WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
ponte pontal ilheus hospital ilheus secom bahia embasa secom ponte ilheus prefeitura de ilheus secom bahia


novembro 2020
D S T Q Q S S
« out    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  


:: ‘Região’

SECRETÁRIO CITA AUMENTO CASOS DE COVID-19 E PEDE QUE POPULAÇÃO EVITE FESTAS DE FIM DE ANO

Fábio Vilas Boas

O secretário de Saúde da Bahia, Fábio Vilas-Boas, comentou o aumento de casos de coronavírus no interior e na capital, além do temor por uma segunda onda da doença. Em entrevista a Mário Kertész hoje (23), durante o Jornal da Bahia no Ar da Rádio Metrópole, ele afirmou que houve um aumento na demanda por leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes sem a Covid-19.

“Passamos a ter um volume bastante próximo do que era antes de acidentes de trânsito, tanto de carro como de moto. As cirurgias voltaram a acontecer, consequentemente há a necessidade de leitos puros de UTI. Estamos convivendo ainda com um número elevado de pacientes internados com Covid. Além disso, todos os casos de suspeita de Síndrome Respiratória Aguda Grave, que é o paciente que tem uma infecção respiratória que precisa de uma observação, inicialmente é feita a suspeita do Covid. Se ele precisa internar na UTI, é internado e o resultado sai em, no máximo 48 horas”, disse o secretário.

“O problema é que antes a gente tinha como tirar esse paciente sem nenhum problema para outro lugar quando ele não era Covid. Confirmava que não era, levava ele a uma UTI não-Covid. Hoje as UTIs não-Covid estão cheias. Aí eu fico com a UTI Covid cheia de pacientes que não têm Covid, porque as causas de necessidade de UTI, que estavam suprimidas no começo do ano, estamos enfrentando agora esse fenômeno de convívio das duas razões de se internar em UTI. Razão pela qual nós temos uma taxa de ocupação elevada, mas não necessariamente por pacientes Covid”, acrescentou.

:: LEIA MAIS »

ITABUNA ATINGE 100% DE OCUPAÇÃO DOS LEITOS DE UTI COVID-19

Hopital de Base.

O Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães (Hblem), em Itabuna, que passou por muitas semanas com sua ocupação quase zerada, na manhã desta segunda-feira (23) registrou 100% de ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) Covid-19. São 20 leitos de UTI no hospital para pacientes com a doença. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, caso algum paciente do município necessite neste momento de um leito de UTI, deverá ser transferido, via Central de Regulação, para um hospital em Vitória da Conquista, Ilhéus ou Salvador.

Ainda de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, dos pacientes internados nos leitos clínicos do Hblem nesta segunda-feira, 56% são de Itabuna, e 44% são de outras cidades. Neste momento, dos 32 leitos clínicos, nove estão ocupados. São 20 leitos de UTI Covid-19 disponíveis no Hblem e três (pediátricos) no Hospital Manoel Novaes. Dos leitos clínicos, são 32 no Hblem e 10 no Manoel Novaes, além de quatro leitos semi-intensivos.

 

BAHIA REGISTRA 21 ÓBITOS E 958 NOVOS CASOS DE COVID-19 NAS ÚLTIMAS 24 HORAS

Hospital

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 21 óbitos em decorrência da Covid-19 e 958 novos casos da doença, com uma taxa de crescimento de +0,2%, de acordo com o boletim epidemiológico de ontem (22) da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab). Foram contabilizados ainda 1.346 recuperados do coronavírus no estado.

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 8.102, representando uma letalidade de 2,10%. Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador, com uma porcentagem de 25,09. Dos 384.903 casos confirmados desde o início da pandemia, 368.575 já são considerados recuperados e 8.226 encontram-se ativos.

A Sesab ressalta que o boletim epidemiológico contabiliza 21 óbitos que ocorreram em diversas datas, e a existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação.

BAHIA REGISTRA 1.870 NOVOS CASOS DE COVID-19 NAS ÚLTIMAS 24 HORAS

Covid 19

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 1.870 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,5%) e 1.702 recuperados (+0,5%). Dos 382.164 casos confirmados desde o início da pandemia, 365.848 já são considerados recuperados, 8.255 encontram-se ativos. A base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus está disponível em https://bi.saude.ba.gov.br/transparencia/.

Para fins estatísticos, a vigilância epidemiológica estadual considera um paciente recuperado após 14 dias do início dos sintomas da Covid-19. Já os casos ativos são resultado do seguinte cálculo: número de casos totais, menos os óbitos, menos os recuperados. Os cálculos são realizados de modo automático.

Os casos confirmados ocorreram em 417 municípios baianos, com maior proporção em Salvador (25,22%). Os municípios com os maiores coeficientes de incidência por 100.000 habitantes foram Ibirataia (9.077,85), Itabuna (6.783,98), Madre de Deus (6.774,76), Almadina (6.698,39), Aiquara (6.657,67).

boletim epidemiológico contabiliza ainda 781.098 casos descartados e 94.688 em investigação. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais e as bases de dados do Ministério da Saúde até as 17 horas desta sexta-feira (20).

Na Bahia, 30.577 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Óbitos

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 23 óbitos que ocorreram em diversas datas, conforme tabela abaixo. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

PONTE SALVADOR-ITAPARICA: MINISTÉRIO DA DEFESA DARÁ SUPORTE MARÍTIMO PARA OBRAS

Ponte Salvador – Itaparica.

O governador Rui Costa visitou o Ministério da Defesa, em Brasília, hoje (19), para tratar das obras da ponte Salvador-Itaparica, que deve começar a ser construída no ano que vem.

O gestor conversou com o secretário-geral da pasta, almirante Almir Garnier, a quem pediu apoio da Marinha para reforço nos trabalhos de navegação necessários durante a obra.

O pedido do governador foi aceito pelo almirante, que garantiu todas as colaborações para que a navegação e o transporte marítimo deem todo o suporte para o avanço das obras.

BAHIA JÁ TEM MAIS DE 8 MIL MORTOS POR COVID-19

Mortes por Covid-19.

Na Bahia, nas últimas 24 horas, foram registrados 2.849 casos de Covid-19 (taxa de crescimento de +0,8%) e 2.129 recuperados (+0,6%). Dos 380.294 casos confirmados desde o início da pandemia, 364.146 já são considerados recuperados, 8.110 encontram-se ativos.

Na Bahia, 30.453 profissionais da saúde foram confirmados para Covid-19. Para acessar o boletim completo, clique aqui ou acesse o Business Intelligence.

Óbitos.

O boletim epidemiológico de hoje contabiliza 25 óbitos que ocorreram em diversas datas, conforme tabela abaixo. A existência de registros tardios e/ou acúmulo de casos deve-se a sobrecarga das equipes de investigação, pois há doenças de notificação compulsória para além da Covid-19. Outro motivo é o aprofundamento das investigações epidemiológicas por parte das vigilâncias municipais e estadual a fim de evitar distorções ou equívocos, como desconsiderar a causa do óbito um traumatismo craniano ou um câncer em estágio terminal, ainda que a pessoa esteja infectada pelo coronavírus.

O número total de óbitos por Covid-19 na Bahia desde o início da pandemia é de 8.038, representando uma letalidade de 2,11%. Dentre os óbitos, 56,22% ocorreram no sexo masculino e 43,78% no sexo feminino. Em relação ao quesito raça e cor, 54,58% corresponderam a parda, seguidos por branca com 18,11%, preta com 14,85%, amarela com 0,73%, indígena com 0,10% e não há informação em 11,62% dos óbitos. O percentual de casos com comorbidade foi de 71,81%, com maior percentual de doenças cardíacas e crônicas (74,27%).

A base de dados completa dos casos suspeitos, descartados, confirmados e óbitos relacionados ao coronavírus está disponível em https://bi.saude.ba.gov.br/transparencia/.

Com informações da ASCOM-SESAB.

AGÊNCIAS DO INSS ESTARÃO FECHADAS NA PRÓXIMA SEGUNDA-FEIRA, 23

Inss

Os segurados do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) não serão atendidos nas agências do órgão nesta segunda-feira (23). Os locais de atendimento estarão fechados por causa do ponto facultativo correspondente ao dia do servidor público, que foi transferido de 28 de outubro para 23 de novembro.

A transferência do ponto facultativo havia sido autorizada por portaria publicada em edição extra do Diário Oficial da União em 27 de outubro, véspera do dia do servidor público. Na ocasião, o governo justificou que a mudança de data foi necessária para manter os atendimentos agendados, evitando remarcações e transtornos para os beneficiários.

Outros órgãos, como a Receita Federal haviam suspendido o expediente em 30 de outubro e atenderão normalmente nesta segunda-feira. O INSS, no entanto, optou por fazer o ponto facultativo no fim de novembro para desafogar o atendimento nas agências, que cuidam de pedidos e de processos acumulados durante a pandemia de covid-19.

Com o fechamento das agências, os cidadãos podem buscar informações, pedir benefícios e agendar serviços sempre pelo aplicativo Meu INSS. Também é possível resolver dúvidas pelo telefone 135, que funciona de segunda a sábado, das 7h às 22h.

‘NÚMERO DE CASOS NOVOS MUITO ELEVADO’, DIZ SECRETÁRIO DE SAÚDE SOBRE REGISTROS DA COVID-19 NA BA

Fábio Vilas Boas

O Secretário Fábio Vilas-Boas falou, em entrevista ao Jornal da manhã, da TV Bahia, nesta quarta-feira (18), sobre o aumento do número de casos de Covid-19 na Bahia.

De acordo com o secretário, o número diário de novos casos é considerado elevado e já causa preocupação.

“As pessoas precisam parar e perceber que nós temos mais de 1000 casos novos todos os dias, nós temos pessoas que estão sendo internadas. Não tem morrido tanto quanto morreu no começo, porque nós aprendemos a manejar essa doença melhor. A taxa de letalidade tem se mantida baixa, mas as pessoas têm sofrido. Os hospitais particulares da mesma forma, como aconteceu no começo, estão começando a apresentar uma elevada taxa de ocupação. Alguns tiveram que reabrir suas UTIs de Covid”, diz o secretário.

Vilas-Boas atribui esse aumento a aglomerações que estão sendo realizadas através de festas e aglomerações em campanhas eleitorais.

“Nós estamos vendo o reflexo do que enfrentamos ao longo dos últimos 60 dias, durante a campanha eleitoral. O descontrole que aconteceu no interior, por mais que medidas fossem adotadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), elas não surtiram efeito, e nós tivemos uma campanha com muitas pessoas nas ruas, aglomerações. Mas não foi apenas isso, as festas, baladas, os encontros familiares, o reencontro de amigos”, diz.

Diante das aglomerações, o secretário antecipa a preocupação com as possíveis confraternizações de fim de ano.

“Eu chamo atenção para isso que vamos enfrentar a partir de dezembro, que são as confraternizações de fim de ano. No ano passado nós não tivemos a pandemia em dezembro, vamos enfrentar agora o nosso primeiro Natal, primeiro final de ano em plena pandemia. Ela não acabou, nós continuamos com taxas de ocupação hospitalar elevadas, nós continuamos com o número de pessoas internadas próximo de 500, sem cair, e nós continuamos com um número de casos novos todos os dias muito levado”, afirma.

O secretário também fez um alerta sobre as festas de final de ano, destacou a importância de frequentar os lugares de forma responsável e anunciou o plano para criação de um projeto voltado para o verão da Bahia este ano.

“Temos notícias de réveillon, estão sendo vendidos centenas e até milhares de ingressos. Já advirto aos organizadores e a quem está comprando que há um grande risco de isso não ocorrer. Temos que programar o verão, e para isso nós vamos fazer uma reunião dentro do governo, a Secretaria de Saúde, Secretaria de Turismo, Bahiatursa, para poder alinhar internamente um projeto que nós vamos chamar de ‘Verão Responsável’. E na sequência trabalhar junto com as entidades organizando o turismo, dentro de um plano de enfrentamento da Covid-19”, conta. [G1]

RUI COSTA PROÍBE FESTAS DE RÉVEILLON NA BAHIA: ‘SÓ QUANDO TIVER A VACINA’

“Não haverá eventos grandiosos no estado da Bahia enquanto não houver vacina. Nós não vamos brincar com isso” disse Rui Costa. Foto: Uendel Souza/bahia.ba

O governador Rui Costa (PT) é categórico sobre a possibilidade da realização de eventos de fim de ano na Bahia com apoio do governo do Estado. Para o petista, não é pertinente realizar eventos enquanto não houver distribuição de uma vacina contra a Covid-19.

“Se não tiver vacina, no estado da Bahia não vai ter festa com aglomeração, porque nós não vamos permitir. Qualquer festa com aglomeração só com a vacina. Então não vai ter Réveillon com 5 mil pessoas, com 10 mil, com apoio, participação e consentimento do Estado. Nós não permitiremos”, disse Rui na cerimônia de entrega de novas moradias a 54 famílias de baixa renda no bairro Costa Azul, em Salvador nesta quarta-feira (18).

O governador garante que seu posicionamento não tem ligação com a corrida eleitoral municipal, e alertou para os novos casos de Covid na Europa e em São Paulo.

“Vamos manter as restrições. Não podemos brincar com a vida alheia. As ações continuam. Minha postura não era pré ou pós-eleitoral, minha postura é pela vida das pessoas. Não mudarei minha forma de encarar a pandemia porque passou a eleição. Então, não haverá eventos grandiosos no estado da Bahia enquanto não houver vacina. Nós não vamos brincar com isso. Voltou a morrer gente na Europa. Em São Paulo os hospitais estão lotados.” [Bahia.ba]

ESTUDANTE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL DA UESC É FINALISTA EM MOSTRA NACIONAL DE CINEMA DE BRASÍLIA

Finalistas do Festival Recanto de Cinema.

Com o documentário “O Abebé Ancestral”, o estudante Paulo Roberto Ferreira Filho, do curso de Comunicação Social da UESC, classificou-se como um dos finalistas do Festival Recanto de Cinema, promovido pelo Instituto Federal de Brasília (IFB), Campus Recanto das Emas, com apoio da Academia Internacional de Cinema (AICTV), do Rio de Janeiro. Na competição nacional, realizada online no último dia 07 de novembro, foram inscritos 256 curtas-metragens de nove estados brasileiros e do Distrito Federal. Os vinte melhores trabalhos foram selecionados para a premiação final. “O Abebé Ancestral” será o representante da Bahia na disputa.

Em sua segunda edição, o festival tem como tema “Memória, Identidades e Territórios” e também é uma iniciativa do projeto “Cinemas em Rede”, da Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) que estimula a exibição audiovisual nas Universidades e Institutos Federais do Brasil, a partir de um circuito nacional entre as instituições. A ideia do festival é dar visibilidade e valorizar as produções audiovisuais voltadas para as narrativas protagonizadas pelas periferias brasileiras.

:: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia