WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia



setembro 2017
D S T Q Q S S
« ago    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

academia vip

DOMINGO COMEÇA COM ASSASSINATO EM ILHÉUS 

Do FRN 

Imagem ilustrativa

Madrugada violenta em Ilhéus. Um homem apelidado de “Rafael bruxo” morador da Barreira, foi assassinado nessa madrugada com vários tiros, no final de linha do bairro Nossa Senhora da Vitória. Uma guarnição do PETO 69 esteve no local do crime e constatou o fato. 

Rafael trabalhava como vendedor de coco e, segundo informações, havia deixado recentemente o envolvimento com o uso de entorpecentes. O departamento de polícia técnica de Ilhéus realizou levantamento cadavérico e removeu o corpo para necrópsia. Até o momento, a motivação e teoria são desconhecidas.

PARTIDO DE JABES RESPONDE SECRETÁRIO DE MARÃO 

Do Tabuleiro 

Em nota enviada ao O Tabuleiro, o Partido Progressista (PP), do ex-prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, respondeu às acusações do atual secretário municipal de governo, Alisson Mendonça. Durante entrevista nesta última sexta-feira (15) ao comunicador Vila Nova, Alisson disse que o “governo passado maquiou diversas contas”. O intuito disso, segundo Alisson, seria de “vender uma ideia” de “contas limpas”. Em nota, o PP classificou como, “no mínimo”, “leviana” e “irresponsável” a afirmação, e ressaltou que ela não “se sustenta no próprio relatório da Comissão de Transição assinada pelos membros do atual governo”. No final do texto, o Partido Progressista afirma que seus membros não podem aceitar “a mentira deslavada e repetida” usada para “encobrir a imcopetência e inoperância (…) em vários setores da atual administração”. 

Leia a íntegra da nota:

Nota Pública

Os membros do Partido Progressista (PP) têm mantido uma postura compreensiva em relação ao atual governo. Em 2012, recebemos uma cidade com as suas contas completamente desorganizadas: salários atrasados, serviços públicos sucateados, impossibilidade de receber recursos federais e estaduais, descumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal, entre outras conhecidas mazelas.

Trabalhamos duro ao longo dos quatro anos da gestão, negociando as dívidas (INSS, FGTS, salários atrasados, etc), adquirimos a Usina Asfáltica, reformamos e construímos dezenas de escolas e postos de saúde, pavimentamos ruas, viabilizamos em parceria com o Governo Federal milhares de moradias do programa Minha Casa Minha Vida, reformamos a Biblioteca e o Teatro Municipal – que estavam abandonados, construção da nova sede da Prefeitura no bairro da Conquista, dentre tantas outras realizações do Programa Ilhéus em Ação. Além disso, resgatamos as festas populares e mantivemos os salários dos servidores em dia. Com a Reforma Tributária, foi possível equilibrar as finanças e entregar a Prefeitura em condições infinitamente melhores do que recebemos do governo anterior.

Portanto, é no mínimo leviana e irresponsável a afirmação de que maquiamos as contas, o que não se sustenta no próprio relatório da Comissão de Transição assinada pelos membros do atual governo.

O PP trabalhou decisivamente junto ao Governo Estadual para viabilizar as construções da nova Ponte do Pontal e o Hospital Costa do Cacau, no Banco da Vitória, antigas reivindicações do nosso povo.

Desde o início, deixamos claro que seríamos fiéis à decisão dos ilheenses que nos colocaram na oposição, ressalvando o nosso permanente compromisso de defender o povo na nova trincheira.

Não somos – e jamais seremos – oposição irresponsável, pois amamos a nossa cidade e queremos vê-la avançar. Mas não podemos aceitar, porém, que a mentira deslavada e repetida sejam usadas para encobrir a incompetência e inoperância visíveis em vários setores da atual administração.

Continuamos torcendo por Ilhéus sem nos afastarmos da missão democrática de cumprimento do nosso papel.

Ilhéus, 15 de Setembro de 2017.

Comissão Executiva Municipal do Partido Progressista.

POLÍCIA DESARTICULA QUADRILHA EM ILHÉUS 

Do Agravo 

Quadrilha

Por volta do meio dia desta sexta – feira (15), a Polícia Militar por intermédio de prepostos da 70ª CIPM desarticularam uma quadrilha no distrito de Vila Cachoeira, localizado na BR 415, município de Ilhéus.

Segundo informações da PM, integrantes da quadrilha ao avistar as guarnições, atiraram contra os policiais. No revide, um dos elementos identificado como Jeosadeque da Silva Góes, foi atingido na mão e conduzido para o Hospital Regional Luiz Viana Filho. Foram presos ainda, Rodrigo Amaral Santos, Ailton Santos Oliveira e Gustavo Rodrigues Santos.

Com os meliantes foram apreendidos 01 pistola PT.380 sem numeração visível, 01 pistola de fabricação artesanal, 06 munições de .380, 01 deflagrada e 05 intactas, 03 munições de 38 intactas, 01 carregador de .380, 52 (cinquenta e duas) pedras de crack.

O material apreendido e os meliantes foram apresentados na 7ª COORPIN ao delegado plantonista que registrou o flagrante.

VIABILIZADO RECURSO PRO PLANO DE SANEAMENTO BÁSICO DE ILHÉUS 

Da Secom/Ilhéus 

Reunião

A Prefeitura de Ilhéus vai encaminhar para a Câmara de Vereadores local um Projeto de Lei que autoriza o município a celebrar um convênio com o estado da Bahia, que facilitará o financiamento do Plano Municipal de Saneamento Básico, instrumento de planejamento e gestão participativa que estabelece as diretrizes para a prestação dos serviços públicos de saneamento.

O acordo foi firmado nessa sexta-feira (15) em Salvador, durante encontro mantido pelo prefeito Mário Alexandre e pelo vice-prefeito José Nazal, com o secretário estadual de Infraestrutura Hídrica e Saneamento da Bahia (SIHS), Cássio Peixoto e com o presidente da Embasa, Rogério Cedraz. A reunião também contou com a participação da deputada estadual Ângela Sousa, do deputado federal Paulo Magalhães e do secretário municipal de Administração, Bento José Lima.

O acordo foi considerado um avanço importante para a melhoria da qualidade de vida dos ilheenses, segundo o prefeito Mário Alexandre. Além de viabilizar a execução do Plano Municipal de Saneamento Básico, o encontro serviu para debater questões pontuais sobre problemas na prestação de serviço da Embasa e de seus terceirizados em Ilhéus.

José Nazal explica que há alguns anos o contrato entre o município de Ilhéus e a Embasa está vencido. No entanto, revela, apesar disso as ações técnicas e administrativas prestadas pela empresa são legítimas e válidas pelo fato de tratar-se de um serviço de prestação continuada. O maior inconveniente, segundo Nazal, está no fato de a Embasa não poder fazer investimentos no setor. Por este motivo o PL proposto no encontro, garantirá repasses e recursos para a construção do Plano.

O PMSB traça os caminhos para a melhoria das condições de saúde, qualidade de vida e o desenvolvimento local comprometido com a conservação dos recursos naturais, em especial da água e do solo.O Plano deverá abranger todos os quatro componentes do Saneamento Básico:Abastecimento de água;Esgotamento sanitário;Drenagem e manejo das águas pluviais; e Limpeza urbana e gestão de resíduos sólidos. “O município que não tiver o plano aprovado até 17 de dezembro deste ano não fica apto a receber recursos para o setor”, explica Nazal. “Esse plano é de extrema necessidade para o desenvolvimento sustentável de Ilhéus”, completa.

ILHÉUS: PRESO ACUSADO DE PRENDER E ESTUPRAR CRIANÇA 

Do G1 Bahia

José

Um lavador de carros de 21 anos foi preso por sequestrar e estuprar um garoto de 12 anos, em Itabuna, no sul da Bahia, em junho do ano passado. Francisco José Santos está custodiado na delegacia nesta sexta-feira (15) e aguarda decisão da Justiça. A prisão preventiva foi ocorreu na quinta-feira (14).

De acordo com a polícia, ele convidou o garoto para acompanhá-lo até a pousada onde estava hospedado, assim que o conheceu. O menino teria aceitado o convite, mas quando informou que precisava ir para casa, Francisco o impediu e estuprou.

Ele manteve o adolescente em cárcere privado e o obrigava a lavar carros, conforme a polícia. Quando forçava o menino a trabalhar, o suspeito mantinha vigilância para que a vítima não fugisse e ficasse com o dinheiro do serviço. A família do garoto registrou queixa do desaparecimento na polícia.

Quando desconfiou que era procurado pela polícia, no final do ano passado, o suspeito se mudou para Ilhéus, a cerca de 31 km de Itabuna, e levou o adolescente. Lá, um representante do Conselho Tutelar avistou o menino lavando carros e o abordou com perguntas. Ao ver o garoto conversando com o representante, Francisco fugiu.

Segundo a polícia, em maio deste ano, o suspeito foi até a casa do garoto com a intenção de levá-lo, mas foi impedido pela mãe do menino que o denunciou à polícia. A criança foi ouvida na delegacia de Itabuna e contou o que aconteceu no período em que foi sequestrada.

O delegado responsável pela investigação, Fábio José Simões, vai apurar se Francisco também abusou de outras crianças. Ele vai responder por sequestro e estupro.

UBER A UM PASSO DE OPERAR EM ILHÉUS E ITABUNA

Aplicativo deve começar a cadastrar motoristas em breve.

O Uber, serviço que junta motoristas particulares a passageiros em grandes cidades, está a um passo de começar a operar em Ilhéus e Itabuna, os dois maiores municípios do sul da Bahia, com população que beira os 400 mil habitantes.

Na aba “Cidades” do seu site, o Uber já dá as boas vindas aos moradores da região. No entanto, ainda não é possível fazer estimativas de preços das corridas.

Há pouco mais de um mês, o Uber começou a operar em Vitória da Conquista, cidade do sudoeste baiano. Em Ilhéus, deve acirrar a disputa com os taxistas, que já reclamam da concorrência das lotações.

SECRETÁRIO DE MARÃO REBATE CRÍTICAS DE CACÁ

Do FRN 

Alisson em conversa com Vila

Lidera sim. Lidera o governo, lidera os seus subordinados, lidera as ações da cidade. Liderou até as pesquisas quando derrotou ele e o grupo que ele representa”. A resposta é do secretário municipal de Governo, Alisson Mendonça, durante entrevista na manhã desta sexta-feira, 15, na Ilhéus FM, sobre as críticas feitas pelo empresário Carlos Machado, o Cacá Colchões, de que o prefeito Mário Alexandre “é o último a saber das coisas e” e “não comanda a sua gestão”.

A entrevista concedida por Cacá a uma emissora de rádio de Itabuna foi rebatida e ironizada por Alisson, quando provocado sobre o tema, na emissora. O secretário de Governo disse que Cacá era vice-prefeito de Ilhéus e foi derrotado na sucessão do seu líder, Jabes Ribeiro, em 2016. “Portanto, convenhamos, ele representa aquilo que a população reprovou nas urnas”, afirmou.

“Dizer que o este governo é composto por ”ilhas”, é totalmente equivocado. Na atual gestão, os secretários têm autonomia para trabalhar as suas pastas. Não existe uma iminência parda, ou seja, alguém ligado ao prefeito que ocupe uma pasta, mas que mande em todas as secretarias. Posso afirmar que não existe essa figura em torno da pessoa de Mário”, disse. Alisson considerou a leitura política de Cacá “incorreta e infeliz”. E, ainda, faltando com a verdade, já que o candidato derrotado disse que a gestão passada deixou a cidade preparada para avançar administrativamente.

“Infelizmente, Cacá não conseguiu promover avanços nem no setor que ele representa, o comércio, apesar de também ter dirigido a secretaria de Indústria e Comércio”, criticou Alisson.

O secretário destacou que Mário Alexandre tem tocado a política de forma macro, indo à Brasília destravar convênios; fazer prestação de contas que a gestão passada não fez; renegociando débitos deixados da gestão passada. “Cacá perdeu uma boa oportunidade de ficar calado, porém, acho que inclusive tem espaço para o Cacá nos ajudar, não participando do governo, mas nos ensinando com os erros que testemunhou no governo passado”.

Ele (Cacá) chegou ao final do mandato sem ter o que mostrar. Está sendo leviano ao fazer acusação deste porte. Vencemos o cinismo!”, sentenciou, lembrando que quem hoje tem solução para tudo acusou o atual governo de ser culpado por débitos que ele não fez. “Herdamos uma cidade que só de INSS, temos uma dívida de 17 milhões de reais deixados por eles. Parcelamos e pagamos R$ 1,2 milhão por mês. O prefeito Mário está tentando alongar o perfil dessa dívida e do valor mensal. Eles poderiam explicar o débito de 11 milhões de reais com a Embasa. Um débito de 1,6 milhão com a Coelba. Um débito de 76 milhões de Fundo de garantia por recolher a menor o FGTS de meados de 2014 à 2016”, acusou.

“Tivemos que fazer uma confissão de dívida. Não conseguiram deixar o nome limpo no município por não equacionarem esses débitos. Não se pode colocar nos ombros de Mário toda essa desorganização fiscal do município. Não imaginamos que os precatórios do município chegassem a 152 milhões de reais. Surpreendeu não sou a nós, mas até ao presidente do Tribunal de Contas do Estado, ao ver inúmeras contas maquiadas”, finalizou Alisson.

JABES ESTUDA LANÇAR CACÁ A DEPUTADO

Do Político do Sul da Bahia

Jabes e Cacá

Nesta quarta-feira o blog manteve contato com o ex-candidato a prefeito de Ilhéus, Cacá Colchões(PP). O mesmo comentou sobre a possibilidade de ser candidato a deputado em 2018:

“Não fui procurado pelo partido para ser candidato, mas estou a disposição para o futuro, sou soldado do PP”, declarou o ex-candidato a prefeito.

Vale lembrar que o blog publicou nesta semana que o ex-prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro (PP) está estudando a possibilidade de lançar o empresário Cacá Colchões como candidato a deputado federal em 2018.

JUSTIÇA NEGA SOLTURA DE KÁCIO BRANDÃO

Do Políticos do Sul da Bahia

Kácio e Jamil

Os advogados do ex-secretário de assistência social de Ilhéus, Kácio Brandão, entraram com um pedido de Habeas Corpus no Tribunal de Justiça da Bahia.

O desembargador Abelardo Paulo da Matta Neto, indeferiu o pedido, ou seja, negou a liberdade ao ex-secretário do governo do ex-prefeito Jabes Ribeiro. O desembargador remeteu o processo para o Ministério Público apresentar o parecer e depois ser colocado em votação no pleno.

O ex-secretário foi preso em março deste ano após uma operação do Ministério Público da Bahia (MP-BA), por suspeita de envolvimento em um esquema de superfaturamento que desviou R$ 20 milhões da prefeitura de Ilhéus.

No final do mês de agosto o ex-vereador Jamil (PP) foi solto, ele foi preso junto com Kácio Brandão.

LOCAL E HORÁRIO DO SEPULTAMENTO DO JORNALISTA ROBERTO RABAT

Pioneiro.

 

O  sepultamento do jornalista Roberto Rabat acontecerá nesta sexta-feira, 15, às 16h30, no Cemitério da Vitória, no Alto Ceara, Centro de Ilhéus.

Internado há alguns dias no Hospital de Ilhéus, o jornalista Roberto Rabat faleceu no início da noite desta quinta-feira, dia 14. Ele se recuperava de um infarto e respirava com ajuda de aparelhos.

O velório do jornalista está acontecendo no necrotério do antigo Santa Isabel, ao lado do Fórum de Ilhéus, na Cidade Nova.

Pioneiro no jornalismo virtual na região sul da Bahia, Rabat fundou e editou, por anos, o site R2CPress.

 

SINDICATO DOS JORNALISTAS PROFISSIONAIS DA BAHIA LAMENTA MORTE DE RABAT

Nota de pesar

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Bahia (Sinjorba) lamenta a morte do seu associado Roberto Rabat Chame, ocorrida hoje em Ilhéus, no sul do estado. Profissional ético, Rabat sempre trouxe consigo as marcas do jornalista solidário e justo, um homem firme na luta pelos interesses da coletividade. Nossa solidariedade aos seus familiares. E nosso eterno carinho àquele que fez da sua profissão uma imensa e intensa missão de vida e de amor ao trabalho.

Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Estado da Bahia

TRECHO DESTRUÍDO PELO MAR SERÁ RECUPERADO NA 2 DE JULHO

Da Secom/Ilhéus

Visita dos técnicos.

Uma equipe técnica de engenharia visitou hoje (14) pela manhã a área do cais de proteção da avenida Dois de Julho, nas proximidades da praia do Cristo, em Ilhéus. Ontem (13), por conta da força da maré registrada naquela região, parte da estrutura foi destruída obrigando a secretaria municipal de Infraestrutura, Transporte e Trânsito (Seintra) a interditar trecho da pista.

De acordo com o engenheiro Rafael Castro Lima, superintendente de Obras do município, os trabalhos de recuperação do cais serão iniciados nesta sexta-feira (15). A empresa detentora do contrato de manutenção de vias está definindo agora a tarde os métodos de execução para emissão da ordem de serviço ainda hoje.

MARÃO E NAZAL LAMENTAM MORTE DE RABAT

Nota de Pesar

 

Em nome do povo de Ilhéus, queremos manifestar a nossa tristeza pelo passamento do jornalista Roberto Rabat, ocorrido nesta quinta-feira, 14.

Rabat era mais que um jornalista solidário e justo. Era um ilheense apaixonado por sua terra e seus conterrâneos e uma voz firme em defesa dos interesses da coletividade.

Um homem de princípios morais e ético exemplares e um profissional que deixará um enorme vazio na comunicação de Ilhéus e da Bahia.

Aos seus familiares, em especial à filha Naiana, queremos manifestar a nossa solidariedade, o nosso carinho.

Ilhéus perde um grande homem. Os colegas de profissão, um exemplo. A imprensa baiana, um profissional apaixonado pela missão de dar vez e voz às vontades do povo de sua terra. À sua gente.

MORRE O JORNALISTA ROBERTO RABAT

Pioneiro.

Internado há alguns dias no Hospital de Ilhéus, o jornalista Roberto Rabat faleceu no início da noite desta quinta-feira, dia 14.

Ele se recuperava de um infarto e respirava com ajuda de aparelhos.

Pioneiro no jornalismo virtual na região sul da Bahia, Rabat fundoue editou, por anos, o site R2CPress.

Mais informações a qualquer momento.

PREFEITURA APOIA RETOMADA DO FÓRUM MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

Da Secom/Ilhéus

Com o propósito de ampliar as discussões sobre a implementação e retomada do Fórum Municipal de Educação (FME), foi realizada na tarde de ontem (13), uma reunião na Casa dos Conselhos, espaço localizado na Avenida Itabuna, em Ilhéus, a convite do Conselho Municipal de Educação (CME). O Fórum Municipal de Educação é instrumento instituído por Lei Municipal nº 035/2008, tendo por objetivo ser um canal de comunicação entre a população e o poder público, mas que por anos deixou de atuar.

Durante a reunião, foi proposto pela professora da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Emília Peixoto, que fizesse uma revisão na Lei de forma que outras instituições possam assumir a presidência e vice do Fórum, e não apenas atribuição da secretaria municipal de Educação (Seduc) e do Conselho Municipal de Educação de Ilhéus (CMEI).

Também foi proposta a elaboração do Regimento e formação de Grupos de Trabalho (GT), para discutir e elaborar propostas de implementação do Fórum, na formatação preconizada de acordo com a Lei, com ações e discussões democráticas que favoreçam a participação de todos os envolvidos.

Conferências – Segundo a coordenadora do Plano de Ações Articuladas (PAR), a professora Célia Miranda, a viabilização deste instrumento, retoma novamente as Conferências Municipais de forma democrática e participativa. “Um espaço onde todos discutem melhorias para a educação do município, além da oportunidade de acompanhar a execução do Plano Municipal de Educação (PME) e o cumprimento de suas metas”, ressaltou.

E completa: “Estamos no segundo ano de promulgação da Lei do PME e já em atividades de leitura e revisão do texto para possíveis alterações conforme parecer da Equipe Técnica e Monitoramento e Equipe de Avaliação, essa última, composta por alguns segmentos”, conclui Célia Miranda.

As Conferências acontecem com intervalo de até 4 anos entre elas, com intenção de fornecer elementos para o PNE e também refletir sobre o processo de execução do PME. O estado da Bahia possui 417 municípios, destes 61 possuem Fóruns Municipais de Educação constituídos. A informação é de um levantamento feito pela secretaria executiva do FNE, no final de 2015 e início de 2016.

As Conferências acontecem com intervalo de até 4 anos entre elas, com intenção de fornecer elementos para o PNE e também refletir sobre o processo de execução do PME.

FME – O Fórum Municipal de Educação é um órgão representativo de diferentes segmentos da sociedade: secretaria municipal de Educação (Seduc), Câmara de Vereadores, Conselho Escolar da Rede Municipal de Ensino, Conselho Deliberativo da Rede Estadual de Ensino, Conselho Municipal de Educação, Gestores da Rede Municipal e Estadual, trabalhadores da educação, equipe de apoio técnico pedagógico, pais de alunos, estudantes e sociedade civil.

O encontro contou com a participação do presidente do CME, o professor Osman Nogueira, de representantes da Uesc, também das diversas comunidades tradicionais, negra e indígena e interessados na temática da educação.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia