Informações do JBO. 

Máscaras estao deixando de fazer parte do cotidiano nas cidades.

Na última semana de 2020, um repórter do JBO esteve em Itacaré e se sentiu um “peixe fora d´água”.

Ao percorrer as movimentadas ruas centrais da cidade, percebeu que poucas – pouquíssimas mesmo – pessoas usavam máscara de proteção facial.

No réveillon, muitos casos de aglomeração em festas particulares e nas ruas tradicionais da cidade. Resultado: o número de casos confirmados saltou de 722 para 824 entre os dias 23 de dezembro e 5 de janeiro.

Em compensação, no mesmo período, houve uma redução no número de casos ativos no município, queda de 89 para 10 no mesmo período, segundo o boletim municipal.

Ilhéus

Em Ilhéus, com o registro de aglomeração em cabanas de praia e um movimento intenso de turistas na cidade – no réveillon o índice de ocupação nos hotéis foi de 100 por cento, segundo a Prefeitura – foram registrados 426 casos nos últimos 15 dias (aumento de 8.737 para 9.163 pessoas infectadas), 175 casos continuam ativos, um aumento de 82% em comparação com o registrado no dia 23 de dezembro (96 casos ativos).

Outro município da região que viu crescer o número de casos foi Maraú: 66 novos casos de covid-19 nos últimos 15 dias, também segundo o boletim municipal. Lá, os casos ativos saltaram de 32 para 46.

Estes números foram levantados pelo portal Correio, de Salvador.

Incubação

Nas próximas horas estes índices tendem a crescer, segundo um especialista ouvido pelo JBO. O “período de incubação” se refere ao tempo entre a infecção do ser humano pelo vírus e o início dos sintomas da doença. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), no caso da Covid-19 esse intervalo varia de 1 a 14 dias, geralmente ficando em torno de 5 dias.