WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia secom bahia embasa secom saude></a>
<a href=secom ponte ilheus prefeitura de ilheus secom bahia


fevereiro 2021
D S T Q Q S S
« jan   mar »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28  


:: 18/fev/2021 . 19:11

IBGE REABRE CONCURSO COM 204 MIL VAGAS PARA O CENSO 2021; NA BAHIA, SÃO 14.028 VAGAS

IBGE

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicou hoje (18) o edital para o processo seletivo do Censo Demográfico 2021. No total, serão oferecidas, 204.307 vagas temporárias, das quais 181.898 para a função de recenseador, 16.959 para a atividade de agente censitário supervisor e 5.450 para o cargo de agente censitário municipal.

Para os cargos de agente censitário municipal e agente censitário supervisor, as inscrições começam amanhã (19) e vão até 15 de março. A taxa de inscrição é de R$ 39,49 e as inscrições podem ser feitas pelo site da banca de avaliação Cebraspe.

Já para as vagas de recenseador, as inscrições começam no dia 23 de fevereiro e vão até 19 de março. A taxa de inscrição é R$ 25,77 e a inscrição também pode ser feita pelo site do Cebraspe.

O salário previsto para agente censitário municipal é R$ 2.100. para agente supervisor, R$ 1.700. Já a remuneração do recenseador será por produção, calculada por setor censitário, conforme taxa fixada, unidades recenseadas (domicílios urbanos e/ou rurais), tipo de questionário (básico ou amostra), pessoas recenseadas e registro no controle da coleta de dados. O candidato poderá simular valores de remuneração por meio deste link.

A previsão é de que as provas objetivas sejam aplicadas presencialmente em 18 de abril para o cargo de agente censitário municipal e agente censitário supervisor. Já para a função de recenseador, as provas presenciais devem ocorrer no dia 25 de abril, “seguindo os protocolos sanitários de prevenção da covid-19”.

EDITAIS

De acordo com o edital, caberá ao recenseador realizar a coleta, presencialmente e/ou por telefone, das informações do Censo Demográfico 2021 em todos os domicílios do setor censitário que lhe foi atribuído no âmbito da sua área de trabalho.

Para concorrer à função de recenseador é preciso ter ensino fundamental completo. A jornada de trabalho é de, no mínimo, 25 horas semanais e a previsão de duração do contrato é de até 3 meses, podendo ser prorrogado mediante necessidade de conclusão das atividades do Censo e de disponibilidade orçamentária.

Já para as funções de agente censitário municipal e agente censitário, é exigido o ensino médio completo. A jornada de trabalho é de 40 horas semanais, cumprida em 8 horas diárias. A previsão de duração do contrato para as duas funções é de cinco meses, podendo ser prorrogado mediante a necessidade do Censo.

De acordo com o edital, caberá ao agente censitário municipal acompanhar as atividades da coleta de dados, garantindo a perfeita cobertura da área territorial, o cumprimento dos prazos e a qualidade das informações coletadas na cidade de trabalho. A função será ocupada pelos melhores colocados em cada município. Já aos agentes censitários caberá a supervisão, acompanhando as equipes de recenseadores em campo para esclarecimento de dúvidas.

IMUNIDADE PÓS-VACINA PODE DEMORAR SEMANAS, DIZEM ESPECIALISTAS

Idosos do abrigo São Vicente sendo vacinados contra a Covid-19.

Da Agência Brasil.

O início da campanha de vacinação contra a covid-19 levou esperança a milhões de brasileiros que esperam pelo momento em que poderão retomar uma rotina mais próxima à qual estavam habituados até o início da pandemia. Mesmo que lentamente, a imunização está avançando entre profissionais da saúde e pessoas dos grupos de risco.

O entusiasmo, no entanto, não deve levar ninguém a abrir mão de cuidados pessoais, sob risco não só de adoecer em um momento em que o sistema de saúde continua sob pressão, mas também de colocar em perigo a estratégia nacional de imunização. Especialistas lembram que, além de nenhuma vacina ser 100% eficaz, principalmente diante do risco de surgimento de novas variantes, o corpo humano demora algum tempo para começar a produzir os anticorpos que protegerão o organismo contra a ação do novo coronavírus.

Tempo médio

Segundo a vice-presidente da Sociedade Brasileira de Imunização (SBIm), a pediatra Isabella Ballalai, em média o tempo mínimo para que o sistema imune esteja apto a responder adequadamente contra a presença de qualquer agente patogênico causador de doenças é de, no mínimo, 14 dias após receber a primeira dose de uma vacina. Mas cada imunizante tem seu próprio tempo médio para ativar o sistema imunológico, conforme descrito por seus fabricantes.

Fiocruz

A dose da AstraZeneca, por exemplo, é capaz de atingir uma eficácia geral de proteção da ordem de 76% 22 dias após a aplicação da primeira dose. O percentual pode superar os 82% após a pessoa receber a segunda dose, segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), responsável por produzir, no Brasil, a vacina em parceria com a farmacêutica e a Universidade de Oxford.

Um estudo publicado na revista científica The Lancet, no início do mês, sustenta que a maior taxa de eficácia é atingida quando respeitado o intervalo de três meses entre a primeira e a segunda dose.

Butantan

O Instituto Butantan, parceiro do laboratório chinês Sinovac no desenvolvimento da CoronaVac, afirma que são necessárias, em geral, duas semanas após a segunda dose para que a pessoa esteja protegida, já que esse é o tempo que o sistema leva para criar anticorpos neutralizantes que barram a entrada do vírus nas células. Ainda segundo o instituto, uma quantidade maior de anticorpos pode ser registrada até um mês após o fim da vacinação, também variando de indivíduo para indivíduo.

“É importante esperar, porém, que grande parte da população tenha sido imunizada antes de voltarmos aos antigos hábitos, para evitar contaminar outras pessoas, já que o indivíduo que tomou a vacina ainda pode transmitir o vírus. Mesmo após a imunização, ainda será preciso manter medidas de segurança, como o uso de máscara e a higienização constante das mãos.”

Cuidados

“Ao tomar uma vacina, a pessoa tem que aguardar pela ação do seu próprio sistema imunológico, que vai produzir os anticorpos que irão protegê-la”, reforça Isabella, destacando a importância de, mesmo após tomar a segunda dose, a pessoa continuar usando máscaras, evitando aglomerações, higienizando as mãos e objetos e respeitando as recomendações das autoridades sanitárias.

“É muito importante que as pessoas entendam que será preciso continuar tomando os mesmos cuidados por mais algum tempo. Este ano tende a ser melhor que 2020, pois já temos mais conhecimento e algumas respostas à doença, mas, infelizmente, 2021 será ainda de distanciamento e de uso de máscaras”, acrescenta a vice-presidente da SBIm, acrescentando que, para diminuir a transmissão da doença, será preciso vacinar, no mínimo, 60% da população brasileira.

“Ainda temos muitos desafios para controlar a doença. Há o risco do surgimento de novas variantes – mesmo que a maioria das vacinas esteja demonstrando ser eficaz também contra algumas das variantes já identificadas, em algum momento isso pode não ocorrer. Logo, ainda não é hora de relaxar. Ainda não é hora de retirarmos as máscaras e desrespeitar o distanciamento social”, alerta Isabella.

“EM CASA E SEM COMIDA NÃO DÁ”, DIZ JERBSON EM DEFESA DE AUXÍLIO EMERGENCIAL

Do JBO.

Jerbson Moraes

A elaboração, em caráter de urgência, de um projeto de Lei que crie o Auxílio Emergencial Municipal para ajudar famílias de Ilhéus em situação de vulnerabilidade social durante esta fase crítica da pandemia voltou a ser defendida ontem (17) pelo presidente da Câmara de Vereadores de Ilhéus, Jerbson Moraes, no plenário da Poder Legislativo.

Ele anunciou que, na próxima semana, vai agendar um encontro com o prefeito Mário Alexandre; o secretário de Gestão e Inovação Tecnológica, Bento Lima; e o secretário de Desenvolvimento Social, Rubenilton Silva, para juntos – Executivo e Legislativo – encontrarem um caminho para viabilizar a iniciativa. O presidente convidou todos os vereadores a participar do encontro.

“É preciso objetivar este assunto, dar um passo inicial e formatar esse projeto de acordo com as possibilidades do município”, afirmou. “Não dá para pedir a população para ficar em casa, sem que ela tenha o que comer. Não é auxilio pra você ver pessoas comprando celular. É para comprar comida”, completou.

Segurança jurídica

Jerbson Moraes informou que 14 estados já estão com municípios pagando este modelo de auxílio. O investimento chega a R$ 973 milhões e o atendimento prestado alcança 1,8 milhão de pessoas. Mas que para ter segurança jurídica, lembra o presidente Moraes, este projeto terá que partir do Poder Executivo e votado pela Câmara.

A intenção, ao envolver no debate duas pastas da administração municipal – Gestão e Inovação Tecnológica e Desenvolvimento Social – é ampliar o debate e, efetivamente saber, de onde poderia vir os recursos e para quem eles poderão ser destinados. Na sua proposta, Jerbson explica que o valor só poderá ser destinado para a compra de alimentos, com a comunidade beneficiada comprando no próprio bairro onde reside e movimentando a economia local.

Questão de urgência

O presidente da Câmara lembra que ações como o kit escolar, promovidas pelo estado e pelo município na fase inicial da pandemia, foram importantes para garantir a sobrevivência alimentar de milhares de famílias carentes em Ilhéus. “Esta nova proposta é questão de urgência. Corta de algum outro lugar, mas o povo não pode passar fome”, afirmou. Para criar o Auxílio Emergencial Municipal são necessárias soluções fiscais que garantam a responsabilidade social.

Grave

Hoje em Ilhéus registra-se um crescimento acentuado no número de casos e de mortes por Covid-19. Os hospitais estão perto de um colapso. As Unidades de Terapia Intensiva estão com ocupação acima de 95 por cento, mesmo diante de todas as medidas protetivas e de tratamento disponibilizadas pelas gestões estadual e municipal.

TCM-BA REPROVA AS CONTAS DE 2019 DE MARÃO; RELATOR PEDE APURAÇÃO DE CRIME DE RESPONSABILIDADE

Do BG.

Marão

O TCM-BA reprovou as contas de 2019 do prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre (PSD).

Em sessão realizada nesta quinta-feira (18), os conselheiros reprovaram as contas devido à não aplicação do percentual mínimo de recursos na rede educacional e em razão da dívida consolidada líquida que no exercício superou o limite imposto pela Resolução nº 40 do Senado Federal.

Na educação, Mário aplicou 24,03% da receita resultante de impostos, junto com os recursos transferidos pelo governo federal . O mínimo exigido constitucionalmente é 25%.

O conselheiro Fernando Vita, relator do parecer, destacou a extrapolação continuada do limite da dívida consolidada líquida, que representou 138,36% da receita corrente líquida ao final de 2019, ultrapassando o limite de 120% previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal e na Resolução do Senado Federal.

Por estas razões, a relatoria propôs representação ao Ministério Público Federal contra o prefeito para a apuração de crime de responsabilidade. Também foi imputada multa no valor de R$8 mil pelas demais irregularidades apuradas durante a análise técnica das contas.

Os problemas do prefeito no TCM não começaram hoje. Em 2020 o tribunal determinou que Marão devolvesse recursos ao município devido às irregularidades no contrato de coleta dos resíduos sólidos.

Em 2019 o mesmo tribunal multou o prefeito por atrasos no envio de dados para o Sistema Integrado de Gestão Administrativa (SIGA).

GOVERNO FEDERAL EXCLUI 48 MIL FAMÍLIAS NORDESTINAS DO BOLSA FAMÍLIA; BAHIA REGISTRA MAIOR CORTE DE BENEFÍCIOS DO PAÍS

Secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia, Carlos Martins.Secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia, Carlos Martins.

Dados do Comitê Técnico da Assistência Social do Consórcio Nordeste mostram que, de dezembro a fevereiro de 2021, o Nordeste teve uma redução de 48 mil famílias beneficiadas pelo Bolsa Família. Outras 13 mil famílias foram cortadas na região Norte, no mesmo período.

Paralelo a isso, as regiões Sul (+ 26.504), Sudeste (+ 21.479) e Centro Oeste (+ 4.090) registraram aumento no número de famílias beneficiadas pelo governo de Jair Bolsonaro.

A Bahia é o estado do Nordeste que mais perdeu benefícios: foram excluídas 12.706 famílias entre dezembro de 2020 e fevereiro de 2021. Em seguida vem Ceará (- 8.639), Pernambuco (- 7.550) e Maranhão (- 6.609).

Em número absoluto, a Bahia também é o estado com o maior corte de benefícios em todo o país. Ao mesmo tempo, Minas Gerais (+ 23.047), Rio Grande do Sul (+ 12.119) e Paraná (+ 9.693) registraram aumentos expressivos.

“É incompreensível, não existe lógica além da perversidade, que explique os cortes de benefícios nas duas regiões mais vulneráveis e com a maior parte da população mais pobre do país. Em meio a um dos momentos mais difíceis, o governo corta benefícios de quem mais precisa. É um absurdo que pode custar a vida de muitas pessoas”, afirma o secretário de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social da Bahia, Carlos Martins.

Os nove estados nordestinos tem hoje uma demanda reprimida de 673.842 mil famílias. Ou seja, mais de 670 mil famílias possuem perfil para o programa, mas estão na chamada fila de espera.

“Esse governo já demonstrou por A mais B que a lógica social é a da perversidade. Não se trata de incompetência ou erro, mas da vontade deliberada de fazer sofrer a população das regiões onde o presidente encontra menos apoio popular”, diz Martins.

No comparativo entre dezembro de 2019 e dezembro de 2020, todas as regiões do país registraram aumento no número de famílias beneficiadas pelo Bolsa Família. Mas, no Nordeste e no Norte do país, o crescimento é muito menor do que nas outras regiões.

Nesse período, o número de famílias beneficiadas cresceu 6% na região Norte e 5% na região Nordeste. As regiões Sul (16%), Sudeste (14%) e Centro Oeste (13%) registraram o dobro do crescimento percentual no Norte e Nordeste.

“A falta do pagamento do Auxílio Emergencial, mas o corte expressivo no Bolsa Família colocam as duas regiões em rota de colisão com uma crise social ainda mais aguda. Além da falta de vacinas para retomar a vida normal, a população mais pobre ainda enfrenta ataques violentos de direitos sociais por parte daqueles que deveriam garantir alimentação e sustento nesse período”, finaliza o secretário da Bahia.

Informações da Assessoria de Comunicação.

COMEÇA DIA 22 A OFERTA DE DISCIPLINAS PELOS CURSOS DA UESC

Uesc

Os estudantes dos cursos de graduação e pós-graduação da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) devem estar atentos às datas estabelecidas no calendário acadêmico.

Desta segunda-feira (22) até a sexta-feira (26) será o período de registro da oferta de disciplinas, pelos Colegiados de cursos de graduação e pós-graduação stricto sensu para o primeiro semestre de 2021.

O calendário acadêmico foi aprovado pelo Conselho Superior de Ensino, Pesquisa (Consepe/Uesc), e publicado no anexo único da Resolução junto com a Resolução 56/2020.

Na Resolução está definido que as aulas serão iniciadas no dia 15 de março e que o período de oferta do Ensino Não Presencial na Uesc, compreenderá o primeiro semestre 2021 e será desenvolvido em conformidade com o calendário acadêmico, podendo ser estendido ao segundo semestre, após avaliação de dados acerca da pandemia do novo coronavírus causador da SARS-CoV-2 (Covid-19).

PROCESSO SELETIVO DO IFBA SERÁ GRATUITO E POR ANÁLISE DE HISTÓRICO ESCOLAR

ifba

Por conta da pandemia da covid-19, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) fará a seleção para o Processo Seletivo Gratuito para os Cursos Técnicos com base nas notas do histórico escolar, num formato virtual e não presencial. A instituição publicou os editais do Processo Seletivo para os cursos técnicos – 2021 com a oferta de 2.997 vagas para Bahia.

As inscrições serão realizadas no período de 22 de fevereiro a 16 de abril de 2021 no site http://www.selecao.ifba.edu.br. O processo será todo on-line e gratuito. “A inscrição será gratuita para garantir que nesse momento de crise os estudantes em qualquer lugar da Bahia possam se inscrever para os nossos cursos”, explica a reitora Luzia Mota.

As vagas são para os cursos técnicos profissionais, nas formas Integrada (Ensino Médio junto ao profissionalizante), Subsequente (profissionalizante para quem já terminou o Ensino Médio) e Concomitante (profissionalizante concomitantemente ao Ensino Médio de outra Instituição). São 1589 vagas para os cursos Integrados, 1358 vagas para os cursos Subsequentes e 50 vagas para os cursos Concomitantes. Os estudantes poderão escolher até duas opções de curso de uma mesma forma no campus de sua escolha.

Para a realização da inscrição, os estudantes que ainda não tiverem obtido o histórico escolar a tempo pela escola poderão, excepcionalmente, apresentar declaração de histórico escolar assinada pelo responsável pela escola conforme modelo disponível no edital ou “atestado escolar” onde constem as notas e o nome completo do candidato (em papel timbrado, carimbado e assinado pelo responsável da escola) ou o conjunto dos boletins (em papel timbrado, carimbado e assinado pela escola). Mas na hora da matrícula o histórico escolar será obrigatório.

As notas analisadas serão: dos 6º, 7º e 8º ano do Ensino Fundamental para os Cursos Integrados e Concomitantes; e do 1º e 2º ano do Ensino Médio para os Cursos Subsequentes. As notas que não estiverem no padrão numérico deverão ser informadas ao sistema do Processo Seletivo conforme o anexo da tabela de equivalência de conceitos e notas.

O IFBA reservará 50% das vagas para candidatos que estudaram em escola pública, com critérios socioeconômicos (subdivididos entre renda bruta familiar igual ou inferior a 1,5 salário-mínimo per capita e renda bruta familiar superior a 1,5 salário-mínimo per capita) e étnico-raciais (candidatos que se autodeclararem pretos, pardos e indígenas). Também há reserva de vagas para candidatos com deficiência.

“Estamos fazendo um grande esforço para garantir a realização desse processo para continuar dando oportunidade dos jovens entrarem na instituição. As mudanças são emergenciais, não são mudanças definitivas. O processo de 2021 é um processo emergencial e a opção pela análise do histórico escolar se dá pelo fato de sabermos que desse modo poderíamos fazer o processo remotamente e ao mesmo tempo poderíamos deixá-lo mais inclusivo, já que a análise de histórico é uma seleção processual, que leva em consideração a vida do estudante durante os últimos anos de estudo. Queremos cada vez mais tornar o acesso ao IFBA mais democrático e inclusivo e a sociedade pode ter certeza de que esses estudantes terão políticas de permanência e êxito dentro da instituição e eles poderão construir seus projetos profissionais dentro do IFBA”, explica a reitora Luzia Mota.

Campus Ilhéus

Para o Campus Ilhéus serão oferecidas 240 vagas disponíveis em duas modalidades: Integrado (médio + curso técnico) e Subsequente (curso técnico). Os Cursos disponíveis são: Edificações, Informática e Segurança do Trabalho.

Acesse o edital e todas as informações sobre o Processo Seletivo no site: http://www.selecao.ifba.edu.br.

DECRETO RESTRINGE CIRCULAÇÃO DE PESSOAS EM ITABUNA

Prefeito Augusto Castro

Como medida para enfrentamento ao novo coronavírus, cuja situação demanda prevenção, controle e contenção de riscos, para que sejam evitados danos e agravos à saúde pública, a Prefeitura de Itabuna institui restrição à circulação noturna de pessoas no território do Município. A decisão deve ser cumprida por qualquer pessoa, ficando proibido o trânsito em vias e equipamentos públicos, das 22 h às 5 horas, de 19 a 25 deste mês.

O prefeito Augusto Castro (PSD) decidiu adotar a mesma posição do Governo do Estado, já que a cidade vive o risco da falta de leitos para o tratamento da doença. As Unidades de Tratamento Intensivo (UTI) destinadas à Covid-19 já chegam a 93% de ocupação e os leitos clínicos estão próximos da saturação, o que pode comprometer a oferta de vagas a pacientes acometidos com a enfermidade.

A restrição não se aplica aos servidores, funcionários e colaboradores, no desempenho de suas funções, que atuam nas unidades públicas ou privadas de saúde e segurança. “Excepcionalmente, ficam autorizados, durante os horários de restrição, os serviços necessários ao funcionamento das indústrias e Centros de Distribuição e o deslocamento de seus trabalhadores e colaboradores.

Também ficam excetuadas da vedação, as hipóteses de deslocamento para ida a serviços de saúde ou farmácia, para compra de medicamentos ou situação em que fique comprovada a urgência.

No período, fica estabelecido o horário 21 oras para encerramento das atividades comerciais, valendo este limite também para as academias, templos religiosos, shopping centers, restaurantes, bares e similares. O transporte público excepcionalmente funcionará até 22 horas.

O Decreto também aprova protocolos de prevenção, cujas diretrizes deveram ser observadas por toda a comunidade, especialmente pessoas de grupos de risco, com idade acima de 60 anos, com comorbidades (hipertensos, obesos, diabéticos, etc.); donos de de restaurantes, bares, pizzarias, temakerias, sorveterias, doçarias, cafeterias e similares; shopping centers; e templos religiosos.

BAHIA CONFIRMA PRIMEIRO CASO DA VARIANTE DO REINO UNIDO EM SALVADOR

Covid 19

A Vigilância Epidemiológica do Estado da Bahia confirmou ontem (17) a transmissão comunitária da variante do coronavírus detectada inicialmente no Reino Unido no estado. O diagnóstico foi encontrado pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) do Rio de Janeiro em um homem de 62 anos, residente em Salvador, sem histórico de viagens ao exterior ou contato com pessoas que visitaram países fora do Brasil.

A diretora da Vigilância Epidemiológica, Márcia São Pedro, explica que a transmissão é caracterizada como comunitária quando não conseguem mapear a cadeia de infecção. Não se sabe quem foi o primeiro paciente responsável pela contaminação dos demais.

Até o momento, há outros três casos suspeitos dessa cepa e 11 confirmados da mutação originada em Manaus.

ILHÉUS: BANCO DO BRASIL ANUNCIA FECHAMENTO DEFINITIVO DA AGÊNCIA GABRIELA

Agência do Banco do Brasil em Ilhéus.

Nota.

Ontem tivemos uma notícia negativa em relação à Agência Gabriela, do Banco do Brasil, que foi o anúncio da data do seu fechamento para o próximo dia 12 de março.

Infelizmente, a direção do banco segue com seu programa de desestruturação e fragilização do Banco do Brasil e seu papel de banco público.

Continuaremos lutando até o último momento, mas conscientes que, agora, a chance de reverter essa decisão ficou muito menor.

Ficamos nós, aqui em Ilhéus, com o prejuízo de continuar sem nenhuma agência bancária na zona sul de nossa cidade, que poderia contribuir com o desenvolvimento da região, o atendimento às pessoas e aos pequenos negócios.

Ilhéus, 18 de fevereiro de 2021
Rodrigo Cardoso dos Santos
Presidente do Sindicato dos Bancários de Ilhéus



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia