WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia



setembro 2017
D S T Q Q S S
« ago    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

academia vip

FESTIVAIS SÃO DESTAQUE DA AGENDA DA TENDA DO TPI EM SETEMBRO 

Tenda

Já está disponível a programação de setembro da Tenda Teatro Popular de Ilhéus, localizada na Avenida Soares Lopes. Neste mês, os destaques são os festivais Latino Americano de Teatro da Bahia (Filte) e Sonora – Ciclo de compositoras.

Realizado em Salvador e Ilhéus, o Filte acontece na Tenda nesta sexta (01) e sábado (02), às 20h, com apresentação do espetáculo “Os fuzis da senhora Carrar”, do Teatro Popular de Ilhéus (TPI). O ingresso, que pode ser adquirido na bilheteria do espaço cultural, custa R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia). A classificação indicativa é de 14 anos.Surgido a partir de um movimento internacional na internet, o Sonora reunirá mulheres criadoras do sul da Bahia nos dias 15 e 16, com a realização da Oficina gratuita Corpo e Mandinga (9h), por Evani Tavares, e shows de diversas compositoras (19h), além do Bazar das Comadres.

A programação completa da Tenda e todos os detalhes podem ser conferidos no endereço eletrônico: www.teatropopulardeilheus.com.br, ou através do aplicativo Tenda Teatro Popular de Ilhéus, disponível para download gratuito no Google Play Store.

A Tenda é administrada pelo Teatro Popular de Ilhéus, uma das instituições apoiadas pelo programa Ações Continuadas a Instituições Culturais, iniciativa da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (SecultBA).

PORTO DE ILHÉUS BATE RECORDE NA EXPORTAÇÃO DE MAGNÉSIO 

Porto

Pela terceira vez só esse ano, o Porto de Ilhéus será o ponto de embarque do óxido de magnésio, em operação iniciada na última segunda-feira (28). As 8 mil toneladas do produto seguem para o mercado Norte Americano (EUA) pelo navio M/V MBC Rose, em operação controlada pela Intermarítima.

De janeiro a agosto deste ano, já foram exportados pelo Porto de Ilhéus 23 mil toneladas, que superam a movimentação total de 2016 que foi de apenas 7 mil ton. “A operação do óxido excede a média anual, que é de um a dois embarques. Temos muito a comemorar, sobretudo porque já está confirmada para mais uma operação do produto. Nossa previsão é chegar a 30 mil toneladas em 2017”, comenta a gerente do Porto de Ilhéus, Bárbara Láudano.O óxido tem origem na fábrica da IBAR Nordeste, em Brumado, empresa responsável pela extração, beneficiamento e calcinação controlada da magnesita, que dá origem ao composto. A participação do óxido na cadeia produtora inclui as atividades de Indústrias Química e Siderúrgica, além de agricultura, nutrição animal, construção civil, dentre outras.

Operação de magnesita

Pouco mais de 7 mil toneladas de magnesita seguem em operação, simultaneamente, no Porto de Ilhéus pelo navio Stentor. Essa é a terceira operação deste ano que totaliza 28 mil toneladas, superior a 25,8 mil ton. da movimentação de 2016.

Um novo embarque do mineral está confirmado para ocorrer ainda em 2017.

PREFEITURA SE PRONUNCIA SOBRE QUEDA DA POPULAÇÃO DE ILHÉUS 

Nota Pública 

Os números projetados e divulgados ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), instituição nacional responsável pela guarda, controle e contagem da população brasileira, mais uma vez mostraram o crescimento populacional negativo no município de Ilhéus. 

Chama a atenção da opinião pública, especialmente dos ilheenses, a significativa diminuição populacional ocorrida no município entre as contagens do Censo de 2000 e o de 2010. 

Há sete anos, representando Ilhéus na Comissão de Geografia e Estatística, fui informado pelo coordenador que a projeção que estava sendo feita, com base nos dados levantados até aquele momento, daria ao município algo em torno de 185 mil habitantes, o que se comprovou com o registro oficial de 184.236 habitantes.

A perplexidade ocorreu ao compararmos aqueles números com os do Censo de 2000, que identificou uma população de 222.127, ou seja, 37.891 habitantes a menos, num período de 10 anos.

Por conta desta significativa diferença, auditores do IBGE fizeram uma aferição nos dados coletados entre os censos, quando se verificou que, em várias localidades do município, especialmente na zona rural, o número de domicílios e de habitantes contados era inferior ao que havia sido coletado pelo mesmo Instituto, no ano 2000. Por razões que desconhecemos, os números do censo do IBGE do ano 2000, irreais, superestimaram a nossa população. 

No ano 2000, a população do bairro da Conquista era de 22.045 habitantes e o bairro possuía 5.703 domicílios. Já em 2.010, o mesmo bairro possuía 6.379 domicílios e registrava apenas 18.892 habitantes. Então, segundo o IBGE, ao tempo em que o número de residências cresceu 11%, houve uma redução da população em torno de 15% por cento. Portanto, o IBGE nunca conseguiu explicar razoavelmente os dados relevantes e incongruentes, constantes do censo do ano 2000 e que, a partir desse logro, vem gerando desdobramentos igualmente desacreditados, contrariando a lógica, a matemática e a percepção geral.  

É considerando os números do ano 2000/2010, e utilizando os vetores resultantes desses levantamentos, que o IBGE vem fazendo a cada ano essas projeções, chegando a uma estimativa da população do município. Ora, se o vetor 2000/2010, revela decréscimo demográfico, atribui-se o mesmo declínio aos anos subsequentes, alheio às possibilidades de estagnação do decréscimo, ou mesmo reversão do vetor. Assim, a população de Ilhéus continuará definhando, mesmo que não seja verdade, até que um novo censo populacional seja efetuado. 

Outros sintomas, como o aumento do número de domicílios e a quantidade expressiva de novas construções, além do considerável crescimento da “mancha urbana”, são fatos incontestáveis e que contrariam as projeções do IBGE. Ou seja, a incongruência se evidencia, mais uma vez: enquanto o município se expande e a população decresce. 

Oficializamos a reclamação de Ilhéus no escritório do IBGE na Bahia, à metodologia questionável do Censo de 2000. Uma demanda jurídica para anulação do referido censo chegou a ser cogitada, mas demonstrou-se inviável, pois seria demasiadamente longa e os efeitos buscados se perderiam.  

A título de esclarecimento, os novos números apresentados não representam nenhum tipo de prejuízo financeiro direto, mas, eventualmente, podem gerar consequências danosas nas avaliações sobre o nosso município, conquanto a prováveis investimentos pelos quais nos empenhamos diuturnamente, mas cujo decréscimo populacional pode vir a representar um dado desestimulante.  

Por isso, em que pese a queda nos índices populacionais, faz-se necessário informar que Ilhéus se manteve com uma boa margem de segurança na faixa de transferências constitucionais a que teríamos direito, sobretudo o Fundo de Participação dos Municípios (FPM). 

Externo as minhas convicções de que esse erro será desmistificado em 2020 – quando está previsto a realização de um novo Censo Demográfico Nacional – e a verdade restabelecida. 

Ilhéus, 31 de agosto de 2017 

José Nazal Pacheco Soub, vice-prefeito e secretário municipal de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável

ACORDO VIABILIZA O PORTO SUL, AFIRMA GOVERNADOR 

Do Pimenta 

Um dos principais compromissos da agenda do governador Rui Costa em sua missão internacional na China ocorre no início da manhã desta sexta-feira (1º), quando ele assina, em Pequim, memorando de entendimento com cinco empresas chinesas e a Bahia Mineração (Bamin). O acordo assegura financiamento e viabiliza o Projeto Porto Sul, segundo o governador Rui Costa.

Também integram o acordo ações para conclusão da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol) e a exploração de uma mina de minério de ferro localizada em Caetité, no sudoeste da Bahia. O ato de assinatura está marcado para as 18h15min de Pequim (7h15 no horário de Brasília).

O documento estabelece que o Governo do Estado, as empresas chinesas e o Eurasian Resources Group, acionista da Bahia Mineração, “desejam cooperar para o desenvolvimento totalmente integrado do projeto do Porto Sul, da Fiol e da mina Pedra de Ferro”.

Ainda de acordo com o documento, a participação em grupo de investimento para financiar o desenvolvimento dos projetos será liderada pelo consórcio chinês formado pelas seguintes empresas: China Railway Group Limited; China Communications Construction Company Ltd; Minmetals Development Co. Ltd; Shougang Fushan Resources Group Limited; e Dalian Huarui Heavy Industry Group Co. Ltd.

Essas empresas orientais são de diversos ramos de atuação, como siderurgia, construção civil e mineração, e fecharam um cronograma de atividades com a Bahia Mineração envolvendo prazos para execução dos trabalhos.

SOBRE PORTO SUL E FIOL

Com investimento de R$ 2,7 bilhões, o Porto Sul será construído no Litoral Norte de Ilhéus, na região de Aritaguá. O empreendimento já tem todas as licenças necessárias para o início da obra, como as licenças prévia e de instalação, além da autorização para supressão de vegetação, emitidas pelo Ibama.

No Porto Sul serão embarcados o minério de ferro explorado no sudoeste baiano, além de grãos do oeste do estado que chegarão ao Porto pela Fiol. A ferrovia está em construção e terá extensão de 1.527 quilômetros, sendo 1.100 quilômetros na Bahia, com trecho de Ilhéus a Figueirópolis, no Tocantins.

DCE-UESC: GOVERNO SE NEGA A PAGAR RETROATIVO DA BOLSA PERMANÊNCIA

Nota do DCE da Uesc

Reunião entre o DCE UESC e o Comitê Gestor do Programa Mais Futuro
Na manhã desta quinta-feira (31/08/2017), às 9h da manhã, ocorreu no Prédio da Governadoria uma reunião articulada pela Secretaria Estadual de Relações Institucionais do Governo do Estado da Bahia, entre os DCE’s UESC (nas pessoas da coordenadora geral Tami Messias e do coordenador de relações institucionais Danillo Oliveira) e UNEB com o Comitê Gestor do Programa Mais Futuro, com a representação de diversas secretarias estaduais. Esteve presente ainda a União do Estudantes da Bahia (UEB), através do seu presidente Natan Ferreira. 

O DCE UESC fez diversos questionamentos, sobretudo em relação a falta de informações de parte do Comitê Gestor para com os representantes estudantis. 

O governo respondeu aos seguintes questionamentos:

Regularidade do pagamento? 

Resposta: em até o décimo dia útil de cada mês. 

Estudantes que não receberam os cartões? 

Resposta: O banco criou diversas burocracias para a emissão destes cartões, desde documentos com dados divergentes até o nome do beneficiário que não cabe no cartão. O Comitê autorizará o saque via RG na boca do caixa. 

Novas inscrições e renovação? 

Próximos dias será lançado edital de convocação de inscrições, edital este que procurou adequar-se as necessidades que ficaram omissos no primeiro. 2017.2 terá nova inscrição e também renovação de inscrição pelo site do Programa e será adequada ao calendário de cada UEBA.

Readequação da Lei? 

O Comitê irá trabalhar na elaboração de um relatório apresentando as deficiências do Programa em aspectos que torna-o excludente, fazendo assim um debate técnico para possível mudança da lei virgente. 

Retroativo? 

O governo, orientado pela sua assessoria jurídica, diz que não cabe, pois o Programa só foi lançado dia 21de junho, porém contra-argumentamos que o edital diz que a partir da homologação da inscrição o / a estudante está apto a receber o benefício. Ou seja, o mês de Maio e Junho precisam ser pagos, e comunicamos que iríamos articular a judicialização. 

Por fim, o DCE Livre Carlos Marighella se coloca à mesma disposição de dialogar, esclarecer e auxiliar sempre que necessário.

SELO VAI DAR NOTA A TAXISTAS DE ILHÉUS

Da Secom/Ilhéus

usuário vai avaliar táxis.

A secretaria municipal de Turismo e Esportes (Setur), lança nesta sexta-feira (01), o programa de qualificação, que avalia através de notas os prestadores de serviços de atendimento ao turista em Ilhéus. O objetivo é capacitar, treinar e certificar os prestadores de serviços que atuam no setor. Em sua primeira edição, o serviço a ser avaliada será o de taxis.

A iniciativa tem o intuito de estabelecer parâmetros avaliativos, buscando um melhor atendimento ao turista e ao cidadão ilheense, que poderão contar com equipamentos de qualidade e prestadores de serviços aptos a exercerem suas funções de maneira satisfatória.

As palestras e minicursos para treinamento serão no dia 12 de setembro, às 10 horas, no Palácio Paranaguá, e nos dias 18 e 22 durante a Semana do Trânsito, em frente à Catedral de São Sebastião, no Centro Histórico. Os demais períodos e serviços que passarão por avaliação serão apresentados posteriormente pela Setur.

A data do mutirão para avaliação e credenciamento dos veículos será 26 de setembro, das 9 às 17 horas, em frente ao Palácio Paranaguá. Já a data de entrega dos selos, será a partir do dia 03 de outubro, no Palácio Paranaguá, na sede da SETUR, das 14 às 17 horas. A meta é ter no prazo de 30 dias após o lançamento do projeto cerca de 100 veículos avaliados e cadastrados, o que corresponde a 25 por cento da frota.

ILHÉUS: SESC VAI INVESTIR $ 20 MILHÕES PRA CONSTRUÇÃO DE CLUBE E ESCOLA

Da Secom\Ilhéus

Reunião

Um importante equipamento de educação e lazer, com escola do ensino fundamental, piscinas, quadras e quiosques, será construído, nos próximos meses, em Ilhéus. O anúncio foi feito esta semana, em Salvador, durante encontro do prefeito Mário Alexandre com diretores da Federação do Comércio de Bens Serviços e Turismo do Estado da Bahia (Fecomercio) – que comemora 70 anos de fundação – e do Serviço Social do Comércio (SESC).

O equipamento vai ser implantado no KM 05 da Rodovia Ilhéus-Itacaré, zona norte de Ilhéus, e vai ocupar uma área de 50 mil metros quadrados, segundo informa o prefeito de Ilhéus. Será destinado aos filhos dos comerciários de toda a região cacaueira, graças a uma articulação que contou com a efetiva participação da deputada estadual Ângela Sousa e do presidente da Fecomercio, Carlos Andrade.

Agilidade – Para dar inicio à obra, cujo investimento será de 20 milhões de reais, depende apenas de alguns trâmites legais, “mas nada impeditivos”, segundo o prefeito. “A construção vai começar logo”, garantiu. Mário Alexandre destacou a importância do investimento, que será destinado ao atendimento de lazer, cultura, esporte e saúde para os comerciários do sul da Bahia, em especial os de Ilhéus.

“Quando falamos comerciários, estamos nos referindo aos trabalhadores do setor do Turismo, de prestação de serviços médicos, da educação, da central de abastecimento. Trata-se e um equipamento que tem o objetivo de promover a socialização e envolve muita gente, muitas famílias serão beneficiadas”, destacou.

VICE-PREFEITO CONTESTA DADOS SOBRE A POPULAÇÃO DE ILHÉUS 

Do Blog do Gusmão

Nazal

Hoje (31), em conversa com o Blog do Gusmão, o vice-prefeito José Nazal (REDE) comentou sobre o índice anunciado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que indicou uma nova queda populacional em Ilhéus.

Segundo os dados do IBGE, em 2010 a população do município era de 184.236 habitantes, já a estimava deste ano é de 176.341.

De acordo com o vice-prefeito, o instituto cometeu um erro em 2000, quando indicou uma população de 222.127 habitantes, maior do que o município realmente tinha. Isso afetaria os dados atuais. “Quando veio o censo em 2010, com valores exatos e quantitativos, a projeção foi negativa em 37 pontos percentuais. Essa é a projeção que o IBGE usa para fazer a estimativa ano a ano, então Ilhéus está perdendo uma coisa que nunca teve”.

Nazal cogitou a possibilidade de buscar uma intervenção da justiça para averiguar a metodologia do censo. No entanto, a demanda poderia se estender por anos em um processo judicial. O resultado da ação dificilmente sairia antes de 2020, para quando está previsto o próximo censo do IBGE. “Se a contagem tivesse sido feita em 2016, como estava previsto, isto teria sido sanado, a gente saberia da realidade atual”.

JAMIL QUER REASSUMIR MANDATO DE VEREADOR

Do Blog do Gusmão

Jamil na saída do presidio.

A informação é de uma fonte do radialista Vila Nova, apresentador do programa O Tabuleiro na Conquista FM. A pessoa com quem Vila Nova conversou preferiu ter a sua identidade mantida em sigilo. O ex-vereador Jamil Ocké (PP), um dos oito réus na Operação Citrus, está disposto a reassumir o seu cargo na Câmara de Vereadores de Ilhéus.

Segundo advogados ouvidos pelo Agravo, a cassação do mandato de Jamil Ocké pode ter influenciado na decisão do Tribunal de Justiça do Estado da Bahia (TJ-BA) para a concessão do alvará de soltura do ex-vereador. Isto porque, afastado do poder legislativo, ele perderia significativamente o seu poder de influência política no município.

Cabe lembrar que Jamil não foi alvo de condenação. Ao final do processo, a Justiça poderá absolvê-lo.

JAMIL NÃO PODE TER LIGAÇÃO COM PREFEITURA OU CÂMARA DE VEREADORES

Do Tabuleiro

Jamil.

Solto no início da noite desta última quarta-feira, dia 30, o ex-vereador de Ilhéus, Jamil Ocké, deverá cumprir uma série de restrições impostas pela justiça, até o julgamento do seu caso, como evitar contato com testemunhas, não manter qualquer ligação com a prefeitura ou Câmara de Vereadores, não poderá participar de licitações e nem viajar sem comunicar à Justiça. Os advogados de Jamil têm até o dia 6 de setembro para elaborar e apresentar a sua defesa. O caso está em processo na 1ª Vara Crime de Ilhéus.

MORADORES DOS CONDOMÍNIOS SOL E MAR NA BRONCA

Não está sendo fácil

A prefeitura de Ilhéus precisa tomar providências urgentes pra diminuir o sofrimento dos cerca de 10 mil moradores dos condomínios Sol e Mar 1 e 2, inaugurados no fim do ano passado, no fim da zona sul da cidade.

Para chegar ou sair de casa, o pessoal é obrigado a esperar por mais de hora pelo transporte coletivo. Quando chega, o ônibus mal dá conta de comportar estudantes e trabalhadores que saem cedo e voltam ao fim do dia. Na ida ou na volta, o sofrimento é o mesmo.

Localizados quase que na zona rural do município, os condomínios não contam também com escola ou atendimento de saúde fixo. Pra estudar ou ser atendido no SUS, é preciso ir ao bairro Nossa Senhora da Vitória, o que obriga pegar ônibus lotados.

Além disso, os acessos aos condomínios estão em condições ruins, apesar de terem sido inaugurados também no fim de 2016.

DECRETO FACILITA ABERTURA DE EMPRESAS EM ILHÉUS 

Do Blog do Gusmão

Marão

Publicado na última segunda-feira (28), o Decreto 109/2017 facilita a concessão de alvará de funcionamento definitivo e provisório para as microempresas e para as empresas de pequeno porte de Ilhéus. O prefeito Mário Alexandre (PSD) e o vice-prefeito e secretário de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável, José Nazal (Rede Sustentabilidade), respaldaram a iniciativa.

Segundo a Prefeitura de Ilhéus, a medida já em vigor atende reivindicações dos setores produtivos, com o objetivo de flexibilizar e desburocratizar a abertura de novos empreendimentos. O alvará de funcionamento provisório passou a ter o prazo de até 180 dias. Nesse período, a empresa deverá entregar os documentos necessários para obter a autorização definitiva.

Além disso, o decreto estabelece que os órgãos municipais responsáveis pelo processo de abertura de empresas têm três dias úteis para proferir o despacho a respeito da viabilidade.

PM APREENDE 9 TABLETES DE DROGAS NO VILELA

Do Agravo 

Droga apreendida

Nesta quarta –feira (30), por volta de meio dia, policiais da 70ª Companhia Independente de Policiamento Militar realizavam incursão na Rua das Orquídeas, bairro Teotônio Vilela, quando um indivíduo adentrou rapidamente numa casa de esquina, ao avistar as viaturas.

Os policiais entraram na residência para efetuar a abordagem ao suspeito, porém o indivíduo conseguiu evadir pelos fundos. Nas buscas na residência, foi encontrado 09 (nove) tabletes de maconha prensada dentro de uma caixa de papelão. Na delegacia, foi registrada a ocorrência nº 1ª DT ILHÉUS-BO-17-02234

PREFEITURA DE ILHÉUS ATRASA PAGAMENTO DE FORNECEDORES

A prefeitura de Ilhéus está sem dinheiro ou tem segurado pagamentos a fornecedores. Contratos grandes, como o da coleta de lixo, não são pagos desde o início de julho. O portal da transparência do município, que é atualizado praticamente em tempo real, não registra repasses do tipo desde o mês passado.

Os atrasos nos pagamentos podem resultar na paralisação da coleta de lixo e trazer desgaste ao governo, que já vê sua lua de mel com a população acabar.

O blog Agravo relatou, no início de agosto, que o Governo Marão tem intenção de sufocar a Solar Ambiental, atrasando pagamento de faturas e a deixando sem condições de disputar a nova licitação do lixo, que deve ser lançada até o fim do ano.

Já o Consórcio Casulo, formado por duas empresas para cuidar da iluminação da cidade, não recebeu nenhum pagamento do município, mesmo tendo iniciado o trabalho há quase 60 dias.

A falta de pagamento a uma empresa recém-contratada pela prefeitura é indício de que a gestão financeira do município não vai bem, em tempos de crise econômica, queda na arrecadação, sem contar o acordo que leva cerca de 2,5 milhões dos cofres para pagar processos judiciais todo mês.

ATINGIDOS POR INCÊNDIO SÃO RECEBIDOS NA CÂMARA DE ILHÉUS 

Da Ascom/Câmara

Reunião

Na sessão da terça-feira (29), representantes das vítimas do incêndio, que aconteceu na rodovia Ilhéus-Itabuna KM 0, próximo à estação rodoviária da cidade, utilizaram a tribuna da Câmara de Ilhéus, a convite do presidente do Legislativo, Lukas Paiva, para relatar a situação em que se encontram e solicitar auxílio dos vereadores na busca por solução das demandas.

Segundo Tarcísio Clementino, morador do local e representante das vítimas, uma intimação foi enviada aos moradores pelo Executivo municipal solicitando o fim da reconstrução dos comércios que ali existiam, sob pena de multa e demolição. As oficinas ocupavam o local há cerca de 20 anos.De acordo com ele, “todos sabem que ali é uma Área de Proteção Ambiental, os moradores pagam IPTU e possuem certidões das casas emitidas pela própria Prefeitura que agora afirma que ali não era local para constrição de habitações e quer demolir e aplicar multas caso a reconstrução dos imóveis não seja suspensa”. Ainda em seu discurso, Tarcísio afirmou que “não houve tratamento igualitário, pois as grandes empresas que tem suas sedes no mesmo local, não sofrem nenhum tipo de retaliação por parte do governo”.

“Nós buscamos uma solução pacífica, tivemos prejuízos com materiais de trabalho e carros de clientes, estamos sobrevivendo de doações e tendo pouca assistência dos órgãos responsáveis”, informou Tarcísio. Os vereadores da casa propuseram um encontro com o Executivo para solucionar o problema.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia