Do G1

Joadson

Um jovem de 18 anos morreu na quinta-feira (3), após sofrer uma convulsão no Rio Cachoeira, localizado no bairro Teotônio Vilela, em Ilhéus. Segundo a família de Joadson Monteiro Cardi, ele tinha uma doença que provocava convulsões.

 

Ainda de acordo com a família, ele já havia sido vítima de afogamento em São Paulo, onde morava anteriormente, também por sofrer uma convulsão dentro d’água. Na ocasião, ele chegou a ficar na UTI de um hospital.

 

O corpo de Joadson só foi encontrado na manhã desta sexta-feira (4). As buscas haviam sido interrompidas na noite de quinta, por conta da baixa visibilidade, e foi retomada na manhã desta sexta. Uma equipe do Departamento de Polícia Técnica (DPT) da cidade foi acionada para fazer a remoção do corpo.

 

Demora no socorro

 

Testesmunhas contaram que, após Joadson passar mal na água, algumas pessoas ainda tentaram salvar o garoto, mas não conseguiram. Os moradores do bairro então acionaram o Corpo de Bombeiros. Eles contaram entretanto, que a equipe demorou mais de cinco horas para chegar ao local.

 

“Eu e meu sobrinho até cortamos os pés nas ostras, a gente mergulhou várias vezes, e a gente não conseguiu pegar o corpo. A gente ligou para os bombeiros várias vezes, e eles dizendo: ‘Não tem mergulhador aqui’”, contou a dona de casa Maria Bispo.

 

“Nós todos descemos para a ajudar a pegar ele, mas não conseguimos. A menina ainda viu a hora que ele pulou. Se eles tivessem vindo rápido, tinha como escapar, tinha como pegar ele, porque ele não bebeu água, ele deu uma convulsão”, acrescentou.

 

O Corpo de Bombeiros informou que estava em outra ocorrência e que, por isso, demorou para chegar.