WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
bahiagas policlinica itabuna secom bahia teatro itabuna


novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930


:: ‘hospital’

INVESTIMENTO NO HOSPITAL COSTA DO CACAU PASSA DE 114 MILHÕES

Do Tabuleiro

Equipamentos de ponta

Com perspectiva de atender a um público de 1,6 milhão de pessoas, o Hospital da Costa do Cacau será inaugurado no dia 15 de dezembro em Ilhéus. A unidade faz parte de um série de obras de saúde que serão inauguradas nos meses de novembro e dezembro pelo Governo do Estado. Serão entregues quatro policlínicas em Teixeira de Freitas, Guanambi, Irecê e Jequié, além do Hospital da Chapada, instalado em Seabra.

O Hospital do Cacau que é resultado de um investimento superior a R$ 114 milhões será referência para 67 municípios do sul do estado. Do total aplicado, aproximadamente R$ 87,8 milhões foram destinadas às obras físicas e cerca de R$ 26,5 milhões, para a compra dos equipamentos.    “Nesta primeira etapa, a unidade terá 184 leitos, sendo 30 de Terapia Intensiva Adulto (UTI). Como diferenciais, o hospital oferta serviços de cirurgia cardíaca, cateterismo, neurocirurgia, bem como ortopedia de alta complexidade”, explica o secretário, ao destacar ainda que a unidade de saúde conta com um parque de bioimagem completo, incluindo ressonância magnética e tomógrafo. Na segunda etapa, mais 120 leitos serão entregues.

GESTÃO MUNICIPAL DO HOSPITAL REGIONAL EM DÚVIDA

Hospital será gerido pelo município

A ideia de transformar o Hospital Luiz Viana Filho, o Regional, numa unidade materno-infantil gerida pelo município surgiu no último governo do prefeito Jabes Ribeiro, impulsionada pela concretização das obras do novo Hospital da Costa do Cacau, em Ilhéus.

O projeto, que ninguém, de fato, nunca viu, andou e, em diferentes oportunidades, o governador Rui Costa confirmou que vai alterar as características da unidade e transferi-la para as mãos do município. O prefeito Mário Alexandre, médico, também é entusiasta da ideia.

Com a aproximação da inauguração do Hospital da Costa do Cacau, as mudanças no Regional precisam começar a ser feitas. Sob a gestão do Estado, que possui recursos financeiros infinitamente maiores que a Prefeitura de Ilhéus, o velho Regional já passa por dificuldades. Recentemente, o pronto socorro foi fechado durante um fim de semana por falta de médicos (lembre aqui).

Há tempos, a saúde básica do município vive um momento ruim e continua sem perspectiva de mudança. São três psiquiatras para atender três mil pacientes com transtornos mentais. Ambulância do Samu funciona com porta amarrada por atadura e os postos de saúde não marcam exames por falta de papel para imprimir a guia do SUS.

Num cenário desse, cabe a pergunta: A Prefeitura de Ilhéus, que não consegue sanar os problemas de um posto de saúde de bairro, vai gerir de forma satisfatória um hospital do porte do Regional, oferecendo atendimento para gestantes e crianças?

A gestão municipal da futura unidade materno-infantil não pode servir como guarda chuva para cobrir as cotas de emprego que o prefeito Mário Alexandre ainda não conseguiu cumprir em outras áreas. Com arrecadação em queda a cada mês e sem ampliação das verbas transferidas para a saúde, o município vai dar conta?

 

CAOS NA SAÚDE: HOSPITAL GERAL DE ILHÉUS FECHA PRONTO SOCORRO

Do Agravo

Quem procurou atendimento médico da rede pública de saúde durante o final de semana, principalmente no Hospital Regional Luiz Viana Filho, entrou em desespero ao ver inúmeros cartazes informando que não havia médicos. Mães com crianças de colo e idosos foram os mais afetados.

Acionado por pacientes, dois conselheiros de Saúde, Adriana Nacif e Diala Magalhães, estiveram no Hospital Regional e constataram o caos. Por meio das redes sociais, os dois conselheiros provocaram a secretária de saúde do município, Elizângela Oliveira, que redirecionou as ocorrências por especialidades médicas para as demais unidades de saúde da cidade, garantindo e normalizando o atendimento à população, naquele momento.

A falta de médicos no hospital Regional é recorrente, e há pacientes esperando há mais de um mês cirurgias na área de ortopedia. Um dos exemplos é o caso de Adenilson Farias da Silva, que deu entrada em 17/06 e espera uma cirurgia de planalto Tibial. Familiares tentam sem sucesso a transferência para outra unidade hospitalar que faça a cirurgia.
Além do problema da falta de médicos no Regional, os ilheenses também relatam a negativa de atendimento no Hospital São José, que alega superlotação.
Segundo relatos de conselheiros em grupos de Whatsapp, neste domingo o problema da falta médico voltou acontecer no Hospital Regional, e quem recorreu para o Hospital Coci encontrou as portas da unidade fechadas.
Outro Lado
A secretaria municipal de Saúde (Sesau) do Município de Ilhéus informa que está apurando o motivo pelo qual o pronto atendimento da Emergência do Hospital Luis Viana Filho, localizado no bairro da Conquista, não funcionou na noite do último sábado, 29. Por volta das 20 horas, a secretária da Sesau, Elizângela Oliveira, foi informada sobre a falta de atendimento, situação que levou a unidade à uma situação crítica.
Imediatamente, a secretaria redirecionou as ocorrências por especialidades médicas para as demais unidades de saúde do município, garantindo e normalizando o atendimento à população. Assim, os casos de ortopedia foram encaminhados para a clínica Coci. Os casos clínicos tiveram a cobertura do Hospital São José. Além disso, foi determinada a abertura imediata do pronto atendimento da zona sul, antigo Hospital Vida Medi, para atender os casos de pediatria.
A ação articulada pelo prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, e a secretária, Elizângela Oliveira, mobilizou toda equipe da Sesau. Atendentes, enfermeiros, médicos e motoristas montaram uma frente de trabalho fora do horário de expediente, para que a situação fosse normalizada, suprindo as necessidades de atendimento do Hospital Regional Luis Viana Filho.
Segundo a secretária, foi uma operação “pela vida e que ainda contou com a articulação com o Hospital de Base de Itabuna para atender os casos mais graves”. Por sua vez, a Sesau colocou à disposição dos pacientes, ambulâncias e veículos para condução, de acordo com a necessidade e evolução do quadro clínico dos assistidos.

NOVO HOSPITAL DE ILHÉUS COMEÇA A FUNCIONAR EM SETEMBRO 

Fachada

O Hospital Regional Costa do Cacau começa a funcionar no próximo mês de setembro. E a primeira ponte estaiada da Bahia, a Ilhéus-Pontal, ficará pronta no ano que vem. As confirmações foram feitas ontem (28) ao prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, pelo governador Rui Costa.
Ao participar, ao lado de diversas autoridades políticas da Bahia, das comemorações alusivas aos 483 anos de fundação de Ilhéus, o governador também anunciou a retomada do projeto de saneamento básico da zona sul de Ilhéus e disse que até dezembro também quer estar de volta a Ilhéus para anunciar a retomada do projeto de construção de Ferrovia de Integração Oeste-Leste e da construção do Porto Sul.

Novo caminho – Sobre o projeto de duplicação da rodovia Ilhéus-Itabuna, Rui Costa garantiu que a licitação já foi feita, o contrato foi assinado e aguarda apenas a liberação por parte do Tribunal de Contas da União (TCU) para iniciar a obra. “Ilhéus tem um novo caminho a percorrer e entrar definitivamente em um novo patamar de desenvolvimento. São intervenções que se completam e se integram pelo bem da cidade, que é singular na Bahia”, disse Rui Costa.

O governador foi demoradamente aplaudido de pé, no Teatro Municipal, ao receber a medalha da Ordem do Mérito de São Jorge dos Ilhéus, a mais importante comenda oferecida pelo município, pelos serviços prestados. Ao ato, estiveram presentes secretários de Estado; o presidente da Assembleia Legislativa, Ângelo Coronel; deputados federais e estaduais, prefeitos do sul e do sertão da Bahia, vereadores e autoridades civis e militares. “Estou orgulhoso com a homenagem”, disse o governador, emocionado.

Para o prefeito Mário Alexandre, a homenagem faz justiça a um governador que soube dar, de verdade, a Ilhéus obras de grande porte que mudarão os rumos da cidade. “A sua alegria, Mário, traz de volta ao povo de Ilhéus o sentimento da positividade. Sinto que a cidade está mais confiante”, devolveu o governador.

Hospital Costa do Cacau – A parte estrutural está pronta. O empreendimento entrou na fase de montagem de equipamentos. Fica localizado na rodovia Ilhéus-Itabuna, no bairro Banco da Vitória, próximo a dois grandes condomínios populares. A área construída é de 17.500 metros quadrados, mas o projeto foi pensado visando uma futura expansão. Por isso, a área total do empreendimento é e 55 mil metros quadrados. O novo hospital terá ortopedia, cardiologia e 30 leitos de UTI já na primeira etapa. Oito salas para cirurgias simultâneas e 180 leitos para internação. Pela primeira vez o serviço de cardiologia do Estado será implantado em uma cidade do interior com cirurgia cardíaca para atender a toda a região sul. Para uma futura etapa de ampliação estão previstos mais 120 leitos.

Nova Ponte – Previsão de entrega em 2018. Será a primeira ponte estaiada da Bahia e um novo cartão postal de Ilhéus. A nova ponte terá passeio, canteiro central, pistas duplas nos dois sentidos e uma ciclovia. O conjunto da obra inclui 2,2 quilômetros de rodovia, que se encerrarão ao lado da Catedral de São Sebastião, ao norte, e do Hotel Opaba, ao sul. Será uma formatação mais moderna, valorizando ainda mais as belezas da Baía do Pontal, e beneficiará mais de 510 mil habitantes dos municípios de Ilhéus, Itabuna, Una, Canavieiras, Buerarema, Itacaré e Uruçuca, além de favorecer o turismo na região.

Saneamento Básico – A obra paralisada em 2016 já foi retomada. Com um investimento de 50 milhões de reais, a previsão de conclusão é de dois anos. É uma reivindicação de mais de 20 anos e, quando concluída, vai proporcionar cerca de 7.400 ligações, com benefícios para uma população de aproximadamente 40 mil pessoas, nos bairros Pontal, Jardim Pontal, Sapetinga, São Francisco, Hernani Sá, Nossa Senhora da Vitória e Nelson Costa.

Duplicação da BR 415 – Uma das mais importantes rodovias baianas, a duplicação da Jorge Amado está com licitação feita, com contrato assinado e pronta para começar. Aguarda apenas um parecer do Tribunal de Contas da União. De acordo com o governador Rui Costa, o DNIT estimou o custo da obra em 109 milhões. Na avaliação do TCU, a obra deveria ser executada por 107 milhões. No entanto, o governo da Bahia licitou o empreendimento por 105 milhões. Ou seja: 4 milhões a menos que o estimado pelo DNIT e 2 milhões a menos que o determinado pelo TCU. “Nossos técnicos estão acompanhando diariamente o processo de liberação para começarmos”, assegurou Rui em conversa com o prefeito Mário Alexandre.

Complexo Intermodal – O governo da Bahia assinou, na China, um protocolo de intenção. A proposta aprovada é para construir um “tripé” de investimentos, com a retomada da construção da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), o Porto Sul e uma mineradora baiana. “Está se materializando e, em breve, iremos começar fisicamente as obras do porto sul. A Fiol deve ser retomada também em dezembro deste ano”, assegura Rui Costa.

NOVO HOSPITAL DE ILHÉUS ESTÁ PRONTO

Da Secom Ilhéus 

Maior obra de saúde no sul da Bahia

O Hospital Regional Costa do Cacau está pronto. Toda a parte de engenharia já se encontra em fase de revisão final. A maior obra estruturante na saúde pública no sul da Bahia nos últimos 35 anos tem previsão de ser inaugurada no final de junho. De acordo com o secretário estadual da Saúde, Fábio Vilas-Boas, já foram iniciadas as licitações para compra de mobiliário e equipamentos de tecnologia.

“Esta é uma fase complexa do projeto. São centenas de licitações colocadas em prática para o hospital poder funcionar”, afirmou. Fábio Vilas-Boas visitou hoje (29) as instalações do novo hospital ao lado do prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, secretários municipais, vereadores e convidados. “Estamos diante de um dos mais importantes equipamentos da saúde pública da Bahia, um hospital de alta complexidade, elevado de resolutividade, que vai eliminar o gargalo no atendimento hospitalar de Ilhéus e do sul da Bahia”, afirmou o secretário.

IMAGENS AÉREAS MOSTRAM HOSPITAL DA COSTA DO CACAU QUASE PRONTO

Imagens mostram complexidade do novo hospital.

Imagens aéreas mostram que as obras de construção do Hospital Regional da Costa do Cacau, em Ilhéus, estão em fase final. Disponibilizadas por Jorge Reis Drones, confirmam que a unidade hospitalar deve ser entregue ainda neste primeiro semestre.

Na primeira fase, terá 180 leitos já na primeira fase, sendo 30 de terapia intensiva (UTI). O investimento para a construção do hospital é de cerca de R$ 80 milhões.

Confira o vídeo:

 



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia