WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia
policlinica itabuna secom bahia teatro itabuna secom bahia


março 2019
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930
31  


:: 26/mar/2019 . 8:35

PORTO DE ILHÉUS AMPLIA O CALADO PARA ATRAIR NAVIOS MAIORES

Do Tabuleiro

Porto.

Na terra de Jorge Amado, do cacau e do chocolate, ainda lá no século XX, o desenvolvimento veio pelo mar, quando um velho atracadouro deu lugar em 1920 para a construção de um porto capaz de escoar toda a produção cacaueira local para o mundo. Porto que hoje – quase cem anos depois – quer aprofundar não só sua área de influência, mas também sua posição enquanto hub logístico. Para isso, o equipamento vai aumentar o seu calado (profundidade) de 8 metros para 11,5 metros, o que vai permitir que o porto atraque navios maiores, que devem atender às demandas de cruzeiros turísticos e de graneleiros de grande porte.

A realização da dragagem para o aprofundamento significa investimentos na ordem de R$ 90 milhões. Segundo o diretor do Instituto Nacional de Pesquisa Hidroviária do Departamento de Gestão e Modernização Portuária (SNPTA), Domênico Acetta, a obra de dragagem (remoção de assoreamento) tem como principal objetivo incrementar as atividades portuárias em Ilhéus, sobretudo na operação futura como braço do Porto Sul e da Ferrovia de Integração Leste-Oeste (Fiol), ambas estruturas em fase de implementação.

“O Porto de Ilhéus precisa manter sua estrutura.  Ao aprofundar, você ganha em carga. Se você agregar um metro no seu calado, você coloca mais 720 contêineres. E isso é recurso a mais, isso é divisa entrando”, falou. Ainda de acordo com Acetta, a expansão do calado vai resolver, inclusive, os problemas de insegurança e facilitar os arrendamentos nas áreas em terra do terminal.

“Você cria um ambiente bom para o porto em diversos segmentos. Quando o governo fala para o mercado que vai  melhorar e aprofundar o Porto de Ilhéus e se resolve o gargalo da insegurança,  abre oportunidade para puxar os empresários para cá e movimentar estas parcerias”, destaca o especialista.

Se antes o Porto de Ilhéus vivia vinculado à atividade cacaueira, após o declínio da era desta cultura,  ele passou a responder pela movimentação de grãos, minérios e abriu seu cais também para receber turistas. Para fomentar a competitividade logística do porto, o plano de dragagem prevê também a construção de uma via portuária.

“Demos a ideia de fazer esta avenida paralela. A praia está em colapso.  A gente amplia a praia e atrás dessa praia podemos fazer o acesso portuário sair da cidade de Ilhéus. Os caminhões não vão mais precisar entrar”, explica Acetta.

Outra perspectiva estratégica para o Porto de Ilhéus está no suporte à construção do Porto Sul, pela mineradora Bahia Mineração (Bamin), como pontua o diretor de projetos da empresa, Alberto Vieira. “Hoje, nós estamos com um calado de 9 metros que possibilita a atracação de navios pequenos, de 30 a 40 mil toneladas. Para ganharmos mais eficiência, precisamos ter navios maiores atracando em Ilhéus. Somando porto e ferrovia, nós vamos ter um hub logístico de extrema importância para a Bahia”, afirma o executivo.

HOSPITAL COSTA DO CACAU ATRASA SALÁRIOS E NÃO TEM INSUMOS

Do Blog do Gusmão

Hospital

Informações de médicos que atendem no Hospital Regional Costa do Cacau relatam dificuldades vividas pelos profissionais.

O hospital inaugurado em dezembro de 2017, com show de Vanessa da Mata e outras pompas, “é só fachada”. As administrações se sucedem e os problemas continuam. Além de “não pagar salários, faltam insumos e medicamentos básicos”, afirmam os médicos.

Segundo uma das fontes, o desabastecimento gera improvisos. “Ficamos tateando medicação que tem na farmácia para substituir a padrão, fio de sutura e etc..”.

O Governo do Estado, que tem a responsabilidade política e administrativa, deve 22% dos salários de setembro e a totalidade dos vencimentos de outubro, janeiro e fevereiro.

Não conseguimos contato com a assessoria de imprensa do HRCC.

DONOS DE VEÍCULOS RECOLHIDOS DAS RUAS DE ILHÉUS TÊM 48 HORAS PARA O RESGATE

Carros recolhidos.

A Superintendência de Transporte, Trânsito e Mobilidade (Sutram) notificou, em apenas uma semana de operação, 35 proprietários de veículos abandonados nas ruas de Ilhéus. Até a manhã desta segunda-feira (25), 11 veículos que causavam transtornos aos moradores de vários bairros da cidade foram recolhidos para o pátio do município.

De acordo com a Sutran, os donos têm 48 horas para fazer o resgate dos veículos. A autarquia municipal informou que um dos objetivos do trabalho, iniciado na semana passada, é proteger a população de doenças provocadas pelo Aedes aegypti, mosquito transmissor de doenças como dengue, zika e chikungunya e febre amarela.

Entre os locais onde veículos foram recolhidos pelos agentes de trânsito está a rua Barão do Rio Branco, no bairro Pontal. Moradores informaram que dois carros removidos do local foram abandonados há cerca de três anos. A situação foi a mesma na Rua Rambudo de Cima, no bairro Conquista, onde dois carros ocupavam espaço na estreita via.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia