Do JBO

Centro Administrativo de Ilhéus.

O presidente do Tribunal de Justiça da Bahia, desembargador Gesilvaldo Britto,deferiu, há pouco, o pedido de suspensão dos efeitos da sentença proferida pelo juiz Alex Venícius, da Primeira Vara da Fazenda Pública de Ilhéus. Em resumo: a decisão pela demissão dos servidores da Prefeitura de Ilhéus está sem validade. A ação foi interposta pelos advogados da APPI. Em instantes, mais informações.

Atualização – Na decisão, o desembargador afirma que “não obstante, a Jurisprudência dos Tribunais Superiores tem admitido também o ajuizamento da excepcional medida por entidades de direito privado, desde que no exercício de atividade delegada da Administração Pública e na defesa do interesse público, como é o caso dos autos, razão pela qual reconheço a legitimidade da Requerente para propor este pedido de Suspensão”.

Ainda de acordo com o desembargador, “não procede a preliminar de falta de interesse de agir suscitada pelo Município de Ilhéus em decorrência da decisão proferida pela Exma. Desembargadora Silvia Carneiro Santos nos autos do pedido autônomo de atribuição de efeito suspensivo à Apelação”.

 

Clique aqui para ler a reportagem completa.