 16h, na funerária SAF, no bairro de Conquista, em Ilhéus, e será aberto ao público. O sepultamento na segunda-feira (6).

ILHÉUS: PRESO SEGUNDO SUSPEITO DE MATAR COLOMBIANOS

Do G1 Bahia

Vítimas.

Um homem suspeito de envolvimento na morte do casal de colombianos Andres Alban Tenório e Diana Paola Zuluaga, ocorrida na cidade de Ilhéus, em maio de 2018, foi preso na quarta-feira (2).

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito Cosme Santana Nunes foi localizado quando estava em um bar na cidade e encaminhado para a 7ª Coordenadoria do Interior (Coorpin/Ilhéus).

Outro suspeito de envolvimento no crime, o empresário Magno Rodrigues, que confessou o assassinato do casal, chegou a ser preso, mas foi solto em agosto após a Justiça conceder um habeas corpus. Magno responde ao processo em liberdade.

De acordo com a polícia, o empresário alegou que agiu em legítima defesa após ter uma arma apontada para a cabeça por uma das vítimas. O homem devia R$ 7 mil ao casal, que praticava agiotagem na cidade.

Conforme a defesa de Magno, a legítima defesa foi usada no pedido de habeas corpus para a Justiça, que, de acordo com a decisão, também levou em conta a falta de antecedentes criminais do suspeito e o fato dele ter emprego fixo.

Caso

As vítimas foram encontradas mortas na noite do dia 18 de maio de 2018, na BA-001, entre as cidades de Ilhéus e Itacaré, ao sul da Bahia. Eles tinham se mudado para Ilhéus havia pouco mais de seis meses.

De acordo com a polícia, as investigações apontaram que, para matar o casal, o empresário marcou um encontro com os colombianos, dizendo que iria pagar o empréstimo, mas na verdade, ele planejava roubar as vítimas para pagar outra dívida de R$ 50 mil, que ele teria contraído com um grupo de ciganos.

Conforme a investigação, o suspeito ligou para os colombianos e pediu para eles irem buscar a quantia. A polícia acredita que as vítimas seguiram de carro com Magno e outros dois comparsas, que levaram os colombianos para as proximidades de um cemitério, onde foram executados.

O suspeito alegou que marcou com os estrangeiros com a intenção de negociar a dívida, mas durante o encontro, Andres teria apontado uma arma para a cabeça dele. O empresário diz ainda que, em seguida, teria entrado em luta corporal com a vítima, conseguiu tirar a arma dele e acabou atirando neles.

O empresário foi preso no dia 6 de junho após procurar a polícia. Não há informações sobre o paradeiro dos outros suspeitos apontados pela polícia.

FORRÓ DO SOSSEGO ACONTECE EM IBICARAÍ NO DIA 1º DE JUNHO

Forró.

Com muita música e tradição, mais uma edição do Forró do Sossego acontecerá em Ibicaraí no dia 1º de Junho, abrindo o mês oficial do forró. A festa, que é all inclusive e de camisa, será realizada na Fazenda Mimosa (Rancho do Meirão) e está marcada para as 21 horas.

Targino Gondim, Lordão, Carlota Juaquina, Marquinho Kora, TaTu da Saloméa e Pipoco do Trovão serão as atrações da festa e responsáveis por animar o público até de manhã, onde este ano terá uma novidade: café da manhã com degustação de pirão e fatada. Além disso, o público terá direito a bebidas, comidas típicas e muito mais em 12 horas de forró.

A festa, que já é tradicional na região, é conhecida por abranger público de várias cidades. “Muitas pessoas vêm de fora e trazem toda a sua família para curtir a noite. Temos uma megaestrutura planejada para receber toda a família, com uma vila temática e muito conforto”, explica Leonardo Alves, produtor do evento.
Os ingressos estão à venda na Clínica Bruna Barbosa, em Itabuna, e na Sede Oficial do Sossego, em Ibicaraí.

SERVIÇO ALL INCLUSIVE:
Cerveja Devassa Puro Malte
Licor
Pitu
Cachaça com raíz
Água Mineral
Caldo de cana
Refrigerante
Costela no fogo de chão
Porco no rolete
Acarajé
Churrasquinho
Comidas típicas
Degustação de pirão com fatada
Degustação de Sarapatel

JUSTIÇA SUSPENDE COMISSÕES TEMÁTICAS DA CÂMARA DE ILHÉUS

Do Ilhéus 24h

Câmara.

Em liminar concedida nesta quarta-feira (24), o juízo da 1ª Vara da Fazenda Pública, da Comarca de Ilhéus, determinou em regime de urgência, a suspensão da sessão ordinária do dia 20 de fevereiro de 2019, que elegeu os membros das Comissões Permanentes da Câmara de Vereadores. A decisão do Magistrado se deu em virtude do Mandado de Segurança impetrado pelo Vereador Makrisi (PT).

No despacho, o Juiz Alex Venicius determina que o presidente da Câmara de Vereadores, César Porto, promova a nova composição das comissões em conformidade com o Regimento Interno da Casa, de modo que apresente formalmente quem são seus líderes, o cálculo da proporcionalidade de cada partido, e com a garantia da presença do vereador Makrise nas comissões que ele escolher, limitadas respeitando a proporcionalidade e a inclusão da minoria de oposição nas comissões. 

Durante a sessão ordinária da quarta-feira, 24, o presidente da Câmara Municipal de Ilhéus foi intimado por um oficial de justiça, para prestar esclarecimentos ao Juiz Alex Venicius, acerca dos procedimentos que foram adotados na escolha das atuais comissões temáticas.

Reflexos: a decisão poderá ocasionar a nulidade de todos projetos aprovados, que consequentemente tramitaram pelas comissões, inclusive a nova reforma administrativa da Prefeitura de Ilhéus.

Clique no link abaixo e confira a decisão na integra.

Decisão Judicial Câmara de Ilhéus



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia