WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia faculdade de ilheus embasa


maio 2019
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


:: ‘Ilhéus’

EMPRESÁRIA CANADENSE MORTA EM ILHÉUS FOI ROUBADA POR EX-FUNCIONÁRIO

Do G1

Vítima.

empresária canadense que foi encontrada morta, na cidade de Ilhéus, no sul da Bahia, foi vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte), segundo informações divulgadas nesta sexta-feira (26) pela Polícia Civil. O suspeito do crime foi preso.

De acordo com o delegado Helder Carvalhal, que investiga o caso, o homem, identificado como Uilliânathan de Oliveira Martins, de 27 anos, prestava serviços para a vítima, que era dona de uma barraca de praia, na orla da cidade.

Ramona Louise Dawe tinha 64 anos e era radicada em Ilhéus. O crime ocorreu dentro da barraca de praia da empresária, no dia 11 de abril. Conforme a polícia, o suspeito foi identificado após denúncias de testemunhas que o viram saindo do local depois da ação.

O homem foi detido no último sábado (20). Segundo o delegado Helder Carvalhal, durante depoimento, o suspeito confessou o crime e contou que não teve a intenção de matar a vítima.

Conforme o delegado, o homem alegou que empurrou a mulher na fuga, e ela acabou batendo a cabeça em uma mesa e caiu no chão. A queda provocou a morte da empresária. O suspeito fugiu levando um celular, que foi vendido em uma feira da cidade.

Após ser ouvido no sábado, o homem foi liberado, porque não houve flagrante. Contudo, nesta sexta-feira (26), foi cumprido mandado de prisão preventiva contra o suspeito. O celular da vítima foi encontrado pela polícia e apreendido.

Uilliânathan de Oliveira Martins foi encaminhado para a carceragem da delegacia da cidade, onde está à disposição da Justiça.

ILHÉUS: PASSAGEIRO PRECISA DE GUARDA-CHUVA NO ÔNIBUS DA VIAMETRO

Do Ilhéus 24h

Ônibus inovadores.

Uma cena revoltante, mas infelizmente corriqueira em Ilhéus, foi registrada por um leitor do nosso blog e enviada para a nossa redação. Nesta sexta-feira, uma cadeirante que pegava o ônibus da linha Teotônio Vilela estava no local destinado a ela e com uma pingueira, no mínimo, incômoda em cima dela vazando a água do condicionador de ar do veículo.

A pessoa da denúncia chegou a emprestar o guarda-chuva (veja na foto) para que a cadeirante não chegasse ao destino absolutamente encharcada. Este tipo de pingueira é comum nos ônibus com ar-condicionado na cidade de Ilhéus e são provocadas simplesmente por falta de manutenção nos aparelhos condicionadores de ar dos veículos. Vários ônibus circulando na cidade, incluindo os da São Miguel, apresentam goteiras que parecem cachoeiras.

JUSTIÇA SUSPENDE COMISSÕES TEMÁTICAS DA CÂMARA DE ILHÉUS

Do Ilhéus 24h

Câmara.

Em liminar concedida nesta quarta-feira (24), o juízo da 1ª Vara da Fazenda Pública, da Comarca de Ilhéus, determinou em regime de urgência, a suspensão da sessão ordinária do dia 20 de fevereiro de 2019, que elegeu os membros das Comissões Permanentes da Câmara de Vereadores. A decisão do Magistrado se deu em virtude do Mandado de Segurança impetrado pelo Vereador Makrisi (PT).

No despacho, o Juiz Alex Venicius determina que o presidente da Câmara de Vereadores, César Porto, promova a nova composição das comissões em conformidade com o Regimento Interno da Casa, de modo que apresente formalmente quem são seus líderes, o cálculo da proporcionalidade de cada partido, e com a garantia da presença do vereador Makrise nas comissões que ele escolher, limitadas respeitando a proporcionalidade e a inclusão da minoria de oposição nas comissões. 

Durante a sessão ordinária da quarta-feira, 24, o presidente da Câmara Municipal de Ilhéus foi intimado por um oficial de justiça, para prestar esclarecimentos ao Juiz Alex Venicius, acerca dos procedimentos que foram adotados na escolha das atuais comissões temáticas.

Reflexos: a decisão poderá ocasionar a nulidade de todos projetos aprovados, que consequentemente tramitaram pelas comissões, inclusive a nova reforma administrativa da Prefeitura de Ilhéus.

Clique no link abaixo e confira a decisão na integra.

Decisão Judicial Câmara de Ilhéus

PROVISÓRIO, ARMENGUE EM PONTO DE ÔNIBUS COMPLETA DOIS ANOS

Dois anos…

Ineficiente, o governo do prefeito Mário Alexandre deixa várias provas de que não é capaz de cuidar do básico. Uma delas é ter tornado permanente um abrigo para passageiros de ônibus que deveria ser provisório.

Em abril de 2017, para remediar a situação do abrigo localizado na Praça Coronel Pessoa, no Centro, Marão alugou toldos. À época, uma placa indicava se tratar de algo provisório.

Dois anos depois, o armengue continua lá. Os custos do aluguel ninguém sabe e ninguém viu.

Há de se questionar se a grana gasta na locação já não seria suficiente para construir uma estrutura fixa no local.

Marão saberás (provavelmente não).

PGR TRABALHARÁ PARA DEMARCAÇÃO DE TERRAS INDÍGENAS

Do Tabuleiro

Dodge acompanhada de liderança indígena.

A procuradora-geral da República, Raquel Dodge, afirmou ontem (quinta, 25) que o Ministério Público Federal (MPF) buscará promover a demarcação de terras indígenas.

“O trabalho do Ministério Público é reunir as informações que permitem essa demarcação segundo os critérios da Constituição. E o trabalho do Ministério Público é promover essa demarcação caso não haja essa demarcação pelos órgãos próprios do Poder Executivo”, afirmou a procuradora.

A declaração foi feita em solenidade para a entrega de um estudo produzido por procuradores e antropólogos peritos do Ministério Público Federal (MPF) que apresenta documentos sobre violações dos direitos da etnia durante o processo de construção da hidrelétrica de Itaipu Binacional, no Paraná. O estudo foi entregue pelo MPF para lideranças do povo indígena Avá-Guarani.

Em nota, a Itaipu Binacional afirma que o “reassentamento indígena foi feito de forma rigorosamente legal, cercado de cuidados para preservar todos os direitos dos assentados e sempre com vistas ao consenso”. O texto destaca ainda que o processo foi acompanhado pelos diversos atores e entidades legalmente competentes envolvidas com a questão.

O relatório será encaminhado à Fundação Nacional do Índio (Funai) com o objetivo de embasar processos de reparação e de demarcação de terras guarani, informou a PGR. O estudo servirá também de subsídio para um inquérito civil e possíveis medidas judiciais, acrescentou Raquel Dodge. “No histórico de demarcação de terras indígenas a demarcação de terras guarani é muito pequena”, ressaltou ela.

Presente no evento, o cacique Celso Jopoty, da aldeia Ocoy, no oeste do Paraná, defendeu uma mudança nos processos de demarcação de terras indígenas. “Parece que quando demarcação de terra sai, [o país] está perdendo terra. Mas tá ganhando o Brasil terra, porque os indígenas vão preservar as matas, as águas”, disse.

Sobre o estudo

De acordo com o estudo, os próprios órgãos do Estado, como a Fundação Nacional do Índio (Funai) e o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), agiram de forma fraudulenta, à época das desapropriações para a construção de Itaipu Binacional, no sentido de “invisibilizar” o povo Avá-Guarani.

“O material reúne documentos oficiais, depoimentos, pesquisa bibliográficas, fotografias e mapas para mostrar que os índios foram deliberadamente excluídos dos processos de reassentamento e reparação”, diz o Ministério Público Federal (MPF). A Agência Brasil entrou em contato com órgãos e aguarda resposta.

O relatório fez um levantamento de mais de 200 estudos feitos ao longo dos anos sobre a dispersão do povo guarani na região, segundo o procurador regional da República João Akira Omoto, que participou dos trabalhos.

“O que o relatório traz é o reconhecimento de que houve ali uma violação dos direitos dos povos guarani e que havia ali uma territorialidade, que essa territorialidade nunca foi renunciada pelo povo guarani”, disse Omoto.

“E esse é o primeiro e maior resultado imediato, não podemos continuar negando a existência guarani, a identidade guarani e a territorialidade guarani”, acrescentou.

STF

As disputas entre o povo Avá-Guarani e Itaipú são alvo também de ações no Supremo Tribunal Federal (STF), onde a PGR pediu que o presidente da Corte, ministro Dias Toffoli, impedisse uma reintegração de posse autorizada pela primeira instância da Justiça Federal, que determinou a retirada de ocupações dos indígenas da etnia em áreas de preservação ao redor do reservatório da hidrelétrica.

Em março, Toffoli concedeu o pedido e suspendeu a liminar de reintegração da primeira instância até que a disputa, que já dura décadas, seja resolvida. Ele pediu que as partes se manifestem sobre uma possível conciliação no caso, meio visto por ele como o mais promissor para resolver o litígio pelo direito de ocupação de terras na região.

Em texto publicado em seu site, a hidrelétrica diz que na “formação do reservatório da Itaipu, o reassentamento da Comunidade Indígena Ava Guarani foi feito de forma rigorosamente legal, cercado de cuidados para preservar todos os direitos dos assentados e com vistas sempre ao consenso, sob a orientação e supervisão da Funai e o acompanhamento de várias outras entidades, como, por exemplo, o Conselho Indigenista Missionário (Cimi)”.

FISCALIZAÇÃO FLAGRA DESCARTE IRREGULAR DE LIXO E NOTIFICA EMPRESA EM ILHÉUS

Da Secom/Ilhéus

Crime ambiental.

Uma empresa de gesso foi notificada após descartar entulho em um terreno baldio localizado à Avenida Esperança, logo no início da manhã desta quinta-feira (25). Também foram fiscalizados terrenos nas proximidades do bairro. Conforme disse a Superintendente do Meio Ambiente (Sema), Joélia Sampaio, após realização do mapeamento dos locais comuns dessa prática, equipes de fiscalização se organizaram em horários estratégicos nessas regiões. A multa para quem for flagrado jogando lixo em vias e logradouros públicos é de R$ 3 mil reais.

No caso, o funcionário da empresa de gesso estava descarregando entulho irregularmente em um terreno. A pessoa e a empresa foram notificadas de acordo com a lei municipal nº 3.510 de 13 de dezembro 2010, Código Ambiental do Município de Ilhéus que dispõe sobre o Sistema Municipal de Meio Ambiente (SISMUMA). Após ser notificada, a empresa foi obrigada a recolher todo o material descartado no local, e dar um destino apropriado, em cumprimento às exigências de conduta ambiental.

Os recursos arrecadados com as multas aplicadas serão destinados ao equipamento do município e para campanhas educativas. Segundo a lei, “ficam proibidos o lançamento, a liberação e a disposição de poluentes no ar, no solo, no subsolo, nas águas interiores ou costeiras, superficiais ou subterrâneas, e no mar territorial, em desconformidade com normas e padrões estabelecidos, bem como qualquer outra forma de degradação decorrente da utilização dos recursos ambientais”.

As autuações fazem parte da Operação Cidade Limpa de combate ao descarte irregular de lixo no município, deflagrada pela Prefeitura, por meio da Superintendência do Meio Ambiente, em parceria com a Secretaria de Serviços Urbanos (Secsurb), Polícia Militar e Agentes de Fiscalização da Superintendência de Transporte, Trânsito e Mobilidade (Sutram). Segundo os articuladores, as operações de fiscalização vão continuar por toda a cidade, em horários variados.

Passado – O drama do antigo “lixão da Urbis” vivido no passado parecia não ter fim. Mesmo com a retirada do material, momentos depois, o amontoado mau cheiroso era reposto por carroceiros e moradores de áreas vizinhas. O espaço, que fica ao lado do Caic, está passando por uma transformação, graças à parceria com a Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), para a construção de uma estação elevatória, calçada, pavimentação, pista de skate e uma pracinha de convivência.

ILHÉUS: ESTREIA DE FILME GERA FILA NO CINE SANTA CLARA

Do Ilhéus 24h

Fila. Foto do Ilhéus 24h.

Na manhã desta quinta-feira (25) quem passou pelas imediações do Cinema Santa Clara, na Avenida Soares Lopes, se deparou com uma enorme fila que dobrou o quarteirão. O motivo? A estréia do aclamado filme da Marvel/Disney, “Vingadores: Ultimato” que encerra uma fase de 10 anos de produções cinematográficas.

Cerca de 600 ingressos teriam sido colocados à venda, mas não foi o suficiente para todo o público que estava presente. Houve quem chegasse na noite do dia anterior para aguardar na fila. Várias pessoas reclamaram do fato de não haver um controle sobre a compra de vários ingressos por um único indivíduo, o que deixou a maior parte dos fãs sem acesso ao dia de estréia do filme. Um princípio de confusão chegou a se instaurar com pessoas tentando “furar fila” e a polícia teve de ser chamada para organizar a situação.

Vingadores: Ultimato tem sua estréia mundial nesta quinta-feira e já possui uma análise de 9.2 no site IMDB.

EMPRESAS DO GRUPO BRASILEIRO ABREM VAGAS PARA PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

Grupo tem vagas abertas.

As empresas Rota Transportes Rodoviários, Viação Cidade Sol e Viametro Transportes Urbanos, que integram o Grupo Brasileiro, iniciaram recrutamento para vagas de Auxiliar Administrativo Financeiro e de Cobrador, disponibilizadas a pessoas com deficiência nas cidades de Itabuna, Valença e Ilhéus. A seleção é coordenada pelo setor de Recursos Humanos nas referidas companhias.

Na Rota Transportes, há uma vaga para Auxiliar Administrativo Financeiro, com atuará na sede da empresa, em Itabuna. O candidato deve ter como escolaridade o nível médio completo e residência em Itabuna. Os interessados devem enviar currículo para recrutamento@rotatransportes.com.br, ou fazer inscrição no site www.rotatransportes.com.br (Trabalhe conosco).

Na Cidade Sol, há disponibilidade de uma vaga para Cobrador. Nesse caso, o candidato deve ter o Ensino Fundamental como escolaridade e residência em Valença. Os interessados podem enviar currículo para recrutamento@cidadesoljequie.com.br, ou fazer inscrição no site www.cidadesol.com.br (Trabalhe conosco).

E na empresa Viametro Transportes Urbanos, que opera no Sistema Inteligente de Transporte (SIT) ilheense, há uma vaga disponibilizada na função Cobrador. O candidato precisa ter o Ensino Fundamental completo e residência na cidade de Ilhéus. Os interessados devem enviar currículo para recrutamento@viametro.com.br, ou entregá-lo na garagem da empresa, localizada na Avenida Roberto Santos (Bairro Esperança).

ILHÉUS: 1º SIMPÓSIO MULTIDISCIPLINAR DE CÂNCER DE MAMA ACONTECE NO SÁBADO

Simpósio.

Ilhéus recebe nesse sábado (27), das 8h às 15h, no Hotel Praia do Sol, zona sul da cidade, o 1º Simpósio Multidisciplinar de Câncer de Mama. O evento é organizado pela Clínica AMO – Assistência Multidisciplinar em Oncologia e a Clínica de Mamografia de Ilhéus – CMI, sob a responsabilidade dos médicos Dr. Caio Silvério, Dr. Carlos Sampaio e Dr. José Slaibi Filho.

Durante o encontro serão debatidos temas como rastreamento, diagnóstico e tratamento da doença. De acordo com o Dr. Caio Silvério, oncologista clínico e diretor médico da clínica AMO Ilhéus, “o câncer de mama é o segundo mais comum nas mulheres brasileiras, atrás apenas do câncer de pele não melanoma e deve ter suas pesquisas e estudos amplamente discutidos entre a comunidade científica”.

EMBASA GARANTE CONFORMIDADE DA ÁGUA DISTRIBUÍDA

Da Ascom/Embasa

Embasa garante boa qualidade da água.

Sobre investigação conjunta da ONG Repórter Brasil e da organização suíça Public Eye sobre presença de agrotóxicos na água distribuída no Brasil a partir de resultados de análises registrados entre 2014 e 2017 no Sisagua (Sistema de Informação de Vigilância da Qualidade da Água para Consumo Humano), (leia reportagem aqui) a Embasa esclarece que a interpretação dos dados divulgados em matéria jornalística não informa que os níveis detectados nas amostras dos municípios citados estão bem abaixo do valor máximo permitido (VMP) pelo Ministério da Saúde.

Vale ressaltar que, no período considerado na investigação (2014-2017), os equipamentos e procedimentos utilizados nas análises da Embasa indicavam com precisão a presença quase nula, ou em concentração inferior ao VMP, de 23 das 27 substâncias de agrotóxicos monitoradas nas análises. Para as outras quatro substâncias, o nível de precisão era mais baixo. Em 2018, porém, laboratórios de terceiros foram contratados para verificar com mais precisão a presença dessas quatro substâncias e os resultados, já disponíveis no Sisagua, atestam que a água distribuída pela empresa está em conformidade com a Portaria de Consolidação nº5 de 2017, norma que determina os parâmetros de potabilidade da água no Brasil.

Sem considerar essa informação, a ONG Repórter Brasil e a Public Eye afirmam que a água de alguns municípios baianos está com presença de agrotóxicos acima do nível permitido. No entanto, a partir de 2018, foi possível comprovar que todas as 27 substâncias estavam em total conformidade com o exigido pelo Ministério da Saúde.

Para acompanhar os aperfeiçoamentos ocorridos, nos últimos anos, no método de controle da qualidade da água, a Embasa tem investido na aquisição de equipamentos de alta precisão para fornecer informações com alto grau de confiabilidade e, assim, contribuir para o fortalecimento da rede de segurança da água para consumo humano existente no país.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia