Ônibus da empresa viametro em Ilhéus.

Diariamente através do Ilhéus FM 105.9 , o comunicador Vila Nova cobra uma providência da prefeitura de Ilhéus em relação aos serviços de transporte coletivo municipal. A população está sofrendo com a  falta de veículos que não circulam nos horários de grande necessidade. Ontem (19), a 11ª Promotoria do Ministério Público do Estado da Bahia, através de oficio encaminhado,o promotor Paulo Eduardo Sampaio solicitou que a SUTRAM de Ilhéus informe se as empresas de ônibus estão cumprindo fielmente o Decreto Municipal nº 66 , de 09 de setembro de 2020.

“Em caso de eventual descumprimento da aludida norma municipal, requeremos sejam lavrados os respectivos autos de infração por esta Superintêndencia….”, diz trecho do ofício.

O MP afirma que o não cumprimento do decreto é reconhecido como uma grave lesão aos interesses dos consumidores ilheenses, em razão da maior possibilidade de contágio daqueles por conta do maior tempo de espera nos pontos de ônibus e números de passageiros transportados por veículo, por conta da não circulação de totalidade da frota.

No programa O tabuleiro desta segunda –feira, moradores dos distritos contaram que por falta de veículos em dias e horários necessários acabam pagando valores absurdos para irem até a cidade. “ A média que pagamos na lotação é de R$ 30 reais”, disse a moradora de Castelo Novo.

Informações do Tabuleiro