Samu de Ilhéus completa 15 anos com renovação da frota e qualificação do Ministério da Saúde.

O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) completou nesta terça-feira (2) o 15º aniversário de implantação no município, oferecendo atendimento pré-hospitalar de qualidade à população de Ilhéus e de outras nove cidades. De acordo com o enfermeiro Cyomar Dias, diretor regional do Samu, o serviço será qualificado com recursos provenientes de portaria do Ministério da Saúde, cuja estrutura passará a contar com quatro Unidades de Suporte Básico (USB), duas Unidades de Suporte Avançado (USA) e uma motolância.

Para ele, a comemoração vai além dos 15 anos de operação no município, desde o início da primeira gestão, o prefeito Mário Alexandre está imbuído em melhorar as condições de trabalho, com aquisição de equipamentos adequados aos primeiros socorros, maior renovação de frota da história do Samu e reajuste salarial de toda equipe. O serviço de urgência também presta um apoio primordial à rede no cenário da pandemia, dando suporte avançado para realizar as transferências de casos mais graves da Covid-19.

“Hoje é dia de agradecer aos profissionais que atuam nesse serviço tão importante para a rede pública de saúde. No início de 2017 encontramos ambulâncias totalmente defasadas e amarradas por cordas, mas Graças a Deus e com muito esforço conseguimos mudar essa situação. Então, isso é fruto de muito trabalho. A gente busca valorizar cada servidor e prestar um atendimento digno à população”, ressaltou Mário Alexandre.

Dias lembrou que ao longo dos últimos quatro anos, o Município adquiriu duas ambulâncias com recursos próprios e cinco via Ministério da Saúde, uma vez que regularizou as pendências junto ao órgão federal. “Infelizmente devido à pandemia não poderemos fazer uma festa para comemorar os 15 anos de história, mas agradecemos a cada profissional que colaborou para que o serviço se tornasse referência na região e na Bahia”.

Em agosto de 2019, o prefeito assinou na sede da unidade o documento que equipara os salários da classe médica da instituição aos demais profissionais da rede municipal. Além de Ilhéus, o serviço atende os municípios de Arataca; Itacaré; Una; Uruçuca; Gandu; Teolândia; Camamu; Taperoá e Valença. O quadro é composto por 97 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, condutores socorristas, telefonistas, guardas municipais e auxiliares de serviços gerais.

O diretor regional do Samu solicita à população que utilize o canal de atendimento 192 apenas em caso de necessidade real, pois os trotes além de atrapalhar o trabalho da equipe, que se deslocam para atender um falso chamado, podem impedir os socorristas de prestar assistência a um paciente que realmente aguarda por socorro.