ASCOM PSOL

A candidata disputa o Palácio Paranaguá em Ilhéus.

Cuidar da saúde da população, garantir educação de qualidade, promover a participação popular, garantir orçamento participativo e a transparência no uso dos recursos públicos, promover desenvolvimento com respeito à sustentabilidade ambiental e valorizar o funcionário público. Com essas propostas, o Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) apresenta a companheira Bernadete Souza como prefeita de Ilhéus junto com a co-prefeita Jackelina Meira pela coligação “Por uma nova Ilhéus, eu voto nelas”.

Mulheres, pretas, trabalhadoras, as candidatas pretendem transformar Ilhéus numa cidade democrática e republicana que prioriza os trabalhadores, as trabalhadoras e as classes populares. Cuidar de todos, Cuidar de todas; Cuidar do meio ambiente é o lema dessas mulheres que colocam seu nome para disputar a vaga ao pleito municipal. Filha de trabalhadores, Bernadete Souza nasceu em 1968, em Estância-Se e se mudou para Ilhéus, quando tinha 9 anos, para morar no antigo “fundão”, favela situada em uma faixa de terra que descia do Morro do Basílio até as margens do Rio Fundão entrada de Ilhéus, hoje Avenida Palmares.

Foi no Fundão que iniciou a militância junto com moradores, participando das lutas populares por habitação, saneamento básico, segurança alimentar, saúde e educação. A luta culminou na fundação da Associação de moradores, uma das poucas com sede própria construída em mutirão por toda a comunidade: era a “escolinha”. “Eu tinha 12 anos e carreguei pedras na minha cabeça para contribuir ali vim a estudar e mais tarde fui eleita presidenta da Associação”.

A caminhada de Bernadete foi de luta e de reconhecimento da importância da educação. Formada em Letras pela Universidade do Estado da Bahia e especialização em Educação do Campo e Agroecologia na Universidade de São Paulo (USP), atua fortemente para garantir o acesso à terra, o direito à organização popular, por meio das associações camponesas, quilombolas, e os direitos das mulheres e povos tradicionais, valorizando a cultura, a fé, ancestralidade africana e a força destes povos. Bernadete foi candidata a vereadora em ilhéus em 2004 e a suplente para o senado em 2018. Junto com Bernadete, Jack Meira compõe a chapa majoritária.

Militante do PSOL e doutoranda em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal da Bahia, é uma apaixonada pela cidade de Ilhéus, desde que se mudou para cidade. Estudiosa da memória e do patrimônio cultural, considera que Ilhéus precisa ser cuidada pelos gestores, valorizando a riqueza cultural, o ecossistema e o turismo com responsabilidade ambiental, principalmente, oferecendo melhores condições de vida para todos e todas, investindo em educação, saúde. A chapa com duas mulheres, companheiras, militantes e pretas é a demonstração de que é preciso valorizar o voto das mulheres, a força e coragem de quem é a maior força produtiva de trabalho, como também combater a violência contra as mulheres. “O PSOL quer fazer história na cidade e ser o primeiro partido a governar com duas mulheres ocupando a prefeitura de Ilhéus”, afirma Bernadete.