WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
secom bahia faculdade de ilheus embasa


maio 2019
D S T Q Q S S
« abr    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  


:: 3/maio/2019 . 17:21

ILHÉUS: ASSAÍ DEVE SER INAUGURADO EM JUNHO

Da Secom/Ilhéus

Assaí Atacadista.

Na manhã da quinta-feira (2) o prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre visitou as obras de construção do Assaí Atacadista, uma empresa do grupo Pão de Açúcar que está sendo instalada na zona sul da cidade.

Implantado às margens da BA-001, que liga Ilhéus ao distrito de Olivença, o Atacadista Assaí chega para alavancar o crescimento e o desenvolvimento econômico de Ilhéus, favorecendo geração de renda e emprego na cidade. 

Quem trafega no trecho já percebe a celeridade nos trabalhos, que se encontra 60% concluídos.

ILHÉUS: MARÃO VIAJA AOS ESTADOS UNIDOS, MAS NÃO TRANSMITE CARGO AO VICE-PREFEITO

Do Pimenta

Marão e Nazal

O prefeito de Ilhéus, Mário Alexandre (PSD), viajará aos Estados Unidos na próxima segunda (6) para representar o município em um evento do Banco Mundial em Washington. Marão deixará a cidade no domingo (5) e somente retornará no dia 14. Por lei, deve transmitir o cargo ao vice-prefeito, José Nazal (Rede). Até o momento, não há nada publicado no Diário Oficial do Município. Ou seja, a cidade poderá ficar sem prefeito por 10 dias.

O evento Plataforma Global para Cidades Sustentáveis será realizado de 8 a 10 de maio, reunindo especialistas e autoridades mundiais em biodiversidade e capital natural para as cidades. O prefeito poderá incorrer em crime caso não faça a transmissão de cargo.

Marão e José Nazal romperam relações políticas há mais de um ano, desde quando Nazal discordou dos rumos tomados pelo governo, com poderes irrestritos concedidos a um secretário que pouco conhece do município e acumula bastante críticas não apenas de opositores, mas também internas.

Leia mais clicando aqui.

ILHÉUS: PROFESSORES AMEAÇAM ENTRAR EM GREVE

Da Ascom/APPI

Mobilização dos professores.

Trabalhadores em Educação da Rede Municipal de Ilhéus paralisaram na tarde desta quinta-feira (02) as atividades em protesto à proposta do governo municipal de “reajuste zero” para a categoria.

Eles estiveram reunidos em frente à maior escola da rede, o Instituto Municipal de Ensino Eusínio Lavigne e saíram em caminhada pelo centro da cidade. A APPI/APLB entregou, em dezembro do ano passado, a pauta da campanha salarial dos trabalhadores da Educação em Ilhéus, com a proposta da categoria.

O sindicato vai aguardar que o município mude de posicionamento e faça uma contraproposta plausível para a categoria. Os dirigentes já admitem uma greve por tempo indeterminado caso a prefeitura não se manifeste.

Na lista entregue à prefeitura, os trabalhadores em Educação reivindicam reajuste salarial a todos os profissionais do setor de educação (exceto professores) no percentual de 10% (dez por cento) sobre os salários pagos em dezembro de 2018.

Na proposta, o município se obrigaria a cumprir a tabela dos trabalhadores não docentes, garantindo os percentuais entre os níveis, padrões e referências em Educação conforme prevê a lei 3549/2011. O Município também deverá conceder o percentual do piso nacional em cumprimento a Lei nº 11.738/2008, da Lei 3346/2008, assim como a meta 17 e 18 da Lei 3729/2015, para os profissionais do magistério e cumprirá o acordo extrajudicial homologado na Justiça do Trabalho em decorrência de uma sentença transitada e julgada.

Na lista de reivindicações ainda há garantias de direitos com Previdência, FGTS, vale transporte, adicional de noturnidade e número de alunos por sala de aula, dentre outras coisas.

O ato também contou com as presenças de servidores que foram admitidos sem concurso público, entre 5 de outubro de 1983 e 5 de outubro de 1988 e dos funcionários contratados por meio de seleção simplificada, que permanecem sem retornar ao seu ambiente de trabalho, mesmo após decisão favorável ao retorno por parte da desembargadora Sílvia Zarif, do Tribunal de Justiça da Bahia. A Prefeitura descumpre a decisão judicial.

1º SIMPÓSIO MULTIDISCIPLINAR DE CÂNCER DE MAMA FORTALECE AGENDA DE EVENTOS CIENTÍFICOS EM ILHÉUS

Simpósio.

Médicos especialistas, com interesse em oncologia mamária, reuniram-se no último sábado (27), em Ilhéus, durante o 1º Simpósio Multidisciplinar de Câncer de Mama para debaterem temas como rastreamento, diagnóstico e tratamento da doença.

O evento foi realizado pela Clínica AMO – Assistência Multidisciplinar em Oncologia e a Clínica de Mamografia de Ilhéus – CMI, sob a responsabilidade dos médicos Dr. Caio Silvério, Dr. Carlos Sampaio e Dr. José Slaibi Filho.

De acordo com o Dr. Caio Silvério, oncologista clínico e diretor médico da clínica AMO Ilhéus, o câncer de mama é o segundo mais comum nas mulheres brasileiras e o diagnóstico precoce é a principal medida de combate à doença. O médico ainda ressaltou que o simpósio foi muito importante para a troca de experiências e fundamental para estimular eventos científicos no sul da Bahia.

Para Dr. Carlos Sampaio, oncologista clínico, sócio fundador da AMO, “encontros multidisciplinares sobre câncer de mama, aumentaram a qualidade, e a uniformizaram a assistência”. Ainda completou que “encontros como esse resultaram em coisas extremamente interessantes, como por exemplo, a padronização do laudo de anatomia patológica”.

“A oncologia mamaria é uma disciplina extremamente multidisciplinar e a gente precisa estar próximos uns dos outros para trabalhar com qualidade”, definiu Dr. Carlos Sampaio. Segundo Luciana Leite, mastologista da clínica AMO Ilhéus, a política de saúde deve ser fortalecida para a identificação precoce do câncer de mama. “É importante detectar o tumor mais cedo, com o rastreamento adequado, para realização de tratamento eficaz e individualizado, o que aumenta as taxas de cura, diminuindo os impactos físicos e psicológicos das pacientes”, alertou.

Palestrantes e assuntos abordados no simpósio – Dra. Luciana Leite, Mastologia AMO Ilhéus – Introdução e Epidemiologia; Dr. José Slaibi, Mastologia AMO Ilhéus – Rastreamento; Dr. Lister Cedro, Radiologia Multimagem CMI Ilhéus – Mamografia e US; Dra. Manuella Binttencourt, Multimagem CMI Ilhéus – RM das mamas; Dra. Juliana Freitas, Imagepat Salvador – Patologia e painéis moleculares; Dr. Rodrigo Guindalini, Oncogenética CAM / CLION Salvador – Predisposição genética; Dr. Marcos Nolasco, Mastologia AMO Salvador – Cirurgia oncológica; Dra. Elisa Saito, Radioterapia HSI Salvador – Radioterapia adjuvante; Dr. Leonardo Albuquerque, Cirurgia Plástica Ilhéus – Reconstrução mamária; Dra. Vanessa Dybal, Oncologia AMO Salvador – Tratamento sistêmico (Neo) adjuvante; Dra. Mayana Lopes, Oncologia AMO Salvador – Câncer de mama metastático; Dr. Caio Silvério, Oncologia AMO Ilhéus – Casos clínicos.

ILHÉUS: PRESO SEGUNDO SUSPEITO DE MATAR COLOMBIANOS

Do G1 Bahia

Vítimas.

Um homem suspeito de envolvimento na morte do casal de colombianos Andres Alban Tenório e Diana Paola Zuluaga, ocorrida na cidade de Ilhéus, em maio de 2018, foi preso na quarta-feira (2).

De acordo com a Polícia Civil, o suspeito Cosme Santana Nunes foi localizado quando estava em um bar na cidade e encaminhado para a 7ª Coordenadoria do Interior (Coorpin/Ilhéus).

Outro suspeito de envolvimento no crime, o empresário Magno Rodrigues, que confessou o assassinato do casal, chegou a ser preso, mas foi solto em agosto após a Justiça conceder um habeas corpus. Magno responde ao processo em liberdade.

De acordo com a polícia, o empresário alegou que agiu em legítima defesa após ter uma arma apontada para a cabeça por uma das vítimas. O homem devia R$ 7 mil ao casal, que praticava agiotagem na cidade.

Conforme a defesa de Magno, a legítima defesa foi usada no pedido de habeas corpus para a Justiça, que, de acordo com a decisão, também levou em conta a falta de antecedentes criminais do suspeito e o fato dele ter emprego fixo.

Caso

As vítimas foram encontradas mortas na noite do dia 18 de maio de 2018, na BA-001, entre as cidades de Ilhéus e Itacaré, ao sul da Bahia. Eles tinham se mudado para Ilhéus havia pouco mais de seis meses.

De acordo com a polícia, as investigações apontaram que, para matar o casal, o empresário marcou um encontro com os colombianos, dizendo que iria pagar o empréstimo, mas na verdade, ele planejava roubar as vítimas para pagar outra dívida de R$ 50 mil, que ele teria contraído com um grupo de ciganos.

Conforme a investigação, o suspeito ligou para os colombianos e pediu para eles irem buscar a quantia. A polícia acredita que as vítimas seguiram de carro com Magno e outros dois comparsas, que levaram os colombianos para as proximidades de um cemitério, onde foram executados.

O suspeito alegou que marcou com os estrangeiros com a intenção de negociar a dívida, mas durante o encontro, Andres teria apontado uma arma para a cabeça dele. O empresário diz ainda que, em seguida, teria entrado em luta corporal com a vítima, conseguiu tirar a arma dele e acabou atirando neles.

O empresário foi preso no dia 6 de junho após procurar a polícia. Não há informações sobre o paradeiro dos outros suspeitos apontados pela polícia.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia