WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
bahiagas policlinica itabuna secom bahia teatro itabuna


novembro 2019
D S T Q Q S S
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930


:: ‘Geral’

CONTRA FALA DE VEREADOR, PROFESSORES DA UESC PEDEM ESPAÇO NA CÂMARA

Do Tabuleiro

Uesc

As entidades e coletivos abaixo-assinados vêm a público repudiar as lamentáveis declarações do vereador de Ilhéus, Aldemir Almeida (Partido Progressista), durante a sessão da Câmara de Vereadores de Ilhéus realizada no dia 20.08.

Em tom desrespeitoso para com às instituições democráticas, o citado vereador incita a violência e utilizando-se de palavras de baixo calão desrespeita as Universidades e os estudantes, especialmente de cursos de Sociologia e Arte (Teatro), numa atitude que não se corresponde com sua investidura de um representante eleito pelo povo.

O vereador também dirigiu-se de forma acintosa às entidades representativas dos estudantes secundaristas (UBES) e universitários (UNE), fazendo ilações levianas sem provas. Em vez disso, o edil deveria reconhecer a importância dessas entidades na construção da democracia no Brasil.

A sociedade brasileira não aceitará o retorno de regimes e práticas ditatoriais que cercearam as liberdades democráticas no período da história recente no país.

Vivemos numa conjuntura em que alguns mandatários promovem a incitação ao ódio e o desrespeito aos direitos humanos. Não aceitaremos ataques às universidades e entidades da comunidade universitária, especialmente por representantes do povo, que deveriam servir de exemplo no respeito às diversidades e a defesa da democracia.

Dessa forma, solicitamos à presidência da Câmara de Vereadores um espaço em sessão para exercer direito de resposta, além de apresentar aos nobres vereadores e à sociedade as realizações e importância das universidades, especialmente da nossa UESC, património deste povo do sul da Bahia.

VÍDEO MOSTRA HOMEM FURTANDO CELULAR EM CLÍNICA DE ILHÉUS

Do Ilhéus 24h

Homem furtou celular.

Um vídeo enviado para a nossa redação, mostra o momento exato em que um meliante é flagrado furtando o celular de um funcionário do almoxarifado no Centro de Assistência Renal (CAR), no bairro do Malhado.

Segundo informações, este homem já estava vasculhando o local anteriormente em busca de oportunidades de cometer o delito. Ainda não há informações se o bandido já teria sido localizado. Confira o vídeo clicando no leia mais.

TRAFICANTE FORAGIDO DE SÃO PAULO É PRESO PELA CIPE CACAUEIRA EM ILHÉUS

Do Tabuleiro

Foragido.

Um homem foragido da Justiça de São Paulo foi preso na tarde de quinta-feira, 22, em Ilhéus. Juliano Lourenço Catarino, 33 anos, é suspeito de traficar drogas, roubar e furtar.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), agentes da Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) Cacaueira receberam informações de que Juliano se escondia em um imóvel, na avenida Ubaitaba. Após fazer buscas na região, os policiais localizaram o suspeito, que possuía mandado de prisão em aberto.

Com Juliano foi apreendido um veículo modelo Palio Weekend, placa JQT-2233. O suspeito foi apresentado na Delegacia Territorial de Ilhéus, onde o mandado foi cumprido e a polícia de São Paulo foi comunicada.

COLISÃO ENTRE CAMINHÃO E ÔNIBUS DEIXA 5 MORTOS EM ILHÉUS

José Gutemberg. Foto: redes sociais.

Três vítimas fatais do acidente já foram identificadas: José Gutemberg, morador de Ilhéus, de 23 anos, o motorista do ônibus,  Carlos Júnior, morador do Banco da Vitória, também em Ilhéus, e o itabunense Jorge Santos, residente no Bairro Lomanto, que era passageiro.

Carlos Júnior era o motorista do ônibus.

Veja mais informações abaixo.

Atualizado às 09h05 de sexta (23)

O número de mortos foi confirmado, de acordo com o G1 Bahia. O motorista e quatro passageiros do ônibus, que ainda não tiveram os nomes revelados, foram as vítimas fatais, de acordo com a Viação Cidade Sol.

Passageiros relataram ao G1 Bahia que o ônibus seguia em sua via, quando o caminhão surgiu, na contramão, causando o acidente.

Na noite desta quinta-feira (22), um grave acidente deixou ao menos quatro mortos nas imediações do Posto Santo Antônio, trecho da BR-101 entre o trevo de Uruçuca e o município de Itabuna.

Um caminhão com uma carga de madeira colidiu com um ônibus da empresa Cidade Sol, que fazia o itinerário de Jequié para Ilhéus

Em vídeos que circulam na internet, é possível ver o estado dos veículos após a colisão. Enquanto o caminhão tombou na beira da estrada e pegou fogo, o ônibus foi parar no meio do matagal, às margens da rodovia.

As informações preliminares apontam que ao menos quatro mortos foram identificados no local, vários outros feridos também foram reportados, mas ainda não há um número preciso de vítimas. Mais informações serão repassadas a qualquer momento.

Por meio de nota à imprensa, a Cidade Sol afirmou que as causas do acidente ainda estão sendo investigadas e que presta assistências às vítimas e familiares. A empresa coloca à disposição das vítimas e familiares o SAC 0800 075 0010 para a prestação de mais informações.

 

Informações do Agravo e Ilhéus 24h

 

TJ-BA DECLARA INCONSTITUCIONAL ESTATUTO DOS SERVIDORES DE ILHÉUS DE 2016

Centro Administrativo de Ilhéus.

O Pleno do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) declarou a inconstitucionalidade da Lei 3760/2016 que institui o Estatuto do Servidor de Ilhéus. A ação direta de inconstitucionalidade foi movida pela Prefeitura de Ilhéus contra o ato da Câmara de Vereadores por violar a Constituição Federal e a Constituição Estadual. O relator da ação foi o desembargador Salomão Resedá. A decisão foi proferida em sessão plenária desta quarta-feira (21).

De acordo com o relator, a Câmara de Vereadores, a pedido do movimento sindical e de servidores, editou um novo Estatuto do Servidor, com emendas discutidas com os trabalhadores. Na época, os vereadores deram a garantia ao movimento sindical que, caso houvesse veto do prefeito, eles derrubariam os vetos para manter o texto aprovado pela Câmara. O texto apresentava como direito dos servidores o prazo de 12 meses para os que realizaram o concurso e os trabalhadores não estáveis regidos pela CLT de optarem ou não pelo regime estatuário. O então prefeito de Ilhéus, Jabes Ribeiro, vetou os artigos que previam o prazo para escolha do regime e a expressão que modificava os salários de “menor valor” para “salário base”. Após vetar os artigos, o prefeito publicou a referida lei.

O desembargador afirmou que, ao derrubar os vetos, a Câmara não fez menção alguma a Lei 3760/2015 e publicou uma nova lei, com a mesma numeração, com data diferente: Lei 3760/2016, sem revogar a anterior. Resedá destacou que a regra é inconstitucional, por padecer de vício de iniciativa, pois o texto seria de competência do prefeito municipal, e apresentar inconstitucionalidade material com relação ao regime estatutário e vício formal. Salomão Resedá declarou em seu voto que, ao modificar a expressão de “menor salário” para “salário base”, se provocou um aumento das despesas do pessoal para a municipalidade.

A defesa da Câmara alegou que exerceu seu direito de liberar o veto imposto pelo prefeito e de publicar o estatuto e de prever a mudança do regime celetista para o estatutário. Já a Procuradoria do Município de Ilhéus destacou a necessidade de resolver a questão para o desenvolvimento do município. Disse que a Câmara atendeu ao clamor dos sindicatos e dos servidores, em conhecimento da matéria constitucional, e permitiu assim, o lançamento de duas emendas inconstitucionais que permitiu a duplicidade do regime das carreiras públicas. A Procuradoria também reforçou a competência do TJ-BA para decidir a questão e afastou a possibilidade do caso ser julgado pela Justiça do Trabalho, lembrando de um julgamento no Órgão Especial do Tribunal Regional do Trabalho da Bahia (TRT-BA), que declarou a inconstitucionalidade material da lei.

O advogado da APLB Sindicato, Iruman Ramos, afirmou que os servidores do município vivem uma situação difícil na cidade, pois está em curso “uma máquina de moer direitos e acabar com direitos adquiridos” em Ilhéus. Ele disse que antes mesmo do TJ-BA julgar a questão ou deferir alguma liminar, a prefeitura deixou de recolher o FGTS dos servidores públicos. O advogado declarou que a Justiça do Trabalho na cidade usurpou a competência da Justiça Estadual para julgar o feito, o que prejudica os trabalhadores. Ainda destacou que a medida afeta principalmente os servidores que ingressaram no serviço público antes da Constituição Federal e refutou que há vício de iniciativa.

Salomão Resedá, em seu voto, afirmou que a vigência das duas leis, com números iguais, sobre o mesmo assunto, provocou uma “confusão jurídica” entre os servidores.  Para ele, não há dúvidas que há inconstitucionalidade em toda a norma, e por isso, votou pela inconstitucionalidade do ordenamento. O voto foi acompanhado por unanimidade sem debates no plenário do TJ-BA. (Matéria originalmente publicada no site Bahia Notícias, produzida pela jornalista Cláudia Cardozo)

GRUPO DE JABES RETOMA COMANDO DA 13ª CIRETRAN

Machado.

O grupo do ex-prefeito de Ilhéus e secretário-geral do Progressistas na Bahia, Jabes Ribeiro, voltou a ter a indicação para chefia da 13ª Coordenadoria Regional de Trânsito (Ciretran). O posto passa a ser ocupado, pela segunda, por Paulo Machado, que já dirigiu a Ciretran entre 2013 e 2015.

Até essa quarta (21), o cargo era de indicação do grupo da ex-deputada Ângela Sousa (PSD). Com a derrota nas urnas em 2018, Ângela não conseguiu manter os cargos.

ILHÉUS: VEREADOR SE DESCULPA COM A OAB E REAFIRMA QUE ESTUDANTES SÃO VAGABUNDOS

Aldemir

Após declarar que “a OAB não serve para porra nenhuma, a não ser defender bandido” e chamar universitários de “vagabundos”, o médico e vereador Aldemir Almeida (PP), o  “Dr. Aldemir”, voltou a discursar no plenário da Câmara de Vereadores de Ilhéus, nessa quarta-feira, dia 21.

Dessa vez, o edil pediu desculpas à OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). “Fiz uma carta ao presidente da OAB, meu amigo particular (…) quero pedir aqui, de público, desculpas à OAB pela maneira que me expressei ontem, movido emotivamente, e a emoção transcende à razão”, disse.

Sobre as declarações contra os estudantes universitários, Dr. Aldemir se defendeu afirmando que não generalizou o termo “vagabundo”, classificando apenas aqueles que passam, segundo o vereador, mais de 10 anos “dentro” de uma universidade. “Isso ai não é estudante, isso ai é vagabundo”, reafirmou.

DCE se pronuncia

O coordenador do Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC), Josimar Ferreira, criticou o pronunciamento feito pelo vereador Aldemir Almeida, do Partido Progressista (PP) de Ilhéus que, na sessão ordinária da Câmara na tarde de ontem (20), chamou estudantes universitários de “vagabundos” e instituições como a UNE (União Nacional dos Estudantes) de “quadrilha que recebe milhões e milhões e que nada faz em prol da classe estudandil”. Em nota, o DCE lamenta que o parlamentar “incite o ódio contra estudantes universitários e entidades estudantis, nesse momento em que a educação sofre vários ataques em seu direito de existir em nosso país”.

Confira aqui o vídeo.

ILHÉUS: ACUSADO DE CORRUPÇÃO, VEREADOR CHAMA ESTUDANTES DE VAGABUNDOS

Do Tabuleiro

Aldemir

Em fala durante a sessão dessa terça-feira, 20, o médico e vereador em Ilhéus, Aldemir Almeida (“Dr. Aldemir), filiado ao Partido Progressista, declarou que universitários são “vagabundos”.

“Você vê essa vagabundagem que se chama de universitário hoje, um bando de vagabundo, dez anos na universidade, não estudam (…) principalmente determinados cursos: sociologia, teatro e outras porras mais que tem por ai (…) vai pra faculdade pichar”.

O vereador também afirmou que instituições como a UNE (União Nacional dos Estudantes) são “quadrilhas que recebem milhões e milhões”, que “nada fazem em prol da classe estudandil”. Aldemir também acrescentou que achava “interessante ver pessoas que defendem essa marginalidade”. “Eles assaltam, matam, estupram e fazem miséria (…) quando um policial mata um bandido desse…”, disse o vereador.

Complementando seu raciocínio, Aldemir afirmou que a “OAB não serve para porra nenhuma, a não ser para defender bandido”.

Dr. Aldemir foi recentemente autorizado pelo desembargador Abelardo Paulo da Matta Neto, do Tribunal de Justiça da Bahia, a reassumir o seu mandato na Câmara de Vereadores de Ilhéus, após ser afastado, a pedido do Ministério Público da Bahia, por suspeita de integrar um esquema criminoso que atuava desviando recursos públicos no legislativo ilheense.

SEM APOIO, JUDOCA HAKSON ANDRADE FICA FORA DO PÓDIO NO PAN

Do Tabuleiro

Judica.

A delegação brasileira nos Jogos Pan-Americanos teve mais uma baixa. Nas redes sociais, o judoca representante de Ilhéus fez um desabafo. “É com grande tristeza que informo a todos, que este ano, infelizmente não poderei defender o título de Campeão Pan e Sul Americano”. A falta de apoio tirou-lhe a oportunidade de uma participação no evento que aconteceu no último final de semana, em Santiago, no Chile.

A medalha não veio, e Hakson Andrade, de 32 anos, segue na esperança de participar de um Mundial, previsto para acontecer entre os dias 11 e 14 de outubro, em Marrocos – África. “Por não ter conseguido verba suficiente para custear minhas despesas, mesmo sendo líder do ranking Nacional e Estadual, trazendo vários títulos para o estado da Bahia, ainda assim, contínuo encontrando dificuldade de patrocínio”, lamentou.

O judoca começou bem. Obteve resultados surpreendentes. Em julho último, por exemplo, conquistou mais um título. Dessa vez, pela 5ª etapa do Circuito Baiano de Judô, em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador. No mesmo mês, adicionou à sua coleção uma medalha de bronze, pelo Campeonato Brasileiro de Judô Veteranos, na cidade de Natal – Rio Grande do Norte. Para este evento, Hakson teve o apoio da Prefeitura de Ilhéus.

“Estou um tanto triste, mas Deus sabe de todas as coisas, e não desistirei de lutar. Conto com a ajuda de todos para representar minha cidade, meu estado e meu País”, declarou o judoca. Quem desejar ajuda-lo pode entrar em contrato pelos telefones: 73 98814-9980 ou 99932-2221 Banco do Brasil – Agência 0019-1 Conta corrente 67515-6. Siga o judoca pelo Instagram: @Haksonjudo.

ILHÉUS: PREFEITURA FAZ MUTIRÃO DO PASSE LIVRE PARA USUÁRIO COM CARTÃO BLOQUEADO

Da Secom/Ilhéus

Recadastramento

A Secretaria de Desenvolvimento Social de Ilhéus (SDS) realiza, nos próximos dias 21 e 22, no Ginásio de Esportes Herval Soledade, na Avenida Canavieiras, centro, o Mutirão do Passe Livre Municipal. O horário de atendimento será de 8 às 12h. Quem teve o cartão bloqueado nos anos de 2017 e 2018 deve comparecer com RG, CPF, comprovante de residência e laudo médico atualizado (com o CID).

Por causa do mutirão, as avaliações periódicas estão suspensas neste restante de mês, retornando o seu atendimento semanal no dia 2 de setembro, nos Centros de Referência e Assistência Social (CRAS) e também na antiga sede da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, situada na Rua Mário Alfredo S/N, ao lado da Feijoada 19 de março.

O passe livre municipal gratuito é exclusivo para pessoas com necessidades especiais, conforme determina a legislação municipal. Para ter direito ao benefício, todos os usuários precisam apresentar seus documentos originais e o laudo médico atualizado, com CID, necessários para comprovar sua condição.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia