Jerbson soltou o verbo.

Durante a investida dos rodoviários de Ilhéus contra a chegada de novos ônibus operados somente pelos motoristas – que geraria desemprego na categoria, chamou a atenção a defesa dos trabalhadores feita pelo vereador Jerbson Moraes (PSD).

Ao se pronunciar na sessão realizada na noite de ontem (terça, 3) para discutir o assunto – que acabou por proibir que o motorista faça a cobrança da passagem também, o parlamentar se posicionou favorável à proibição (veja mais aqui).

Moraes justificou o voto contrário às empresas de transporte destacando seu passado humilde. O pai do vereador foi motorista por anos.

“Meu pai se aposentou como motorista, me educou, sou advogado, sou vereador. Meu irmão é da Polícia Rodoviária Federal e minha irmã é advogada, escrivã… com um volante dirigindo. Meu pai nos educou no volante, se aposentou no volante. Eu vou votar contra? Não voto! Pode ser empresa, pode ser quem for, eu voto a favor do motorista, do trabalhador e do cobrador” declarou o parlamentar ao justificar seu voto.