Premiados.

A Rota Transportes, empresa do Grupo Brasileiro que atua no transporte rodoviário intermunicipal e interestadual de passageiros e encomendas, realizou a entrega do Prêmio Motorista Eficaz 2018, aos profissionais que mais se destacaram no exercício de suas funções. Durante o evento ocorrido na sede da Rota, em Itabuna, dia 5, com a presença do diretor-executivo, Paulo Carletto, doze motoristas e instrutores receberam a premiação.

Além de aprimorar técnicas profissionais e garantir bons resultados, o Programa Motorista Eficaz tem como objetivo valorizar os condutores e instrutores que se empenham para fazer uma direção responsável e segura, prestar bom atendimento aos usuários, evitar desperdícios e a poluição do meio ambiente, e ter compromisso com a pontualidade e assiduidade dos serviços oferecidos pela empresa.

Também participaram da premiação, o gerente corporativo Operacional, Jonatas Amorim, o gerente da Unidade Rota Itabuna, Vladimir Almeida, a coordenadora de Recursos Humanos e Qualidade, Jaciara Santos, as psicólogas Ivana Almeida, Luísa Alves e Stefane Pereira, a analista da Qualidade, Júnia Both, e o assistente de Marketing, Antônio Carvalho.

Antes do anúncio da premiação, a psicóloga Stefane Pereira proferiu uma mensagem sobre a importância do trabalho do Motorista. Em seguida, o diretor Paulo Carletto fez um pronunciamento, no qual enfatizou a satisfação pela realização do evento, ”quando destacamos os profissionais que conduzem nossos veículos e transportam diariamente milhares de vidas. Afinal, vocês motoristas, são a principal vitrine de nossa empresa e de nossos serviços”, disse.

A psicóloga Ivana Almeida anunciou os ganhadores. Na categoria Eficaz Master, com média de 85 a 95 pontos mensais, foram premiados os motoristas Clarencio Lopes, José Fábio Sena, Wellington Gomes, Marcos Roberto, Pedro Apóstolo (18 anos de empresa), Rosenildo Conceição e Clemerson Albuquerque (da Unidade Rota Aracaju). A categoria mais elevada da premiação, Eficaz Premium, revelou Edevaldo Oliveira, que com apenas dois anos de empresa obteve média superior a 95 pontos mensais, de uma pontuação máxima de 100.

Na oportunidade, o motorista rodoviário Wellington Gomes falou sobre a satisfação pela profissão de motorista: “é uma profissão gratificante, bonita e delicada. Bonita porque andamos como doutores, engravatados. Conhecemos pessoas em lugares diferentes. E delicada porque depende de vários fatores para que possamos permanecer no emprego”. Foram também premiados os instrutores de motoristas Alex Carvalho, Eduardo Rocha e Solon Pacheco, da Unidade Rota Itabuna, e José Carlos Bomfim, da Unidade Rota Aracaju.

O diretor Paulo Carletto ressaltou que apesar da grave crise enfrentada pelo transporte rodoviário de passageiros, ao longo dos últimos anos, na região, na Bahia e no Brasil, “nós não desanimamos. Pelo contrário. Encaramos a crise como um desafio que aumenta a nossa determinação no sentido de oferecer um serviço de melhor qualidade e de ampliar os caminhos que a Rota percorre nos estados da Bahia, Sergipe, Alagoas e Paraíba. Nesse contexto, temos priorizado investimentos na área de recursos humanos, através de treinamentos que capacitem cada vez mais os nossos colaboradores”, acrescentou.