Do G1

O resultado.

Uma câmera de segurança flagrou o momento em que duas mulheres e duas crianças foram atropeladas por um taxista, no momento em que atravessavam uma rua, pela faixa de pedestres, em Ilhéus, no sul da Bahia. O caso ocorreu no último sábado (23).

Clique aqui para ver o vídeo.

Uma das crianças, que tem quatro anos, está internada com suspeita de traumatismo craniano.

Nas imagens, é possível ver o momento em que os quatro pedestres estão atravessando a Rua 13 de Maio e são atingidos pelo carro.

Duas das vítimas, a dona de casa Elizabeth Conceição Santos de Jesus e a estudante Carla Bianca dos Santos Lopes, contam que já estavam quase no final da faixa quando foram atropeladas.

Ainda com marcas pelo corpo, e com a filha de quatro anos internada, Elizabeth Conceição disse que ela e as outras vítimas foram surpreendidas pelo veículo.

“O que eu lembro foi que a gente estava atravessando. Não vinha carro nenhum. Quando a gente foi subir no passeio, o cara veio de lá e pegou a gente”, conta Elizabeth.

Já Carla relatou que ficou consciente durante o atropelo e viu que o taxista ainda percorreu alguns metros com a outra criança, que é prima dela, presa ao capô do carro.

“Eu vi o carro arrastando a outra, pequenininha, eu gritando para ele parar e ele não parou. Ela só caiu [do capô] quando ele freou, e quase ele passou por cima da cabeça dela”, relatou.

O atropelo ocorreu pouco depois das 23h e, segundo testemunhas, o autor do atropelo, identificado como Agnelo Brito Leal, de 56 anos, não prestou socorro e tentou fugir. Ele foi seguido e parado por outros motoristas que viram o acidente e o seguraram até a chegada da polícia.

A prisão preventiva de Agnelo Brito foi decretada na manhã de segunda-feira (25). Segundo o inquérito da Polícia Civil, Agnelo vai ser indiciado por tentativa de homicídio e por ter assumido o risco de matar quando não parou para os pedestres que atravessavam a faixa de pedestres.

Segundo a assessoria de comunicação da Polícia Civil, várias pessoas já foram ouvidas. Nesta terça-feira (26) está marcada uma audiência de custódia que vai determinar se o taxista vai continuar preso ou se vai responder o processo em liberdade.