WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
embasa secom ponte ilheus secom bahia solidaria policlinica itabuna secom bahia


outubro 2020
D S T Q Q S S
« set    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


:: ‘eleiçao’

MARCOLINO VINICIUS VIEIRA, REPRESENTANTE DE ILHÉUS, É ELEITO MEMBRO DO CONSELHO ESTADUAL DE CULTURA

Ilhéus tem representante no Conselho Estadual de Cultura. A novidade veio com a divulgação do resultado da eleição de novos membros para o período de 2020 a 2023. Neste contexto, o município celebra não apenas a conquista de um ilheense no conselho, mas o fato do representante eleito, Marcolino Vinicius Vieira, ter sido alçado à função como o primeiro jovem negro de periferia da história de ilhéus, um indicativo da credibilidade que a cultura jovem de Ilhéus tem alcançado a nível estadual.

Marcolino ficou na lista de candidatos aprovados para Membro do Conselho Estadual de Cultura, oriundos da sociedade civil para as vagas de Territórios de Identidade para o período de 2020 a 2023, obedecendo, o disposto no § 2º do Art. 13 da portaria nº 030, de 13 de março de 2020 da Secretária de Cultura do Estado da Bahia – SECULT/BA.

Esse resultado representa a força da cultura Juvenil e Negra do território do Sul da Bahia. Mais recursos e oportunidades de políticas culturais poderão chegar com alguém da região de ilhéus com voz dentro das reuniões do conselho estadual de cultura. Marcolino mostra a força e o respeito que tem na comunidade cultural baiana. A cultura do sul da bahia ganha muito.

Com a eleição de Marcolino Poeta, como Conselheiro de Cultura Estadual, ilhéus e região está bem representada. Marcolino Vinicius Vieira é poeta de busu e metrô em Salvador, bacharelando em humanidades pela Universidade Federal Internacionalista Afro-Brasileira (UNILAB), graduando em gestão pública pela universidade salvador, líder do movimento reúne ilhéus em 2013, fundou junto a outros jovens o Coletivo de Juventude Negra em 2014, pessoas antirracistas que organizaram diversas atividades como o primeiro Seminário Municipal da Juventude Negra (SEMUJUNE) na câmara de Vereadores, a Conferência Municipal de Juventude elegendo delegados e delegadas Jovens para a etapa estadual e nacional no colégio CEEP e o primeiro Festival das Juventudes de Ilhéus no Teatro Municipal na rua Jorge Amado com apoio da Secretaria Municipal de Cultura na gestão de Pawlo Cidade. O Coletivo de Juventude Negra coordena junto com Marcolino as BibliotecAfro e EscolAfro com ações na Escola SESI do sistema FIEB, em escola no distrito e na periferia do Nelson Costa, desenvolvendo trabalhos na preservação, manutenção e divulgação da cultura afro-brasileira, com grande engajamento na promoção de ações culturais. A Bibliotecafro e Escolafro também é referência na aplicação da lei federal 10.639, que determina a introdução de temas ligados à cultura afro nas unidades de ensino, bem como no compromisso com a igualdade racial em ilhéus.

O Conselho Estadual de Cultura da Bahia (CEC) é um órgão colegiado do Sistema Estadual de Cultura. Criado em 1967, sua finalidade é contribuir na formulação da política estadual de cultura. Seguindo os parâmetros da Lei Orgânica da Cultura (12.365/11), o órgão é composto hoje por 30 conselheiros e conselheiras, todos com seus respectivos suplentes. Dois terços dos integrantes foram eleitos como representantes dos territórios de identidade cultural e dos segmentos e fazeres culturais. O outro um terço é composto por membros indicados pelo poder público. É o primeiro conselho, no Brasil, a inserir em seu quadro agentes culturais da sociedade civil escolhidos após amplo processo eleitoral.

GUILHARDES JÚNIOR É PRÉ-CANDIDATO A REITOR DA UESC

Do Blog do Gusmão

Guilhardes. Foto Ascom/Uesc.

As eleições para escolha do novo reitor da UESC acontecem em novembro mas os nomes dos pré-candidatos já começam a surgir. Dentre os postulantes, aparece o do atual Diretor do Departamento de Ciências Jurídicas, prof. Guilhardes Júnior.

Guilhardes tem experiência e vivência na Universidade. Foi presidente do Centro Acadêmico de Direito e também do DCE. Por lá foi também servidor técnico administrativo e iniciou a carreira docente como professor substituto. Há oito anos trabalhando na gestão do Curso de Direito, contribuiu para que o curso tivesse uma maior abertura para a sociedade e figurasse como um dos melhores da Bahia, inclusive obtendo o Selo OAB Recomenda, que distingue os melhores cursos de Direito do Brasil, segundo a Ordem dos Advogados. Na Universidade é também conhecido pela coordenação de projetos de extensão como o SER-Mulher, o Núcleo Rondon e pela defesa das questões ambientais.

Conhecimento da UESC o pré-candidato tem de sobra, já que desde calouro até uma sólida carreira docente, passando por Mestrado e Doutorado e funções administrativas, já se vão quase 30 anos ligados à universidade.

Em tempo – Ontem (segunda, 3), divulgamos aqui texto do professor Roana Xavier, onde ele se lança também como pré-candidato a comandar o terceiro maior orçamento da região sul da Bahia. Veja aqui.

DINHEIRO ACABOU: ASFALTO DE MARÃO SÓ DEU ATÉ A ELEIÇÃO

Do Tabuleiro

Asfalto novo.

Para dar continuidade à operação “Asfalto Legal”, o município de Ilhéus aguarda a liberação de recursos financeiros referentes ao convênio com a Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder).

Desde o mês de novembro, a troca do asfalto, prevista para 38 vias na cidade, foi interrompida. Em outubro do ano passado, durante entrevista ao programa O Tabuleiro, o prefeito Mário Alexandre informou que o prazo da conclusão do serviço era de seis meses.

116.780 ELEITORES PODEM VOTAR NO MUNICÍPIO DE ILHÉUS NESTE DOMINGO

Da Secom/Ilhéus

Região do comércio de Ilhéus.

No próximo domingo, 7 de outubro, a partir das 8 horas, 116.780 eleitores estarão aptos a exercerem o direito cidadão do voto nas eleições deste ano, divididos em duas zonas, a 25ª e 26ª. Este total resultou do cadastramento biométrico obrigatório de eleitores no município de Ilhéus, após trabalho realizado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE\Bahia).

Em 2018, os eleitores vão escolher os deputados estaduais da Assembleia Legislativa da Bahia, os deputados federais, senadores, governador do Estado e o presidente da República. O eleitor deve comparecer à seção eleitoral munido do título e do documento de identidade, ou o e-titulo em seu celular. Quem teve o título cancelado não vota.

Até o início do cadastramento biométrico, Ilhéus possuía 135.424 eleitores. Após a conclusão do trabalho pelo TRE, o número de eleitores foi reduzido. Muitos fatores influenciaram para essa diminuição, a exemplo da ausência de eleitores falecidos e outros que mudaram para outros municípios, os que chegaram à idade de 70 anos e não são obrigados a votar, e dificuldades encontradas pelos que residem na zona rural e não tiveram condições de se deslocarem até a cidade para efetuarem o recadastramento.

Mudança – Em Ilhéus, o eleitor precisa ficar atento para algumas alterações nos locais de votação. A Justiça Eleitoral no município informa que houve mudança de locais de votação, excepcionalmente no pleito de 2018, na 25ª Zona. Quem vota no Sindicato dos Bancários deverá se dirigir ao Colégio Impacto (Terminal Urbano), e os votantes do Instituto Municipal de Ensino (IME) e do CEAMEV, na Avenida Canavieiras, terão como seção de votação o Colégio Heitor Dias, na mesma artéria (ao fundo do IME), no Centro.

Importante que cada cidadão brasileiro chegue com antecedência à sua zona de votação. O eleitor que não lembra onde se localiza sua seção eleitoral, deve se informar com antecedência, até sexta-feira, no SAC, ou no site da Justiça Eleitoral. Informações adicionais quanto ao seu domicílio eleitoral acesse o site: ter.ba.jus.br, ou, baixe o aplicativo e-titulo, ou através do disque título, (71) 3373 – 7000.

Fique atento às normas da eleição. Além de ser um direito e um dever, o voto tem implicações jurídicas na vida do cidadão. Quem não puder comparecer a seu local de votação pode fazer o voto em trânsito ou justificar a ausência.

PCdoB ENGROSSA FILEIRAS DE OLHO NAS ELEIÇÕES EM ILHÉUS

Filiação.

O comitê municipal do PCdoB de Ilhéus realizou, na manhã desta segunda-feira (19), o ato de filiação do ex-vereador e auditor fiscal aposentado, Paulo Roberto Pinto Santos, mais conhecido como Cipá, no Ilhéus Praia Hotel, centro da cidade. O evento contou com a presença do deputado federal e presidente estadual do partido, Davidson Magalhães, que definiu o novo filiado como “uma pessoa integra e de grande representatividade política”.

De acordo com Cipá, “o deputado federal e presidente do PCdoB na Bahia, Davidson Magalhães, nos ofereceu o espaço, e nós, com muita honra, estamos ingressando no partido para atender suas questões programáticas, em especial a todos os interesses do povo da região”.

CADASTRAMENTO BIOMÉTRICO ELEITORAL É OBRIGATÓRIO PRA O ILHEENSE

Do Blog do Gusmão 

Ilhéus tem onze postos de cadastramento biométrico da justiça eleitoral. Nove deles funcionam na Biblioteca Municipal Adonias Filho e os outros dois, no Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), ambos localizados no Centro.

O atendimento começou hoje (18) e seguirá até 31 de janeiro de 2018, de segunda a sexta-feira, a partir das 8 horas. No SAC o serviço acaba às 15h30min e na biblioteca, às 18 horas.

O registro é obrigatório para todos os 135.635 eleitores do município. Quem não realizá-lo não poderá votar nas próximas eleições.

A prefeitura apoia o trabalho por meio de um acordo de cooperação técnica com a justiça eleitoral. Nessa terça-feira, em solenidade na biblioteca pública, o prefeito Mário Alexandre (PSD) oficializou a parceria. O ato contou com a presença dos juízes eleitorais Guilherme Vieito Barros Júnior e Thea Cristina Muniz Cunha, além do vice-prefeito José Nazal (Rede Sustentabilidade).



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia