WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
embasa secom ponte ilheus secom bahia solidaria policlinica itabuna secom bahia


outubro 2020
D S T Q Q S S
« set    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


:: ‘Denuncia’

MARÃO GASTA R$ 1.500 POR DIA COM ALUGUEL DE TOLDOS, DENUNCIA VEREADOR

Do Agravo

Thadeu

Na sessão da terça-feira (08) o vereador Thadeu Muniz (PDT), utilizou do grande expediente da Câmara de Vereadores de Ilhéus para externar sua indignação com os problemas estruturais do município elencados por ele tais como a Saúde pública caótica, problemas na merenda escolar, buracos nas ruas entre outros.

De acordo com ele, vários requerimentos partiram do seu gabinete para o Executivo Municipal, solicitando pequenos serviços e reparos em vários locais da cidade e até o momento não foram atendidos. Aproveitando o ensejo, o vereador fez uma denúncia sobre a situação de alguns contratos licitatórios entre a Prefeitura de Ilhéus e a empresa Pazini Som, Luz e Palco.

Segundo Thadeu Muniz “Estou exercendo o meu dever de fiscalizar e através de pesquisa, constatei que os toldos utilizados num dos pontos de ônibus do centro da cidade, custa à população por dia, cerca de R$ 1.500,00, ou seja mais de R$ 400.000,00 que poderiam ser utilizados parta a construção de 20 estruturas de abrigos de ônibus”. O vereador afirma que a Prefeitura possui aproximadamente 50 licitações com a referida empresa.

“Não é normal que um órgão público contrate uma empresa que pratique preços 100% acima do praticado no mercado. Falo isso com embasamento, pois realizei inúmeras pesquisas de mercado e concluí que o dinheiro público está sendo empregado de maneira completamente escusa”, afirma Thadeu. O vereador aproveitou a oportunidade para requerer ao Executivo, cópias de todos os processos licitatórios com a empresa para analisar de forma minuciosa possíveis existências de desvios de recursos e fraudes.

“Uma gestão eficiente não pode deixar que o dinheiro público seja gasto dessa maneira enquanto vários problemas como a falta de hospitais e de iluminação assolam a cidade. E esta Casa deve tomar providências, na sua condição de fiscal, para que situações como estas não aconteçam”, concluiu Thadeu Muniz.

APÓS DENÚNCIA, PREFEITURA DE ILHÉUS REGULARIZA MERENDA NAS ESCOLAS

No dia 17 de abril (veja aqui), noticiamos aqui que a prefeitura de Ilhéus vinha deixando estudantes da rede municipal com fome. Três meses depois de iniciado o ano letivo, as crianças não tinham merenda escolar.  Depois da denúncia, o Governo Marão afirma ter regularizado o problema. Confira em matéria da Secretaria Municipal de Comunicação:

A Prefeitura de Ilhéus regularizou a distribuição da merenda escolar nas unidades da rede municipal de ensino, localizadas na zona urbana da cidade. De acordo com informações da secretária de Educação, Eliane Oliveira, neste fim de semana, a distribuição dos gêneros alimentícios será concluída nas escolas da zona rural e, a partir da próxima segunda-feira, toda a rede escolar retomará a normalidade no serviço de alimentação escolar.

Com a regularização da distribuição da merenda, 20.500 estudantes matriculados nas 117 escolas serão beneficiados.

No final do último mês de março, o prefeito Mário Alexandre (PSD) determinou a suspensão dos contratos com a empresa envolvida na Operação Citrus, conduzida pelo Ministério Público do Estado (MPE), e autorizou a realização de novo processo licitatório. Ele destaca ainda que todas as providências estão sendo adotadas para a retomada da regularidade dos serviços públicos atingidos pela operação.

A secretária Eliane Oliveira salienta que uma equipe da Seduc acompanha a entrega dos alimentos para conferir as marcas dos produtos aprovadas na licitação, que contou com a participação de cinco empresas.

O cardápio diário da merenda atende às recomendações do Governo Federal, por meio do Ministério da Educação, que levam em consideração o teor de calorias e o percentual médio de nutrientes. A verba disponível para a aquisição da alimentação escolar é oriunda do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE).

 

DIÁRIA DE MARÃO CUSTA 3 VEZES A DO GOVERNADOR DA BAHIA

Prefeito Mário Alexandre.

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre (PSD), viaja representando o município com os custos pagos pelo ilheense. Parece justo, já que ele é o chefe do executivo local. Para cada deslocamento, dentro ou fora da Bahia, Marão recebe R$ 600 por dia de viagem, a chamada diária.

O valor é estipulado pelo próprio município e vale também para secretários e ocupantes de cargos de chefia. O governador do Estado, Rui Costa, também viaja em compromissos oficiais e recebe diárias. No entanto, recebe um terço do montante pago ao prefeito de Ilhéus.

O decreto 13.169/2011, publicado na gestão Jaques Wagner, regulamenta as diárias. Governador e vice recebem diárias de R$ 202 para viagens a municípios baianos. Em viagens a outros estados, a diária passa a ser R$ 404. Secretários recebem R$ 151 em viagens no estado e R$ 302 fora.

O valor da diária vale desde 2014, portanto, não foi definido pelo atual prefeito. No entanto, em tempos de crise e do aperto financeiro alegado por Mário Alexandre, reduzi-lo poderia representar um alívio às contas públicas e ser uma demonstração de compromisso com as finanças.

BOCA DE LOBO VIRA ESGOTO NO JARDIM ATLÂNTICO 

Do Blog do Chicó

Há pelo menos um mês, uma boca de lobo tornou-se um emissário de esgoto na Rua Dina Góes, no Jardim Atlântico 3, zona sul de Ilhéus. De acordo com um empresário de um estabelecimento próximo ao local, um contato foi feito com a Embasa, mas a empresa informou que o problema deveria ser tratado com a prefeitura, devido a rede pluvial, segundo informações repassadas, ser uma responsabilidade da administração municipal.

O problema também acontece em uma esquina da Rua Walmir Chagas Góes, mesmo condomínio. Cabe a gestão pública verificar a situação e tomar as devidas providências para resolução do caso. Recebemos a informação que o fato pode ocorrer devido a ligações de esgotos residenciais na rede pluvial da localidade.

SECRETÁRIO DE ADMINISTRAÇÃO DE ILHÉUS COMPARTILHA ESCRITÓRIO COM ADVOGADO CONTRATADO POR $ 369 MIL

Bento e Harrison.

Se tem alguém feliz de verdade com o governo do prefeito Mário Alexandre – que usa o slogan Tempo de Alegria, é o advogado Harrison Leite. Ele teve seu escritório contratado por nada menos que 369 mil reais para prestar serviços relativos às dívidas com precatórios, lembre aqui. Como não custa lembrar, o município possui, em seu quadro, contando concursados e comissionados, algo em torno de 18 advogados.

Além da contratação e do valor dela, cerca de 30 mil reais por mês (um ministro do Supremo Tribunal Federal, nossa suprema corte, ganha 33 mil reais bruto), chama atenção o grau de proximidade de Harrison Leite com o grupo da deputada Ângela Sousa. Foi Ângela quem o indicou para ser procurador geral do município de Itabuna, na gestão do ex-prefeito Vane, encerrada em 2016.

E senta lá que não para por ai. O atual secretário de Administração de Ilhéus, Bento Lima, responsável por dar o aval à contratação, também é advogado. E, por um acaso do destino ou não, seu escritório funciona no mesmo endereço onde a banca de Harrison Leite atende, em Itabuna. É coincidência demais. Confira abaixo:

Escritórios têm o mesmo endereço.

Antes de ter nomeado o advogado Fabiano Resende para a procuradoria geral de seu governo, o prefeito Mário Alexandre, por pressão de sua mãe, a deputada Ângela Sousa, cogitou a nomeação de Harrison. No entanto, decidiu não ceder às orações.

 



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia