WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom saude></a>
<a href=embasa secom ponte ilheus prefeitura de ilheus secom bahia


janeiro 2021
D S T Q Q S S
« dez    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


:: ‘ambulantes’

FERNANDO GOMES PEITOU AMBULANTES. MARÃO ENROLA

Marão não se posiciona sobre muitas coisas.

Na semana passada, o prefeito de Itabuna, Fernando Gomes (Dem), que é adepto de medidas populistas, embora pouco eficazes, decidiu comprar a briga contra ambulantes que ocupavam e tumultuavam a avenida Cinquentenário, a mais famosa do comércio da cidade. Com a medida, os comerciantes irregulares foram removidos e reposicionados em ruelas menos movimentadas. Ainda não é o jeito mais eficaz, mas algo foi feito.

Do lado de cá da rodovia Jorge Amado, o prefeito Mário Alexandre assiste à bagunça instalada principalmente na rua Marquês de Paranaguá e nada faz. Quase não dá pra andar pela via devido à grande quantidade de vendedores que a ocupam.

Ambulantes abusam da falta de fiscalização. Foto da Secom Ilhéus.

A bagunça, que praticamente está institucionalizada, já que fiscais de postura transitam pelo local o dia todo e pouco fazem, fica a menos de 500 metros do shopping popular, que deveria abrigar esses ambulantes.

Marão não gosta de dizer não. Já de olho na eleição de 2020, evita comprar desgastes e vai deixar o problema se arrastar até o próximo pleito, como pretende fazer também com o problema das lotações.

MARÃO NÃO SABE O QUE FAZER COM OS AMBULANTES

Invasão de ambulantes não é novidade, mas Marão não sabe como lidar com o problema. Foto Secom Ilhéus.

A divulgação, na semana passada, pela Secretaria de Comunicação de Ilhéus, de uma extensa matéria sobre a presença de ambulantes na região central da cidade diz pouco e revela que o prefeito Mário Alexandre e seus assessores não sabem o que fazer pra resolver o problema.

O texto trás fotos e reclamações de comerciantes e pedestres que circulam pelo calçadão Marquês de Paranaguá e ruas próximas, mas não aponta uma solução. Que o problema existe e resiste a governos, não é novidade. Mas, na matéria da Secom, surge como se fosse revelar algo novo à comunidade.

A matéria diz que a própria Secom vai enviar um relatório sobre o problema aos secretários responsáveis. Como se eles não conhecessem o problema, como se não pisassem os pés no centro da cidade num dia normal.

O prefeito Mário Alexandre parece ser o que menos se preocupa com essa questão. Tanto é que sequer nomeou um secretário pra gerir a pasta de Indústria e Comércio, que é a mais indicada pra cuidar do problema.

 



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia