WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom ponte ilheus prefeitura de ilheus secom bahia


novembro 2020
D S T Q Q S S
« out   dez »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  


:: 8/nov/2020 . 11:15

MARÃO LIDERA INTENÇÃO DE VOTOS, CACÁ ESTACIONA E VALDERICO VIRA 2° VIA

 

O prefeito de Ilhéus, Marão (PSD), lidera a corrida eleitoral pelo comando do Executivo na cidade, com 34% das intenções de voto, aponta levantamento A TARDE/Potencial Pesquisa. Em seguida na preferência do eleitorado estão Valderico Junior (DEM) e Cacá (PP), ambos com 13%. Na sequência, aparecem Professor Reinaldo do Ibec (PTB) e Cosme Araújo (PDT), com 5% e 3%, respectivamente. Bernadete Souza (PSOL), João Barros (PRTB) e Roberto Barbosa (Solidariedade) têm 1%, cada.

Ainda conforme a pesquisa, os indecisos são 22% e a soma dos brancos e nulos é 7%. O levantamento foi realizado entre os dias 30 de outubro e 2 de novembro, com 600 entrevistas presenciais, das quais 500 na sede do município e 100 nos distritos. A margem de erro é de 4 pontos percentuais e o nível de confiança, de 95%. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o nº BA-09710/ 2020.

Na espontânea, quando não são informados os postulantes, os números são muito parecidos. Marão tem 33% das intenções de voto, enquanto Valderico repete os 13% e Cacá aparece com 12%. Reinaldo pontua com 4%, e Cosme, novamente com 3%. Bernadete, João e Roberto voltam a ter 1%, cada.

Apesar da vantagem de 21 pontos percentuais do prefeito em relação a seus principais adversários e da inexistência de segundo turno na cidade, 37% dos entrevistados disseram que ainda podem mudar o voto, o que indica uma fatia do eleitorado ainda aberta a outras possibilidades na urna.

A isso se soma o número expressivo de indecisos – praticamente um quarto dos entrevistados –, o que indica um eleitorado ainda “vulnerável”, na opinião do estatístico e especialista em marketing político Zeca Martins, diretor da Potencial. Para completar, a avaliação do prefeito não é das melhores e sua rejeição é semelhante à de seus principais adversários.

“Como tem alguns insatisfeitos e aqueles que ainda podem mudar [o voto], então não é um cenário consolidado. Está bem encaminhado, mas não considero consolidado. [O prefeito] Está abaixo do seu potencial [eleitoral], porém tem rejeição do tamanho do potencial. E a avaliação não é tranquila”, avalia Martins.

Entre os três principais candidatos, Valderico Junior é quem parece contar com um eleitorado mais decidido – somente 24% daqueles que anunciaram voto no democrata afirmaram que podem mudar de ideia a respeito. Entre os que informaram sua preferência pelo prefeito, 31% disseram que ainda podem escolher outro candidato. Já no grupo que revelou intenção de votar em Cacá, 32% reconheceram que ainda não bateram o martelo.

Rejeição

Dos candidatos, o prefeito é quem tem o maior potencial eleitoral – responderam que votariam nele 42% dos entrevistados, o que indica que o gestor poderia, teoricamente, crescer até oito pontos percentuais. Em 2016, Marão foi eleito com 41,8% dos votos válidos.

Por outro lado, o gestor municipal tem índice de rejeição (40%) semelhante ao de seus principais concorrentes: Valderico (38%) e Cacá (45%). É também o candidato mais conhecido, ao lado de Cacá, segundo colocado no último pleito municipal.

Cosme tem o percentual de rejeição mais alto: 51% dos entrevistados responderam que não votariam nele de forma alguma. Bernadete, por sua vez, é a menos rejeitada, com 31%. Seu potencial eleitoral, entretanto, é baixo (5%), por ser pouco conhecida – 50% das pessoas ouvidas disseram não conhecê-la suficientemente bem para opinar.

Gestão aprovada

Candidato à reeleição, o prefeito de Ilhéus, Marão (PSD), tem a gestão avaliada como ótima ou boa por 37% dos moradores da cidade, conforme levantamento A TARDE/Potencial Pesquisa. Outros 24% consideram a administração municipal regular e 34% a definem como ruim ou péssima.

O presidente Jair Bolsonaro tem no município índices de aprovação semelhantes aos do prefeito: 42% de ótimo/bom, 25% de regular e 28% de ruim/péssimo. O governador Rui Costa (PT), por sua vez, tem a gestão classificada como ótima ou boa por 65%, enquanto 21% a definem como regular e 8% avaliam como ruim ou péssima.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia