WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom ponte ilheus secom bahia solidaria embasa policlinica itabuna secom bahia


setembro 2020
D S T Q Q S S
« ago    
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  


:: ‘Coronavírus – Covid’

ABERTAS INSCRIÇÕES PARA CURSO DE VIGILÂNCIA DE ÓBITO POR COVID-19

UTI’s

Estão abertas as inscrições para o curso de Vigilância de Óbito por Covid-19, voltado para profissionais que atuam em unidades de saúde (comissões, comitês, núcleos hospitalares de epidemiologia ou outras estruturas relacionadas a temática), secretarias municipais e regionais de saúde e, em especial, aos que atuam nas câmaras técnicas de análise de óbito.

Segundo o governo do estado, o curso é uma ferramenta fundamental para a produção de informações sobre mortalidade da doença. O curso será na modalidade Ensino a Distância (EaD).

Os interessados devem se inscrever através do site da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab). O curso terá uma carga horária de 6h e acontecerá do dia 29 de setembro a 29 de outubro.

De acordo com o órgão de saúde, o curso possibilita a tomada de decisão sobre as medidas de prevenção e controle durante a pandemia, ao fortalecer as ações de vigilância dos óbitos pela doença com a notificação oportuna, celeridade no processo de investigação e análise dos mesmos, segundo recomendações da Vigilância em Saúde do Estado da Bahia e do Ministério da Saúde.

Conforme a Sesab, o curso fará com que os profissionais qualificados possam:

  • Conhecer a situação epidemiológica da mortalidade por COVID-19 no Estado e regiões;
  • Conhecer o Sistema de Informação sobre Mortalidade – SIM;
  • Orientar sobre o adequado preenchimento das declarações de óbito de casos suspeitos e confirmados de COVID-19;
  • Conhecer os sistemas de notificações oficiais de casos suspeitos ou confirmados de Síndrome Gripal (e-SUS VE) e para a Síndrome Respiratória Aguda Grave (Sivep-gripe);
  • Reconhecer o fluxo de vigilância de óbito por COVID-19, destacando a notificação e investigação de óbito por COVID-19 em tempo oportuno;
  • Reconhecer o papel das comissões, comitês, núcleos hospitalares de epidemiologia ou outras estruturas responsáveis pela vigilância de óbitos nas unidades de saúde, bem como as câmaras municipais e regionais de análise de óbito;
  • Orientar a atuação do Núcleo Hospitalar de Epidemiologia (NHE) na investigação de óbitos por COVID-19;
  • Orientar as estratégias para a produção de divulgação de informações de mortalidade sobre COVID-19.

ILHÉUS REGISTRA MAIS QUATRO MORTES POR COVID-19 NA QUINTA, 17

Teste covid

O boletim municipal desta quinta-feira (17) mostra que em Ilhéus o número de mortes aumentou.

A cidade está com 226 óbitos, quatro a mais do que na quarta-feira (16).

De acordo com o boletim municipal, a cidade está com 6.646 casos confirmados da Covid-19. Um aumento de 21 casos em 24 horas.

O número de casos ativos é de 350, sendo 293 em isolamento e 57 em UTI.

Boletim dia 17 de setembro

CARTÓRIOS DA BAHIA REGISTRAM RECORDE DE MORTES EM AGOSTO; SÉRIE COMPARA DADOS DE 8 ANOS

Mortes por covid-19

A Bahia registrou este ano o mês de agosto com maior número de mortes desde 2002, quando foi iniciada a série histórica de estatísticas dos Cartórios de Registro Civil, contabilizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O dado estadual segue a tendência nacional. O Brasil também registrou o maior número de óbitos na série.

Os dados catalogados pelo Instituto, com base nos registros dos Cartórios até 2018, comparados aos anos de 2019 e 2020, disponíveis no Portal da Transparência dos Cartórios (transparencia.registrocivil.org.br), apontam um total de 8.365 óbitos no mês, 28,3% a mais que os 6.514 registrados em agosto de 2019.
O recorde de óbitos em agosto deste ano também é confirmado na pesquisa histórica Estatísticas do Registro Civil, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que também utiliza como fonte primária os dados dos Cartórios brasileiros. Em comparação com agosto de 2018 (7.337 óbitos), 2020 registrou um acréscimo de 14% nas mortes, já com relação a 2017 (7.689) foram 8,7% a mais este ano, enquanto que na comparação com 2016 (7.034), o percentual de aumento em 2020 é de 19%.
O Portal da Transparência, administrado pela Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen-Brasil), é atualizado diariamente por todos os Cartórios do País desde 2019; já o IBGE cataloga e tabula os dados anuais do Registro Civil e os disponibiliza em seu site sempre no final do ano seguinte. Desde o início da pandemia, a plataforma do Registro Civil passou a informar dados de óbitos por Covid-19 (suspeita ou confirmada) e, ao longo dos meses, novos módulos sobre óbitos por doenças respiratórias e cardíacas foram adicionados ao Portal, com filtros por estado e município com mais de 50 óbitos em 2020, cor da pele, local de falecimento e cidade de domicílio.
De todas as mortes registradas em agosto de 2020, 1.207 são referentes a óbitos que tiveram a Covid-19 como causa, o equivalente a 14,4% do total. Quando somadas a estas mortes as ocorridas pelas demais doenças respiratórias – Insuficiência Respiratória (524), Pneumonia (415), Septicemia (670), Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) (38) e causas respiratórias indeterminadas (6), totalizando 1.653 óbitos – o índice sobe para 19,7%. Os óbitos restantes foram causados por Acidente Vascular Cerebral (AVC) (489), Infarto (384), causas cardiovasculares inespecíficas (510) e demais causas naturais (3.750). Há, ainda, 1.761 ocorridas por razões não-naturais, ou seja, decorrentes de causas externas violentas.

BAHIA VAI RECEBER R$ 26 MI PARA INTENSIFICAR ATENÇÃO PRIMÁRIA EM GRUPOS ESPECÍFICOS

UTI COVID

A Bahia será contemplada com mais de R$ 26,3 milhões de um incentivo instituído pelo Ministério da Saúde aos municípios e Distrito Federal para o fortalecimento das equipes e serviços da Atenção Primária à Saúde no cuidado às populações específicas, no contexto da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (ESPIN) decorrente da Covid-19. A medida foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira (17).

O recurso de custeio se dá em caráter excepcional e temporário e vai beneficiar os 417 municípios baianos.

As populações específicas que a medida pretende beneficiar são: população indígena não aldeada; populações dispersas; populações do campo, da floresta e das águas; população ribeirinha; população assentada; população quilombola; população em situação de rua; povo cigano; população circense; população privada de liberdade; adolescentes em cumprimento de medida socioeducativa; população residente em áreas de comunidades e favela; grupos populacionais que estejam em situação de vulnerabilidade socioeconômica; e demais povos e comunidades tradicionais.

De acordo com o Ministério, o incentivo financeiro tem a finalidade de apoiar a gestão local na qualificação da identificação precoce, do acompanhamento e monitoramento de populações específicas com síndrome gripal, suspeita ou confirmação de Covid-19.

‘KIT COVID’: SAÚDE AVALIA DISTRIBUIR CLOROQUINA, IVERMECTINA E AZITROMICINA DE GRAÇA

Invermectina

Hidroxicloroquina, ivermectina e azitromicina. Três medicamentos que não têm eficácia comprovada contra a Covid-19, mas que podem ser distribuídos de graça pelo Ministério da Saúde como um “kit Covid”. Os compostos são defendidos como tratamento para a doença pelo presidente Jair Bolsonaro, sem base científica.

A ideia da pasta da Saúde é distribuir esses três medicamentos por meio do Farmácia Popular, de acordo com informações do Estadão. O ministério faz estudos, desde julho, para a inclusão desses produtos no programa, que viabiliza medicamentos de forma gratuita ou com 90% de desconto para controle de doenças crônicas como diabetes, hipertensão e asma.

Apesar da intenção do Ministério da Saúde, o “kit Covid” precisará de prescrição médica para ser adquirido. O chefe da pasta, general Eduardo Pazuello, aprovou a nova orientação que estimula o uso, desde os primeiros sintomas da doença, de hidroxicloroquina ou cloroquina, associadas à azitromicina.

Atualmente, a tabela de preços definida pelo governo federal determina que uma caixa com dez comprimidos de hidroxicloroquina 400mg tem o valor de R$ 25. Dez comprimidos da azitromicina 500mg custam $ 35, enquanto dois da ivermectina valem R$ 15.

Segundo o Estadão, o Ministério da Saúde foi procurado para comentar o assunto, e reconheceu que averigua incluir o “kit Covid” no Farmácia Popular.

Vale lembrar que a equipe do Ministério da Economia estuda extinguir o programa do governo federal. No entanto, a ideia era fazer isso para usar o orçamento de R$ 2,5 bilhões para o Renda Brasil, programa que ia substituir o Bolsa Família. Porém, o presidente Jair Bolsonaro descartou o programa na tarde desta terça-feira (15).

Na visão de Eduardo Pazuello, o Farmácia Popular é “estratégigo” para o Sistema Único de Saúde (SUS). Dados do governo federal apontam que o ano de 2019 teve mais de 21,3 milhões de pacientes atendidos pelo programa.

“Evidências demonstraram que o programa reduziu as internações hospitalares e mortalidade em relação à hipertensão e diabete”, afirma o Ministério da Saúde no Plano Nacional de Saúde, que orienta ações da pasta até 2023.

ELEIÇÕES DE 2020: TRE QUER GRUPO DE RISCO VOTANDO ÀS 7H E QUE ELEITOR LEVE PRÓPRIA CANETA

TRE-BA

O Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) irá investir em uma campanha educativa para que as pessoas do grupo de risco da Covid-19 votem nas eleições deste ano pela manhã, de 7h às 10h. A medida foi apresentada pela Corte em encontro online nesta quinta-feira (17) para esclarecer as novas regras do processo eleitoral de 2020 em meio à pandemia.

O TRE-BA também incentivará que cada eleitor leve sua própria caneta para a votação. O objetivo é que as pessoas não compartilhem o item na hora de votar e, assim, reduzam as possibilidades de contágio.

Medidas de Prevenção
Para garantir o distanciamento nos locais de votação, o TRE irá marcar o chão com fitas para a formação de filas e irá realizar a desinfecção das mãos nos eleitores.

O uso de máscara será obrigatório. O eleitor só poderá retirar o equipamento de segurança no momento em que entregar o RG, para ser identificado, antes de se deslocar para a urna.

Outra novidade fica por conta do comprovante de votação, que poderá ser retirado pela internet. Uma autoridade federal ou estadual pode fixar o número máximo de pessoas para evitar aglomeração na eleição

“Graças a Deus a pandemia já passou pelo famoso platô e esperamos que nesses 60 dias que faltam para a eleição, a situação sanitária melhore. Faremos eleições tranquilas com ajuda de todos, com responsabilidade compartilhada”, destacou Jatahy Fonseca Júnior

APÓS 5 MESES, BAHIA NÃO RECEBE NENHUM REAL EM MULTAS PELA LEI QUE OBRIGA USO DE MÁSCARAS

Do Tabuleiro

Uso de Máscara

Completando 5 meses de vigor, nesta quarta-feira (16), a lei estadual nº 14.258, que obriga o uso e fornecimento de máscaras em estabelecimentos públicos e privados da Bahia, não foi revertida em nenhuma multa ou centavo para o governo da Bahia. As multas são aplicadas pelo descumprimento da lei, e caso arrecade algum valor, a quantia seria convertida em ações de combate ao novo coronavírus no estado.

De acordo com o governo, inicialmente, a operação teve um caráter educativo. Antes da aplicação das punições previstas, os fiscais orientaram os empregadores para o cumprimento das exigências que visam proteger funcionários e clientes do contágio do vírus. As secretarias estaduais responsáveis pela fiscalização desta lei são a da Saúde (Sesab) e do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre), com apoio da Polícia Militar da Bahia (PMBA).

Segundo o texto da lei, as multas variam de R$ 1 mil por cada funcionário, servidor ou colaborador que descumprir a determinação, até para quem não garantir o acesso a locais para higienização das mãos com água corrente e sabonete líquido ou a pontos com álcool gel a 70%. O valor da multa é limitado ao máximo de R$ 30 mil e a cada reincidência a multa será duplicada.

Segundo a Setre, no período de 23/04 à 03/09 foram realizadas 689 ações de fiscalização, com média de aproximadamente oito inspeções por dia. Do total de ações realizadas não foi flagrado nenhum caso de descumprimento dessa lei por parte das empresas fiscalizadas. No período, foram feitas abordagens em 50 municípios, realizadas em 39 tipos de segmentos econômicos, sendo supermercados (41%), farmácias (28%), indústrias (2%), bancos (1%), meios de transporte (1%), com maior foco das fiscalizações.

RUI ESTIMA QUE ATÉ SEXTA-FEIRA DOCUMENTOS DA VACINA RUSSA CHEGUEM A BAHIA PARA INICIAR PROCESSO

Rui Costa

O governador da Bahia, Rui Costa, disse ontem (16), durante entrevista à Rádio Bandeirantes, que a estimativa é que os documentos para iniciar o processo de distribuição da vacina russa Sputnik V no estado cheguem na sexta-feira (18).

“A gente recebe a documentação e vê se está tudo ‘ok’ e encaminha para dois órgãos federais: Conselho de Ética e Pesquisa e a Anvisa. Assim que for autorizada eles [russos] enviam a vacina”, afirmou o governador.

A Sputnik V é a primeira vacina contra o coronavírus registrada no mundo. A tecnologia por trás da vacina russa é baseada no adenovírus, também conhecido como resfriado comum, e é o mais tradicional antídoto em testes no mundo.

VACINAÇÃO PARA COVID-19 NA BAHIA SÓ EM MARÇO DE 2021, DIZ SECRETÁRIO DE SAÚDE

Fábio Vilas Boas

A tão sonhada vacina para a covid-19 deve demorar. Ela só deve começar a ser aplicada nos baianos a partir de março de 2021. A estimativa foi feita por Fábio Vilas-Boas, secretário da Saúde da Bahia, nesta terça-feira (15) no jornal CORREIO. Apesar da Bahia ter a parceria com a Rússia em andamento para a distribuição de 50 milhões de doses da vacina, o secretário destacou que o prazo para o início da imunização ainda depende da aprovação e registro da vacina junto à Anvisa. Além disso, reforçou que, na rede pública, a vacina não terá como contemplar todos os baianos. “A prioridade serão as pessoas que são grupos de risco”.

Vilas-Boas destacou ainda que não acha seguro o retorno das aulas sem vacina, que os hospitais de campanha devem ser desativados progressivamente e reforçou a necessidade das pessoas continuarem usando as máscaras pois há um risco de uma segunda onda da pandemia a exemplo do que já aconteceu em países da Europa. O secretário falou também do legado de infraestrutura para a saúde do estado com a intenção de manutenção de 60% dos atuais leitos de UTI.

ILHÉUS: IDOSA COM 104 ANOS RECEBE ALTA HOSPITALAR APÓS FICAR QUASE UM MÊS INTERNADA COM COVID-19

Idosa de 104 anos vence Covid-19 em Ilhéus.

Uma idosa de 104 anos recebeu alta do Hospital de Ilhéus, sul da Bahia, nesta terça-feira (15), após se recuperar da Covid-19. A saída dela da unidade foi celebrada por familiares e funcionários, com música e balões coloridos.
Alice Fernandes Gonçalves ficou internada desde o dia 22 de agosto no Hospital de Ilhéus. Nascida em novembro de 1915, a idosa está perto de completar 105 anos.
Segundo informações do Hospital de Ilhéus, a paciente teve de fazer uso de aparelho de oxigênio na maior parte da internação, mas não chegou a ficar em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). O caso foi delicado porque ela também é portadora de DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica).
Ao hospital, a família da idosa contou que ela já havia tido outro problema com vírus pulmonares: aos cinco anos de idade contraiu a gripe espanhola. Família vai celebrar os 105 anos de vida de dona Alice no dia 2 de novembro.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia