WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia secom bahia camara ilheus camara ilheus bahiagas secom bahia sdr bahia secom bahia secom bahia secom embasa secom bahia


janeiro 2022
D S T Q Q S S
« dez    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  


:: 3/jan/2022 . 19:40

PRESIDENTE DO SINDPOC DE ILHÉUS DENUNCIA SUCATEAMENTO EM DELEGACIA DA CIDADE

Delegacia de Ilhéus.

Em visita à Delegacia de Ilhéus, nesta segunda-feira (03), o presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado da Bahia (SINDPOC), Eustácio Lopes, revelou as más condições estruturais em que se encontram a unidade e trabalho que estão submetidos os policiais civis da cidade.

De acordo com o presidente do SINDPOC, a delegacia se encontra degradada, com danos ‘na parte elétrica e na parte hidráulica’.

“Os policiais correndo risco nesta delegacia, as salas molham, com risco de curto-circuito”, relatou Lopes, enumerando os perigos das más condições em que trabalham os servidores da Delegacia de Ilhéus.

As salas molham o que pode gerar um curto-circuito.

Na ocasião, o representante dos policiais civis na Bahia falou sobre as infiltrações e rachaduras nas paredes, móveis irregulares mantidos com calços, além de armários com ferrugem, dentre outras situações.

Sobre as consequências do sucateamento da Polícia Civil e o abandono sofrido pelas delegacias em todo estado, Eustácio Lopes explicou que “em virtude disso, a Bahia lidera como tricampeã de homicídios no Brasil”.

“Pelo sucateamento da polícia de investigação, da polícia de inteligência, sem efetivo, sem infraestrutura, sem valorização salarial”, pontuou o presidente do SINDPOC, explicitando a relação entre a falta de investimento do Governo e a insegurança sofrida pela população baiana”, frisou Eustácio Lopes. Fonte: ASCOM – SINDPOC

 

BALANÇO PARCIAL DE ARRECADAÇÃO PARA VÍTIMAS DA CHUVA EM ILHÉUS

Arrecadação de cestas básicas.

A Prefeitura de Ilhéus continua em campanha para arrecadar donativos e prestar apoio às pessoas afetadas pelas fortes chuvas registradas na cidade no mês de dezembro. Para ampliar a corrente de solidariedade, além do recebimento de materiais de higiene, roupas e alimentos, o Município abriu uma conta bancária para viabilizar recursos, que serão revertidos em itens destinados às famílias desalojadas. Conforme balanço parcial de doações realizado pela Secretaria da Fazenda e Orçamento, do dia 27 de dezembro de 2021 até o dia 3 de janeiro de 2022, o total arrecadado foi de R$ 24.914,16.

Transparência – A administração municipal frisa que os recursos serão convertidos em materiais necessários para a população afetada pelos temporais. A Prefeitura segue atuando em diversas frentes, através de uma força-tarefa formada por várias secretarias, com apoio dos governos estadual, federal e voluntários. Todo trabalho realizado visa reduzir o sofrimento das famílias e recuperar parte do que perderam.

Doações – A entrega de donativo pode ser realizada na Central de Doações, na antiga sede da Secretaria de Desenvolvimento Social (SDS), situada à Rua Mário Alfredo, s/n, próximo à Associação 19 de Março, na Conquista. A ajuda também pode ser dada via transferência bancária em nome da Prefeitura de Ilhéus, conforme os dados abaixo:

Chave Pix – CNPJ: 13.672.597/0001-62

Banco do Brasil

Agência: 19-1

Conta Corrente: 81998-0

CHUVAS NA BAHIA: DEFESA CIVIL CONTABILIZA 25 MORTOS E 57 MIL DESALOJADOS

15 estados e o DF anunciam envio de ajuda para cidades inundadas na Bahia.

Com base em informações recebidas das prefeituras, a Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec) atualizou, na tarde deste domingo (2), os números referentes à população atingida pelas enchentes que ocorrem em diversas regiões do estado. São 32.594 desabrigados, 57.451 desalojados, 25 mortos e 517 feridos. O número total de atingidos chega a 661.508 pessoas.

Os números correspondem às ocorrências registradas em 165 municípios afetados. É importante destacar que, desse total, 153 estão com decreto de situação de emergência. :: LEIA MAIS »

CLÁUDIO MAGALHÃES ARTICULA AÇÕES DE APOIO PARA COMUNIDADES INDÍGENAS ATINGIDAS PELAS CHUVAS

.

A agenda do vereador Cláudio Magalhães tem sido mais intensa ainda, desde as chuvas que atingiram Ilhéus e diversos municípios do sul Bahia. O edil que também é membro do Conselho Estadual para a Sustentabilidade dos Povos e Comunidades Tradicionais (CESPCT), soma esforços para articular ações em socorro às comunidades mais afetadas e atrair a atenção e o apoio necessários para as áreas indígenas impactadas.

Cláudio Magalhães acompanhou de perto, desde o início, a implantação do Comitê de Crise, instalado pelo governo da Bahia, com o apoio da prefeitura de Ilhéus para checar a situação dos indígenas afetados pelas chuvas. Participou e incentivou a criação do comitê da câmara municipal para arrecadação de alimentos aos impactados pela tragédia.

O vereador também se reuniu, junto a Agnaldo Pataxó, com o gerente da agência do Banco do Nordeste para restabelecer os empréstimos do Pronaf para agricultores familiares. “Conversei com o presidente do banco que se mostrou sensível a situação dos Tupinambás de Olivença”, destacou Cláudio Magalhães.

Acompanhado do Cacique Sival e Agnado Pataxó do Mupoiba, Cláudio Magalhães se encontrou com o ministro da Cidadania, João Roma, para apresentar às dificuldades enfrentadas. Esteve com o governador Rui Costa durante o anúncio de medidas para ajudar os desabrigados e dialogou com representantes de secretarias estaduais, em busca de soluções para os problemas ocorridos.

Na última quinta-feira (30), Cláudio Magalhães participou de uma reunião com Carlos Martins, titular da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia (SJDHDS); Fabya Reis, secretária de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi-BA); coronel BM Adson Marchesini, comandante do Corpo de Bombeiros – BA; Agnaldo Pataxó Hã Hã Hãe, coordenador Geral do Movimento Unido dos Povos e Organizações Indígenas da Bahia (Mupoiba); além de representantes do Ministério da Cidadania e Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai).

“Durante o encontro, conversamos sobre doação de cestas básicas, reconstrução de casas e de estradas que ligam as comunidades indígenas às rodovias. Muitas aldeias e estradas foram afetadas pelos temporais que afetaram os municípios do Sul, Extremo Sul e Sudoeste da Bahia. Além disso, conseguimos que a Sepromi fizesse o reconhecimento aéreo das nossas comunidades indígenas para diagnosticar, com mais precisão, a extensão dos danos causados, com objetivo de adotar as medidas necessárias para reduzir os impactos causados ao nosso povo”, enfatizou Cláudio Magalhães.

Na manhã desta segunda-feira (03), Cláudio Magalhães participa de reunião com representantes do alto comissariado da Comunidade Europeia da Cáritas Internacional, Cáritas Brasileira e Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) para pedir apoio às comunidades impactadas pelas chuvas que atingiram Ilhéus e região.

ENGENHEIRO MATA A ESPOSA NA FRENTE DE FILHOS EM PORTO SEGURO

Reges matou a esposa na frente de filhos no réveillon em Porto Seguro || Foto Redes sociais

Um homem foi preso por matar a esposa a tiros na cidade de Porto Seguro, no sul da Bahia, na última sexta-feira (31), noite de réveillon. O investigado é o engenheiro Reges Amauri Krucinski, de 43 anos.

Segundo a Polícia Civil, ele confessou o crime e foi autuado em flagrante por feminicídio. A vítima foi identificada como Juliana de Freitas Alves Krucinski, de 41 anos, morta na frente da filha, Juliana, de 10 anos, e de uma babá. O casal teve um bebê.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) chegou a ser acionado, mas a vítima já foi encontrada morta. Os detalhes do crime não foram divulgados pela polícia para não atrapalhar as investigações do caso. Redação com informações do G1-BA.

SUL DA BAHIA RECEBE 23 MÉDICOS PARA AJUDAR VÍTIMAS DE ENCHENTES

Equipe do Mais Médicos ao lado dos ministros Marcelo Queiroga, João Roma e Damares Alves || TV Globo/Reprodução

O Ministério da Saúde enviou 23 médicos para o no sul da Bahia para integrar a força-tarefa de ajuda às vítimas das enchentes que assolaram dezenas de cidades da região. Os profissionais saíram de Brasília e chegaram ao Aeroporto Jorge Amado, em Ilhéus, na manhã desta segunda-feira (3).

Segundo o ministro Marcelo Queiroga, que concedeu entrevista coletiva em Brasília nesta manhã, outros 96 profissionais do programa Mais Médicos serão enviados à região até dia 10 de janeiro. O estado de Minas Gerais também receberá reforço médico.

Marcelo Queiroga assegurou que as equipes atuarão por tempo indeterminado nas cidades que declararam situação de calamidade. Somente a Bahia tem 132 municípios nesta condição.

ILHÉUS ESTÁ NA ROTA DE NAVIO QUE TEVE SURTO DE COVID-19

Navios em Ilhéus.

A chegada do MSC Preziosa ao Porto de Ilhéus está prevista para a manhã desta terça-feira (4). Será a quinta visita do navio à cidade na temporada atual de cruzeiros. Ontem (2), quando a embarcação estava no Porto do Rio de Janeiro, 28 passageiros testaram positivo para covid-19 e desembarcaram na capital fluminense.

O número de resultados positivos colocou o navio no nível 3 de gravidade do cenário epidemiológico, numa escala de 0 a 4, conforme parâmetros da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).Após avaliação da autoridade sanitária do país, o MSC Preziosa pôde receber novos passageiros e seguir viagem.

Além do MSC Preziosa, outros quatro navios de cruzeiros são monitorados pela Anvisa: Costa Diadema, Costa Fascinosa, MSC Seaside e MSC Splendida.

ANVISA RECOMENDA SUSPENSÃO DA TEMPORADA DE CRUZEIROS

Desde o início da temporada 2021/2022, em novembro, os navios que viajam pela costa brasileira identificaram 301 casos de covid-19. No sábado (1º), após os surtos da última semana, a Anvisa recomendou que o Ministério da Saúde determine a suspensão da temporada de cruzeiros no país. A pasta informou que se juntará a outros ministérios na avaliação das medidas cabíveis.

 

“ASSUSTADOR NÃO VER O CHÃO” O FIM DE ANO DE UMA FAMÍLIA EM ILHÉUS

Do Tab.Uol.

Imagem: Felipe Iruatã/UOL.

Fartura e muitos presentes. É assim que se imagina uma ceia de Natal em família. Para Sheila Cruz, 33, que faz aniversário dia 25 de dezembro e mora com os três filhos, a mãe e o marido na Vila Juerana, distrito de Ilhéus (BA), o fim de 2021 deixará na lembrança uma passagem que ela gostaria de não ter vivido: debaixo de chuva, conseguir sobreviver e salvar sua família de uma enchente.

O drama de Sheila começou no dia de seu aniversário, quando a chuva começou. Naquele dia ela celebrava seu novo ano no bar de um amigo, que cedeu-lhe o espaço para uma festa — a casa de quatro cômodos era pequena para acomodar cerca de 20 convidados que chamou. Sheila ganhou presentes dos amigos e um bolo-surpresa do marido. A festa prosseguiu até o meio da noite com churrasco e outras comidas típicas do Natal.

Sheila Cruz e os filhos, no puxadinho do vizinho na Vila Juerana, em Ilhéus.

A tensão, contudo, era sensível. Não havia tanta alegria como de costume, pois a chuva já caía forte e prometia repetir as do começo de dezembro, que haviam assustado os moradores da região de Porto Seguro (BA). “Como tenho filhos menores, eu, meu marido e minha mãe ficamos muito preocupados”, conta Sheila à reportagem do TAB. Perto das 23h, a mãe, Célia Santos, resolveu voltar para casa para vigiar janelas e portas, com medo de a chuva encher o rio Almada. A água começou a subir e a festa teve de acabar mais cedo. Pouco tempo depois, Sheila e o marido, Erivaldo dos Santos Tavares, voltaram para casa com as crianças. Calçaram alguns móveis em bases de concreto — a rua onde mora já tinha virado um riacho e, nos fundos, a água do rio já tinha entrado — e levaram a mãe para dormir na laje de cima de um vizinho, um puxadinho inacabado, sem portas nem janelas. Dormiram tensos dentro de casa, naquela noite. No dia 26, às 5 da manhã, a água já estava alta. “Botei mais coisa para cima e tirei tudo do meu quarto. Perdi uma estante, e minha mãe, duas cômodas de roupa.” Desde esse dia, Sheila dorme com a família no espaço cedido pelo vizinho. :: LEIA MAIS »



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia