WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom


julho 2017
D S T Q Q S S
« jun    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


:: ‘Marão’

MARÃO CEDE E SUSPENDE NOMEAÇÃO DE COMISSIONADOS

Marão deu o braço a torcer.

Noticiamos aqui, na última semana, o enquadro que o Ministério Público do Estado deu no governo do prefeito Mário Alexandre para que suspendesse as nomeações para cargos em comissão criados na recente reforma administrativa (lembre aqui).

Depois de uma reunião realizado na última sexta, dia 14, a administração municipal entrou em acordo com o MP para suspender as nomeações, mas sem demitir quem já havia assumido os postos. O entendimento gerou o decreto de número 101, publicado na edição desta terça, 18, do diário oficial.

Além de suspender novas nomeações em cargos em comissão, o prefeito Marão se comprometeu a enviar à câmara de vereadores um projeto de lei que regulamenta os cargos criados na reforma administrativa. Foi por causa da falta de regulamentação – um detalhamento das funções que cada cargo criado deve desempenhar, que o MP enquadrou o governo.

PREFEITURA MANTÉM CAUTELA DIANTE DAS INVESTIDAS DO MP

Mesmo tendo sido alvo de duas recomendações do Ministério Público para demitir servidores não-estáveis (aqueles admitidos no período de 1983 a 1988) e contratados, além de exonerar ocupantes de cargos em comissão, o governo do prefeito Mário Alexandre (PSD) segue silencioso quanto às investidas do MP (veja aqui).

A cautela visa não acirrar os ânimos com os promotores que já estão no encalço de Marão, o que poderia dar brecha pra processos judiciais, como o que exige a nomeação dos aprovados no concurso de 2016 (lembre aqui). Internamente, o governo entende que tem havido uma pressão desnecessária, principalmente sobre dois pontos: demissão dos não-estáveis e exoneração dos comissionados.

Primeiro porque os não-estáveis estão próximos da aposentadoria e, avaliam assessores de Marão, demiti-los agora geraria uma onda de precatórios e até poderia provocar reações desesperadas desses funcionários. A estratégia, então, é esperar o tempo de aposentadoria desse grupo, que reúne cerca de 300 trabalhadores com mais de três décadas de prefeitura.

O segundo ponto se refere à exoneração dos ocupantes de cargos em comissão que foram criados na recente reforma administrativa, vigente desde os primeiros dias de julho. O MP entende que os novos postos são irregulares, por não não estarem regulamentados – em outros palavras, a lei não diz o que cada cargo deve fazer.

No entanto, pessoas de dentro do governo ouvidas pelo ILHÉUS EM RESUMO deixam claro que a própria lei dá prazo de 90 dias para o prefeito assinar decreto que regulamente as funções. Além disso, a estrutura administrativa antiga também não  tinha regulamentação, o que seria trocar seis por meia dúzia. Dessa forma, o MP estaria se precipitando ao basear o pedido de exoneração nesse argumento.

PREFEITURA VAI TERCEIRIZAR CONTRATAÇÃO DE PESSOAL

A prefeitura de Ilhéus realiza, no próximo dia 18, pregão presencial, na modalidade registro de preços, para eventual contratação de empresa pra elaboração de projetos e fiscalização de obras.  O registro de preços visa sondar o mercado, sem o compromisso da contratação imediata pelo ente público. Até ai, parece tudo normal, mas as aparências tendem a enganar.

Caso venha a contratar empresa para essas funções, o governo do prefeito Mário Alexandre vai levar junto uma dezena de arquitetos, engenheiros, topógrafos, desenhistas e auxiliares administrativos de forma terceirizada, enquanto se recusa a nomear pessoal aprovado no concurso público para essas mesmas funções.

Confira aqui o edital nº 029/2017 na íntegra.

No certame realizado em 2016, há nove vagas para engenheiros, nas áreas de trânsito, agronomia e civil e há cadastro de reserva para arquiteto, todas com salário inicial de 3 mil reais. Foram abertas, ainda, sete vagas para topógrafo e duas para cadista técnico, com salário inicial de 1500 reais.

Já no registro de preços, a prefeitura prevê que o profissional será remunerado por hora trabalhada. Para um arquiteto pleno, a cada hora trabalhada serão pagos R$ 121,01, já contando encargos e o lucro da empresa. Caso trabalhe oito horas por dia, o governo Marão pagará em torno de 21 mil reais por mês, excluindo os fins de semana. Um arquiteto concursado custaria apenas 3 mil mensais.

São muitos os exemplos desse tipo no registro de preço. Um engenheiro pleno receberia 102 reais por hora trabalhada. Um engenheiro concursado faria o mesmo serviço recebendo R$ 12,50/hora. O custo total para os cofres públicos, caso a contratação vá à frente, é de R$ 5,6 milhões.

A intenção do prefeito de camuflar a terceirização desses profissionais piora a situação do município, que já responde a dois processos na justiça que cobram a nomeação dos aprovados. Uma das ações foi aberta pelo Ministério Público do Trabalho (MPT) e ainda pede indenização de 10 milhões do prefeito (veja aqui).

PREFEITURA DESCUMPRE ACORDO E SERVIDORES DA EDUCAÇÃO PODEM PARAR

A prefeitura de Ilhéus quebrou acordo firmado com funcionários da educação que igualava automaticamente o valor do tíquete de alimentação desses servidores com os das demais áreas, afirma o site Ilhéus Notícias com base em informações prestadas pelo sindicato dos professores (APPI).

Hoje, funcionários ligados à área da educação recebem 160 reais a menos que os da saúde, por exemplo. São 200 reais mensais, contra 360. Para acabar com esse problema, o sindicato e a prefeitura acordaram de igualar os valores automaticamente.

Dessa forma, ficou acertado que seriam pagos os R$200 dia 20, o que foi cumprido, e R$160 dia 30 de junho, que até a presente data não constou nos cartões. Ainda de acordo com pessoas da classe, a partir deste mês o valor total do tíquete seria liberado integralmente no dia 20 de cada mês, igualando aos demais funcionários municipais.

Com a quebra deste acordo, funcionários da educação estão com a “mão na cabeça”, visto que havia um acordo a ser cumprido. Uma reunião foi marcada com a prefeitura para a tarde desta quarta, dia 5. Caso não haja posicionamento favorável à categoria, os servidores pode iniciar paralisação.

MARÃO PROMETE INAUGURAÇÕES NO ANIVERSÁRIO DE ILHÉUS

Os 483 anos de fundação de Ilhéus serão comemorados pela prefeitura com inaugurações e com atos solenes de assinatura de ordem de serviço nas áreas de lazer, entretenimento e infraestrutura. Com apenas seis meses à frente do Executivo ilheense, a atual gestão inaugura amanhã (27), às 15 horas, a reforma da escola de Aritaguá II, localizada em Sambaituba. Na mesma localidade interiorana, o prefeito Mário Alexandre inaugura a praça central, totalmente reformada.

No dia 28, às 9 horas, haverá hasteamento solene das bandeiras na praça Dom Eduardo, centro. Em seguida, uma missa será celebrada na Catedral de São Sebastião. Às 10, o prefeito de Ilhéus e comitiva participam da entrega de alevinos a pequenos produtores de Ilhéus, na avenida Soares Lopes. Às 11 horas, está confirmada a inauguração de um portal turístico de Ilhéus, na avenida Soares Lopes, imediações da praça Rui Barbosa.

Ainda no dia 28, às 17 horas, no Teatro Municipal, o prefeito Mário Alexandre lança oficialmente a primeira edição da revista “Ilhéus, Tempo de Alegria”, produzida pela Secretaria Municipal de Comunicação. No mesmo local, o governante recebe diretores do grupo empresarial Assaí, que vêm anunciar o investimento de 40 milhões de reais para movimentar e fortalecer a economia local.

Mais empregos – O Grupo Assaí é uma rede brasileira de atacado de autosserviço, pertencente ao Grupo Pão de Açúcar. A loja vai ser instalada na rodovia Ilhéus-Olivença, numa área pertencente ao Condomínio Cidadelle, às margens da rodovia. O investimento prevê a geração de 280 a 300 empregos diretos já na primeira etapa, dos quais apenas duas vagas serão ocupadas por colaboradores de fora da cidade. O grupo tem 107 lojas espalhadas pelo Brasil, está presente em 16 estados e anualmente atende a 120 milhões de clientes. Possui 20 mil colaboradores.

Em seguida, no TMI, acontece a solenidade de entrega da Comenda da Ordem do Mérito São Jorge dos Ilhéus, a mais alta condecoração oferecida pelo município às pessoas que contribuem com o desenvolvimento local. Os homenageados deste ano são o governador Rui Costa, que estará presente ao ato, a reitora da Universidade Estadual de Santa Cruz, Adélia Pinheiro, e o pastor e líder evangélico, Gilmar Bonfim.

Encerrando a solenidade no Teatro Municipal, o prefeito de Ilhéus assina ordem de serviço para construção de novas quadras poliesportivas no Banco do Pedro, Salobrinho e Couto; a pavimentação das ruas Santa Bárbara, Felicidade e Nova Jerusalém, no bairro Teotônio Vilela; projeto de organização da Orla Sul e de construção do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), no Malhado.

No dia 29, quinta-feira, às 15 horas, será a vez da solenidade de entrega da obra de construção da Rotatória Sul, no KM 0 da Rodovia Ilhéus-Olivença. A localidade sofria forte retenção de tráfego no horário de rush, e, principalmente aos fins de semana, quando há um significativo aumento do fluxo de veículos automotores naquela área, que apresenta também grande movimentação turística. A intervenção feita aumenta o nível de segurança e vai evitar acidentes automobilísticos na região.

No mesmo dia, às 16 horas, será entregue a nova sede do Conselho Tutelar de Ilhéus, que passa a funcionar em uma casa mais ampla, na avenida Marcus Paiva, bairro Cidade Nova. Às 18 horas, nas escadarias do Palácio Paranaguá, no Centro Histórico de Ilhéus, haverá um Momento de Gratidão à Deus, com a apresentação dos corais.

Na sexta-feira (30), às 9 horas, está confirmada a inauguração da reforma do Posto de Saúde, no Banco da Vitória. Às 15 horas, acontecerá a inauguração do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), no bairro Jardim Savóia. O Posto de Saúde do Iguape será inaugurado, em solenidade marcada para às 16 horas e, encerrando a programação, os corais voltam a se apresentar nas escadarias do Palácio Paranaguá, às 18 horas.

Shows musicais – Os shows comemorativos aos 483 anos de fundação de Ilhéus e dos festejos alusivos ao São Pedro, programados para acontecer na avenida Soares Lopes, nos próximos dias 27 e 28, terão 14 horas de boa música e a apresentação de 14 bandas e artistas regionais e de expressão nacional.

As apresentações serão iniciadas nos dois dias às 18 horas se estendendo até às 3 horas da madrugada. Os shows são uma realização da Prefeitura, através da secretaria municipal de Turismo e Esporte, e o governo da Bahia.

No dia 27, a festa será iniciada com a apresentação do grupo Boteco das Amigas. Em seguida sobe ao palco Menina Forrozeira para, depois, se apresentarem Danniel Vieira, Estakazero, Naiara Azevedo, Forró dos Plays e a dupla Marcos e Pablo, que encerra o primeiro dia de shows gratuitos.

No dia do aniversário de Ilhéus, 28, quarta-feira, os shows contarão com as apresentações de Raneychas, Sinho Ferrary, Aduílio Mendes, Simone e Simaria, Thaeme e Thiago, Donas do Bar e Genard.

CADÊ A ANTENA, MARÃO?

A torre caiu e Marão não colocou de pé.

Há um mês, cobramos aqui o compromisso assumido pelo prefeito Mário Alexandre (PSD) de dar um jeito e reerguer a antena que permitia a retransmissão de sinal de emissoras de tv para Ilhéus, a exemplo da Band, SBT e Record (lembre aqui).

A chuva derrubou, em novembro do ano passado, a antena, localizada no pátio da Igreja Piedade. Desde lá, a cidade só tem recebido sinal da rede Globo. São sete meses.

No início de abril, Marão se comprometeu a resolver o problema “nos próximos dias”. Mas prometeu e não cumpriu.

Nesta sexta, 02, tentamos contato com o secretário de Infraestrutura do município, Hermano Fanning, no número terminado em 5679, mas ele não nos atendeu. 

MP DÁ 15 DIAS PRA MARÃO SUBSTITUIR CONTRATADOS POR CONCURSADOS

Prefeito tem 15 dias pra fazer troca.

Por meio da recomendação número 03-05/2017, a qual o ILHÉUS EM RESUMO teve acesso, datada de 25 de maio deste ano, o Ministério Público da Bahia (MPE) instrui o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, a substituir todos os funcionários contratados por concursados.

Representado pelo promotor Frank Monteiro, o mesmo da operação Cítrus, o MPE dá prazo de 15 dias para que o gestor se posicione e informe se vai seguir ou não a recomendação.

Entre outros pontos, o Ministério Público argumenta que “havendo aprovados no referido concurso, não pode a Administração manter contratados precários em detrimento dos mesmos, sob pena de violação frontal à norma constitucional”.

O MPE alega também que, em cinco meses de gestão, “muitas e recorrentes ainda são as denúncias de ocupação irregular de cargos públicos dirigidas a esta promotoria”. Nesse ponto da recomendação, o órgão trata de outro assunto caro: a demissão de 600 funcionários não-estáveis, aqueles contratados no período de outubro de 1983 a outubro de 1988 e que já vinham sendo ameaçados desde o governo do ex-prefeito Jabes Ribeiro.

No documento, que já foi recebido pela administração municipal, o Ministério Público afirma que, passado o prazo, caso não haja posicionamento favorável à recomendação, serão tomadas medidas judiciais.

A recomendação do MPE freia pretensões do Governo Marão de realizar nova seleção simplificada, principalmente na Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS). Uma comissão de organização pro pleito já foi constituída pelo prefeito há cerca de 60 dias com essa finalidade.

Em audiência anterior à recomendação, o secretário de Administração, Bento Lima, alegou, entre outros pontos, que a contratação de concursados representaria aumento dos gastos com pessoal e poderia gerar processos de equiparação salarial por parte dos servidores mais velhos nos cargos.

Procuramos o secretário de Administração para saber se já há definição sobre o caso. Ligamos para o número terminado em 0220, mas a ligação foi direto pra caixa postal.

APÓS DENÚNCIA, PREFEITURA DE ILHÉUS REGULARIZA MERENDA NAS ESCOLAS

No dia 17 de abril (veja aqui), noticiamos aqui que a prefeitura de Ilhéus vinha deixando estudantes da rede municipal com fome. Três meses depois de iniciado o ano letivo, as crianças não tinham merenda escolar.  Depois da denúncia, o Governo Marão afirma ter regularizado o problema. Confira em matéria da Secretaria Municipal de Comunicação:

A Prefeitura de Ilhéus regularizou a distribuição da merenda escolar nas unidades da rede municipal de ensino, localizadas na zona urbana da cidade. De acordo com informações da secretária de Educação, Eliane Oliveira, neste fim de semana, a distribuição dos gêneros alimentícios será concluída nas escolas da zona rural e, a partir da próxima segunda-feira, toda a rede escolar retomará a normalidade no serviço de alimentação escolar.

Com a regularização da distribuição da merenda, 20.500 estudantes matriculados nas 117 escolas serão beneficiados.

No final do último mês de março, o prefeito Mário Alexandre (PSD) determinou a suspensão dos contratos com a empresa envolvida na Operação Citrus, conduzida pelo Ministério Público do Estado (MPE), e autorizou a realização de novo processo licitatório. Ele destaca ainda que todas as providências estão sendo adotadas para a retomada da regularidade dos serviços públicos atingidos pela operação.

A secretária Eliane Oliveira salienta que uma equipe da Seduc acompanha a entrega dos alimentos para conferir as marcas dos produtos aprovadas na licitação, que contou com a participação de cinco empresas.

O cardápio diário da merenda atende às recomendações do Governo Federal, por meio do Ministério da Educação, que levam em consideração o teor de calorias e o percentual médio de nutrientes. A verba disponível para a aquisição da alimentação escolar é oriunda do Fundo Nacional do Desenvolvimento da Educação (FNDE).

 

DIÁRIA DE MARÃO CUSTA 3 VEZES A DO GOVERNADOR DA BAHIA

Prefeito Mário Alexandre.

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre (PSD), viaja representando o município com os custos pagos pelo ilheense. Parece justo, já que ele é o chefe do executivo local. Para cada deslocamento, dentro ou fora da Bahia, Marão recebe R$ 600 por dia de viagem, a chamada diária.

O valor é estipulado pelo próprio município e vale também para secretários e ocupantes de cargos de chefia. O governador do Estado, Rui Costa, também viaja em compromissos oficiais e recebe diárias. No entanto, recebe um terço do montante pago ao prefeito de Ilhéus.

O decreto 13.169/2011, publicado na gestão Jaques Wagner, regulamenta as diárias. Governador e vice recebem diárias de R$ 202 para viagens a municípios baianos. Em viagens a outros estados, a diária passa a ser R$ 404. Secretários recebem R$ 151 em viagens no estado e R$ 302 fora.

O valor da diária vale desde 2014, portanto, não foi definido pelo atual prefeito. No entanto, em tempos de crise e do aperto financeiro alegado por Mário Alexandre, reduzi-lo poderia representar um alívio às contas públicas e ser uma demonstração de compromisso com as finanças.

ILHÉUS DEVE DESCULPAS AOS ESTUDANTES DE PIAÇAVEIRA

Uma quase escola é o espelho de uma sociedade quase civilizada. Imagem: Reprodução Fantástico/Globo.

Editorial do Ilhéus em Resumo

A realidade dos estudantes do anexo de Piaçaveira, no distrito de Japu, a trinta quilômetros do centro de Ilhéus, chocou a todos. Milhares de ilheenses não conheciam aquela realidade, que nos parece coisa comum de se ver em algum brejão Brasil a dentro, desde que bem distante de nós.

Aquela realidade, exibida no Fantástico, da rede Globo, neste domingo (14), nos assusta e põe em xeque a sensibilidade dos gestores que por aqui passaram. Se a comunidade ilheense, em sua maioria, desconhece aquele cenário, é obrigação do poder público conhecê-lo. Conhecê-lo e, sobretudo, mudá-lo.

Não cabe aqui procurar culpados. Principalmente, porque já os conhecemos. Quantos governaram Ilhéus e negligenciaram a realidade de uma escola quase sem teto e sem paredes? Onde o banheiro é um buraco no chão, a água é levada de casa e a merenda é uma promessa antiga? Jabes Ribeiro, Newton Lima, Valderico Reis, Antonio Olímpio? Todos!

Se já conhecemos os culpados, conhecemos também quem pode, a partir de agora, mudar aquela realidade.

O ilheense concedeu ao atual prefeito, Mário Alexandre, uma vitória esmagadora nas urnas. E espera dele um trabalho à altura. Até agora, com quase cinco meses de governo, nada fez. Mas ainda pode. E pode começar por dar dignidade aos estudantes do anexo de Piaçaveira.

Seria uma forma de recomeçar sua gestão. Ir à escola, pedir desculpas em nome da comunidade ilheense às crianças. Providenciar um local seguro para realizar as aulas enquanto se constrói uma nova escola. Seria um gesto de grandeza e sensibilidade necessário nesse momento.

 

CONCHA ACÚSTICA DE ILHÉUS VIRA LIXÃO

Alô prefeitura de Ilhéus. A concha acústica, na Avenida Soares Lopes, abandonada desde o governo passado, está sendo usada como depósito de entulho e dejetos humanos. Não é porque o governo passado largou de mão, que esse deve seguir pelo mesmo caminho. O portão nem existe mais. Tá no chão. Lá dentro, muita sujeira. O equipamento deveria ser gerido pela Secretaria Municipal de Cultura, mas, no Governo Marão, sequer existe mais essa pasta. 

MORADORES DA RUA DA HORTA RECLAM DO MATO E DA FALTA DE LIMPEZA DO CANAL

Do FRN 

Idoso teve de entrar no esgoto pra desentupir

Moradores da Rua Nova Esperança, antiga Rua da Horta, entraram em contato com a redação do site Fábio Roberto Notícias, para reclamar do esgoto a céu aberto, que há muitos anos vem colocando em risco a saúde da comunidade. “O caso aqui é sério, meu pai de 78 anos e outras pessoas da rua, vem fazendo a limpeza do esgoto por conta própria. Isso é um absurdo! Até quando vamos ter que conviver com esse problema?”, reclama um morador.

Eles afirmam que já foram feitas várias reclamações no setor responsável da prefeitura, porém nunca foram atendidos, deixando a comunidade revoltada com a falta de manutenção no canal do bairro. “Chega desse descaso com nosso povo, peço pelo amor de Deus providências urgentes, para resolver esse problema. Está insustentável morar aqui“, desabafa um idoso. 

Ainda conforme relatos, além do esgoto esta estúpido, cortaram a metade dos matos e não retiram o lixo, deixando uma bagunça total no local. A comunidade merece respeito e compromisso. 

EMPRESÁRIO QUE TEVE OBRA DEMOLIDA EM ILHÉUS QUESTIONA SE FOI FALTA DE COMUNICAÇÃO OU PERSEGUIÇÃO 

O que sobrou da demolição

O empresário Hernani Sá resolveu se manifestar sobre a demolição da estrutura que ele montava na praia do Sul, em Ilhéus, na altura do condomínio Jardim Atlântico. A obra foi demolida pela Superintendência de Meio Ambiente no último dia 6, segundo a Secretaria de Comunicação, a pedido do Ministério Público. Confira o relato de Hernani:

“Eu, HERNANI LOPES DE SÁ, empreendedor, filho de Ilhéus, proprietário do Container-Lanchonete localizado na praia do renascer, na zona sul desta cidade, que teve sua estrutura de madeira demolida no dia 06/04/2017 (Anexo – I) por determinação da SEPLANDES – Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Sustentável de Ilhéus, fato esse que foi noticiado pelos meios de comunicação local, venho, em defesa da minha imagem, da minha credibilidade perante a opinião pública e em defesa dos meus direitos como cidadão, informar que:

Protocolei no Gabinete do Prefei de Ilhéus, dia 06/03/2017, abaixo-assinado, assinado por moradores e pessoas da comunidade do surf, solicitando permissão para uso do Container de minha propriedade que já estava no local, para que pudéssemos usá-lo como ponto de apoio na implantação de um projeto sustentável que iria beneficiar os moradores, os surfistas, os frequentadores da praia, oferecendo uma estrutura confortável diferenciada, ao passo que iriamos promover a limpeza da praia, a coleta seletiva do lixo, colocar placas educativas de preservação do meio ambiente, realizar campeonatos de surf e outros eventos esportivos, tudo isso respeitando a vegetação nativa que já se encontrava no local. 

Estrutura era toda desmontável


Após a entrega do abaixo-assinado no gabinete do prefeito, não tivemos mais nenhum problema com a prefeitura de ilhéus, pelo contrário, pessoas do governo prometeram uma caçamba e um trator para retirar o lixo de um terreno baldio próximo, realizamos a construção de um deck modular de madeira, formado por placas de 1,20 m X 1,20 m, que poderia ser desmontado a qualquer tempo, fizemos uma contenção de coqueiros que serviria para conter a maré cheia, feito com troncos já encontrados no chão, fizemos um pergolado de eucalipto tratado que só faltava a telha de policarbonato, para abrigar os atletas no dia do Circuito Carving de Surf, evento que iria inaugurar o espaço no dia 22 e 23 de abril de 2017, em parceria com o realizador do evento Bruno Galini. 

Já estava quase tudo pronto, até as cadeiras de palete fixadas na areia da praia já estavam servindo de apoio para a comunidade, o pessoal do funcional colocava seus pertences em cima, fechamos parceria com a empresa SURREAL-VR, que iria colocar gratuitamente seus equipamentos de jogos de realidade virtual, também na área do pergolado coberto, a dançarina do ventre, Nicolli Darian, já havia sido convidada para mostrar seu trabalho, fazer uma apresentação de dança do ventre com malabares de fogo ao por do sol, pois a nossa estrutura também serviria como espaço cultural. 

O realizador do evento, Bruno Galini, teve a preocupação de convidar salva-vidas profissionais para passar orientações de salvamento e primeiros socorros aos surfistas, que quando estão numa praia sem posto de salva-vidas são os únicos que podem realizar voluntariamente o trabalho desses heróis.

O Prefeito e seus secretários, obviamente, seriam convidados a assistir este espetáculo, nunca visto antes na história de ilhéus. Eventos desse tipo ocorrem na cidade de Itacaré, monta-se toda a estrutura e depois do evento tudo é removido. Em nosso Caso, estávamos pleiteando ficar por tempo indeterminado para uso do espaço, mas se o poder público não permitisse, iriamos remover tudo depois do evento e guardar para eventos futuros, não precisava destruir tudo! Foi muito trabalho e investimento jogado fora, desrespeitando um projeto da iniciativa privada, em parceria com a iniciativa popular, que estava buscando uma parceria com o poder público.

No dia 04/04/2017, chegou uma notificação da prefeitura (Anexo – II) mandando paralisar os serviços, o que foi prontamente obedecido, tanto que no dia 06/04/2017, quando demoliram a obra, não existia ninguém no local, estávamos tentando desembargar junto à prefeitura, inclusive entregamos no gabinete do prefeito, no dia anterior, explicações do que estava sendo feito no local (Anexo – III), ao passo que pedimos apoio, o que foi respondido com uma brutal demolição, que além de derrubar a estrutura, passou por cima de um coqueiro filhote e matou várias plantas em área de preservação permanente que havíamos preservado.

Com relação à madeira que foi levada pelas caçambas da prefeitura, quero saber qual destino foi dado e qual procedimento de retirada, pois tenho nota fiscal e ainda estou aguardando a notificação de apreensão, pois tenho esperança de resgatá-las.

Não sei se houve falha de comunicação entre o Gabinete do Prefeito e a SEPLANDES ou se foi perseguição sem motivo aparente. Mesmo a prefeitura tendo poderes legais para fazer o que fez, acho que não houve bom senso! Até porque quase todos os cabaneiros de praia de ilhéus estão em situação irregular e nem por isso tiveram suas estruturas derrubadas”.

“Feliz a nação cujo Deus é o SENHOR”! (Bíblia Sagrada, Salmo 33:12)

GOVERNO MARÃO ESQUECE MORTE DE ZÉ TIRO SECO

Ze

O governo do prefeito Mario Alexandre ainda não emitiu qualquer nota de pesar pelo falecimento do radialista Altamiro Viana, o Ze Tiro Seco, que faleceu aos 80 anos, na manhã de ontem, terça-feira, 28.

O silêncio demonstra falta de sensibilidade da equipe do prefeito. Tiro Seco contribuiu com a formação do rádio sul baiano, e se aposentou depois de 67 anos de microfones.

O governador Rui Costa e o deputado federal Bebeto foram algumas das autoridades que se solidarizaram com a família do radialista, que havia se aposentado há um ano.

O enterro está marcado para as 9h desta quarta (29), no Cemitério São João Batista, na zona sul de Ilhéus.

ILHÉUS: GOVERNO MARÃO VAI PAGAR $369 MIL A ESCRITÓRIO DE ADVOCACIA DE ALIADO

Por mês, escritório vai receber 30 mil reais

O prefeito de Ilhéus, Mario Alexandre, assinou contrato com o escritório de advocacia Harison Leite Advogados Associados para assessoria jurídica. O contrato, já publicado no Diário oficial do município, prevê um desembolso de R$369 mil por um ano de serviços.

A assessoria foi contratada mesmo o município possuindo uma procuradoria Geral, que conta em seu quadro com mais de 12 procuradores concursados, além de outros seis assessores jurídicos recentemente nomeados pelo próprio prefeito.

Como a lei permite dispensa de licitação pra esse tipo de serviço, o escritório contratado foi escolhido a dedo pelo prefeito. O que não surpreende ter optado pelo advogado Harison Leite, que foi procurador geral de Itabuna no governo do ex-prefeito Vane. Leite chegou a ser cotado pra ocupar a Procuradoria Geral de Ilhéus.

A indicação do advogado, à época, teve as bênçãos da deputada Ângela Sousa, aliada de Vane e mãe do prefeito de Ilhéus.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia