WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
bahiagas policlinica itabuna secom bahia teatro itabuna


julho 2019
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  


:: 16/jul/2019 . 8:57

JUDOCA ILHEENSE HAKSON ANDRADE CONQUISTA ETAPA DECISIVA DO CIRCUITO BAIANO

Da Secom/Ilhéus

Judoca.

O judoca ilheense Hakson Andrade conquistou neste último fim de semana, mais um título de campeão. Dessa vez, pela 5ª etapa do Circuito Baiano de Judô, evento realizado em Simões Filho, na Região Metropolitana de Salvador. Grande promessa do judô brasileiro, o atleta faixa Preta de 32 anos segue em busca de seu sonho, que é representar o município de Ilhéus numa competição pan-americana e também um mundial de judô fora do País.

No próximo final de semana, o judoca viaja para a cidade Natal, no Rio Grande do Norte disputar o Campeonato Brasileiro de Judô Veteranos. Exibindo expectativa, Hakson agradeceu o apoio dado pela Prefeitura de Ilhéus. “Travamos uma batalha fora das arenas, mas, felizmente tive apoio do município para esta etapa, e estou muito ansioso por esta competição. Treinando bastante”, conta.

A luta do atual líder do ranking nacional continua pela busca de apoios e patrocínios para custear viagens e estadias. Mesmo com as barreiras, Hakson Andrade se mantém firme nos treinos e nos sonhos. Quem quiser ajuda-lo pode entrar em contrato pelos telefones 73 98814-9980 e 99932-2221. Banco do Brasil – Agência 0019-1 Conta corrente 67515-6. Siga o judoca pelo Instagram: @Haksonjudo

OPERAÇÃO LANCÔME: JUSTIÇA CONDENA 21 POR ATUAREM EM ORGANIZAÇÃO CRIMINOSA EM ILHÉUS

Do Tabuleiro

Operação.

Vinte e uma pessoas foram condenadas pela Justiça por formarem organização criminosa (Orcrim) que atuava no município de Ilhéus, principalmente no bairro de Teotônio Vilela.

Segundo a denúncia, oferecida pelo Ministério Público estadual, foi apurado que entre janeiro e setembro de 2018 os denunciados, atuando em conjunto, praticaram crimes de tráfico de drogas, posse e porte ilegal de armas e homicídios, com cooptação de menores de idade.
A sentença foi proferida no último dia 10. A atuação da Orcrim foi investigada e revelada por meio da Operação Lancôme, deflagrada pelo MP e a Polícia Civil em setembro do ano passado.
Conforme a sentença, a organização criminosa atuava sob o comando de José Alan Conceição Costa Lima, conhecido como “Alan Batom”. De dentro da Penitenciária Lemos de Brito, ele dava “ordens aos demais denunciados, quer determinando que alguns promovessem diretamente o tráfico de drogas, quer solicitando a seus subalternos que guardassem armas ou as transportassem de um local para o outro, ordenando e organizando, ainda, ataques aos integrantes da facção rival”.
Ele foi condenado a 13 anos e nove meses de prisão em regime fechado. A Orcrim também atuava nos bairros do Alto da Soledade, Alto dos Carilos, Alto Formoso, Nelson Costa, Nossa Senhora da Vitória, Barreira e Couto.
Foram condenados também Michele da Silva Gomes, Matheus de Oliveira Feliz, Leandro Santos Lima, Edson Alves dos Santos, Fábio Ferreira Silva, Oziel Santos Menezes e Carlos Alberto Céo dos Santos a dez anos e três meses de prisão; a nove anos e seis meses de reclusão Daniele Gonçalves dos Santos, Aldair de Jesus dos Santos, André Luan Carvalho e Silva, Gabrielle Souza dos Reis, Simone Brito da Conceição Gomes, Jorlândio Amaral Feliz, Fagner Santana dos Santos, Michael Gleiton Bispo dos Santos, Rafael Santos Brasil, Alisson Correia dos Santos e Joalisson Lima Santos; a sete anos e seis meses Jéssica Monteiro Oliveira e Magno dos Santos a quatro anos e seis meses de prisão.


WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia