O site Ilhéus em Resumo admite que errou nos questionamentos publicados sobre o embargo à usina asfáltica do município de IlhéusO ato administrativo realizado pelo então superintendente municipal de meio ambiente, Emilio Gusmão, ocorreu no dia 18 de abril de 2017.

A título de retratação, conforme acordo judicial firmado na 1ª Vara Criminal de Ilhéus no dia 25 de agosto de 2021, o site Ilhéus em Resumo reconhece que o embargo foi um ato legal respaldado por constatações verdadeiras, sem motivação política e com justificativas técnicas corretas.


O embargo à usina asfáltica do município de Ilhéus seguiu um dos enunciados lógicos norteadores do Direito Ambiental Brasileiro, que é o PRINCÍPIO DA PRECAUÇÃO.
Na data em que o embargo foi realizado não havia certeza, fundamentada em pesquisa científica, de que os impactos ambientais gerados pelo equipamento não desencadeariam danos irreversíveis ao meio ambiente, sobretudo, ao lençol freático (águas subterrâneas) abaixo da área que abriga a usina.


Conforme acordo judicial, o site Ilhéus em Resumo vai retirar todas as publicações que mencionam o nome ou as ações de Emilio Gusmão.
Reconhecemos inclinação ofensiva e falta de isenção na abordagem de fatos relacionados a Emilio Gusmão, decorrentes de divergências e insatisfações pessoais.


Não mais publicaremos reportagens, comentários ou qualquer conteúdo que mencione direta ou indiretamente as ações dele, sejam relacionadas à sua vida pessoal ou  profissional, inclusive se relacionadas a algum cargo público que ele venha a exercer,  eventualmente, no futuro.
Este texto permanecerá publicado no site Ilhéus em Resumo durante quatro anos, sendo que nas primeiras 48 horas estará fixo na página principal do nosso endereço. Reconhecemos expressamente que o acordo judicial tem força de título executivo e estabelece multa no valor de R$ 300,00 (trezentos reais) para cada ato de descumprimento.