WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia



junho 2019
D S T Q Q S S
« maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  

academia vip

AVANÇO DO MAR NO NORTE DE ILHÉUS SE AGRAVA

Do Blog do Gusmão

Erosão

Em mensagem enviada ao Blog do Gusmão na manhã desta quarta-feira (20), um morador do São Miguel disse que o perigo do avanço do mar sobre o bairro da zona norte de Ilhéus “nunca foi tão grave”.

Segundo ele, moradores do São Miguel correm o risco de perder suas casas, se elas não “caírem nas suas cabeças” antes.

No último sábado (16), o Blog do Gusmão publicou artigo do geógrafo Roberto José sobre o assunto – leia aqui.

“JACARÉ DO VILELA” DE VOLTA À NATUREZA

Do Blog do Gusmão

De volta à natureza

Por volta das 17 horas da última segunda-feira (18), o jacaré Billy voltou à natureza com o auxílio de servidores da unidade regional do INEMA (Itabuna) e do 5º Grupamento de Bombeiros Militar.  Billy havia sido capturado cinco horas antes, no bairro Teotônio Vilela, em Ilhéus, por três bombeiros e um morador da rua José Carolino – lembre aqui.

As equipes envolvidas no resgate libertaram o réptil de um metro e meio à margem da BA-262, na altura do quilômetro dezesseis do trecho entre Ilhéus e Uruçuca. Os técnicos do INEMA escolheram uma área alagada para a soltura. A partir do local é possível chegar à Lagoa Encantada por meio da Mata Atlântica.

O final feliz de Billy se deve à sensibilidade das pessoas que ele encontrou na sua aventura urbana, como os moradores da rua José Carolino, os servidores do INEMA (Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Bahia) e os corajosos bombeiros que participaram da operação de captura.

O 5º Grupamento de Bombeiros Militar cedeu o vídeo abaixo ao Blog do Gusmão. As imagens inéditas mostram o momento em que Billy foi solto. Assista.

ILHÉUS LANÇA PROJETO DE APADRINHAMENTO AFETIVO

Da Secom/Ilhéus

A Vara de Infância e Juventude de Ilhéus lança no próximo dia 28 de setembro o Projeto de Apadrinhamento Afetivo – Afeto que Transforma Vidas, voltado a crianças e adolescentes institucionalizados. A ação é realizada conjuntamente com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, a Promotoria da Infância e Juventude e as Faculdades de Ilhéus e Madre Thais. A solenidade acontecerá às 19 horas no auditório desta última instituição.

A juíza Sandra Magali Mendonça explica que o projeto visa à estruturação de uma rede de apoio socioeducativo, capaz de proporcionar a convivência social e comunitária à crianças e adolescentes que vivem em instituições de acolhimento, em decorrência de direitos violados. As ações são desenvolvidas com crianças e adolescentes, de idades entre 8 e 17 anos, acolhidos nas Instituições de Ilhéus, com remotas possibilidades de retorno à família de origem ou adoção.

A magistrada explicou que existem três modalidades de apadrinhamento. No Afetivo, torna-se necessário que a pessoa tenha disponibilidade de tempo para estabelecer, através de atenção individualizada, uma relação que se torne referência positiva geradora de experiências gratificantes e saudáveis para o seu afilhado. Serão construídos laços de amizade, e padrinho e afilhado poderão passar finais de semana, feriados e férias juntos, até viajar.

No Apadrinhamento provedor, o padrinho pode ser pessoa natural ou jurídica, e dará suporte material ou financeiro à instituição, criança ou adolescente, com a doação de materiais escolares, vestuário, brinquedos, com o patrocínio de cursos profissionalizantes, reforço escolar, prática esportiva, idiomas ou arcando com os custos de alguma demanda especifica da instituição, da criança ou do adolescente. Já o Apadrinhamento prestador de serviços, o padrinho, por meio de ações de responsabilidade social, se cadastra para atender à instituição, às crianças e os adolescentes, prestando o serviço, conforme sua especialidade de trabalho ou habilidade.

“Nossa estimativa é que pelo menos 30 crianças e adolescentes sejam contempladas pelo projeto no município”, afirmou a juíza Sandra Magali. Podem ser padrinhos e madrinhas pessoas sem demandas judiciais e que pretendem desenvolver ações em benefício de crianças ou adolescentes acolhidos. Os interessados passarão por um processo de habilitação e serão capacitados a exercerem o papel de padrinhos. Nos dias 02 e 03 de outubro, serão realizadas oficinas de capacitação destinadas a profissionais do sistema de garantia de direitos de crianças e adolescentes para atuarem no Programa, sob responsabilidade do Grupo de Apoio à Convivência Familiar e Comunitária – Aconchego.

BANCO DA VITÓRIA NA LAMA

Do FRN

Lama no Banco da Vitória.

Os moradores da Rua A, no loteamento Água Santa Clara, no Banco da Vitória, entraram em contato com a redação do FR Notícias para solicitar da setor competente da prefeitura melhorias na infraestrutura, principalmente na colocação de pavimentação asfáltica e melhorias na rede de esgoto e iluminação pública.

Eles disseram que em dias de sol as residências ficam tomadas de poeira elevando o risco à saúde das pessoas, e em dias de chuva a situação é ainda pior, muita lama, buracos e esgoto a céu aberto, sem falar da dificuldade de passagem de veículos e o ir e vir dos moradores.

Estamos na esperança e confiamos que o prefeito Mário Alexandre mandará a sua equipe o mais breve possível, para atender as demandas da comunidade. Infelizmente, nos últimos 15 anos fomos abandonados pelos ex-gestores, que bateram em nossas portas, pediram nosso voto, e depois deram as costas. Tenho certeza que dias melhores virão para o Banco da Vitória“, relatou um moradora.

TRANSPORTE DE ILHÉUS É “IRRACIONAL E DESCONECTADO”, AFIRMA ESPECIALISTA

Da Secom/Ilhéus

Ônibus quebrado é um dos reflexos do sistema irracional.

Um detalhado estudo sobre as deficiências do sistema de transporte coletivo de Ilhéus e um programa de mudanças que signifiquem mais conectividade, mobilidade e confiabilidade do sistema junto aos usuários foram apresentados hoje (20) ao prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, pelo consultor Marcos Nerbass. Trata-se da primeira etapa do estudo, identificado como o Planejamento Estratégico, devendo avançar nos próximos meses para os planejamentos Tático e Operacional.

O trabalho é resultado de uma reivindicação feita pelo prefeito às empresas detentoras da concessão em Ilhéus, que contrataram o consultor, diante das críticas feitas pela população, insatisfeita com o serviço. O engenheiro Nerbass conheceu in loco o funcionamento do sistema de transporte público de Ilhéus e, durante quatro meses, definiu o serviço como “irracional, desconectado e com graves problemas”, apesar de uma “cobertura boa e acessibilidade ruim”.

Singularidades – Especialista do tema há quase 30 anos, o engenheiro Marcos Nerbass foi secretário de Planejamento de Lages (SC) e já atuou como consultor em municípios como São Paulo, Ribeirão Preto, Bauru, Florianópolis, Blumenau, Brasília e Região Metropolitana de Curitiba. Ele apresentou um conceito de sistema que define como eficiente para Ilhéus, inclusive com a criação de uma Estação de Transbordo em substituição do Terminal Urbano, mas assegura que cada local tem suas especificidades que precisam ser respeitadas nas próximas etapas do planejamento.

Hoje em Ilhéus o sistema atende diariamente a 38 mil usuários na zona urbana e seis mil na zona rural. A frota de 120 veículos, no entanto, é usada de forma desordenada, com fortes impactos negativos na prestação do serviço. “É preciso conectar a cidade. Não pode continuar a acontecer como, por exemplo, no Teotônio Vilela, quatro ônibus juntos saindo num mesmo horário, e depois uma hora de espera para a chegada de outros”, criticou. “Tem que haver regularidade, bom serviço e pontualidade”, completou.

Representativa – Para a apresentação, o prefeito Mário Alexandre convidou representantes do Sindicato dos Rodoviários, Câmara de Vereadores, Superintendência de Transporte e Trânsito (Sutran), Sindicato dos Agentes de Trânsito da Bahia (Sindatran), secretários municipais, empresas Viametro e São Miguel. “Estamos estabelecendo esse novo diálogo, ouvindo todos os setores envolvidos, para que o sistema seja benéfico e de qualidade para quem efetivamente paga por isso e hoje não conta com um serviço de qualidade”, destacou.

Parceria – O consultor e engenheiro Marcos Nerbass disse que as ações previstas no projeto dependem diretamente do governo municipal e das empresas. “A mobilidade está associada à facilidade de deslocamento das pessoas para acessar as diversas atividades. Por isso depende principalmente da infraestrutura viária, do sistema de circulação de trânsito e do transporte público”.  Daí, segundo o técnico, é necessário contemplar no planejamento da cidade dois importantes aspectos que afetam diretamente a qualidade de vida da população: acessibilidade e mobilidade.

“Incentivar e incrementar a utilização do transporte público como forma de desafogar o trânsito são os desafios que precisam ser enfrentados tanto pelos gestores públicos quanto pelos operadores do sistema urbano”, reforçou o engenheiro.

Estiveram presentes à apresentação, os secretários municipais Hermano Fahning (Infraestrutura, Transporte e Trânsito), Alisson Mendonça (Governo), Sérgio Souza (Relações Institucionais), Alcides Kruschewsky (Comunicação Social) e Angelito Dias (Agricultura e Pesca), o vereador Erivelton Nascimento (Eri Bar), o diretor da Sutran, Gilson Nascimento; empresários; Gustavo Santana (presidente do Sindicato dos Rodoviários) e Valério Bonfim (presidente do Sindicato dos Agentes de Trânsito do Estado da Bahia).

MORADORES COMEMORAM RECUPERAÇÃO DE RUA NO VILELA

Da Secom/Ilhéus

Recuperação de rua no Vilela.

Morador da rua Nova Jerusalém, no bairro Teotônio Vilela, zona oeste de Ilhéus, o estudante Kauã Araújo de 14 anos, comemora, orgulhoso, os benefícios que estão chegando à sua porta. “Eu me sentia muito envergonhado em sair de casa com um saco amarrado no tênis para poder chegar à escola com ele ainda branquinho”. Onde era só lama agora, finalmente, está sendo transformado em pavimentação à paralelos, drenagem, meio-fio e calçada, após 30 anos de sofrimento. “Já brinco de bola com meus amigos e chego em casa sem precisar levar bronca de minha mãe”, comemora.

Dona Marizete Oliveira, que nasceu e cresceu na rua Nova Jerusalém, disse estar vivendo um sonho. “Vivíamos de promessas. Agora os nossos filhos podem viver com um pouco mais de dignidade”, disse, emocionada. O envolvimento entre os trabalhadores da obra e a comunidade é tão grande que eles se dizem acolhidos pelas famílias do entorno. “É muito bom poder contar com o carinho e o respeito das pessoas. Isso, torna o nosso trabalho mais leve. Eles esperavam muito por isso”, disse o pedreiro Pedro Santos.

Hoje (20), a pedido do prefeito Mário Alexandre, a engenheira responsável pela Fiscalização de Obras, Cláudia Regina Ortega, esteve acompanhando os trabalhos de pavimentação das ruas Santa Bárbara e Nova Jerusalém. A verba proveniente de emenda parlamentar do deputado federal, Márcio Marinho, é para atender as duas artérias. E apesar da rua Felicidade não ter sido contemplada pela emenda, o prefeito de Ilhéus garantiu a inclusão da mesma nos serviços de infraestrutura. Mário Alexandre esteve recentemente no local supervisionando a obra.  “Meu gabinete é na rua”, fez questão de frisar, ao cumprimentar os moradores.

De acordo com a engenheira da Prefeitura, 40% do total das obras, incluindo, drenagem, meio fio, passeio e o calçamento em paralelo, estão concluídas. A previsão de entrega dos trabalhos é para o próximo mês de dezembro. Ainda, segundo Cláudia Regina, será feito um levantamento técnico em várias outras ruas do bairro que, em breve, serão beneficiados com pavimentação.

A FRUSTRAÇÃO APARENTE DE NAZAL

Do Tabuleiro

Nazal tira o brilho de Marão.

Figura assídua nos debates promovidos pelo Teatro Popular de Ilhéus e o Instituto Nossa Ilhéus, através do evento “Improviso, Oxente!”, o vice-prefeito e secretário de desenvolvimento sustentável de Ilhéus, José Nazal Pacheco, demonstrou na noite de ontem (terça, 20) certo descontentamento com o poder público, inclusive, expandindo suas críticas ao atual executivo ilheense.

Durante o evento, realizado na Tenda (Avenida Soares Lopes), e que nesta edição trata de mobilidade, Nazal comentou sobre os projetos apresentados para a área na cidade, mas enfatizou, em tom beirando a frustração, que muitos dos atuais problemas apresentados, como ocupação irregular de espaços públicos, são oriundos da fiscalização ineficiente da Prefeitura, desde gestões passadas, e do comportamento da própria população.

A fala de Nazal foi feita após comentário similar do ex-secretário de relações institucionais, Joaquim Bastos, que também marcou presença no evento.

Em sua fala, Nazal ainda afirmou que “se eu fosse prefeito, a Prefeitura teria 150 fiscais”. De acordo com ele, o quadro atual é de apenas 17 funcionários para o setor.

Provocado por um participante do evento sobre o fato dele ser o vice-prefeito e poder interferir na situação, Nazal salientou: “é diferente! Vice é outra coisa”, acrescentando: “Completei 60 anos recentemente e não fiz festa por não ter dinheiro, já aqui na cidade, neste ano, fizeram o carnaval; apesar de gostar, eu não faria, mas fizeram… fui derrotado, sofro derrotas (…) quando coloquei meu nome para ser prefeito tive apenas 2% das intenções de voto!”.

O Improviso, Oxente! volta a debater o tema mobilidade nesta quarta e quinta-feira, a partir das 19h, com entrada gratuita. Hoje (20), Nazal e o secretário de Infraestrutura e Transporte do município, Hermano Fahning, serão os painelistas. 

ILHÉUS: ESTUDANTES SAÍRAM DA MATA SEM AJUDA DA PM

Além da famosa Cachoeira, o parque tem trilha na mata fechada.

Um grupo de estudantes do Colégio Joana D’Arc, de Ilhéus, se perdeu por cerca de 2 horas durante um passeio ao Parque de Pancada Grande, na cidade de Ituberá, na Costa do Dendê, na última segunda, dia 18. “Eles pegaram outro caminho para chegar ao topo da cachoeira e se distanciaram do grupo”, relatou uma aluna do 3º ano que estava na excursão.

Ao contrário do que foi informado pela Polícia Militar, os estudantes conseguiram se localizar sem a ajuda dos policiais, de acordo com relatos ouvidos pelo ILHÉUS EM RESUMO de um pai de aluno e de uma aluna, que preferem não se identificar.

“Ao perceberem que estavam longe do grupo, os estudantes seguiram caminhando e chegaram a uma comunidade que fica próxima à parte da baixo da cachoeira. De lá, entraram em contato com os colegas, que ainda estava na parte de cima, por telefone”, relatou o pai do estudante que estava na excursão.

A aluna do Joana D’Arc confirmou a versão e reforçou que um morador das proximidades chegou a entrar na mata à procura dos estudantes. Um dos estudantes estava bastante cansado e outra estudante, que tem histórico de convulsões, precisaram de atendimento médico e foram levados para o hospital de Ituberá, o que atrasou o retorno do grupo a Ilhéus.

 

SALOBRINHO NA LAMA

Rua do Salobrinho.

Nesse período de chuva, os moradores das ruas São Paulo e São Miguel, no bairro Salobrinho, em Ilhéus, têm de conviver com essa situação diária.

Lama, água invadindo as casas e rua intransitável. Durante a campanha eleitoral do ano passado, assim como em inúmeras outras, não foram poucos os candidatos que por lá passaram à caça de votos. No entanto, passado esse período, nada muda.

ILHÉUS ESPERA VACINAR 12 MIL ANIMAIS CONTRA A RAIVA

Da Secom/Ilhéus

Vacina

O Centro de Zoonoses de Ilhéus estima vacinar, até o dia 19 de outubro, data definida para o encerramento da Campanha Nacional Antirrábica, 6.800 cães e 5.800 gatos no município. A vacinação continua. Os responsáveis pelos animais devem procurar a sede do CAE III (antiga FSESP), de segunda a sexta-feira, pela manhã.

Para incentivar a vacinação a equipe de Zoonose esteve presente na Feira de adoção de animais domésticos, promovida no início do mês pelo Instituto de Proteção Animal Planeta dos Bichos. Cães e gatos saudáveis, que foram resgatados de maus-tratos e em situação de abandono foram vacinados, vermifugados, castrados e passaram a estar disponíveis para adoção.

Segundo o coordenador do Centro de Zoonoses, Aloisio Correia, a ação superou as expectativas, uma vez que a equipe esperava um número menor de animais.  “A doença é transmitida em seres humanos e animais e, pode levar a óbito após curto período de evolução. Em Ilhéus, há muitos anos não há registro da doença entre caninos e felinos”, assegurou Aloisio.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia