WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia embasa secom ponte ilheus secom bahia solidaria secom bahia


outubro 2020
D S T Q Q S S
« set    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031


:: ‘Cultura’

DOCUMENTÁRIO VAI RETRATAR HISTÓRIAS DE JORGE AMADO, CAYMMI E OUTROS AMIGOS

Do Bahia Notícias

Jorge Amado

A frase de Jorge Amado – “A amizade é o sal da vida” – inspirou uma nova produção sobre o escritor. O documentário “O sal da vida” vai se apresentar centenas de correspondências trocadas entre o escritor, Dorival Caymmi, Hector Carybé e Pierre Verger.

O filme começa a ser rodado em 2021. Sergio Machado assume a direção e promete mostrar cartas inéditas guardadas por Paloma, filha de Amado, para recontar a amizade entre os quatro sob a ótica da intimidade e do carinho que eles dividiam.

De acordo com O Globo, o documentário vai mostrar ainda um pouco da obra do grupo.

ILHÉUS: COMISSÃO DA LEI ALDIR BLANC CONVOCA SETOR CULTURAL PARA ESCLARECIMENTOS SOBRE AUXÍLIO EMERGENCIAL

Implementação da Lei Aldir Blanc

A Comissão Municipal de Análise e Implementação da Lei Aldir Blanc convida os trabalhadores da Cultura para um encontro na próxima quinta-feira (22), às 17h, no auditório do Palácio Paranaguá, no Centro, a fim de prestar informações e esclarecimentos acerca do processo de implementação da referida lei na cidade. Ressalta-se que todas as medidas para a prevenção ao contágio do novo coronavírus serão adotadas, com medição de temperatura, distanciamento social, uso de máscara de proteção e de álcool em gel. A Comissão destaca que presença dos profissionais é primordial para estabelecer um canal aberto de diálogo dentro de um processo democrático e transparente.

PREFEITURA DEFINE CRITÉRIOS PARA RECEBIMENTO DO AUXÍLIO CULTURAL A ESPAÇOS E EMPRESAS DO SETOR

Lei Aldir Blanc

Publicado na última sexta-feira (25), o decreto nº 068 estabelece os critérios de classificação e define os documentos necessários à concessão de subsídio mensal, em âmbito municipal, para manutenção de espaços artísticos e culturais, microempresas e pequenas empresas culturais, cooperativas, instituições e organizações culturais comunitárias, com base na Lei Aldir Blanc, que prevê auxílio para o segmento durante a pandemia do novo coronavírus.

O Município repassará o valor de R$ 1.206.338,79, dos quais R$ 606.000,00 serão aplicados em ações emergenciais de manutenção das instituições supracitadas e R$ 600.000,00 serão destinados ao patrocínio por meio de editais, chamadas públicas, prêmios, aquisição de bens e serviços vinculados ao setor cultural e outros instrumentos destinados à manutenção de agentes, espaços, iniciativas, cursos e produções. Poderão ser beneficiados até 202 elegíveis, com parcela única fixada no valor de R$ 3.000,00.

Conforme o texto, farão jus ao subsídio mensal emergencial os espaços que comprovarem atuação social ou profissional nas áreas artística e cultural nos vinte e quatro meses imediatamente anteriores à data de publicação da lei federal e tenham solicitado o benefício na plataforma disponibilizada pelo Município, bem como, a respectiva homologação. O beneficiário apresentará prestação de contas referente ao uso do benefício, no prazo de cento e vinte dias após o recebimento da parcela.

A lista de cadastros municipais homologados será publicada em canal oficial da Prefeitura de Ilhéus. A análise e concessão do benefício aos trabalhadores da cultura, conforme prevê a lei, é de responsabilidade da esfera estadual. As informações obtidas com base nos dados fornecidos pela Receita Federal, pelo Estado e Município deverão ser homologadas pela Secretaria de Cultura e Turismo (Secult).

ANIMAÇÃO DE PALHAÇOS DE ILHÉUS ESTREIA NESTA TERÇA-FEIRA

CARTAZ PALITO E BOTIJÃO

O episódio piloto “SACO VAZIO” apresenta pela primeira vez, os palhaços Palito (Ed Paixão) e Botijão (Gilberto Morais), do sul da Bahia, em versão bonecos stop motion com uma história de origem, e mostra o primeiro encontro dos palhaços e como nasce a amizade dos protagonistas da história. O roteiro do  primeiro episódio criado pelo diretor teatral, Ed Paixão, é construído através do humor físico com quase nenhum diálogo e foco na ação em cena que mergulha no drama de dois palhaços famintos, e assim realiza uma linda homenagem aos mestres do humor clássico com a recriação de algumas cenas inesquecíveis do cinema mudo, como a transformação do homem em galinha, visto no filme “Em Busca do Ouro (1925)” de Chaplin. 

Na trama, o palhaço Botijão saiu do isolamento do seu lar e foi no mercado, e gastou o restante da economia que tinha na compra de umas salsichas e uma galinha. Enquanto isso, o palhaço Palito, passa por necessidades financeiras, e acaba virando um morador de rua. Botijão retorna para a sua casa e se prepara para fazer uma excelente refeição, ele coloca a galinha para assar, e eventualmente, o cheiro de comida chega até o olfato de Palito na rua, que num instinto de sobrevivência se transforma numa visita não planejada pelo anfitrião da casa.

A animação em Stop motion foi criada em total isolamento num salão dentro de casa, reciclando e reaproveitando matérias primas como madeira, isopor, tecidos, massas de biscuit, e emborrachados, para a construção do cenário e dos bonecos articulados. A trilha sonora foi criada especificamente para o episódio piloto da série animada pelos músicos Luan Borba e Toko Ciocca seguindo os protocolos de isolamento, proteção, e prevenção ao novo corona vírus (Covid-19).  A direção de fotografia e captação de frames foi realizada por Larissa Paixão, formada em Comunicação Social Radio e TV pela UESC.

O curta-metragem será lançado nesta terça-feira, 22 de setembro no youtube nos canais oficiais da FUNCEB e dos palhaços Palito e Botijão. Este projeto foi apoiado através do Edital 001/2020 Calendário das Artes 2020, 8ª Edição, da Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Estado (SecultBA).

LINK DO TEASER OFICIAL – https://drive.google.com/file/d/1TBXZmjmMztxmYQ1Hu4m1VNubR2xezi_C/view

ILHÉUS: SECULT DIVULGA PLATAFORMA DE CADASTRO DE PESSOAS FÍSICAS PARA AUXÍLIO DA LEI ALDIR BLANC

Auxílio emergencial federal da Lei Aldir Blanc.

A Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Secult) informa aos fazedores de cultura de Ilhéus, cadastrados como pessoas físicas e que solicitaram renda mensal, que devem fazer uma nova inscrição na plataforma do Governo Estadual para recebimento do auxílio emergencial federal da Lei Aldir Blanc. A iniciativa tem o objetivo de socorrer os profissionais que passam por dificuldades financeiras devido à pandemia causada pelo novo coronavírus (Covid-19).

A recomendação segue as fundamentações respaldadas no art. 6º, inciso VI da referida Lei, que impõe o cadastro como um dos requisitos para que os trabalhadores e trabalhadoras da cultura tenham acesso ao benefício.

Diante da previsão legal no sentido de que a inscrição do requerente no cadastro municipal é um dos requisitos da renda mensal, a Prefeitura de Ilhéus disponibilizou uma plataforma digital para que os interessados pudessem fazer suas inscrições. Contudo, a nova regulamentação atribuiu ao Estado a análise dos pedidos de renda para o grupo.

No rol de ações previstas pela Aldir Blanc está o repasse que contempla subsídio às pessoas jurídicas, permanecendo válida a inscrição realizada pelo Município. O novo cadastro deve ser feito pela internet. A Secult solicita que os profissionais enquadrados nos requisitos preencham o formulário, através do link abaixo.

Acesse o formulário aqui

LAÍS MARQUES LANÇARÁ MÚSICA COM VIDEOCLIPE QUE ABORDA DISCUSSÕES SOBRE O SETEMBRO AMARELO

Lais Marques

Artistas sul baianos se unem em produção audiovisual que aborda discussões sobre a prevenção do suicídio no mês de setembro. Laís Marques, cantora e compositora ilheense se uniu ao fotógrafo e roteirista André Medina residente em Teixeira de Freitas para espalhar no mundo a sua nova canção Alerta.

A parceria entre esses dois artistas independentes vai resultar em um videoclipe que será lançado no dia 26 de setembro no YouTube. A canção traz uma reflexão acerca do tempo de vida,  prioridades e valores  construídos no nosso imaginário pela sociedade capitalista e seus valores invertidos.

A música é um alerta para o negligenciamento da saúde mental e emocional da sociedade contemporânea. Estes aspectos também são reforçados na construção densa do arranjo melódico da canção e na estrutura do roteiro do videoclipe. Portanto, vamos espalhar a notícia e aguardar a chegada desta nova obra no cenário artístico.

Para garantir plateia na estreia, inscreva-se no canal da artista:

https://www.youtube.com/c/laismarquesoficial

MARCOLINO VINICIUS VIEIRA, REPRESENTANTE DE ILHÉUS, É ELEITO MEMBRO DO CONSELHO ESTADUAL DE CULTURA

Ilhéus tem representante no Conselho Estadual de Cultura. A novidade veio com a divulgação do resultado da eleição de novos membros para o período de 2020 a 2023. Neste contexto, o município celebra não apenas a conquista de um ilheense no conselho, mas o fato do representante eleito, Marcolino Vinicius Vieira, ter sido alçado à função como o primeiro jovem negro de periferia da história de ilhéus, um indicativo da credibilidade que a cultura jovem de Ilhéus tem alcançado a nível estadual.

Marcolino ficou na lista de candidatos aprovados para Membro do Conselho Estadual de Cultura, oriundos da sociedade civil para as vagas de Territórios de Identidade para o período de 2020 a 2023, obedecendo, o disposto no § 2º do Art. 13 da portaria nº 030, de 13 de março de 2020 da Secretária de Cultura do Estado da Bahia – SECULT/BA.

Esse resultado representa a força da cultura Juvenil e Negra do território do Sul da Bahia. Mais recursos e oportunidades de políticas culturais poderão chegar com alguém da região de ilhéus com voz dentro das reuniões do conselho estadual de cultura. Marcolino mostra a força e o respeito que tem na comunidade cultural baiana. A cultura do sul da bahia ganha muito.

Com a eleição de Marcolino Poeta, como Conselheiro de Cultura Estadual, ilhéus e região está bem representada. Marcolino Vinicius Vieira é poeta de busu e metrô em Salvador, bacharelando em humanidades pela Universidade Federal Internacionalista Afro-Brasileira (UNILAB), graduando em gestão pública pela universidade salvador, líder do movimento reúne ilhéus em 2013, fundou junto a outros jovens o Coletivo de Juventude Negra em 2014, pessoas antirracistas que organizaram diversas atividades como o primeiro Seminário Municipal da Juventude Negra (SEMUJUNE) na câmara de Vereadores, a Conferência Municipal de Juventude elegendo delegados e delegadas Jovens para a etapa estadual e nacional no colégio CEEP e o primeiro Festival das Juventudes de Ilhéus no Teatro Municipal na rua Jorge Amado com apoio da Secretaria Municipal de Cultura na gestão de Pawlo Cidade. O Coletivo de Juventude Negra coordena junto com Marcolino as BibliotecAfro e EscolAfro com ações na Escola SESI do sistema FIEB, em escola no distrito e na periferia do Nelson Costa, desenvolvendo trabalhos na preservação, manutenção e divulgação da cultura afro-brasileira, com grande engajamento na promoção de ações culturais. A Bibliotecafro e Escolafro também é referência na aplicação da lei federal 10.639, que determina a introdução de temas ligados à cultura afro nas unidades de ensino, bem como no compromisso com a igualdade racial em ilhéus.

O Conselho Estadual de Cultura da Bahia (CEC) é um órgão colegiado do Sistema Estadual de Cultura. Criado em 1967, sua finalidade é contribuir na formulação da política estadual de cultura. Seguindo os parâmetros da Lei Orgânica da Cultura (12.365/11), o órgão é composto hoje por 30 conselheiros e conselheiras, todos com seus respectivos suplentes. Dois terços dos integrantes foram eleitos como representantes dos territórios de identidade cultural e dos segmentos e fazeres culturais. O outro um terço é composto por membros indicados pelo poder público. É o primeiro conselho, no Brasil, a inserir em seu quadro agentes culturais da sociedade civil escolhidos após amplo processo eleitoral.

INSCRIÇÕES DO CRAS MUSIC FESTIVAL ENCERRAM HOJE (24)

Festival Cras Music.

Quem ainda não se inscreveu na Segunda Edição do Cras Music Festival tem até essa sexta-feira, dia 24, às 23h59, para fazer a inscrição. Para participar, basta acessar o site www.crasmusicfestival.com.br

Podem se inscrever jovens a partir de 12 anos e adultos referenciados nos (CRAS) Norte, Sul, Oeste, Vilela e Olivença. Os interessados devem ter inscrição no Cadastro Único e renda per capita de até um salário mínimo.

Totalmente gratuito, o Cras Music Festival é uma iniciativa da Prefeitura de Ilhéus por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS) e dos Centro de Referência de Assistência Social (CRAS). O projeto, tem como principal objetivo valorizar a cultura local, incentivar às potencialidades artísticas, a interação social e a convivência comunitária.

Serão selecionadas 20 inscrições que passarão por uma audição e os dois melhores de cada Cras disputarão a grande final, no dia 07 de agosto, através de uma live, às 16 horas. O evento será transmitido pelas plataformas do Youtube, nos canais da Prefeitura de Ilhéus e da Rede portal, e, também, no Facebook, na fan page da Prefeitura de Ilhéus. Não perca!

“Mesmo diante da pandemia mundial da COVID 19, mantemos os projetos em andamento. O Cras Music Festival incentiva a cultura e a valorização dos artistas anônimos locais, levando esperança e alegria para as famílias ilheenses através da música”, ressalta o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre.

Serão avaliados, pelos jurados, os itens: Letra de música, para a música de autoria do artista; Presença de palco; Harmonia; Afinação; Melhor intérprete masculino e feminino; Melhor Show; Melhor letra; Melhor música; Música e letra inédita.

Premiações – Um teclado para o 1º lugar; Uma guitarra para o 2º lugar e um violão para o 3º lugar.

MESTRA LAINHA DAS CULTURAS COBRA AUXÍLIO PARA ARTISTAS ILHEENSES EM MAIS DE UM MILHÃO DE REAIS

O Congresso Nacional aprovou um auxilio emergencial específico para artistas e o setor da cultura. Para que esse recurso seja usado pelas prefeituras para pagamento é necessária a criação de uma Comissão de Acompanhamento. Após demora por parte do governo Mário Alexandre, a artista e presidenta reeleita do Conselho de Cultura de Ilhéus, Mestra Lainha, protocolou no executivo e legislativo o pedido de criação desta comissão para que os artistas tenha acesso aos mais de R$ 1 milhão de reais que está prevista para chegar na cidade e ser distribuído entre os artistas e o setor cultural ilheense.

Nossa equipe extraiu de um grupo do whatsapp os documentos protocolados pela artista Mestra Lainha cobrando e reivindicando esse direito para toda a classe artística de Ilhéus que estava a passos curtos.

Veja as imagens e o print de quanto será recebido pela prefeitura de ilhéus.

 

 Clique aqui para abrir o decreto

PRIMEIRO ENCONTRO DE GESTÃO CULTURAL DA UESC ACONTECE DIA 18, COM PROGRAMAÇÃO GRATUITA

Encontro.

A Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) recebe, no dia 18 de janeiro, das 8h30 às 17h, o primeiro Encontro de Gestão Cultural, com mesa redonda sobre políticas públicas culturais no Brasil, oficina de teatro e expressão corporal, feirinha criativa e diversas intervenções culturais.

A programação é gratuita e as inscrições podem ser realizadas através do link https://is.gd/encontrogestaoculturaluesc. Das 9h às 12h, será realizada a oficina de teatro e expressão corporal, ministrada por Victor Alves, graduado em Artes Cênicas pela Faculdade Social da Bahia (FSBA) e Vicente di Paulo, graduado em Teatro pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Ambos possuem vasta experiência em direção e produção de espetáculos na Bahia.

A partir das 13h30 horas, para discutir o tema políticas públicas no Brasil, a mesa redonda contará com a presença de Juliana Machado, parecerista de editais, produtora cultural Especialista em Projetos Culturais (MINC/FGV) e em Direito Notarial e Registral (Anhanguera/Uniderp), Pawlo Cidade, dramaturgo e escritor, Especialista em Gestão Cultural (UESC) e Projetos Culturais pela Fundação Getúlio Vargas e Fernando Oliveira, Doutor em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica e professor da UESC.

O evento contará ainda com apresentações culturais da Orquestra Gongombira (Ilhéus), que se apresenta às 13 horas, Grupo Afro Encantarte (Itabuna) e da Universidade da Música, que irão se apresentar a partir das 16 horas, além de intervenções culturais de alunos e egressos do curso. Além disso, o evento contará com a feirinha colaborativa, com diversos expositores, que ocorrerá no CEU, aberta ao público.

O primeiro Encontro de Gestão Cultural é realizado pela quarta turma da especialização em Gestão Cultural da UESC, sob a supervisão da professora Eliana Albuquerque, para a disciplina de Seminários Temáticos.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia