Do JBO

Marão de olho na movimentação da esquerda.

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre, candidato à reeleição, tenta recompor, nas próximas horas, sua base eleitoral. Com o PP, o PT e o PCdoB fora de uma possível coligação, o principal partido a seu lado é o PSB. No entanto, há, também, algumas possibilidades de reviravolta por lá. Não por uma possível mudança de lado. Mas de nome.

Bebeto Galvão, ex-deputado federal, seria, teoricamente, o nome preferido para ser o vice de Marão. Mas, em virtudes das últimas movimentações, já há outras possibilidades sendo postas à mesa. Enquanto o nome de Bebeto perdeu força, outros do PSB apresentam-se como “vivos” na disputa. O servidor público Diego Messias e o advogado e ex-presidente da OAB local, Marcos Flávio, filho do ex-prefeito Antônio Olímpio, estão no páreo. O empresário Camilo Carvalho, filho da advogada Rúbia Carvalho, é outro nome que está sendo lembrado.

Isso do lado do PSB.

Mas há, também, outra possibilidade: a da própria Rúbia. Ela já vem se oferecendo para compor a chapa há muito tempo. Pesa contra essa posssibilidade apenas o fato de ela ser do PSL e defensora do presidente Jair Bolsonaro, o que seria um outro extremo a uma candidatura que, teoricamente, conta com o apoio do governador Rui Costa, adversário público de Bolsonaro. Esse, inclusive, teria sido um dos argumentos que resultaram na impossibilidade de uniao do PT local com o atual prefeito.

As convenções se aproximam. As mudanças já começaram.