Da Secom/Ilhéus

A vacinação virou programa da família, portanto, deve acontecer de janeiro a janeiro. Por isso, a Prefeitura prepara campanha seletiva contra o sarampo, e intensifica a cobertura vacinal nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) vinculadas à Secretaria Municipal de Saúde (Sesau). A Campanha terá início na próxima segunda-feira (7) e vai até o dia 25 de outubro. O Ministério da Saúde divulgou no último mês boletim epidemiológico para subsidiar as ações de vigilância, prevenção e controle do sarampo no país.

A campanha seletiva tem como público-alvo, crianças com idade de seis meses a menores de 5 anos, independentemente da situação vacinal. No entanto, a população com idades de 1 a 29 anos deve procurar as salas de imunização para receber as 2 doses da vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola). Pessoas com idades de 30 a 49 anos, devem receber 1 dose da vacina tríplice viral. Os profissionais da saúde devem ser vacinados independentemente da idade.

Alerta – Esta semana, o secretário de Saúde do Estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas fez uma publicação nas redes sociais alertando sobre a nova fase da epidemia no Brasil. No vídeo, Vilas-Boas informa que a Bahia registrou oito casos de contaminação. “Os casos não foram importados, o que significa dizer que o vírus está circulando entre nós. Quem ainda não se vacinou, procure com urgência uma unidade de saúde ou posto de vacinação para tomar a vacina”.

Sarampo – É uma doença infecciosa exantemática aguda, transmissível e extremamente contagiosa, podendo evoluir com complicações e óbito, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano de idade. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções respiratórias, no período de quatro a seis dias antes do aparecimento do exantema até quatro dias após.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), muitos países permanecem endêmicos para o sarampo, principalmente aqueles com baixa cobertura vacinal e bolsões de não vacinados. O Setor de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde apela ainda aos pais de crianças para que estejam atentos às datas de atendimento e compareçam aos postos portando a carteira de vacinação da criança.