Do Tabuleiro

A esquerda, Fernanda Amato Gaiotto, orientadora da Mestranda Taruhim Miranda Cardoso Quadros.

A discente Taruhim Miranda Cardoso Quadros, mestranda do Programa de Pós-Graduação em Genética e Biologia Molecular da UESC, aprovou em edital competitivo, um financiamento de 5 mil libras (aproximadamente R$24.000,00) para a sua pesquisa. O auxílio proveniente da Fundação Rufford, do Reino Unido, está voltado à formação de jovens pesquisadores que atuem na conservação da natureza.

A mestranda solicitou apoio para o desenvolvimento de seu projeto de mestrado, intitulado “Restaurando o passado, reconstruindo o futuro: como parâmetros genéticos podem subsidiar a restauração florestal?” Juntamente com sua orientadora, a Dra. Fernanda Amato Gaiotto, a discente redigiu a proposta para investigar as bases genéticas presentes em diferentes áreas de restauração florestal, usando o jacarandá-da-Bahia (Dalbergia nigra) como espécie modelo.

A pesquisa tem por objetivo sanar um importante questionamento atual: as estratégias de restauração de florestas são eficientes para manter padrões genéticos similares aos existentes nas florestas nativas remanescentes? Elevados níveis de diversidade genética possibilitam populações a expressar aptidões necessárias à sobrevivência ao longo do tempo. Assim, a partir do estudo de áreas já restauradas, Taruhim também produzirá conhecimentos de aplicabilidade prática em futuros projetos de restauração.

Seus resultados serão divulgados à sociedade com o auxílio de parcerias já estabelecidas com empresas do setor florestal (Fibria, Veracel e Symbiosis) e atores importantes da restauração florestal na Bahia (como o Instituto Floresta Viva e o Programa Arboretum). A proposta, obrigatoriamente escrita em inglês, foi submetida no mês de agosto e teve resultado divulgado no dia 6 de novembro. Agora, o financiamento está em fase de implementação, com documentação sendo enviada para a Rufford.

A Fundação Rufford (Rufford Foundation), do Reino Unido, auxilia projetos voltados a conservação da natureza em todo o mundo e até hoje já contribuiu para mais de 4 mil projetos em 156 países. A submissão de propostas de financiamento pode ser feita ao longo de todo o ano, e a fundação fornece materiais de apoio para elaboração das propostas em seu website (https://www.rufford.org/rsg/).