Evento.

A Organização Gongombira de Cultura e Cidadania promoveu, entre 15 e 18 de julho, capacitações em criação de aves, agroecologia e educação ambiental em Ilhéus.

As atividades fazem parte do projeto Rede Aviária da instituição, que busca o fortalecimento do trabalho decente em comunidades de terreiro no sul da Bahia.

Os primeiros terreiros de candomblé a receberem as construções dos galinheiros foram Abassá de Leuá Tumbensi Bisneto e Ilê Axé Odé Omi Ewá, ambos localizados no distrito de Banco do Pedro.

Na segunda etapa do projeto, foram realizadas oficinas de criação de aves e agroecologia, que foram realizadas nos dias 15 e 16 de julho, ministradas pelo agrônomo Diego Abulquerque.

A capacitação em educação ambiental, que aconteceu nos dias 17 e 18 de julho, no Terreiro de Matamba Tombenci Neto, foi ministrada pela professora Sueli Conceição, Doutora em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Uesc.

O Projeto Rede Aviária

O projeto Rede Aviária garantirá a implantação de galinheiros profissionais nas cidades de Ilhéus, Itabuna, Itacaré e Una, além de promover a capacitação dos colaboradores responsáveis nas comunidades, com a oferta de cursos nas áreas de Economia Solidária, Educação Ambiental, Agroecologia e Criação de Aves.

A iniciativa tem apoio do Àwa, Ações Afirmativas e incentivo financeiro do Fundo do Trabalho Decente, da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte do Estado da Bahia.